Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva

Em conferência ESG, AmBev reforça: “Sustentabilidade não é parte do nosso negócio, sustentabilidade é o nosso negócio”. Leia no relatório os destaques do evento.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A Ambev realizou ontem a primeira edição do evento à analistas e investidores, chamado “Update ESG”. De forma geral, o evento, conforme detalhamos abaixo, reforçou nossa visão positiva para a evolução da Ambev na agenda ESG, confirmando o comprometimento da companhia com o tema, além de permitir maior visibilidade à agenda e indicadores da empresa. Reforçamos nossa opinião de que vemos o compromisso da Ambev com essa pauta desempenhando um papel importante na estratégia e posição de liderança da empresa. Conforme temos destacado, vemos a Ambev como uma das empresas melhor posicionada no tema ESG sob a cobertura da XP e reiteramos nossa recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 20 por ação. Confira os principais destaques do evento abaixo.

Para acessar nossa tese para as ações da Ambev, clique aqui.
Para acessar o relatório com a análise ESG completa da Ambev, clique aqui.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostaria de receber os relatórios de Agro, Alimentos e Bebidas por e-mail? Clique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Pilar de Governança, apresentado por Letícia Kina, Diretora Vice-presidente Jurídica e de Compliance: “Governança funciona como um guarda-chuva para as demais iniciativas ESG”

Por que começar por Governança? Porque a AmBev entende que esse pilar funciona como um “guarda-chuva” para todas as demais iniciativas ESG. Nessa frente, a empresa destaca tópicos como: compra responsável; conduta concorrencial; impacto econômico indireto; transparência e gestão de risco; anti-corrupção; impostos; privacidade e proteção de dados, dentre outros. No geral, entendemos que a iniciativa da AmBev em comentar mais sobre as várias iniciativas que já desempenha no âmbito ESG pode, inclusive, ajudar a destravar valor para as ações da empresa.

Gostaríamos de destacar o item de efetividade do Conselho de Administração. Enxergamos com bons olhos a preocupação da AmBev em aumentar a diversidade de seu Conselho, tanto de gênero quanto de experiências. Nesse sentido, em março de 2021, a empresa trouxe para seu Conselho três novos membros: Cláudia Woods, CEO da WeWork LatAm; Fábio Barbosa, membro do conselho do Itaú Unibando; e Lia Matos, chief-strategy officer da Stone. Consequentemente, a empresa recebeu o selo da ONU de Woman on Board, celebrando a participação feminina no caso.

Para acessar a nota sobre a nova governança: clique aqui.


Pilar Ambiental, apresentado por Rodrigo Figueiredo, Diretor Vice-presidente de Suprimentos e Sustentabilidade: “Sustentabilidade não é parte do nosso negócio, sustentabilidade é o nosso negócio”

Entendemos que, dentre os três pilares, o Ambiental é aquele no qual a AmBev tem iniciativas mais avançadas. Nesse sentido, gostaríamos de apontar três principais diretrizes da empresa: estresse hídrico; material de embalagem e mudanças climáticas. Confira os destaques abaixo.

A água é o principal ingrediente para grande parte dos produtos AmBev, mas também é um recurso crítico para a sociedade. Nesse sentido, o compromisso da empresa vai além da produção de cervejas com o mais alto nível de eficiência hídrica: a AmBev também preza pela segurança hídrica das comunidades ao entorno de suas fábricas.

Vale lembrar que, nos últimos 18 anos, a empresa reduziu em mais de 55% o consumo de água para a fabricação de seus produtos. Hoje, a AmBev usa menos de 2,5 litros de água para produzir cada litro de cerveja. Para 2025, sua meta de eficiência é usar menos de 2 litros para cada litro em todas as cervejarias em área de estresse hídrico.

Outra meta arrojada da AmBev diz respeito à circularidade de suas embalagens: até 2025, a empresa deseja ter 100% de seus produtos ou retornáveis ou feitos majoritariamente com materiais reciclados. Vale lembrar que, hoje, 47% das garrafas de vidro têm conteúdo reciclado, vs. 33% nas garrafas PET e 74% nas latas.

Ainda no que tange às embalagens, no Brasil, especificamente, a empresa estabeleceu uma meta ainda mais ambiciosa: acabar com a sua poluição plástica até 2025. O primeiro grande passo estaria sendo dado já este ano, por conta do centenário da marca de Guaraná Antarctica: agora, 100% das garrafas da marca são feitas de 100% de conteúdo reciclado, ou seja, todas as embalagens já foram uma garrafa um dia.

Por fim, dentro do pilar Ambiental, não temos como não falar de mudanças climáticas. Vale destacar que a AmBev foi uma das empresas pioneiras em estabelecer metas de emissões de carbono que incluem toda a cadeia produtiva – ou seja, abarcando os escopos 1, 2 e 3. Atualmente, a meta da empresa é ter 100% da energia comprada vinda de fontes renováveis até 2025; outro ponto importante é sua meta de 25% de redução das emissões de carbono ao longo da cadeia de valor.

Especificamente, no que tange às das emissões de escopo 2, vale destacar os projetos de instalação de painéis solares nos Centros de Distribuição Direta (CDD) da empresa. Já no caso das emissões de escopo 3, vale destacar as iniciativas de logística verde, que incluem rotas compartilhadas com outras empresas (como JBS, Camil, etc), além de rotas mais eficientes.

Na ponta da cadeia, o destaque fica para a parceria com a startup Lemon, por meio da qual mais de mil pontos de venda já tem fornecimento de energia solar, sendo que a meta é chegar em dez mil estabelecimentos estabelecidos até o final do ano. Por fim, olhando para frente, a AmBev se comprometeu a anunciar uma meta ambiciosa de neutralidade de carbono até o final deste ano, juntamente com um roadmap completo de como a empresa pretende alcançar tal meta.


Pilar Social, apresentado por Carla Crippa, Diretora Vice-Presidente de Corporate Affairs na BU Brasil: a AmBev não está “interessada em lucrar com consumo irresponsável”

Do lado Social, gostaríamos de destacar alguns pontos-chave para a Ambev, dentre eles: suas ações humanitárias durante a pandemia; seu papel diante do desafio do consumo responsável; o projeto da água Ama; a busca por diversidade, tanto de gênero quanto racial, dentro do quadro de funcionários da empresa. Confira os principais tópicos abaixo.

Durante a pandemia, a AmBev não poupou esforços, e suas ações se traduzem em números superlativos: a doação de 3,3 milhões de unidades em álcool-gel; 3 milhões de máscaras de proteção; 2,5 milhões de pães de cevada; 1,4 milhão de litros de água; 20 toneladas de gomas de tapioca; 100 mil pedras de sabão, além de 100 leitos no hospital M’Boi Mirim em São Paulo.

No que tange ao consumo responsável, vale lembrar que a AmBev já abraça essa causa faz décadas, reforçando que não está “interessada em lucrar com consumo irresponsável”. Destaque para um lançamento realizado na última semana de maio de uma plataforma de base de dados sobre segurança no trânsito junto ao Ministério da Infraestrutura, visando um impacto estrutural.

Na frente de ações sociais e voluntariado, outro projeto interessante da empresa é a água Ama, cujo lucro é 100% voltado para projetos em comunidades em situação de estresse hídrico. Em 2019, a marca beneficiou aproximadamente 52 mil pessoas, número que saltou para 223 mil em 2020 e que deve chegar em 1 milhão de pessoas até 2025. Todos os resultados do produto, inclusive um “lucrômetro” do projeto, podem ser acompanhados no site da companhia.

Por fim, do lado da diversidade, vale lembrar que, em 2020, a empresa criou um comitê externo de diversidade e inclusão, focado em um primeiro momento no capítulo racial. Tal comitê inclui nomes de peso como Ítala Herta, fundadora da Diversa, além de Liliane Rocha, CEO da Gestão Kairós, Helio Santos, presidente do Conselho do Fundo Baobá, e Adriana Barbosa, CEO do Pretahub.

Já no campo da diversidade de gênero, hoje a AmBev já conta com 20% das mulheres na diretoria, mas reconhecem que precisam melhorar esse número. Nesse sentido, a empresa vem trabalhando por meio de políticas afirmativas que visam construir um ambiente inclusivo, por meio de exemplos como extensão da licença paternidade, mapeamento de mulheres com potencial de promoção, ações externas de combate à violência contra a mulher, dentre outros.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.