XP Expert

Carl Icahn nomeia 2 membros ao Conselho do McDonald’s para pressionar mudança no tratamento dos suínos | Café com ESG, 22/02

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na segunda-feira, o mercado fechou em território negativo, com o Ibov e o ISE em queda de -1,0% e -2,3%, respectivamente.

• No Brasil, o Grupo Heineken, em parceria com o Governo de São Paulo, anunciou ontem o investimento de R$320mn no estado para reforçar a agenda ESG, que inclui a modernização das cervejarias localizadas nas cidades de Itu, Jacareí, Araraquara e Campos do Jordão.

• No internacional, do lado das empresas, (i) o McDonald’s anunciou que Carl Icahn nomeou dois membros para seu conselho em uma briga crescente sobre o tratamento de porcos pelos fornecedores da rede de hambúrgueres; (ii) o CEO da Starbucks, Kevin Johnson, assegurou parte de sua bonificação de 2021 à metas ESG (uso de plástico e emissões de metano) -, entretanto os acionistas se mostraram descontentes com a falta de transparência e as grandes bonificações.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Grupo Heineken investe 320 milhões em ESG em São Paulo

“O Grupo Heineken, em parceria com o Governo de São Paulo, anunciou nesta segunda-feira, 21, o investimento de R$ 320 milhões no estado para reforçar a agenda ESG (sigla para ambiental, social e governança) que inclui a modernização das cervejarias localizadas nas cidades de Itu, Jacareí, Araraquara e Campos do Jordão. O recurso será direcionado à ampliação do uso de energias renováveis, ao exemplo das caldeiras de biomassa, ao ganho de eficiência hídrica e ao crescimento de iniciativas voltadas para a circularidade de embalagens de vidro, um desafio para o setor, visto que hoje 30% do vidro usado pelo Grupo Heineken é importado.”

Fonte: Exame, 21/02/2022

Política

Um estímulo às técnicas sustentáveis

“A diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura, Mariane Crespolini, disse que os resultados do estudo sobre as contribuições socioeconômicas e ambientais da recuperação de pastagens no Brasil podem servir de base para que as agroindústrias estimulem cada vez mais a adoção das técnicas sustentáveis pelos seus fornecedores diretos. Para ela, a parceria com a iniciativa privada será capaz de acelerar o uso dessa técnica no campo e complementar o financiamento, cada vez mais apertado com recursos públicos. “Frigoríficos e laticínios que querem melhorar o ESG podem incentivar o fornecedor a adotar essas tecnologias e conseguirão medir o impacto econômico e social, o quanto foi evitado de carbono”, avaliou. “É uma estratégica importante. Aqui temos a metodologia para fazer o ESG que está todo mundo falando”.”

Fonte: Valor Econômico, 22/02/2022

Opinião

O cisne verde e o BC

“Em decorrência de duas consultas públicas realizadas pelo Banco Central do Brasil no primeiro semestre do ano passado, ambas no âmbito da dimensão de sustentabilidade da Agenda BC#, recentemente o regulador financeiro emitiu normativos estabelecendo diretrizes ESG (sigla para Environmental, Social and Governance) aplicáveis a instituições financeiras e outras instituições autorizadas, a fim de estabelecer parâmetros de gerenciamento de riscos ESG, bem como alinhar a estrutura regulatória brasileira às diretrizes internacionais sobre o tema, tais como as debatidas no âmbito da Network for Greening the Financial System (NGFS), do Financial Stability Board (FSB) e do Basel Committee on Banking Supervision. Dentre tais diretrizes de gerenciamento de riscos ESG, temos como uma grande novidade o endereçamento específico dos riscos financeiros decorrentes das mudanças climáticas.”

Fonte: Valor Econômico, 22/02/2022

Terceiro Setor

Brechó escolar – economia e sustentabilidade

“O Colégio Santa Maria mantém um brechó de uniforme escolar. As peças são vendidas a R$ 8,00 cada, e podem ser adquiridas durante o ano todo. São calças e blusas de moletom, camisetas, saias, bermudas, casacos, camisas polo, entre outros itens, todos doados pelas próprias famílias dos alunos, uma ótima forma de economia e reaproveitamento sustentável. A experiência vivida por Claudia da Costa Arruda, mãe de três alunos, ilustra o impacto positivo da iniciativa. Ao comprar 35 peças por R$ 280 no começo deste ano, ela acredita ter economizado cerca de R$ 1.200.”

Fonte: Estadão, 22/02/2022

Internacional

Empresas

Icahn nomeia dois membros para o conselho do McDonald’s para desafiar a política de suínos

“O McDonald’s Corp (MCD.N) disse neste domingo que Carl Icahn nomeou dois membros para seu conselho de administração em uma briga crescente sobre o tratamento de porcos pelos fornecedores da rede de hambúrgueres. O investidor ativista bilionário, que afirmou ter 200 ações da empresa, indicou Leslie Samuelrich e Maisie Ganzler para concorrer à eleição na reunião anual de 2022, disse a empresa em comunicado, acrescentando que avaliaria os indicados como faria com qualquer outro. outros candidatos ao conselho. Icahn disse anteriormente que é “obsceno” como os animais usados ​​para os produtos do McDonald’s são tratados.”

Fonte: Reuters, 21/02/2022

Bônus atrelados a metas ESG levantam dúvidas

“O executivo-chefe (CEO) da Starbucks, Kevin Johnson, assegurou parte de sua bonificação de 2021 ao cortar canudos de plástico e emissões de metano – um exemplo de uma tendência assumida pelas empresas americanas de reforçar pacotes de bonificações com metas ambientais e sociais. A Starbucks também se alinha a Apple e Disney ao agregar novas metas ambientais e metas ligadas ao ambiente de trabalho à remuneração de 2021, segundo análise da provedora de dados Sentieo. Os acionistas poderão votar em março a adoção dessas cláusulas quando as empresas realizarem suas assembleias anuais. A remuneração vinculada à responsabilidade social corporativa abarca mais de 20% das empresas que formam o índice Russell 3.000. Essa fatia em 2018 era de 7%, segundo a Institutional Shareholder Services ESG, braço da consultoria especializado em questões ambientais, sociais e de governança corporativa. As cláusulas de remuneração vinculadas à diversidade no trabalho alcançaram 11% em 2021, em relação aos 2,5% de 2018.”

Fonte: Valor Econômico, 22/02/2022

ESG: o próximo escândalo de venda errada?

“O investimento ambiental, social e de governança tem sido uma fonte de grande crescimento para o setor de gestão de ativos nos últimos anos. Em breve, poderá se tornar uma fonte de grandes problemas. Especialistas do setor estão começando a se preocupar que algumas das alegações ESG excessivamente otimistas ou enganosas que foram feitas em documentos e marketing de fundos possam desencadear um escândalo de venda errada semelhante aos de PPI, hipotecas de doações ou carros a diesel. É um pouco como a história se repetindo”, diz Fiona Huntriss, sócia do escritório de advocacia Pallas Partners, que se concentra em litígios financeiros e já trabalhou em casos anteriores de venda errada. “As palavras estão sendo usadas de maneira muito vaga” pelas empresas de fundos, acrescenta. “Inconsistência, omissões, falta de clareza – esse é o principal território para alegações erradas.””

Fonte: Financial Times, 21/02/2022

Remoções de carbono: o segredo para chegar a zero emissões líquidas

“A Europa planeja cortar drasticamente suas emissões para atingir a neutralidade climática até meados do século, mas há outra arma na batalha contra o aquecimento global que os formuladores de políticas dizem que também será essencial: a remoção de carbono. A ideia é reduzir o nível de CO2 na atmosfera e combater as emissões que permanecerem após 2050, retirando o carbono do ar e armazenando-o na natureza ou usando soluções tecnológicas. “As remoções de carbono são uma ferramenta importante em nossa caixa de ferramentas”, disse o chefe do Green Deal da UE, Frans Timmermans. “Capturar CO2 da atmosfera e armazená-lo a longo prazo é indispensável se você quiser alcançar a neutralidade climática em meados do século”, disse ele em uma conferência sobre remoções de carbono organizada pela Comissão Europeia no mês passado.”

Fonte: Euractiv, 21/02/2022

Política

EUA-EAU pressionam por mais US$ 4 bilhões em investimentos agrícolas em mudanças climáticas

“Os Estados Unidos e os Emirados Árabes Unidos estão buscando um investimento global adicional de 4 bilhões de dólares em uma iniciativa lançada no ano passado para tornar a agricultura resiliente às mudanças climáticas e reduzir suas emissões, disse uma autoridade norte-americana neste domingo. Os dois países lançaram a Missão de Inovação Agrícola para o Clima (AIM for Climate) nas negociações climáticas da COP26 em novembro, visando investimentos de US$ 4 bilhões de governos e parceiros de inovação não governamentais entre 2021-2025.”

Fonte: Reuters, 21/02/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.