XP Expert

Gerdau anuncia meta de redução de emissões de carbono | Café com ESG, 03/02

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.


Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na quarta-feira, o mercado fechou em território negativo, com Ibov e o ISE em queda de -1,2% e -1,7%, respectivamente.

• No doméstico, do lado das empresas, (i) a Gerdau anunciou que o conselho de administração da companhia aprovou a meta de redução de 10% das suas emissões por tonelada de aço até 2031; e (ii) a Volkswagen do Brasil anunciou um acordo para captação de dívida bancária com compromissos ESG, no valor de R$ 500 milhões e prazo de três anos, com compromissos atrelados a aumentar a participação de mulheres na liderança e reduzir as emissões de CO2 de origem fóssil em suas operações.

• Na União Europeia, os investimentos em algumas usinas de gás e energia nuclear receberam ontem uma proposta de serem rotulados como sustentáveis ​​de acordo com as regras da Comissão Europeia, um plano que dividiu países e investidores e que alguns legisladores tentarão bloquear.


Brasil

Empresas

Gerdau anuncia meta de reduzir 10% de emissões de carbono por tonelada de aço até 2031

“A Gerdau anunciou nesta terça-feira, 1, que o conselho de administração da companhia aprovou a meta de reduzir suas emissões para 0,83 tonelada de CO2e (dióxido de carbono equivalente) para cada tonelada de aço produzida até 2031. Em 2020, a companhia emitiu 0,93 t CO2e/t aço, relativo aos escopos 1 e 2. Ou seja, a redução será de 10% por tonelada de aço até 2031. Também foi aprovada a estratégia de mudanças climáticas. Para atingir a meta, a Gerdau diz que irá priorizar maior eficiência energética e operacional; ampliação do uso de sucata; expansão da base florestal e energias renováveis; e investimento em novas tecnologias e inovação aberta. “Com esta redução nos posicionamos em novo patamar, em que a indústria siderúrgica global precisaria reduzir cerca de 50% de suas emissões atuais para alcançá-lo.”

Fonte: Estadão, 01/02/2022

Volkswagen fecha acordo com Bradesco para dívida com metas ESG

“A Volkswagen do Brasil anunciou hoje um acordo para captação de dívida bancária, por meio da modalidade de Notas de Crédito à Exportação (NCE), com compromissos ESG (Ambiental, Social e Governança). O entendimento, firmado com o Bradesco, que envolve o valor de R$ 500 milhões, com prazo de três anos, está atrelado a compromissos da montadora de aumentar a participação de mulheres na liderança e a redução nas emissões de CO2 de origem fóssil em suas operações. A Volks planeja, até 2024, passar de 14% para 26% a participação de mulheres em cargos executivos e também aumentar de 9% para 25% o número de gerentes e gerentes-executivas do sexo feminino. No mesmo período, a empresa se compromete a transferir 12% de suas emissões de CO2 de origem fóssil para biogênica em seu processo produtivo e aumentar a participação do biometano para 20% no total de gás consumido nas fábricas, em processos como o de pintura das carrocerias.”

Fonte: Valor Investe, 02/02/2022

Grupo Heineken reforça ESG com criação de vice-presidência

“Para ter mais foco e ação na agenda ESG no Brasil, o Grupo Heineken anuncia a criação da vice-presidência de sustentabilidade e assuntos corporativos com a nomeação de Mauro Homem como líder da área, que atuará diretamente com Mauricio Giamellaro, presidente da cervejaria. “Esta foi uma decisão da alta liderança da empresa, especialmente do presidente, que vê a necessidade de se posicionar mais, trabalhar o tema nas marcas e ter um acompanhamento do comitê de direção. Fico feliz pela oportunidade de ampliar a atuação na agenda ambiental e social, principalmente”.”

Fonte: Exame Investe, 02/02/2022

Opinião

A verdade do empreendedorismo feminino que você precisa conhecer

“Mesmo sendo mulher e empreendedora, demorei muito para me conectar com a temática do empreendedorismo feminino no Brasil – ou, pelo menos, demorei mais tempo do que gostaria. Precisei me informar para ganhar consciência sobre as dificuldades enfrentadas pelas mulheres empreendedoras, que se somam aos obstáculos inerentes à vida empreendedora, e para entender que solucioná-las representa um grande desafio social para o nosso país. No momento em que comecei a me conectar com o assunto, a conversar com pessoas, ler estudos e a conhecer os dados, percebi que a maioria estava na mesma situação que a minha: com muito desconhecimento e pouca lucidez sobre a importância dele. Estudos com quase cinco anos de publicação não tinham tido o alcance que mereciam.”

Fonte: Capital Reset, 02/02/2022

Internacional

Empresas

Bill Gates investe em empresa de captura de carbono criada no MIT

“Fundada em 2019, a Verdox desenvolveu uma tecnologia para captura de carbono do ar que ainda só opera em laboratório. Mesmo assim, ela já se mostra promissora aos olhos de investidores. A startup sediada em Massachusetts, nos Estados Unidos, levantou US$ 80 milhões (cerca de R$ 430 milhões) em investimentos, com a participação da Breakthrough Energy Ventures, de Bill Gates. O aporte para a Verdox veio depois da startup demonstrar avanços na tecnologia de sequestro de carbono, um dos gases responsáveis pelo aquecimento global e as mudanças climáticas. O negócio, que nasceu do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), desenvolveu um tipo especial de plástico capaz de extrair especificamente o carbono de uma mistura de gases. O processo acontece quando o material é carregado com eletricidade, como conta a Bloomberg. Segundo a empresa, ele poderia reduzir em 70% ou mais o gasto de energia no processo de captura de carbono.”

Fonte: ´Época Negocios, 02/02/2022

Investidores pedem às mineradoras que mudem de atitude após criticar o relatório do local de trabalho da Rio Tinto

“As admissões da mineradora anglo-australiana Rio Tinto  de agressão sexual, racismo e bullying em um relatório interno provocaram pedidos de investidores para que todo o setor limpe seu ato. Um relatório de 85 páginas divulgado pelo Rio na terça-feira, que apontou para uma cultura em que comportamentos prejudiciais são frequentemente normalizados e o bullying é abundante, destacou a indústria em geral, que há muito é acusada de tolerar comportamentos inadequados. “Queremos ver a normalização de uma abordagem de tolerância zero para agressão sexual e práticas discriminatórias, da mesma forma que temos para zero fatalidades no local de trabalho”, disse Camille Simeon.”

Fonte: Reuters, 02/02/2022

Fundo de energia dinamarquês liderará projeto maciço de hidrogênio verde na Espanha, movido a energia eólica e solar

“Planos para um grande projeto com o objetivo de produzir hidrogênio verde e amônia foram anunciados, com aqueles por trás esperando que a construção da primeira fase comece no final de 2023. Na terça-feira, a Copenhagen Infrastructure Partners anunciou detalhes de uma parceria com as empresas espanholas Naturgy, Enagás e Fertiberia. A Vestas, fabricante dinamarquesa de turbinas eólicas, também está envolvida. As empresas trabalharão juntas na Fase I da Catalina, que será composta por 1,7 gigawatts de energia eólica e solar em Aragão, nordeste da Espanha, e um eletrolisador de 500 megawatts capaz de gerar mais de 40.000 toneladas de hidrogênio verde anualmente.”

Fonte: CNBC, 02/02/2022

Política

UE propõe regras para rotular alguns investimentos em gás e nuclear como verdes

“Os investimentos em algumas usinas de gás e energia nuclear seriam rotulados como sustentáveis ​​de acordo com as regras propostas pela Comissão Europeia nesta quarta-feira, um plano que dividiu países e investidores e que alguns legisladores tentarão bloquear. Bruxelas levou mais de um ano para decidir se gás e energia nuclear devem ser considerados investimentos verdes na taxonomia da UE, um livro de regras para investidores projetado para ajudar a levantar grandes quantidades de capital privado para cumprir as metas de mudança climática da UE.”

Fonte: Reuters, 02/02/2022

Casa Branca e EPA pedem ao Serviço Postal dos EUA que reconsidere o plano de veículos movidos a gás

“A Casa Branca e a Agência de Proteção Ambiental pediram nesta quarta-feira que o Serviço Postal dos Estados Unidos (USPS) reconsidere seu plano de comprar uma nova frota multibilionária de veículos de entrega movidos principalmente a gasolina. A Agência de Proteção Ambiental enviou uma carta ao Serviço Postal na quarta-feira pedindo que realize uma nova audiência sobre seu contrato de 10 anos com a Oshkosh Corp, que pode valer US$ 6 bilhões ou mais para construir até 165.000 veículos de entrega da nova geração. A presidente do Conselho de Qualidade Ambiental da Casa Branca, Brenda Mallory, disse em uma carta que a EPA “comunicou sérias preocupações com a adequação da revisão ambiental que o USPS realizou até o momento”. Ela instou o USPS a preencher uma declaração de impacto ambiental suplementar.”

Fonte: Reuters, 02/02/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.