XP Expert

Após conflito Rússia e Ucrânia, UE pode aumentar a geração de energia renovável e reduzir dependências | Café com ESG, 08/03

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• Na segunda-feira, o mercado fechou em território negativo, com o Ibov e o ISE em queda de -2,5% e -3,8%, respectivamente.

• No Brasil, (i) ontem foi o último dia do prazo da consulta pública da minuta de uma circular da Superintendência de Seguros Privados (Susep) para começar a regular as seguradoras não só com relação à gestão dos riscos climáticos, mas também outros riscos ambientais e sociais; e (ii) de acordo com um estudo da universidade de Exeter, do Instituto Potsdam e da universidade técnica de Munique, a floresta amazônica está perdendo sua capacidade de se recuperar da destruição, e partes dela estão se aproximando de “um ponto de inflexão catastrófico”.

• No internacional, a União Europeia vai elaborar um plano hoje para reduzir as importações de gás russo em 2/3 dentro de um ano, enquanto busca reduzir sua dependência do abastecimento de combustível do país após a invasão da Ucrânia – para Frans Timmermans, comissário europeu do Green Deal, o bloco poderia importar mais gás natural liquefeito, aumentar rapidamente a geração de energia renovável e reduzir a demanda com medidas de eficiência.

Gostaria de receber os relatórios ESG por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Brasil começa a regular riscos climáticos e ESG das seguradoras

“[…] No mundo todo, o setor de seguros é criticamente afetado pela frequência cada vez maior de eventos climáticos extremos. Só em 2021, as perdas com catástrofes naturais cobertas por seguradoras atingiram US$ 105 bilhões, segundo cálculo do Swiss Re Institute, mantendo um padrão de aumento anual da ordem de 5% a 6% nas últimas décadas. […] Chega hoje ao fim o prazo da consulta pública da minuta de uma circular da Superintendência de Seguros Privados (Susep) para começar a regular não só a gestão dos riscos climáticos, mas também outros riscos ambientais e sociais. O texto vale também para resseguradoras, empresas de capitalização e de previdência privada.”

Fonte: Capital Reset, 07/03/2022

Mulheres em cargos de liderança impulsionam agenda ESG. Entenda

“Mesmo com o avanço nas discussões sobre a presença feminina em cargos de liderança, o processo de equidade de gênero no mercado de trabalho continua a passos lentos no Brasil. […] O problema é que alguns exemplos nem sempre recebem a visibilidade necessária da sociedade, o que pode trazer a ideia de ausência de referências. “Não significa que não existem mulheres em cargos de liderança, mas quando vemos os destaques e premiações são destinadas mais para os homens”, afirma Ana Melo, head de diversidade e inclusão da XP.”

Fonte: Estadão, 07/03/2022

3 CEOs mulheres contam como chegaram ao topo

“Vinte e dois anos, 23 e 25. Essas foram as idades que três mulheres bem-sucedidas na carreira profissional – hoje, todas são CEO de grandes empresas – alcançaram o primeiro cargo de liderança no mundo corporativo. Como coordenadora de consultoria técnica aos 22 anos de idade, Daniela Pedroza diz que era a única mulher da equipe em um mercado que ainda não reconhecia o talento da mulher e sua capacidade de auditar grandes ambientes fabris. “Foi meu primeiro obstáculo.””

Fonte: Valor Econômico, 08/03/2022

Política

A floresta amazônica está perdendo sua capacidade de se recuperar da destruição

“A floresta amazônica está perdendo sua capacidade de se recuperar da destruição, e partes dela estão se aproximando de “um ponto de inflexão catastrófico”, alerta um importante cientista após um novo estudo usando duas décadas de dados de satélite. A pesquisa descobriu que em mais de três quartos da maior floresta tropical do mundo, sua resiliência a eventos prejudiciais, como secas ou incêndios, diminuiu consistentemente desde o início dos anos 2000. O estudo da universidade de Exeter, do Instituto Potsdam e da universidade técnica de Munique usou informações de satélite para rastrear mudanças ao longo de 25 anos para examinar como a vegetação da Amazônia respondeu às condições climáticas flutuantes. Qualquer transformação da Amazônia em um campo mais quente e seco traria grandes consequências para as mudanças climáticas globais por causa do desaparecimento de árvores armazenadoras de carbono e aumentos potenciais de incêndios. As secas provavelmente se tornariam ainda mais frequentes e severas em toda a América do Sul.”

Fonte: Financial Times, 07/03/2022

Clique aqui para acessar o relatório | “Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema

Internacional

Empresas

Guerra leva fundos e bancos a rever exclusão de armas de políticas ESG 

“[…] Crenças sobre segurança global perderam a validade quando a Rússia invadiu a Ucrânia, e o mesmo está ocorrendo com uma dessas unanimidades do mundo ESG ­– no mínimo, ela está sendo reexaminado com um novo olhar. […] O SEB, uma das maiores instituições financeiras da Suécia, anunciou na semana passada uma mudança em sua política de não-investimento em fabricantes de armas, dada a nova realidade geopolítica do continente. A partir de 1º de abril, seis de seus fundos poderão incluir papéis de companhias que obtenham mais de 5% de suas receitas com negócios de defesa. O filtro havia sido instituído um ano atrás.”

Fonte: Capital Reset, 08/03/2022

Paridade de gênero no setor financeiro do Reino Unido levará 30 anos no ritmo atual – estudo

“O número de mulheres empregadas na alta administração do setor financeiro do Reino Unido levará 30 anos para alcançar a paridade com os homens no ritmo atual, disse uma iniciativa apoiada pelo governo do Reino Unido nesta segunda-feira ao anunciar medidas para dar o pontapé inicial ” Ação urgente”. A Woman in Finance Charter (WIFC) foi fundada em 2016 pelo Tesouro na forma de um acordo voluntário entre mais de 400 instituições, incluindo o Banco da Inglaterra, para pressionar por representação igualitária de gênero no setor financeiro.”

Fonte: Reuters, 07/03/2022

O presidente da Coal India quer que suas operações sejam líquidas zero em 3-4 anos

“As operações da Coal India pretendem se tornar zero líquido em três a quatro anos, disse seu presidente, embora isso não se estenda às emissões da queima de carvão que produz. Espera-se que energia renovável, maior eficiência energética interna e transporte mais limpo contribuam para a meta de zero líquido da Coal India, disse Pramod Agrawal, presidente da maior mineradora de carvão do mundo em produção, na segunda-feira.

Fonte: Reuters, 07/03/2022

Política

UE planeja cortar importações de gás russo em dois terços em um ano

“A União Europeia delineará um plano na terça-feira para reduzir as importações de gás russo em dois terços dentro de um ano, enquanto busca reduzir sua dependência do abastecimento de combustível do país após a invasão da Ucrânia por Moscou. Frans Timmermans, comissário europeu do Green Deal, disse que o bloco poderia importar mais gás natural liquefeito, aumentar rapidamente a geração de energia renovável e reduzir a demanda com medidas de eficiência. Ele admitiu que os países podem ter que queimar carvão por mais tempo para evitar a mudança para o gás. Timmermans sustentou que a UE ainda pode cumprir seus objetivos de limitar o aquecimento global cortando as emissões de gases de efeito estufa em pelo menos 55% até 2030 e uma meta de zero líquido até 2050, desde que as energias renováveis também aumentem rapidamente.”

Fonte: Financial Times, 07/03/2022

Não há espaço para questões trabalhistas e verdes na proposta de subsídios estrangeiros, diz chefe de concorrência da UE

“O chefe da Comissão de Concorrência da União Europeia rejeitou nesta segunda-feira pedidos de alguns grupos para incluir leis trabalhistas e padrões ambientais em uma proposta que visa coibir empresas estrangeiras injustamente auxiliadas que compram empresas da UE. Margrethe Vestager anunciou sua proposta em maio do ano passado, buscando reprimir subsídios estrangeiros, como empréstimos com juros zero, garantias estatais ilimitadas, acordos de impostos zero ou financiamento estatal dedicado. Estes são comuns nas indústrias de alumínio, aço, semicondutores, construção naval e automotiva.”

Fonte: Reuters, 07/03/2022

Regulação

Regulador de Wall Street proporá regra de risco climático já na próxima quarta-feira

“A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) planeja propor sua regra histórica de risco climático já na próxima quarta-feira, 16 de março, disseram duas pessoas familiarizadas com o planejamento da agência. Uma das pessoas, que falou anonimamente sobre os planos de agências privadas, disse que o regulador de Wall Street está “comprometido” a emitir a proposta até o final do mês.”

Fonte: Reuters, 07/03/2022

EPA dos EUA propõe regras para reduzir emissões de caminhões pesados

“A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) disse nesta segunda-feira que está propondo novas regras para reduzir a formação de smog e as emissões de gases de efeito estufa de veículos pesados. A EPA está propondo exigir cortes nas emissões de óxido de nitrogênio de caminhões pesados ​​que resultariam em uma queda de 47% a 61% até 2045, os primeiros cortes propostos para NOx para caminhões pesados ​​desde 2001. Os novos padrões começariam em 2027. ano modelo.”

Fonte: Reuters, 07/03/2022


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • ISE B3: Um raio-X da nova carteira do Índice de Sustentabilidade da B3 (link)
  • Radar ESG | Panvel (PNVL3): Prescrevendo a agenda ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Uma alteração no portfólio para fevereiro (link)
  • Radar ESG | Omega Energia (MEGA3): Líder em energia renovável, surfando a onda da sustentabilidade (link)
  • Radar ESG | Desktop (DESK3): No início da jornada ESG (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para janeiro (link)
  • Radar ESG | AgroGalaxy (AGXY3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Petrobras (PETR4): E o campo ESG, como a Petrobras está explorando? (link)
  • Radar ESG | Oncoclínicas (ONCO3): Ainda na sala de espera (link)
  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.