Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento

Ao longo deste relatório, destacamos os tópicos ESG que vemos como os mais importantes para a Positivo e analisamos como essa empresa se posiciona quando o tema é ESG.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Apesar de reconhecermos que ainda há bastante espaço para avanço na agenda ESG da empresa, apreciamos os esforços atuais da Positivo e vemos a companhia bem posicionada no pilar Social (o mais importante para o setor em nossa visão), principalmente pelo foco nos consumidores de baixa renda, bem como no segmento de educação. Na frente Ambiental, que tem menor materialidade para empresas de tecnologia, vemos com bons olhos as iniciativas atuais da Positivo, apesar de termos sentido falta de dados recentes (o último Relatório de Sustentabilidade disponível é de 2018). Em relação à Governança, notamos que as ações da Positivo são listadas no segmento do Novo Mercado, além de ser válido destacar: (i) a presença de um Presidente independente no Conselho de Administração – Sr. Alexandre Silva; e (ii) a presença de 1 mulher tanto no Conselho quanto na Diretoria – Sra. Adriana Lima e Sra. Marielva Dias, respectivamente, o que leva a Positivo a se destacar em relação a seus pares no setor de tecnologia.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Ambiental: Iniciativas sólidas em andamento, mas sentimos falta de números recentes

O pilar E tem menor materialidade para empresas de tecnologia, já que a pegada ambiental direta do setor é relativamente pequena quando comparada a muitas outras indústrias. Mesmo assim, não podemos subestimar o impacto das operações da Positivo, já que a empresa é a maior fabricante de eletroeletrônicos do Brasil, tendo uma grande variedade de matérias-primas utilizadas na fabricação de seus produtos. Por isso, destacamos com satisfação que a Positivo (i) mensura seu impacto ambiental por meio de um sólido histórico de indicadores-chave para a empresa, como a geração de resíduos e consumo de energia; e (ii) possui um Sistema de Gestão Integrado (IMS) que segue os requisitos da ISO 9001 e ISO 14001. Apesar de reconhecemos positivamente que esses números são medidos desde a fundação da empresa, além de serem publicados desde 2006, notamos que sentimos falta de dados recentes, tendo em vista que o último Relatório de Sustentabilidade da empresa disponível é de 2018. Sobre este tópico, vale ressaltar que a Positivo está trabalhando para retomar a divulgação dos dados em breve, o que vemos com bons olhos.

Social: Bem posicionada

Vemos a Positivo bem posicionada no pilar S. Altamente focada no consumidor de baixa renda, vemos a empresa desempenhando um papel importante para ampliar o acesso à tecnologia para este público, além de ampliar a tecnologia no segmento de educação, visto que a empresa oferece soluções de infraestrutura e softwares educacionais para o setor público e privado, portais de educação, formação de professores e acompanhamento pedagógico.

Adicionalmente, destacamos que a Positivo (i) atende à certificação OHSAS 18001 em seus sistemas de gestão de segurança e saúde ocupacional; e (ii) segue os padrões internacionais de gestão definidos pelo Código de Conduta da Aliança Empresarial Responsável (RBA). Segundo a empresa, a Positivo está continuamente identificando, avaliando e controlando os riscos de segurança e saúde ocupacional, proporcionando condições seguras de trabalho, a fim de prevenir lesões e doenças relacionadas à sua atividade, o que vemos positivamente. No entanto, vale a pena mencionar que também sentimos falta da divulgação da empresa com relação aos programas realizados para cobrir esta agenda.

Governança: Destacando-se vs. seus pares na diversidade de gênero, mas esperamos mais por vir

A Positivo tem suas ações (POSI3) listadas no segmento Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da B3 (Bolsa de Valores brasileira) e tem como principais acionistas os controladores da empresa (43,8%) – Helio Bruck Rotenberg, CEO da empresa, possui 10,17% de participação, sendo o restante ações em tesouraria (0,8%) e free float (55,4%). A Positivo possui um Código de Conduta próprio (para colaboradores e fornecedores), uma política de prevenção à corrupção e canal de denúncias de atendimento a colaboradores, clientes e terceiros, que consideramos positiva, a fim de mitigar eventuais questões prejudiciais ao pilar governança.

No que se refere ao Conselho de Administração, notamos que ele possui 4 membros independentes, dos 9 (44%), incluindo o Presidente, Sr. Alexandre Silva, o que reconhecemos positivamente. No que diz respeito à diversidade de gênero na liderança, destacamos a presença da Sra. Adriana Lima e da Sra. Marielva Dias, membros do Conselho de Administração e da Diretoria da Positivo, respectivamente, o que faz com que a empresa se destaque frente aos seus pares no setor de tecnologia. Nesse tema, apesar de vermos a Positivo bem posicionada, dado o claro espaço de melhoria do setor em relação à agenda da diversidade, esperamos ver mais diversidade na empresa, principalmente por meio de mais transparência em relação aos programas e metas desta agenda, em além de maior diversidade em sua força de trabalho total, indo além da equidade de gênero.


Estamos retomando a cobertura de Positivo (POSI3) com recomendação de Compra e Preço-Alvo de R$16/ação.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.