XP Expert

Empresas brasileiras seguem avançando na agenda ESG | Café com ESG, 11/02

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• O Ibov e o ISE fecharam o pregão de quinta-feira em leve alta de +0,8% e +0,2%, respectivamente.

• No Brasil, a Eve, empresa de mobilidade aérea urbana da Embraer, deu início ao processo para obter o Certificado de Tipo (CT) para seu veículo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL, seu “carro voador”); e (ii) a Agrogalaxy lançou ontem o Instituto Agrogalaxy, uma ONG criada para promover conhecimento, educação e inovação para impulsionar o desenvolvimento sustentável no campo – a ideia é reforçar o pilar ESG da empresa, destinando às ações 1% de sua receita líquida.

• No internacional, a senadora democrata norte-americana Elizabeth Warren criticou a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) por atrasos em suas regras históricas de divulgação de riscos de mudanças climáticas e pediu “ação rápida” sobre o assunto.


Brasil

Empresas

Eve inicia ritual de certificação de “carro voador” na Anac

“A caminho de ser listada na Bolsa de Nova York (Nyse), a Eve, empresa de mobilidade aérea urbana da Embraer, deu início ao processo para obter o Certificado de Tipo (CT) para seu veículo elétrico de decolagem e pouso vertical
(eVTOL, na sigla em inglês), ou “carro voador”, junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Essa certificação confirmará se o novo modelo de aeronave, que será produzida em larga escala, atende aos critérios legais de aeronavegabilidade. A Eve espera certificar seu eVTOL em 2025 e colocá-lo em operação comercial em 2026. Segundo a fabricante brasileira de aeronaves informou, com a iniciativa a Eve formaliza junto ao órgão regulador o compromisso “de demonstrar o cumprimento com os padrões técnicos internacionais e requisitos de aeronavegabilidade obrigatórios para a certificação”.

Fonte: Valor Econômico, 11/02/2022

Agrogalaxy cria instituto para impulsionar inovação e sustentabilidade no agronegócio

“A Agrogalaxy, plataforma de venda de insumos, serviços e tecnologia para o campo, com sede em São Paulo (SP), lançou hoje (10) o Instituto Agrogalaxy. A ONG (Organização Não Governamental) sem fins lucrativos foi criada para  “promover conhecimento, educação e inovação para impulsionar o desenvolvimento sustentável no campo”. Com o instituto, a ideia é reforçar o pilar ESG da empresa, destinando às ações 1% de sua receita líquida. No mais recente balanço, a Agrogalaxy registrou um  faturamento de R$ 1,844 bilhão. “Com a criação do instituto, queremos saber o que podemos fazer com outros pares do setor para melhorar ainda mais as práticas agrícolas”, conta Sheilla Albuquerque, vice-presidente de negócios do Agrogalaxy e diretora-presidente do novo instituto.

Fonte: Forbes Brasil, 10/02/2022

Vem aí a economia da amônia verde (sim, aquela do produto de limpeza)

“[…] O processo de produção da amônia é um dos mais poluentes de toda a indústria química. Estima-se que até 2% de todas as emissões de gases de efeito estufa estejam na sua conta. Agora, estamos falando do mesmo químico de cheiro forte usado em produtos de limpeza, mas com uma diferença importante: seu componente-base é o hidrogênio verde. Economia do hidrogênio soa mais sexy e futurista, mas tudo indica que ela será precedida pela economia da amônia. A amônia está despontando como a maneira mais econômica de armazenar e transportar o hidrogênio verde que deve começar a fluir pelo mundo, inclusive do Brasil.”

Fonte: Capital Reset, 11/02/2022

Regulação

Ibama age em apenas 1% dos alertas de desmatamento, diz estudo

“Apenas 1,3% dos 115.688 alertas de desmatamento na Amazônia publicados pela plataforma MapBiomas, entre 2019 e 2020, foi alvo de algum tipo de ação que resultou em embargos ou autos de infração do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Isso representa 6,1% do total da área desflorestada detectada. “É uma mensagem muito ruim (que o governo passa), com ações de combate ao desmatamento em nível baixo”, diz Ana Paula Valdiones, coordenadora do programa de transparência ambiental do Instituto Centro de Vida (ICV), ONG voltada para questões ambientais, e uma das autoras do estudo. O levantamento foi realizado em parceria com pesquisadores do MapBiomas, projeto que reúne universidades, organizações ambientais e empresas de tecnologia, e o Observatório do Clima.

Fonte: Estadão, 10/02/2022

Internacional

Empresas

Mulheres com MBA ainda estão atrás em salário e ascensão na carreira em comparação a homens

“O predomínio de homens no mundo dos negócios sempre esteve refletido no mundo do ensino de negócios. Apesar dos vários anos de conversas sobre a necessidade de melhorar a igualdade de gênero nesse setor, ainda há disparidades nos números de mulheres e homens admitidos em MBAs e no sucesso de suas carreiras depois que saem das escolas de negócios. Hoje é possível acompanhar como vem sendo o grau de progresso, valendo-se dos dados recolhidos pelos rankings de MBAs mundiais do “Financial Times”. Antes da divulgação dos rankings de 2022, programada para 14 de fevereiro, preparamos uma prévia de como as mulheres têm se saído, tanto nas escolas de negócios quanto depois de se formarem nelas, com base em dados dos últimos 15 anos.”

Fonte: Valor Econômico, 11/02/2022

CPPIB planeja aumentar o investimento verde a caminho de zero líquido até 2050

“O Canada Pension Plan Investment Board disse nesta quinta-feira que planeja quase dobrar seu investimento em ativos verdes e de transição para C$ 130 bilhões até 2030 como parte dos esforços para descarbonizar seu portfólio de investimentos. O investidor, que administra cerca de C$ 554,4 bilhões (US$ 436,36 bilhões) em ativos em nome de 20 milhões de pessoas, disse que também está se comprometendo a atingir emissões líquidas zero de gases de efeito estufa em seu portfólio até meados do século.”

Fonte: Reuters, 10/02/2022

Investidores apoiam fundos de ações ESG mesmo com queda na tecnologia prejudicando retornos

“Os investidores continuaram a migrar para fundos de ações ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG) em janeiro, apesar de uma queda na Big Tech que atingiu o desempenho dos fundos, e enquanto o mercado se prepara para mais oscilações de crescimento no ano à frente. À medida que a transição global para uma economia de baixo carbono ganha ritmo e os investidores institucionais são cada vez mais avaliados pela sustentabilidade de suas participações, os fluxos para fundos focados em encontrar vencedores ESG permanecem constantes.”

Fonte: Reuters, 10/02/2022

Política

O órgão de fiscalização da UE diz às agências de classificação para melhorar as divulgações de classificações ESG

“As agências de classificação de risco precisam melhorar a forma como se referem a fatores ambientais, sociais e de governança em suas classificações usadas por investidores para direcionar grandes somas para fundos sustentáveis, disse nesta quinta-feira a agência de valores mobiliários da União Europeia. No primeiro semestre de 2021, os ativos em fundos sustentáveis ​​da UE aumentaram 20%, para 1,5 trilhão de euros, com as agências de classificação de crédito buscando atender ao crescente interesse dos investidores em fatores ESG, disse a Autoridade Europeia de Valores Mobiliários e Mercados (ESMA). A UE quer aumentar esse fluxo de fundos para ajudar sua economia a atingir as metas líquidas de zero, mas os reguladores se preocupam com a ‘lavagem verde’ ou credenciais sustentáveis ​​sendo infladas demais para atrair dinheiro.”

Fonte: Reuters, 10/02/2022

Senador dos EUA Warren ‘insta’ chefe da SEC a emitir nova regra climática após atrasos

“A senadora democrata norte-americana Elizabeth Warren criticou a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) nesta quinta-feira por atrasos em suas regras históricas de divulgação de riscos de mudanças climáticas e pediu “ação rápida” sobre o assunto. No ano passado, a SEC começou a trabalhar em uma nova regra que exige que as empresas listadas nos EUA forneçam aos investidores divulgações detalhadas sobre como as mudanças climáticas podem afetar seus negócios. A SEC inicialmente disse que publicaria um rascunho em outubro, mas o presidente Gary Gensler posteriormente adiou esse prazo para janeiro.”

Fonte: Reuters, 10/02/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.