XP Expert

B3 coloca Americanas sob revisão no ISE | Café com ESG, 18/01

B3 colocou as Lojas Americanas sob revisão em seu Índice de Sustentabilidade; União Europeia pretende impulsionar sua transição energética

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

O mercado encerou o pregão de terça-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em subindo +2,0% e +1,6%, respectivamente.

• No Brasil, (i) a B3 colocou as Lojas Americanas sob revisão em seu Índice de Sustentabilidade e deve se pronunciar até 28 de janeiro sobre a exclusão ou não da ação da carteira que em teoria seleciona os campeões de “sustentabilidade empresarial” – era o 12º papel com melhor pontuação em aspectos ESG entre os 70 que compõem a carteira do ISE em 2023; (ii) Tarciana Medeiros tomou posse, nesta segunda-feira 16, como presidente do Banco do Brasil, se tornando a primeira mulher à frente da instituição em 214 anos.

• No internacional, a União Europeia respondeu na terça-feira às medidas dos EUA para impulsionar sua transição energética com seus próprios planos para facilitar a vida da indústria verde, dizendo que mobilizaria ajuda estatal e um fundo de soberania para impedir que empresas se mudassem para os Estados Unidos – segundo Ursula von der Leyen, chefe da Comissão Europeia, as medidas seriam parte do plano industrial do Green Deal da UE para tornar a Europa um centro de tecnologia limpa e inovação.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

Brasil

Empresas

B3 ainda avalia exclusão da Americanas de Índice de Sustentabilidade 

“A B3 colocou as Lojas Americanas sob revisão em seu Índice de Sustentabilidade – e deve se pronunciar até 28 de janeiro sobre a exclusão ou não da ação da carteira que em teoria seleciona os campeões de “sustentabilidade empresarial”. A Americanas, que anunciou um rombo de R$ 20 bilhões no balanço, era o 12º papel com melhor pontuação em aspectos ambientais, sociais e de governança entre os 70 que compõem a carteira do ISE em 2023. Ironicamente, a maior pontuação da Americanas era justamente em “governança corporativa e alta gestão”, com uma nota de 91,79 de um total de 100 pontos. A companhia já fazia parte do índice no ano passado, na 26ª posição de um total de 47 papéis. “A B3 está levantando todas as informações disponíveis e avaliando os impactos no ISE”, disse a B3 em nota ao Reset.”

Fonte: Capital Reset, 17/01/2023

Quem é Tarciana Medeiros, a primeira mulher à frente do Banco do Brasil

“Tarciana Medeiros tomou posse, nesta segunda-feira 16, como presidente do Banco do Brasil. Ela será a primeira mulher à frente da instituição em 214 anos. Em um discurso emocionado, Medeiros ressaltou sua origem nordestina, a longa trajetória profissional e o apoio incondicional dos familiares, sobretudo de mulheres. Ela também reservou agradecimentos especiais à esposa e a colegas do banco. Nascida em Campina Grande (PB), trabalhou como feirante e professora, até chegar ao Banco do Brasil, em 2000. No BB, ocupou cargos de gerência de relacionamento e negócios, passando por unidades do Norte e do Nordeste, além do Distrito Federal. Ela é administradora e pós-graduada em Marketing e Liderança, Inovação e Gestão. Durante seu discurso de posse, agradeceu ao presidente Lula (PT) pela validação técnica de seu nome.”

Fonte: Carta Capital, 17/01/2023

Fingir que é ESG não vai trazer resultado, diz CEO da Movida (MOVI3)

“O convidado do sexto episódio do Investidor ESG é Renato Franklin, CEO da Movida (MOVI3), a primeira locadora brasileira de automóveis a ter um programa que neutraliza as emissões de CO2 das locações dos clientes. Comprometida com a transição energética, com a meta de ser carbono zero até 2030, a Movida conta com uma frota de mil veículos elétricos e híbridos. A companhia também participou da Cúpula do Clima (COP-27)da Organização das Nações Unidas, realizada em novembro do ano passado no Egito, como um dos cases de sucesso no enfrentamento das mudanças climáticas. “O Brasil tem tudo pra ser protagonista nessa agenda climática, tem ativos diferenciados no mundo e uma agenda de globalização que está se transformando no mundo”, afirma. Segundo ele, no passado a globalização buscava produtividade e eficiência. “Hoje essa globalização vai buscar consciência ambiental, responsabilidade social, segurança energética e escala”, destaca.”

Fonte: Estadão, 17/01/2023

O laboratório em que a Braskem pensa o futuro das embalagens 

“Embalagens plásticas que param em pé, usadas para produtos como molho de tomate e cereais, fazem sucesso entre os consumidores pela praticidade e na indústria de alimentos pela boa relação entre custo e versatilidade. Elas têm apenas um problema: são fabricadas com uma mistura de plásticos, o que compromete o sucesso de sua reciclagem. O material obtido depois do processamento tem baixa qualidade e menor valor comercial. Mas existe uma exceção entre essas embalagens nas prateleiras dos supermercados. A linha de grãos e leguminosas Ritto, da Mãe Terra, marca de produtos orgânicos da Unilever, usa um desses saquinhos feito com um só material (polietileno) e sua reciclagem resulta em uma resina com mais possibilidades de reaproveitamento. A ideia foi gestada em conjunto pela gigante global dos bens de consumo e os técnicos do Cazoolo, um laboratório de inovação em embalagens criado pela petroquímica Braskem.”

Fonte: Capital Reset, 17/01/2023

Indústria aposta em cursos técnicos e mentorias para ampliar diversidade e inclusão

“Ao realizar em 2022 um programa de capacitação de pessoas com deficiência (PcDs) para trabalhar em alto mar (offshore), a Constellation Oil Services, empresa de perfuração de petróleo e gás, quebrou uma das principais crenças do setor: PcDs não podem trabalhar embarcados. No total, 14 pessoas participaram de treinamentos em segurança de plataforma marítima e escape de helicóptero submerso. Cinco foram contratadas. “Comprovamos que a limitação está na nossa cabeça, isso nos dá muito orgulho”, diz Silvia Nunes, diretora administrativa. Ela enfatiza, porém, que nas operações offshore, em que os riscos operacionais são grandes, a inclusão de PcDs ainda continua sendo um desafio a ser vencido, especialmente em relação à segurança do trabalho. “Iniciativas como a nossa, porém, ajudam a amadurecer a pauta no setor e a impulsionar as mudanças necessárias para a garantia da igualdade de oportunidade para todos”, reforça.”

Fonte: Valor Econômico, 18/01/2023

O futuro do setor de óleo e gás será verde?

“Investir pesado em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) de fontes alternativas de energia e aquisições de empresas que produzem energia limpa tem sido uma das estratégias das petroleiras para diminuir o portfólio baseado exclusivamente em combustíveis fósseis. Com isso, elas esperam reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE). O Plano Estratégico para o quinquênio 2023-2027 da Petrobras, por exemplo, reserva US$ 4,4 bilhões para os projetos que tratam da transição energética, dos quais US$ 3,7 bilhões serão investidos em ações de descarbonização nos escopos 1 e 2 (que tratam da própria operação). “Hoje, só investimos na prospecção de campos duplamente resilientes. Isso quer dizer que eles produzem mais e, por consequência, emitem menos CO2 por barril”, afirma Rafael Chaves, diretor de relacionamento e sustentabilidade da Petrobras.”

Fonte: Valor Econômico, 18/01/2023

Watt ‘verde’ impulsiona ebulição no setor de energia elétrica no Brasil

“A crescente preocupação ambiental está levando o setor de energia elétrica brasileiro a passar por uma verdadeira transformação. Grandes empresas direcionam bilhões de reais para projetos de geração a partir de fontes renováveis, como solar e eólica, enquanto outras tantas pequenas surgem com soluções do tipo a clientes corporativos menores e pessoas físicas. No centro disso tudo está o compromisso de indústrias, governos e cidades com a redução de emissões poluentes em um esforço coletivo para frear o aquecimento global. “As últimas conferências de meio ambiente e mudanças climáticas tiveram papel fundamental para difusão e inserção das energias renováveis na matriz energética mundial”, observa André Freitas de Moura, professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) e consultor de valuation de negócios.”

Fonte: Valor Econômico, 18/01/2023

Opinião

Artigo: O Brasil valoriza a agenda ESG

“A cena do presidente Lula subindo a rampa do Palácio do Planalto acompanhado por representantes da população brasileira, os quais, logo em seguida, lhe entregaram a faixa presidencial, é daquelas imagens que já nasceram históricas e indica de maneira simbólica, porém enfática, que um conjunto de pautas ligadas aos direitos das populações minorizadas, ao meio ambiente e à inclusão social voltou a ser prioridade para o Estado brasileiro. A cena do presidente Lula subindo a rampa do Palácio do Planalto acompanhado por representantes da população brasileira, os quais, logo em seguida, lhe entregaram a faixa presidencial, é daquelas imagens que já nasceram históricas e indica de maneira simbólica, porém enfática, que um conjunto de pautas ligadas aos direitos das populações minorizadas, ao meio ambiente e à inclusão social voltou a ser prioridade para o Estado brasileiro.”

Fonte: Correio Braziliense, 18/01/2023

Internacional

Empresas

Temasek e Toyota apoiam empresa de biotecnologia climática Living Carbon

“A empresa de investimentos estatal de Cingapura, Temasek, liderou a última rodada de financiamento para a empresa de tecnologia climática Living Carbon, que visa aumentar a capacidade de absorção de carbono das árvores, disse o executivo-chefe da startup à Reuters. A rodada Série A de US$ 21 milhões da biotecnologia também foi apoiada pela maior montadora do mundo, Toyota (7203.T) e pelas empresas de risco Lowercarbon Capital e Felicis Ventures, e leva o financiamento total levantado até o momento para US$ 36 milhões.A capacidade das árvores de absorver dióxido de carbono prejudicial ao clima e emitir oxigênio é fundamental para os esforços mundiais de conter o aquecimento global, mas a taxa de desmatamento continua em ritmo acelerado e atingiu um novo recorde na Amazônia no ano passado. Embora o foco principal para muitos seja proteger as florestas existentes e replantar aquelas que foram cortadas.”

Fonte: Reuters, 17/01/2023

Política

Davos 2023: UE enfrentará a mudança climática dos EUA com seu próprio acordo verde

“A União Europeia respondeu na terça-feira às medidas dos EUA para impulsionar sua transição energética com seus próprios planos para facilitar a vida da indústria verde, dizendo que mobilizaria ajuda estatal e um fundo de soberania para impedir que empresas se mudassem para os Estados Unidos. A chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse na reunião anual do Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos que as medidas seriam parte do plano industrial do Green Deal da UE para tornar a Europa um centro de tecnologia limpa e inovação. “O objetivo será concentrar o investimento em projetos estratégicos ao longo de toda a cadeia de abastecimento. Vamos analisar especialmente como simplificar e acelerar o licenciamento de novos locais de produção de tecnologia limpa”, disse ela em um discurso na reunião.”

Fonte: Reuters, 17/01/2023

Portugal quer pacote de tecnologia verde da UE para garantir igualdade de condições

“A resposta da União Europeia ao pacote de estímulo dos Estados Unidos para investimentos em tecnologia verde deve usar instrumentos de financiamento que garantam a igualdade entre todos os membros, em vez de favorecer as nações mais industrializadas do bloco, disse o ministro das Finanças de Portugal na terça-feira. A UE está preparando uma lei para facilitar a vida de sua indústria verde por meio de ajuda estatal e um Fundo Europeu de Soberania com o objetivo de impedir que as empresas se mudem para o exterior, disse o chefe da Comissão Europeia na terça-feira. Bruxelas teme que as empresas europeias se mudem cada vez mais para os Estados Unidos, que tem um esquema de US$ 369 bilhões para subsidiar a produção verde. “A ideia é boa e vai no bom sentido, porque a Europa não pode correr o risco de desindustrialização, não pode perder para os EUA neste processo”, disse Fernando Medina à emissora portuguesa RTP à margem de uma reunião dos ministros das Finanças do bloco em Bruxelas.”

Fonte: Reuters, 17/01/2023


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Setor financeiro (BBAS3, BBDC4, BPAC11, B3SA3, ITUB4, SANB11): Sólida performance ESG, com espaço para melhoria na governança (link)
  • Retrospectiva ESG: 12 meses, 12 acontecimentos e 12 relatórios que você não pode perder (link)
  • Novo ano, nova carteira do ISE B3: Tudo o que você precisa saber (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações no nosso portfólio para janeiro (link)
  • Nova resolução da CVM define regras ESG mais rígidas para companhias abertas (link)
  • Radar ESG | Papel e Celulose (SUZB3, KLBN11, RANI3): Bem posicionadas, apesar dos riscos ambientais acima da média (link)
  • Radar ESG | Vestuário Esportivo (SBFG3, TFCO4, VULC3): E no jogo ESG, quem vence? (link)
  • Radar ESG | DASA (DASA3): Bom desempenho ESG, com oportunidades de melhoria (link)
  • ESG: Top 5 tendências para 2023 (link)
  • Carteira ESG XP: Atualizando o nosso portfólio para dezembro (link)
  • COP27 chega ao fim; 5 principais destaques da conferência (link)
  • Copa do Mundo 2022: ESG escalado para entrar em campo? (link)
  • COP27: Três principais mensagens dos primeiros dias (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback webinar ESG; Destravando valor via a sustentabilidade (link)
  • Carteira ESG XP: Atualizando o nosso portfólio para novembro (link)
  • Radar ESG | PetroRio (PRIO3): Desenvolvendo as estratégias para atuar no campo ESG (link)
  • COP27: Um mês para a próxima conferência climática da ONU (link)
  • Aura Minerals (AURA33): Indo a campo; Principais destaques da visita ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Duas alterações para o mês de outubro (link)
  • ESG & Telecom | 5G Insights; Capítulo 4: Como o uso do 5G pode impulsionar a descarbonização? (link)
  • Radar ESG | Eletrobras (ELET3): Mudanças que vêm para o bem; Melhorias ESG também estão por vir (link)
  • Radar ESG | Guararapes (GUAR3): Evoluindo em como vestir essa agenda (link)
  • Radar ESG | Zenvia (ZENV): Dando os primeiros passos na agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Frigoríficos brasileiros: Em busca de maior sustentabilidade e melhor governança (BRFS3, JBSS3, MRFG3, BEEF3) (link)
  • ESG: Como os clientes institucionais estão evoluindo no tema? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações no nosso portfólio para setembro (link)
  • Raio-X das metas de emissões das companhias brasileiras (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • ESG: Três aprendizados da Expert XP 2022 (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações no nosso portfólio para julho (link)
  • Radar ESG | Alupar (ALUP11): Bem posicionada para se beneficiar da tendência da transição energética; esperamos mais por vir (link)
  • Radar ESG | Intelbras (INTB3): Agregando valor através de oportunidades em tecnologia limpa (link)
  • Radar ESG | Grupo Vittia (VITT3): Melhorando a sustentabilidade na agricultura (link)
  • Radar ESG | Mater Dei (MATD3): Já na rota ESG (link)
  • Crédito de Carbono: Governo publica decreto para regulamentar o mercado; Confira nossa análise (link)
  • Reunião com Joaquim Leite, Ministro do Meio Ambiente: Carbono e energia renovável centralizam as discussões (link)
  • Radar ESG | Ambipar (AMBP3): Sobre fazer parte solução (link)
  • Radar ESG | Raízen (RAIZ4): No caminho de um futuro mais verde (link)
  • Radar ESG | Cruzeiro do Sul (CSED3): No caminho certo (link)
  • Radar ESG | Juniores de O&G (RRRP3 e RECV3): Envolvidas com a agenda ESG, enquanto enfrentam ventos contrários ao setor (link)
  • Radar ESG | Petz (PETZ3): A caminho de se tornar uma empresa ESG para cachorro (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para abril (link)
  • Seis temas-chave no investimento ESG frente ao conflito Rússia/Ucrânia (link)
  • SEC anuncia proposta para divulgação obrigatória de dados climáticos; Positivo (link)
  • Update ESG | Petrobras (PETR4): Feedback do webinar sobre clima (link)
  • Radar ESG | Telefônica Brasil / Vivo (VIVT3): Conectando-se à agenda ESG (link)
  • Mulheres na liderança: Um olhar sobre a representatividade feminina nas empresas da B3 (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para março (link)
  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.