ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021

Papel das gerações mais recentes, divulgação de dados ESG e mudança climática & diversidade como os principais destaques do evento quando o tema é ESG - veja aqui os aprendizados da Expert XP 2021!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A Expert XP 2021 contou com uma série de painéis que tiveram a temática ESG no centro das discussões, com George Serafeim, Larry Fink e Meagan Tenety como alguns dos principais palestrantes do evento. Neste relatório, nós trazemos três aprendizados no tema ESG, que, em nossa visão, foram as principais mensagens do evento deste ano: (i) o papel importante que as gerações mais recentes desempenham na promoção da agenda ESG; (ii) a necessidade de melhoria na divulgação e na transparência dos dados ESG; e (iii) mudanças climáticas, diversidade e inclusão como temas-chave que precisam ser monitorados. No geral, as mensagens trazidas reforçam nossa visão de que os fatores ESG não são uma tendência, mas sim uma realidade, embora ainda haja um importante caminho a ser percorrido adiante por diferentes agentes: empresas, investidores, governos e sociedade como um todo.

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


As gerações mais recentes desempenham um papel importante na promoção da agenda ESG

Chris Gardner, empreendedor interpretado por Will Smith no filme À Procura da Felicidade, destacou que aposta nas novas gerações quando o tema é ESG. Segundo ele, são elas que nasceram e estão vivendo tempos mais desafiadores do que as antigas gerações, promovendo, portanto, essa agenda e permitindo mudanças significativas. Nas palavras de Chris: “Não há nenhuma geração mais preparada e acostumada a lidar com essas transformações do que os nossos jovens”.

Além deste, outro painel também abordou a importância das gerações recentes, mas dessa vez, no que diz respeito à economia circular. Guilherme Brammer, CEO da Boomera, afirmou que, em sua visão, a educação se mostra como uma grande ferramenta para que a economia circular seja compreendida desde a escola, principalmente em um mundo onde as novas gerações já consolidaram os conceitos de economia compartilhada e consumo consciente.


Melhor divulgação de dados ESG e transparência estão no centro das atenções

O desafio em relação à divulgação de dados ESG foi consenso entre os palestrantes ao longo do evento. Durante o painel de George Serafeim, professor de Harvard, ele mencionou que, diferentemente de tempos passados, atualmente os investidores reconhecem os esforços ESG como algo positivo, inclusive em termos de retorno financeiro. Portanto, um tópico que será cada vez mais fundamental é o envolvimento ativo dos investidores na demanda por melhor qualidade de dados ESG. Por conta dessa demanda, ele afirmou que as empresas devem (i) mensurar o impacto de suas iniciativas e ações, e (ii) ser transparentes com o mercado, dando aos seus clientes a possibilidade de escolher o que querem consumir e, aos seus investidores, novas possibilidades de alocação.

Meagan Tenety, da Nasdaq, afirmou que a falta de transparência na divulgação de dados com certeza é um dos grandes desafios hoje na agenda ESG. Segundo ela, é muito comum que as empresas queiram divulgar o que elas já são boas, ou que acham que importa mais, mas, muito provavelmente, isso não será suficiente para responder o que os investidores estão pedindo. Com isso, Meagan reforçou nossa visão em relação à importância da materialidade: as empresas precisam entender quais são os tópicos materiais para a indústria a que pertencem e o que, de fato, impacta o seu negócio – só com isso elas estão prontas para começar a promover mais transparência ao mercado.


Mudanças climáticas, diversidade e inclusão são temas-chave que devem ser monitorados de perto

Vários painéis mencionaram as mudanças climáticas como tema primordial na agenda ESG, trazendo à tona a importância de se entender que o mundo precisará entrar em uma transição energética até o fim da próxima década, e isso gerará um custo considerável para muitas empresas, que precisam, por sua vez, se preparar.

Larry Fink, CEO da BlackRock, maior gestora de recursos do mundo, afirmou em seu painel que, infelizmente, no cenário atual, as soluções mais poluentes e com maior emissão de carbono ainda são mais baratas que alternativas sustentáveis, reforçando, assim, que é evidente a necessidade de desenvolver novas tecnologias que permitam uma redução no custo das alternativas sustentáveis. Adicionalmente, Meagan Tenety destacou que as empresas estão começando a analisar o quanto elas causam de impacto ao meio ambiente, quando, na verdade, elas deveriam entender o quanto as mudanças climáticas irão impactar, financeiramente, os seus negócios.

Outro tema central trazido em diferentes painéis durante o evento foi a agenda de diversidade & inclusão. Hillary Rodham Clinton destacou a disparidade salarial entre homens e mulheres de um mesmo cargo como uma das questões mais importantes de serem endereçadas, enquanto Tenety reforçou o papel das bolsas de valores na promoção dessa agenda, trazendo como exemplo o plano recentemente implementado pela Nasdaq para aumentar a diversidade nos conselhos corporativos das empresas listadas nessa Bolsa, a fim de que as mesmas tenham pelo menos uma mulher e uma minoria em seus conselhos.


Quer saber mais sobre ESGClique aqui e leia nosso relatório completo sobre o tema!

Veja abaixo os resumos completos dos principais painéis ESG da Expert XP 2021!

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.