XP Expert

Biden anuncia realização de maior leilão de energia eólica offshore | Café com ESG, 13/01

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.


Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

O mercado fechou o pregão desta quarta-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,8% e +2,1%, respectivamente.

• No internacional, do lado das empresas, (i) na corrida da eletrificação dos veículos – e a revolução na sua fabricação – a Mercedes decidiu desenvolver os motores elétricos dentro de casa para fazer frente à agilidade e à liderança de Elon Musk; e (ii) um grupo de grandes bancos, incluindo Bank of America (BofA), Wells Fargo e Royal Bank of Canada (RBC), formou um consórcio para abordar conjuntamente os riscos relacionados ao clima, à medida que as instituições financeiras lidam cada vez mais com a questão.

• No campo político, o governo do presidente Joe Biden disse nesta quarta-feira que realizará no mês que vem o maior leilão de energia eólica offshore do governo dos Estados Unidos, como parte de uma série de medidas que divulgou para acelerar o crescimento da energia limpa.


Brasil

Empresas

Em novo fundo, Banco do Brasil une impacto e corporate venture

O Banco do Brasil anunciou dois fundos de venture capital corporativos, ou CVCs, que vão dividir R$ 200 milhões para investir em startups estrategicamente interessantes para o banco. Até aí, sem grandes novidades: cada vez mais empresas brasileiras usam esse instrumento para se aproximar dos inovadores. Mas um dos fundos do BB será orientado a gerar impacto socioambiental positivo. Gerido pela Vox Capital, casa pioneira nesse tipo de investimento, o fundo vai representar uma mistura pouco usual do capital de risco corporativo com o impacto.

Fonte: Capital Reset, 13/01/2022

Internacional

Empresas

BofA, Wells Fargo, RBC e outros grandes bancos se unem para medir e gerenciar riscos climáticos

“Um grupo de grandes bancos, incluindo Bank of America (BofA), Wells Fargo e Royal Bank of Canada (RBC), formou um consórcio para abordar conjuntamente os riscos relacionados ao clima, à medida que as instituições financeiras lidam cada vez mais com a questão. O consórcio, formado por 19 bancos e a Risk Management Association (RMA), pretende desenvolver padrões para medir e gerenciar o risco climático, de acordo com um anúncio feito nesta quarta-feira (12). A formação do consórcio segue pedidos recentes de altos funcionários bancários dos Estados Unidos para que as instituições financeiras avaliem de forma mais abrangente os riscos associados às mudanças climáticas. O consórcio pretende desenvolver estruturas e padrões consistentes para a gestão de riscos climáticos, disse a RMA.”

Fonte: Valor Econômico, 12/01/2022

Os bancos da Inglaterra buscam quantificar riscos climáticos

“Os bancos na Grã-Bretanha devem ser “ambiciosos” em quantificar adequadamente os riscos das mudanças climáticas ou enfrentar a intervenção de reguladores se ficarem aquém, disse o Banco da Inglaterra (BoE) nesta quarta-feira. Os bancos também devem prestar atenção especial à forma como incorporam riscos relacionados ao clima nas estratégias de negócios, tomada de decisões e tomada de riscos, disse o BoE em carta aos CEOs dos bancos sobre suas prioridades de supervisão para o próximo ano. “Além disso, manteremos uma série de ferramentas de supervisão sob revisão para uso onde considerarmos que o progresso é insuficiente”, dizia a carta.”

Fonte: Reuters, 12/01/2022

O plano da Mercedes para fazer frente à Tesla

“As grandes montadoras ainda não são capazes de desbancar a Tesla em vendas de carros elétricos, mas a corrida da eletrificação dos veículos – e a revolução na sua fabricação – está só começando. A Mercedes, marca sinônimo de carros de luxo mas que vem perdendo espaço para a nova concorrente americana, decidiu desenvolver os motores elétricos dentro de casa para fazer frente à agilidade e à liderança de Elon Musk. Hoje, a montadora alemã equipa seus carros a bateria com motores comprados de dois fornecedores alemães, a ZF e a Valeo-Siemens.”

Fonte: Capital Reset, 12/01/2022

Toshiba busca revisar sua governança

A proposta da Toshiba Corp de se dividir em três empresas não resolverá seus problemas de governança e o conglomerado deve priorizar uma revisão de seu conselho e administração, disse um executivo sênior de uma das maiores fundos de pensão. Ken Hokugo, diretor de governança corporativa da Pension Fund Association (PFA), disse que os interesses da administração e dos acionistas da Toshiba “não estão alinhados”. “A solução mais ortodoxa para a discrepância é trazer para o conselho alguém que possa monitorar e disciplinar a administração, e deixar que o conselho reformulado escolha o novo presidente-executivo”, disse ele em respostas por escrito às perguntas da Reuters. Hokugo se recusou a comentar como a PFA, que possui uma quantidade não revelada de ações da Toshiba, votaria no plano do conglomerado de dividir em três empresas – uma para energia e infraestrutura, outra para dispositivos eletrônicos e uma terceira para abrigar sua memória flash. ativos de chip.

Fonte: Reuters, 12/01/2022

A Maersk acelera meta de descabonização em uma década

“A gigante do transporte de contêineres AP Moller-Maersk agora planeja atingir zero emissões líquidas em seus negócios até 2040, uma década antes do anunciado anteriormente, devido à crescente demanda dos clientes por transporte verde e saltos técnicos. Com cerca de 90% do comércio mundial transportado por via marítima, o transporte marítimo global responde por quase 3% das emissões mundiais de CO2, e o setor está sob crescente escrutínio para se tornar mais limpo. “Quando estabelecemos a meta em 2018, era realmente um alvo de tiro na lua, onde, verdade seja dita, não tínhamos muitos planos muito específicos”, disse à Reuters a executiva-chefe de frota e marcas estratégicas da Maersk, Henriette Hallberg Thygesen.”

Fonte: Reuters, 11/01/2022

Gestora State Street pede por mulheres nos conselhos corporativos

“A gestora de ativos State Street Corp espera que todas as empresas do portfólio em todo o mundo tenham pelo menos uma mulher em seus conselhos, disse um executivo, expandindo uma política anteriormente focada em mercados desenvolvidos. Em uma carta aos diretores divulgada na quarta-feira, Cyrus Taraporevala, CEO da State Street Global Advisors, disse que a nova política em vigor este ano se baseia em ações anteriores para promover a diversidade nas salas de reuniões. Isso inclui o apoio à famosa estátua “Fearless Girl” em Manhattan, instalada em 2017 antes do Dia Internacional da Mulher. “Embora os conselhos tenham se tornado mais diversificados em termos de gênero, está claro que este trabalho ainda não está completo”, escreveu Taraporevala na carta, enviada por uma porta-voz da empresa. A State Street disse que está preparada para votar por procuração contra os líderes do conselho onde as empresas não atendem às suas expectativas de diversidade.”

Fonte: Reuters, 12/01/2022

Política

EUA realizarão leilão recorde de energia eólica offshore no próximo mês em impulso de energia limpa

“O governo do presidente Joe Biden disse nesta quarta-feira que realizará no mês que vem o maior leilão de energia eólica offshore do governo dos Estados Unidos para áreas em águas ao largo da costa de Nova York e Nova Jersey, parte de uma série de medidas que divulgou para acelerar crescimento da energia limpa. “Estamos em um ponto de inflexão para o desenvolvimento doméstico de energia eólica offshore”, disse o secretário do Interior, Deb Haaland, em uma ligação com repórteres. “Devemos aproveitar este momento.” O anúncio, que busca avançar na ambiciosa agenda de mudança climática de Biden, ocorre quando uma legislação abrangente para apoiar esses objetivos está paralisada no Congresso. Biden prometeu uma abordagem “todo o governo” para combater o aquecimento global e descarbonizar a rede elétrica dos EUA até 2035.”

Fonte: Reuters, 12/01/2022

Produtos

Fundo climático Bill Gates planeja mobilizar US$ 15 bilhões em tecnologia limpa

“O Breakthrough Energy Catalyst, um fundo público-privado apoiado pelo bilionário da Microsoft Bill Gates, planeja ajudar a investir até US$ 15 bilhões em projetos de tecnologia limpa nos EUA, Reino Unido e União Europeia. O BEC, um fundo que faz parte do Breakthrough Energy Group, fundado por Gates em 2015, arrecadou mais de US$ 1,5 bilhão de empresas e organizações de caridade até agora. Mas Jonah Goldman, diretor-gerente da Breakthrough Energy, disse ao Financial Times que o fundo planeja mobilizar 10 vezes esse valor, ou US$ 15 bilhões. A diferença deve vir de empresas privadas e governos de todo o mundo. A fim de implantar US$ 15 bilhões, Goldman disse ao FT que o fundo planeja usar estruturas financeiras inovadoras e acordos de parceria. “Somos financiamento de última milha e, portanto, seremos o capital mais arriscado lá”, disse Goldman. “Estamos realmente tentando demonstrar quais dos caminhos tecnológicos serão mais eficazes.”

Fonte: CNBC, 12/01/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.