XP Expert

BID estabelece crédito de US$1,2bn para projetos sustentáveis agrícolas no Brasil | Café com ESG, 23/03

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

Na terça-feira, o Ibovespa e o ISE fecharam em território positivo, subindo +1,0% e +2,5%, respectivamente.

• No Brasil, o Ministério da Agricultura e o Ministério da Economia assinaram o termo de cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o estabelecimento de uma linha de crédito de US$ 1,2 bilhão para atender, prioritariamente, projetos de desenvolvimento sustentável das cadeias produtivas agropecuárias.

No internacional, do lado das empresas, (i) a Exxon Mobil Corp. nomeou ontem Dan Ammann, ex-presidente da montadora General Motors, para liderar os negócios de transição energética da petrolífera, sinalizando uma mudança na companhia para contratar pessoas de fora para cadeiras sêniores depois que investidores ativistas conquistaram 3 assentos no conselho; e (ii) a Royal Mint da Grã-Bretanha planeja construir uma instalação que extrairá ouro de lixo eletrônico, processo capaz de recuperar mais de 99% dos metais preciosos contidos no material, com a fábrica prevista para estar totalmente em funcionamento em 2023.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Na Itália, Cecafé enaltece respeito dos cafés do Brasil a critérios ESG

Uma viagem sobre a produção de cafés no Brasil e o consumo da bebida na Itália foi apresentada, na sexta-feira, 18 de março, pelo diretor Geral do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Marcos Matos, durante o “Brazilian Coffee Day”, evento realizado pela entidade em parceria com Museu do Café, Embaixada do Brasil, cooperativa Cooxupé e Exportadora Guaxupé na “Accademia del Caffè Espresso”, em Fiesole, província de Florença, região italiana da Toscana. Ministrando a palestra “Il caffè brasiliano e il consumo in Italia”, ele mostrou o case de sucesso da cafeicultura nacional, evidenciando que a atividade é cultivada por cerca de 265 mil produtores, majoritariamente da agricultura familiar, que focam em sustentabilidade e investem constantemente em pesquisas e tecnologias, possibilitando o surgimento de variedades mais resistentes a pragas, doenças e adversidades climáticas, além de elevar a produtividade, aumentando a produção em áreas cada vez menores.”

Fonte: Notícias Agrícolas, 22/03/2022

ESG avança no segmento de A&B

Eduardo Prates, que é fundador da empresa Eco Circuito, especializada na matéria, ao centro, com o time de consultores dedicados ao setor de viagens e turismo É cada vez mais evidente a importância de uma gestão sustentável em todos os elos da cadeia produtiva do turismo. Especialmente, quando ação implementada atende aos três pilares do desenvolvimento sustentável. É ambientalmente responsável, socialmente justa e economicamente viável. Resorts, hotéis e restaurantes, por exemplo, priorizam os investimento em gestão sustentável de resíduos orgânicos. Além dos ganhos ambientais, que agregam efetivo valor à imagem dos empreendimentos que prestam serviços de A&B, os softwares acoplados aos biodigestores são capazes de identificar a origem dos alimentos em descarte. Na prática, evitam desperdícios.”

Fonte: Segs, 22/03/2022

Redes iniciam trabalho voltado à sustentabilidade

“Há dois meses, a AlphaGraphics, rede de franquias especializada em soluções para impressão digital, fechou um contrato com os alunos da escola americana Avenues, recém-instalada no Brasil, para imprimir uma revista institucional feita por eles. Até aí tudo normal. A surpresa está no motivo pelo qual a rede, com 18 franquias, foi escolhida entre os concorrentes: tanto o CEO da AlphaGraphics, Rodrigo Abreu, quanto a empresa são parceiros da Adus, ONG que promove a integração de refugiados na sociedade brasileira.”

Fonte: Valor Econômico, 23/03/2022

Estratégias socioambientais devem ser ‘tropicalizadas’

“As multinacionais estrangeiras estão entre as empresas mais avançadas no Brasil na implementação e avanço de políticas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês). No entanto, a realidade local traz desafios diferentes, como o modelo trabalhista, as comunidades no entorno das operações, o desmatamento e a cadeia de fornecedores. Por isso, é preciso “tropicalizar” as metas de acordo com a realidade brasileira.”

Fonte: Valor Econômico, 23/03/2022

Política

BID dará R$ 5,9 bi para projetos de sustentabilidade agrícola no Brasil

O Ministério da Agricultura e o Ministério da Economia assinaram ontem termo de cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o estabelecimento de uma linha de crédito de US$ 1,2 bilhão (cerca de R$ 5,9 bi) para atender, prioritariamente, projetos de desenvolvimento sustentável das cadeias produtivas agropecuárias. Em nota, a Agricultura informa que a nova linha de crédito poderá ser utilizada por entidades do governo federal e dos governos estaduais, além de instituições financeiras que atuem como intermediárias com o setor privado, seguindo as normas estabelecidas pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex).”

Fonte: Uol Economia, 22/03/2022

ESG: indo além do “greenwishing”?

“Os tempos são outros, tomados por incertezas e vulnerabilidades e por dinâmicas de vida incomuns. O desafio reside sobre os possíveis futuros. Um olhar político viciado pela inércia modela as transições, com uma movimentação ainda fortemente guiada por interesses do passado. Nos desafios impostos pela crise ambiental-climática, ainda predomina ignnorar a urgência do presente. É preciso ter ambição política de mudar, forte alinhamento com a ciência e engajamento dos atores estatais e não estatais com responsabilidade compartilhada.”

Fonte: Valor Econômico, 23/03/2022

Internacional

Empresas

Royal Mint da Grã-Bretanha construirá fábrica que extrairá ouro de lixo eletrônico

” A Royal Mint da Grã-Bretanha planeja construir uma instalação que extrairá ouro de lixo eletrônico, com a fábrica pronta para estar totalmente em funcionamento em 2023. Em um comunicado na segunda-feira, a empresa estatal que fabrica produtos e moedas de metais preciosos disse que usaria o que chamou de “nova química patenteada” de uma empresa canadense chamada Excir para recuperar ouro das placas de circuito de telefones celulares e laptops. De acordo com o The Royal Mint, o processo é capaz de recuperar “mais de 99% dos metais preciosos contidos no lixo eletrônico – visando seletivamente o metal em segundos”.

Fonte: CNBC, 22/03/2022

SAP, Boston Consulting JV para ajudar empresas a se tornarem sustentáveis

“A gigante de tecnologia SAP e o Boston Consulting Group disseram nesta terça-feira que se unirão para ajudar algumas das maiores empresas do mundo a reformular sua estratégia de negócios e acelerar seus esforços para reduzir as emissões de carbono. Enquanto milhares de empresas se comprometeram a reduzir suas emissões de aquecimento do planeta até meados do século, as emissões em toda a economia continuam a aumentar, deixando o mundo a caminho de sofrer os impactos catastróficos causados ​​pelas mudanças climáticas. Apesar dos formuladores de políticas pressionarem as empresas a controlar melhor o impacto ambiental de suas cadeias de suprimentos, inclusive na Europa por meio da Diretriz de Due Diligence de Sustentabilidade Corporativa , a maioria das empresas está longe de conseguir fazê-lo.”

Fonte: Reuters, 22/03/2022

Exxon nomeia ex-executivo da GM para liderar seu negócio de transição energética

“A Exxon Mobil Corp. nomeou nesta terça-feira Dan Ammann, ex-presidente da montadora General Motors, para liderar os negócios de transição energética da petrolífera a partir de 1º de maio. A nomeação sinaliza uma mudança na Exxon para contratar pessoas de fora para cargos seniores depois que investidores ativistas conquistaram três assentos no ano passado no conselho da produtora americana. A Exxon contratou no ano passado Kathryn Mikells da fabricante de bebidas Diageo Plc como sua chefe de finanças.”

Fonte: Reuters, 22/03/2022

Política

Barclays diz que crise na Ucrânia pode impedir progresso em metas climáticas

“O banco britânico Barclays disse nesta terça-feira que a interrupção nos mercados de energia desde a invasão da Ucrânia pela Rússia pode prejudicar sua capacidade de cumprir suas metas de redução de emissões de carbono. Em um aviso antes de sua reunião anual de investidores, o Barclays também disse que estava planejando políticas mais restritivas sobre carvão, incluindo datas finais de saída em uma “eliminação progressiva” do financiamento de carvão térmico. O anúncio do Barclays ocorre no momento em que outros credores britânicos, como o HSBC , também endurecem seus compromissos climáticos, em resposta à pressão de ativistas que reuniram grandes acionistas para apoiar sua posição.”

Fonte: Reuters, 22/03/2022

Investidores dizem que regra de divulgação climática da SEC dos EUA para esclarecer ‘saco misto’ de dados

“Investidores, incluindo vários que administram fundos voltados para o meio ambiente, saudaram a nova regra proposta pelo governo dos EUA sobre divulgação corporativa de riscos e emissões relacionados ao clima, dizendo que padronizaria relatórios que agora são voluntários e variam muito em qualidade e largura. Os investidores disseram que o projeto de regulamento da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, se finalizado, tornaria mais fácil para os gestores de dinheiro julgar como diferentes empresas e indústrias estão lidando com os desafios e oportunidades de um planeta em aquecimento. “

Fonte: Reuters, 22/03/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.