XP Expert

Mercado voluntário de crédito de carbono deve continuar em expansão no agro brasileiro | Café com ESG, 19/04

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na segunda-feira, o mercado fechou em território neutro, com o Ibov em leve queda de -0,4% e o ISE em alta de +0,1%.

• No Brasil, um estudo da FGV mostrou que o setor da agropecuária deve continuar em expansão no mercado voluntário de créditos de carbono, tendo em vista a necessidade de empresas ligadas ao setor, e mesmo de produtores rurais, de reduzir ou neutralizar suas emissões de gases de efeitos estufa.

• No internacional, (i) no fim de semana, o presidente Emmanuel Macron prometeu tornar a França a “primeira grande nação” a parar de usar petróleo, carvão e gás como fontes de energia, em um discurso para eleitores jovens e defensores de políticas mais sustentáveis; e (ii) o enviado climático da Rússia disse que o país seguirá em frente com sua agenda climática, mesmo que as empresas ocidentais estejam o deixando por causa de sanções internacionais sobre a Ucrânia; segundo ele, as empresas ocidentais eventualmente retornarão e investirão em projetos relacionados ao clima.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Assine conteúdos exclusivos aqui!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

Brasil

Empresas

Agropecuária deve crescer no mercado voluntário de créditos de carbono, diz FGV

“Aposta crescente do agro brasileiro, o mercado voluntário de créditos de carbono deve continuar em franca expansão nos próximos anos, tendo em vista a necessidade de empresas ligadas ao setor, e mesmo de produtores rurais, de reduzir ou neutralizar suas emissões de gases de efeitos estufa. E, enquanto avança a regulação desse mercado, que ainda gera incertezas, há espaço para um expressivo aumento do número de projetos nessa frente no país – que é o quarto maior gerador de créditos do mundo, atrás de Estados Unidos, Índia e China, mas que ainda responde por apenas 7% do total já gerado. Resumidamente, é o que aponta o estudo “Mercado de carbono voluntário no Brasil: na realidade e na prática”, concluído recentemente pelo Observatório de Bioeconomia da Fundação Getulio Vargas (FGV). Assinado pelos pesquisadores Daniel Barcelos Vargas, Linda Márcia Mendes Delazeri e Vinícius Hector Pires Ferreira, o trabalho lembra que o mercado de carbono ganhou fôlego extra na COP26, em Glasgow (Escócia), e chama a atenção para as oportunidades abertas atualmente.”

Fonte: Valor Econômico, 19/04/2022

Potássio do Brasil busca IPO em NY para minerar no coração da Amazônia 

“A crise global de abastecimento de potássio deflagrada pela guerra na Ucrânia foi a senha para dar novo ímpeto a um controverso projeto para minerar esse insumo crucial para o agro brasileiro no coração da Amazônia. A Potássio do Brasil, que tem um projeto de mina em Autazes, município a 113 quilômetros de Manaus, está atualmente em conversas com ao menos três bancos de investimento – Bank of America, XP e Bradesco – para discutir a realização de um IPO em Nova York. O plano é levantar parte dos US$ 2,5 bilhões necessários para extrair o minério, confirmaram três pessoas à reportagem. Paralelamente, a empresa tem se movimentado a olhos vistos para tentar destravar o licenciamento ambiental da mina, paralisado desde 2017 por decisão judicial e sem o qual é difícil avançar na captação de recursos.”

Fonte: Capital Reset, 19/04/2022

Araucárias da Tetra Pak vão reviver área da Mata Atlântica

“Uma das árvores mais emblemáticas e ameaçadas do Sul do Brasil, a araucária, tornou-se o epicentro de um projeto ambicioso de restauração florestal patrocinado pela Tetra Pak. Com a iniciativa, a maior fornecedora mundial de caixas longa vida pretende impulsionar a meta de atingir o net-zero em suas emissões de gases estufa em 2030 e fazer o mesmo para toda a sua cadeia de valor em 2050. Em dez anos, a intenção do “Conservador das Araucárias”, como foi batizado o projeto, é restaurar sete mil hectares de Mata Atlântica – o equivalente a 9.800 campos de futebol – em propriedades rurais de todos os tamanhos do Paraná e em Santa Catarina, principalmente. “A intenção é desenvolver um modelo que junte a restauração ambiental ao pagamento de serviços ambientais por créditos de carbono e biodiversidade a proprietários rurais”, explica o economista Marco Dorna, presidente da Tetra Pak no Brasil, em sua primeira entrevista no cargo.”

Fonte: Valor Econômico, 19/04/2022

Café Apuí recebe R$ 11 milhões para crescer com a floresta 

“Localizado num dos epicentros do desmatamento no Amazonas, o Café Apuí conseguiu achar o xis de uma equação complexa: mostrar que é possível garantir mais renda aos pequenos proprietários de terra com o cultivo associado à floresta do que derrubá-la para dar lugar aos bois. Agora, acaba de levantar R$ 11 milhões numa rodada que permitirá levar a empresa de um projeto piloto para uma escala comercial, aumentando a produção das atuais 231 sacas para mais de 12 mil até 2026 e o número de produtores envolvidos de 50 para mais de 300 no mesmo período. A maior parte do cheque, de R$ 10 milhões, veio de um empréstimo com vencimento em 2030 fechado com a gestora de impacto francesa Mirova. A estrutura tem um componente ainda pouco usado no Brasil: o pagamento será feito com créditos de carbono que serão gerados pelo cultivo do café. “

Fonte: Capital Reset, 18/04/2022

Opinião

Quer vida longa para sua empresa? Combine ESG com Inovação

“Você sabe qual é a expectativa de vida das empresas brasileiras? Enquanto a população atinge, em média, 76,8 anos, as empresas chegam apenas aos 34,7 anos. Aproximadamente 60% das empresas morrem antes de completar 5 anos de idade. Na procura do segredo de uma vida longa para as organizações, a capacidade de inovação e adaptação a novas circunstâncias é o melhor caminho. E qual é a adaptação que a sociedade está demandando hoje? O ESG! Pode ser não a única mudança que o mercado pede, mas é tão importante como, por exemplo, a digitalização. Vemos, no entanto, poucas organizações que pensam na combinação de ESG + inovação. O que ainda domina muito é o ESG = gestão de riscos.”

Fonte: Época Negócios, 18/04/2022

Internacional

Política

De olho no voto verde, Macron promete sair do petróleo, carvão e gás

“O presidente Emmanuel Macron prometeu neste sábado tornar a França a “primeira grande nação” a parar de usar petróleo, carvão e gás como fontes de energia, em um discurso para eleitores jovens e verdes que ele teme que possam se abster. o segundo turno das eleições da próxima semana. Em um comício na cidade mediterrânea de Marselha, que votou massivamente no líder de esquerda Jean-Luc Melenchon no primeiro turno, Macron procurou ampliar o que as pesquisas de opinião mostram como uma pequena vantagem sobre sua rival de extrema-direita Marine Le Pen. “

Fonte: Reuters, 16/04/2022

Políticas zero-COVID de Hong Kong criam montanhas de resíduos plásticos

“As chegadas de Hong Kong encontram plástico em todos os lugares em hotéis de quarentena: os controles remotos são embrulhados em celofane, os travesseiros são embalados em sacos plásticos, a comida vem com talheres de plástico. As rígidas políticas de quarentena de Hong Kong – destinadas a interromper o COVID-19 na fronteira e na comunidade – foram criticadas por prejudicar a economia e a saúde mental. Ambientalistas dizem que as políticas também estão prejudicando o meio ambiente ao gerar excesso de resíduos. “Cada um dos membros da equipe aqui usa EPI completo… os aventais, as luvas, as botas, os chapéus, e isso é cada membro da equipe e em todos os andares”, disse Clementine Vaughan, empresária de cuidados com a pele de Hong Kong, que voou na cidade em 4 de abril.”

Fonte: Reuters, 19/04/2022

Rússia continuará com sua agenda climática, diz enviado do Kremlin

“Um assessor do Kremlin disse na terça-feira que a Rússia seguirá em frente com sua agenda climática, mesmo que as empresas ocidentais estejam deixando o país por causa de sanções internacionais sobre a Ucrânia. O enviado climático do Kremlin, Ruslan Edelgeriyev, disse em uma conferência em Moscou que acredita que as empresas ocidentais eventualmente retornarão e investirão em projetos relacionados ao clima. A Rússia cumpriu consistentemente seus compromissos climáticos e “na situação atual, seria uma abordagem injustificada se renunciar a essas obrigações”, disse ele. A Rússia, o maior exportador mundial de gás natural e o segundo maior exportador de petróleo, aderiu ao pacto de mudança climática de Paris em 2019, que compromete os países a estabelecer metas a cada cinco anos para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.”

Fonte: Reuters, 19/04/2022

Clique aqui para acessar o relatório | “Seis temas-chave no investimento ESG frente ao conflito Rússia/Ucrânia

Casa Branca forçada a defender agenda climática de Biden após retrocessos

“Esta semana, funcionários do alto escalão do governo dos EUA serão forçados a defender o histórico de Joe Biden no combate às mudanças climáticas depois que uma série de reveses frustraram a ampla agenda do presidente. Na segunda-feira, uma autoridade dos EUA disse a repórteres: “A imprensa e os especialistas podem querer declarar a agenda climática do presidente Biden morta, mas esta semana mostraremos como ela está muito viva e bem”. O funcionário disse que o governo planeja usar a semana que antecede o Dia da Terra de sexta-feira, que marca o nascimento do movimento ambientalista moderno, para fornecer “atualizações” sobre o progresso que está fazendo no combate às mudanças climáticas. Biden viajará para Seattle na sexta-feira para divulgar seus esforços para aumentar a energia limpa nos EUA.”

Fonte: Financial Times, 19/04/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Cruzeiro do Sul (CSED3): No caminho certo (link)
  • Radar ESG | Juniores de O&G (RRRP3 e RECV3): Envolvidas com a agenda ESG, enquanto enfrentam ventos contrários ao setor (link)
  • Radar ESG | Petz (PETZ3): A caminho de se tornar uma empresa ESG para cachorro (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para abril (link)
  • Seis temas-chave no investimento ESG frente ao conflito Rússia/Ucrânia (link)
  • SEC anuncia proposta para divulgação obrigatória de dados climáticos; Positivo (link)
  • Update ESG | Petrobras (PETR4): Feedback do webinar sobre clima (link)
  • Radar ESG | Telefônica Brasil / Vivo (VIVT3): Conectando-se à agenda ESG (link)
  • Mulheres na liderança: Um olhar sobre a representatividade feminina nas empresas da B3 (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no nosso portfólio para março (link)
  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.