XP Expert

Conflito Ucrânia e Rússia pode incentivar onda de inovações sustentáveis na agricultura brasileira | Café com ESG, 04/03

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na quinta-feira, o Ibov fechou em território neutro, enquanto o ISE teve leve queda de -0,2%.

• No Brasil, (i) a guerra na Ucrânia pode ser o incentivo decisivo para uma onda de inovações sustentáveis na agricultura brasileira – assim como a dependência do gás russo força os europeus a acelerar a busca por fontes de energia limpas -, uma vez que a perspectiva de interrupções no fornecimento de fertilizantes pode acelerar uma agricultura mais sustentável; e (ii) do lado das empresas, a Ambipar anunciou ontem que a Biofílica Ambipar Environmental assinou uma parceria com a BP Carbon Trading para operar projetos de compensação de carbono de soluções baseadas na natureza (NBS) no Peru.

• No internacional, os controles rígidos e persistentes nas fronteiras contra a COVID-19 em Hong Kong, à medida que a maioria das outras nações reduz as restrições, tem dificultado a tarefa de atrair especialistas seniores para as instituições financeiras, o que ameaça a ambição de Hong Kong de se tornar um centro de negócios verdes e sustentáveis.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Ambipar e BP Carbon Trading criam joint venture no Peru para compensação de carbono

“A Ambipar comunicou ao mercado nesta quinta-feira (3) que a Biofílica Ambipar Environmental assinou uma parceria com a BP Carbon Trading para operar projetos de compensação de carbono de soluções baseadas na natureza (NBS) no Peru. A companhia destaca que o Peru possui o segundo maior território de florestas da América Latina, atrás apenas do Brasil, e que conta com “legislação bastante desenvolvida” em relação a concessões de áreas públicas para fins de conservação florestal. A Ambipar aponta ainda que já possui operações no Peru, por meio das subsidiárias Environment e Respose Latam.”

Fonte: Valor Econômico, 03/03/2022

Crise dos fertilizantes é chance para Brasil acelerar agro sustentável 

“A guerra na Ucrânia pode ser o incentivo decisivo para uma onda de inovações sustentáveis na agricultura brasileira. Assim como a dependência do gás russo força os europeus a acelerar a busca por fontes de energia limpas, a perspectiva de interrupções no fornecimento de fertilizantes expõe uma vulnerabilidade semelhante nas plantações daqui. O Brasil é o quarto maior consumidor de fertilizantes do mundo, e o maior importador. Somente a cultura da soja consome 40% do insumo aplicado no país, segundo a Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos.”

Fonte: Capital Reset, 04/03/2022

Por que ESG e Automação Robótica de Processos (RPA) devem caminhar lado a lado

“Para se ter uma ideia do impacto da ESG para os investimentos, já existe o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) que mede o desempenho médio dos ativos de empresas selecionadas pelo seu comprometimento com a sustentabilidade empresarial, isto é, com os três pilares da ESG – práticas corporativas voltadas ao meio ambiente, responsabilidade social e impacto da empresa em prol da comunidade, direitos humanos etc e políticas de administração transparente, com práticas anticorrupção, entre outros requisitos.”

Fonte: TI Inside, 03/03/2022

Opinião

Para que serve um crédito de carbono?

“Crédito de carbono é uma expressão que se convencionou usar para designar uma redução verificada de emissões de gases de efeito estufa (GEE), de modo que 01 unidade corresponde à redução de 1 tonelada de CO2eq que teria sido emitida para a atmosfera. O uso da palavra “crédito”, ou do termo em inglês “offset” – que significa compensação -, sugere que essa redução de emissões de GEE em um local confere direitos de emitir a mesma quantidade de GEE em outro, por aquele que detém o título representativo dessas emissões reduzidas. Mas a possibilidade e a forma de se utilizar essas reduções verificadas de emissão para a finalidade de compensar emissões de GEE vai depender de diversos fatores. E esta também não é a única utilidade possível para esses créditos.”

Fonte: Valor Investe, 03/03/2022

Clique aqui para acessar o relatório | “Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema

Internacional

Empresas

Grupos ambientais processam TotalEnergies por alegações de marketing climático

“Um grupo de organizações ambientais entrou com uma ação na França contra a maior empresa de energia do país, TotalEnergies, acusando-a de enganar os consumidores sobre seus esforços para combater as mudanças climáticas. A reclamação, que foi apresentada à TotalEnergies e deveria ser apresentada ao Tribunal Judicial de Paris, diz respeito à campanha de marketing de “reinvenção” da empresa. Os reclamantes dizem que a campanha infringiu a lei europeia do consumidor ao sugerir que a TotalEnergies pode atingir emissões líquidas de carbono zero até 2050, enquanto ainda produz mais combustíveis fósseis.”

Fonte: Reuters, 03/03/2022

Terraformation visa US$ 100 milhões para fundo florestal em estágio inicial

“A Terraformation, uma start-up de restauração florestal fundada pelo ex-chefe da empresa de tecnologia Reddit, busca levantar 100 milhões de dólares para um fundo focado em projetos em estágio inicial em países em desenvolvimento. O fundo ainda sem nome combinará capital privado, público e concessional em uma mistura de ações e dívidas, disse, e pretende ser lançado ainda este ano. Na semana, cientistas climáticos da ONU alertaram sobre o impacto crescente das mudanças climáticas, Terraformation e a organização sem fins lucrativos Bankers without Boundaries, que está ajudando a estruturar o fundo, disse que restaurar 2,3 bilhões de acres de floresta pode custar US$ 2,6 trilhões.”

Fonte: Reuters, 03/03/2022

Macquarie da Austrália lançará negócio de energia eólica offshore

“A unidade de investimento verde do conglomerado financeiro australiano Macquarie Group disse nesta quinta-feira que lançará um negócio de energia eólica offshore, com operações previstas para começar em abril. O novo negócio, Corio Generation, fará parte do Green Investment Group (GIG) da Macquarie e terá um pipeline global de projetos de 15 gigawatts, um dos maiores do mundo, informou a empresa. A GIG, que a Macquarie adquiriu do governo britânico em 2017, atualmente tem projetos de energia verde em desenvolvimento para gerar 35 gigawatts de energia.”

Fonte: Reuters, 03/03/2022

As duras restrições à COVID de Hong Kong prejudicam suas ambições de finanças verdes

“A ambição de Hong Kong de se tornar um centro de negócios verdes e sustentáveis ​​está ameaçada, pois seus controles rígidos e persistentes nas fronteiras contra a COVID-19 dificultam a tarefa de atrair especialistas seniores para as instituições financeiras. Banqueiros e consultores disseram que os riscos da política de “covid- zero” de Pequim, que já causou uma crise de talentos no território chinês, estão crescendo à medida que a maioria das outras nações reduz as restrições ao coronavírus.”

Fonte: Reuters, 03/03/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.