XP Expert

Vendas globais de carros elétricos dobraram em 2021, ultrapassando os carros híbridos pela 1° vez | Café com ESG, 13/04

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na terça-feira, o mercado fechou em território neutro, com o Ibov e o ISE em queda de -0,7% e -0,5%, respectivamente.

• No Brasil, um estudo do Valor sobre diversidade, equidade e inclusão (DE&I) no mundo corporativo mostrou que somente 37% das empresas no Brasil têm um orçamento de DE&I separado e, entre essas, 49,9% apontaram que houve aumento nos últimos 12 meses.

• No internacional, (i) um estudo divulgado ontem pelo FMI mostrou que os países precisam coordenar a cobrança de impostos sobre as empresas, os indivíduos e o carbono para tornar a economia global mais justa e verde, evitando distorções que estimulam a evasão fiscal e prejudicam o crescimento; e (ii) as vendas globais de novos veículos elétricos dobraram em 2021, para 4,6 milhões de unidades, ultrapassando os carros híbridos pela primeira vez, impulsionados pela forte demanda na China e na Europa.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Assine conteúdos exclusivos aqui!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

Brasil

Empresas

Diversidade e inclusão: apenas 37% das empresas têm orçamento para esses temas

“Muito se fala sobre diversidade, equidade e inclusão (DE&I) no mundo corporativo, mas um novo estudo obtido pelo Valor revela que somente 37% das empresas no Brasil têm um orçamento de DE&I separado. Entre essas, 49,9% apontaram que houve aumento nos últimos 12 meses. Quando se faz um recorte considerando apenas as empresas com mais de 15 mil empregados, 64% têm um orçamento de DE&I. Os dados fazem parte do estudo “DE&I pós 2020: progresso real ou ilusão?”, feito pela Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, com 250 empresas no Brasil, de diversos setores.”

Fonte: Valor Econômico, 12/04/2022

Uma proposta: o conselheiro independente-ESG

“Recentemente, ouvindo a participação do professor de direito empresarial Calixto Salomão Filho no podcast “Direito Empresarial Café-com-Leite”, apresentado pela professora Amanda Athayde (UnB), tive uma ideia. O professor Calixto, ao comentar sobre a tendência ESG apresentou um desafio concreto àqueles que se propõem a pensar a empresa: como alocar novos interesses (tais como sustentabilidade e comunitarismo) dentro dos órgãos da companhia? A Lei de Sociedades Anônimas já diz que o acionista controlador deve utilizar seu poder para cumprir com a função social da empresa e que tem deveres e responsabilidades para com os trabalhadores e com a comunidade em que atua.”

Fonte: Valor Econômico, 12/04/2022

Vantagem competitiva impulsiona o compromisso das empresas com o ESG

“A agenda ESG tem sido cada vez mais abordada socialmente, afetando diretamente a imagem das marcas e criando novos laços com o seu consumidor. O movimento do ESG e da sustentabilidade empresarial não tem mais volta. A questão socioambiental começou a ser uma preocupação das grandes organizações internacionais, que passaram a discutir sobre como desenvolver a exploração de forma sustentável, sem comprometer o próprio desenvolvimento tecnológico e social. Uma pesquisa realizada pela OnePoll e pela Navex Global, nos EUA, mostra que diversas companhias têm projetos ou programas voltados ao ESG, principalmente em relação às métricas ambientais, porém, menos de 40% afirmaram o mesmo sobre o cumprimento de metas sociais e de governança. “

Fonte: Folha Vitoria, 12/04/2022

Opinião

Fórum da Liberdade: práticas ESG são caminho para aliar lucro e sustentabilidadeos com iniciativas ESG

“Desde que a sigla ESG foi ganhando espaço na mídia e no meio corporativo, passou também a se questionar se o lucro e a sustentabilidade são capazes de andar juntos. O assunto foi tema do debate que abriu o segundo dia de painéis do Fórum da Liberdade, em Porto Alegre. Provocados pela pergunta do painel “Lucro e Sustentabilidade são compatíveis?”, os debatedores falaram da importância de organizações que se posicionam como empresas de impacto e como práticas de ESG, por exemplo, podem maximizar a produção e reduzir os efeitos no meio ambiente. Tobias Chanan, cofundador e co-CEO da Urban Farmcy, disse não ter dúvida de que é possível conciliar ambos os conceitos. Mas defendeu que, para isso ser viável, o alinhamento das diretrizes deve fazer parte do núcleo do negócio. Do contrário, a adoção de posturas responsáveis vira “apenas ações reparatórias para minimizar danos”, criticou.

Fonte: Gaucha Zh, 12/04/2022

Internacional

Empresas

Vendas globais de veículos elétricos ultrapassam carros híbridos pela primeira vez em 2021

“As vendas globais de novos veículos elétricos dobraram em 2021, para 4,6 milhões de unidades, ultrapassando os carros híbridos pela primeira vez, mostram novos dados, impulsionados pela forte demanda na China e na Europa. O “Nikkei Asia”calculou os volumes de vendas com base em dados da empresa de pesquisa japonesa MarkLines. As vendas de novos veículos elétricos em todo o mundo em 2021 aumentaram para 2,2 vezes o nível de 2020, enquanto as vendas de carros híbridos novos aumentaram 35%, para cerca de 3,1 milhões. As vendas de veículos elétricos quase triplicaram em relação a 2019, com as vendas de híbridos subindo cerca de 30%. O salto nas vendas de veículos elétricos se deve em grande parte à forte demanda na China, o maior mercado mundial para esses veículos.”

Fonte: Valor Econômico, 13/04/2022

Clique aqui para acessar o relatório | “Apertem os cintos, já foi dada a largada para a corrida dos Veículos Elétricos

Clique aqui para acessar o relatório | “Seis temas-chave no investimento ESG frente ao conflito Rússia/Ucrânia

Shell e Uniper são parceiras em instalação de hidrogênio de baixo carbono no Reino Unido

“A concessionária alemã Uniper e a Shell se unirão para produzir conjuntamente hidrogênio de baixo carbono em uma usina da Uniper na Grã-Bretanha em uma tentativa de aumentar o uso do combustível e reduzir as emissões de gases de efeito estufa, disseram eles na terça-feira. O projeto, localizado na usina de Killingholme da Uniper, no leste da Inglaterra, incluirá uma unidade de produção de hidrogênio azul com capacidade de até 720 megawatts – suficiente para aquecer mais de meio milhão de residências por ano – usando tecnologia de reforma de gás com captura de carbono e armazenamento (CCS).”

Fonte: Reuters, 12/04/2022

De vodca a diamantes, startups dão novo destino para captura de CO2

“A ideia parece boa demais para ser verdade: fábricas que usam o ar como matéria-prima. Uma nova onda de startups quer transformar em produtos do dia-a-dia o CO2 retirado do ar e, ao mesmo tempo, dar um empurrãozinho em uma tecnologia essencial na luta contra a mudança climática. Uma delas recicla o carbono em perfume e vodca; outra produz diamantes. Algumas fabricam gasolina com ar, água e eletricidade. Nenhuma promete fazer a diferença na contabilidade global de emissões para limitar a 1,5° C o aumento da temperatura no fim do século. Dar escala à captura de carbono é parte do incentivo para esses negócios que pretendem viver de brisa.”

Fonte: Capital Reset, 12/04/2022

Empresa alemã constrói usina solar flutuante em lago de pedreira

“Uma empresa alemã vai ligar no próximo mês uma usina de energia solar flutuante que construiu em um lago de pedreira, uma tecnologia renovável de instalação rápida que, segundo ela, pode ajudar a afastar o país dos combustíveis fósseis russos. A BayWa re disse na segunda-feira que a usina fotovoltaica (PV) da família Quartzwerke na cidade de Haltern am See, no oeste da Alemanha, será capaz de fornecer 3 megawatts (MW) de energia, equivalente a uma turbina eólica terrestre típica. A planta, com 5.800 módulos em 360 elementos flutuantes, entrará em operação em 24 de maio.”

Fonte: Reuters, 12/04/2022

Japonesa Osaka Gas apoia projeto de hidrogênio verde de US$ 11 bilhões na Austrália

“A Osaka Gas C disse nesta terça-feira que fornecerá suporte técnico para um projeto de hidrogênio verde de 10,75 bilhões de dólares no interior australiano e considerará investimentos potenciais no futuro. O projeto Desert Bloom Hydrogen, apoiado pelo Sanguine Impact Investment Group, com sede em Cingapura, usará uma tecnologia exclusiva para sugar água do ar e energia solar para dividir a água para produzir hidrogênio verde – hidrogênio gerado por energia renovável – no Território do Norte deserto.”

Fonte: Reuters, 12/04/2022

Política

Líderes da previdência de Nova York defendem menos financiamento de combustíveis fósseis

“Autoridades da previdência de Nova York disseram nesta segunda-feira que apoiarão resoluções de acionistas protocoladas em grandes bancos que buscam cortes rápidos no financiamento do desenvolvimento de novos combustíveis fósseis, colocando as questões climáticas em primeiro plano em outra temporada de reuniões de acionistas na primavera. Os acionistas devem apoiar as resoluções apresentadas no Bank of America Corp, Goldman Sachs Group Inc e quatro outros bancos “para mitigar os riscos sistêmicos representados pelas mudanças climáticas irrestritas”, de acordo com um comunicado enviado por um representante do Controlador do Estado de Nova York Thomas DiNapoli, que supervisiona cerca de US$ 280 bilhões em ativos de aposentadoria.”

Fonte: Reuters, 12/04/2022

Regulação

Países precisam coordenar taxação global de empresas, indivíduos e carbono, diz FMI

“Os países precisam coordenar a cobrança de impostos sobre as empresas, os indivíduos e o carbono para tornar a economia global mais justa e verde, evitando distorções que estimulam a evasão fiscal e prejudicam o crescimento. As conclusões são de um estudo divulgado nesta terça-feira (12) pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que ressalta que a taxação não evoluiu na mesma rapidez que permitiu, por exemplo, a movimentação de recursos financeiros através das fronteiras com apenas um clique. Uma melhor coordenação internacional na precificação do carbono, na tributação — tanto corporativa como pessoal — e na troca de informações financeiras pode beneficiar todos os países e estimular a economia global, segundo os economistas do FMI.”

Fonte: Valor Econômico, 12/04/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Cruzeiro do Sul (CSED3): No caminho certo (link)
  • Radar ESG | Juniores de O&G (RRRP3 e RECV3): Envolvidas com a agenda ESG, enquanto enfrentam ventos contrários ao setor (link)
  • Radar ESG | Petz (PETZ3): A caminho de se tornar uma empresa ESG para cachorro (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para abril (link)
  • Seis temas-chave no investimento ESG frente ao conflito Rússia/Ucrânia (link)
  • SEC anuncia proposta para divulgação obrigatória de dados climáticos; Positivo (link)
  • Update ESG | Petrobras (PETR4): Feedback do webinar sobre clima (link)
  • Radar ESG | Telefônica Brasil / Vivo (VIVT3): Conectando-se à agenda ESG (link)
  • Mulheres na liderança: Um olhar sobre a representatividade feminina nas empresas da B3 (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para março (link)
  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.