XP Expert

UE avança em regra que define participação mínima de mulheres na liderança em empresas listadas | Café com ESG, 15/03

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• O mercado fechou em território negativo nesta segunda-feira, com o Ibov e o ISE em queda de -1,6% e -0,7%, respectivamente.

• No Brasil, através de uma plataforma de negócios que a União Europeia criou em 2020 a partir do European Green Deal, chamada Low Carbon Business Action, o bloco quer promover acordos comerciais entre fornecedores de tecnologia europeus de pequeno e médio portes e empresas brasileiras que tenham interesse em investir na transição energética, na economia circular e na mitigação das mudanças climáticas no país.

• No internacional, (i) a União Europeia firmou a aprovação inicial de legislação que define a participação feminina em cargos de liderança para empresas listadas, com pelo menos 40% dos cargos de diretoria não executiva ou 33% de todos os cargos de conselho até 2027; e (ii) investidores que juntos administram mais de US$ 130 trilhões em ativos escreveram para mais de 10.000 empresas pedindo que forneçam dados ambientais para a plataforma de divulgação sem fins lucrativos CDP, em um esforço para mensurar o combate às mudanças climáticas.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

UE promove tecnologias de transição no Brasil

“Um produtor rural brasileiro que queira adotar alguma prática que reduza as emissões de gases de efeito estufa de sua propriedade pode nem sempre conhecer ou ter à disposição as tecnologias necessárias para implementar suas ideias. Em uma iniciativa no Brasil, a União Europeia quer mostrar que empresas do bloco podem ser capazes de atender a demanda por essas tecnologias. Por meio do Low Carbon Business Action (LCBA), uma plataforma de negócios que a União Europeia criou a partir do European Green Deal, de 2020, o bloco quer promover acordos comerciais entre fornecedores de tecnologia europeus de pequeno e médio portes e empresas brasileiras que tenham interesse em investir na transição energética, na economia circular e na mitigação das mudanças climáticas no país.”

Fonte: Valor Econômico, 15/03/2022

Beontag: como o ESG está no centro da estratégia que triplicou o negócio

“A Beontag, empresa de etiquetas e rótulos, é daqueles casos raros de nome certo para o negócio. A nova marca foi criada no ano passado para marcar o renascimento da antiga CCRR, produto da fusão da Colacril com a RR Etiquetas há pouco mais de uma década. Além de sugerir que tudo pode ser etiquetado — e isso quer dizer praticamente tudo mesmo — o som se confunde com “beyond tag” (além do rótulo). E é isso mesmo que a companhia entrega: um produto que é mais do que uma etiqueta. Depois de ver o negócio deslanchar ao entrar no segmento de tags RFID, tecnologia de identificação à distância, por radiofrequência, a companhia partiu para aquisições internacionais, em busca de mais inovação. Mas a estratégia de crescimento teve — e tem — um filtro claro: o trio ESG, fatores sustentáveis, sociais e de governança. O objetivo é conquistar mercado e ser um fornecedor que ajuda os clientes a alcançar suas próprias métricas ESG.”

Fonte: Exame, 14/03/2022

Opinião

Como começar em ESG?

“Com certa frequência, recebo pedidos de conversas, vindos de conhecidos ou não, que têm por objetivo saber a resposta à pergunta do título desse artigo. Gosto de conhecer pessoas novas, trocar ideias e, quando posso, agendo. Mas não dá para atender a todos. Por isso, resolvi fazer uma “resposta coletiva” aqui no meu Blog. Antes de mais nada, é importante ter em mente que não existe uma “bala de prata”, ou seja, aquela dica secreta e infalível que resolve todas as questões. Cada caso é um caso. Mas há alguns caminhos que para mim funcionaram e que podem ser úteis também para quem vive a mesma situação hoje.”

Fonte: Valor Investe, 15/03/2022

Internacional

Empresas

Diretores da Shell podem enfrentar processo por planos de transição climática

“Os advogados ambientais ClientEarth disseram na terça-feira que estavam preparando uma ação legal contra os diretores da Shell (SHEL.L) sobre o plano de transição climática da empresa, no que eles disseram ser o primeiro caso desse tipo. Os advogados da ClientEarth disseram que estão tentando responsabilizar pessoalmente os diretores pelo que consideram uma falha em se preparar adequadamente para a mudança global para uma economia de baixo carbono, alegando uma suposta violação dos deveres dos diretores sob a Lei das Sociedades do Reino Unido. A ClientEarth disse que escreveu para a Shell notificando-a de sua reclamação e estava esperando que ela respondesse antes de apresentar os papéis no Supremo Tribunal da Inglaterra e do País de Gales. Para que o caso prosseguisse, o ClientEarth precisaria de permissão do tribunal para fazê-lo.”

Fonte: Reuters, 15/03/2022

Investidores pressionam 10.000 empresas a divulgar dados ambientais ao CDP

“Investidores que administram mais de US$ 130 trilhões em ativos escreveram para mais de 10.000 empresas pedindo que forneçam dados ambientais para a plataforma de divulgação sem fins lucrativos CDP. A chamada ocorre quando os gerentes de dinheiro exigem melhores informações sobre mudanças climáticas, biodiversidade e segurança hídrica para ajudá-los a analisar o desempenho dos conselhos das empresas, à medida que o mundo parece se sair bem em um plano para limitar o aquecimento global causado pelo homem.”

Fonte: Reuters, 14/03/2022

Acionistas de quatro companhias petrolíferas dos EUA vão votar em propostas climáticas

“Acionistas de quatro companhias petrolíferas norte-americanas votarão no próximo trimestre propostas para que as empresas cumpram as metas de emissões estabelecidas em Paris em 2015, disse o grupo ativista climático Follow This. As votações testarão a disposição dos acionistas de impor novas restrições à poluição do ar em meio aos altos preços da energia e novos temores de segurança energética após a invasão da Ucrânia pela Rússia. “Ficamos positivamente surpresos”, disse Mark van Baal, fundador do Follow This. “Isso mostra que a maioria das grandes petrolíferas aceita os ventos da mudança na SEC.”

Fonte: Reuters, 14/03/2022

Bilionários australianos investem mais dinheiro em projeto de exportação de energia solar de US$ 15 bilhões

“Os dois homens mais ricos da Austrália juntaram-se a um levantamento de capital de 210 milhões de dólares australianos (152 milhões de dólares) para um projeto ambicioso de fornecer energia solar a Cingapura por meio de um cabo submarino, informou a empresa nesta segunda-feira. As empresas privadas de Andrew Forrest, fundador da gigante de minério de ferro Fortescue Metals Group Ltd , e Mike Cannon-Brookes, cofundador da fabricante de software Atlassian Plc. , aumentaram seus investimentos, disseram as partes, como o projeto Sun Cable caminha para se tornar um fornecedor de energia renovável para a região.”

Fonte: Reuters, 14/03/2022

Regulação

UE dá acordo inicial para cotas de conselho para mulheres

“Estados da União Europeia deram aprovação inicial para pressionar as empresas a nomear mulheres para pelo menos 40% dos cargos de diretora não executiva ou 33% de todos os cargos do conselho até 2027, a mais recente tentativa de avançar um projeto de lei que está parado há uma década. A legislação proposta se aplicaria a empresas listadas ou com pelo menos 250 funcionários, com estimativas sugerindo que poderia afetar cerca de 2.300 empresas no bloco de 450 milhões de pessoas.”

Fonte: Reuters, 14/03/2022

Guangdong da China busca criar mercado de carbono na Grande Baía

A província de Guangdong, no sul da China, estudará o estabelecimento de um mercado de comércio de carbono na região de Guangdong-Hong Kong-Macau, conhecida como Área da Grande Baía, em 2022, a última tentativa de atrair as economias dos dois territórios mais próximo do continente. A área da Grande Baía, composta por nove cidades em Guangdong, além das Regiões Administrativas Especiais de Hong Kong e Macau, é uma das áreas economicamente mais prósperas da China, com produto interno bruto de US$ 2,36 trilhões, equivalente ao da Itália.

Fonte: Reuters, 14/03/2022

Política

O que são ODS da ONU, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030?

“Você certamente já ouviu alguma vez a sigla ODS. Não em uma conversa de bar, ainda, mas em uma reunião corporativa, uma palestra ou até em um evento internacional provavelmente. Os tais de ODSs – geralmente usamos no plural – é a abreviação de Objetivo de Desenvolvimento Sustentável e vem originalmente do inglês Sustainable Development Goals (SDGs). O termo se refere a um conjunto de medidas elaboradas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para proteção do meio ambiente, diminuição da pobreza e melhora da qualidade de vida na sociedade, isso em nível global. Ao todo, são 17 proposições e 169 metas que fazem parte da Agenda 2030 e que se propõem a ser um guia para ações efetivas de empresas, governos e sociedade civil. As propostas envolvem prioridades como redução de desigualdades, crescimento econômico inclusivo e padrões sustentáveis de produção.”

Fonte: Valor Econômico, 14/03/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.