XP Expert

Divulgação de dados ESG continua como um dos desafios da agenda | Café com ESG, 16/12

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Principais tópicos do dia

• O mercado fechou o pregão de quarta-feira em território positivo, com o Ibov e ISE, em leve alta de +0,6% e +0,9%, respectivamente.

• No Brasil, (i) segundo estudo da PwC, 69% das empresas que compõem o índice Ibovespa divulgam metas relacionadas a aspectos ESG em seus relatórios não financeiros, e 43% das empresas que divulgam informações ESG não as submetem a nenhum processo de asseguração ou mesmo verificação independente; (ii) o governo estima que o mercado de CPR Verde (Cédula de Produto Rural), instrumento de dívida relacionado às atividades de conservação e recuperação de florestas nativas e de seus biomas, tem potencial de gerar até R$ 30 bilhões em operações em quatro anos.

• No internacional, a empresa portuguesa de petróleo e gás Galp está a unindo forças com a startup sueca de baterias Northvolt para desenvolver a maior fábrica de processamento de lítio da Europa, como parte do processo de abandono no uso de combustíveis fósseis – a joint venture 50-50 chamada Aurora terá como meta a produção anual de 35.000 toneladas de hidróxido de lítio para bateria, o suficiente para abastecer cerca de 700.000 veículos elétricos.

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Para a PwC, é preciso resolver como auditar as métricas ESG

“A Cop26, realizada em Glasgow em novembro, se diferenciou das conferências climáticas anteriores pela expressiva representação de lideranças empresariais e por ter colocado a contribuição dos mercados para a redução das emissões globais de gases do efeito estufa no centro do debate. […] Vemos, por exemplo, que, no Brasil, 69% das empresas que compõem o índice Ibovespa divulgam metas relacionadas a aspectos ESG em seus relatórios não financeiros, conforme revela o estudo “Divulgações de ESG no Ibovespa”, realizado pela PwC . Nota-se, portanto, que 31% das empresas listadas no Ibovespa ainda não divulgam compromissos ESG. Além disso, o estudo da PwC revela, também, que 43% das empresas que divulgam informações ESG não as submetem a nenhum processo de asseguração ou mesmo verificação independente.”

Fonte: Exame, 15/12/2021

Cade aprova compra da Unidas (LCAM3) pela Localiza (RENT3) com restrições; ações fecham em alta

“O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira (15) a proposta de incorporação da Unidas (LCAM3) pela Localiza (RENT3). O caso foi decidido pelo presidente do Cade, Alexandre Cordeiro Macedo, que acompanhou voto da relatora Lenisa Prado, autorizando a compra mediante a celebração de um Acordo em Controle de Concentrações (ACC), que traz como solução um conjunto de medidas estruturais e comportamentais. “Apesar de a operação se mostrar prejudicial para a concorrência e das eficiências não terem sido comprovadas de maneira que pudessem suportar os prejuízos, partiu-se para uma negociação de remédios que mitigassem os problemas concorrenciais ditos lá na frente, nas diligências”, afirmou Macedo.”

Fonte: InfoMoney, 16/12/2021

Esse fundo canadense está atrás de ativos de baixo carbono no Brasil

“Um dos maiores fundos de pensão do Canadá, com US$ 300 bi sob gestão, está procurando negócios de baixo carbono no Brasil. O Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ) administra o dinheiro da aposentadoria de funcionários públicos, como professores, policiais e bombeiros, da província de Quebec desde a década de 60, tem investimentos em mais de 65 países, mas só foi abrir seu escritório brasileiro em 2018. De lá para cá, alcançou uma carteira de US$ 5 bi em ativos locais, incluindo dois cheques bilionários: a empresa de gasodutos TAG, vendida pela Petrobrás em 2019 e comprada em associação com a francesa Engie, e a formação, no começo deste ano, da joint-venture de internet por fibra ótica FiBrasil, com a Telefônica. Mas o fundo considera que o tamanho do portfólio está aquém do potencial, em grande medida por ter chegado tarde ao mercado brasileiro, e está ativo na análise de uma série de oportunidades.”

Fonte: Capital Reset, 15/12/2021

Novo app do Bradesco calcula pegada de carbono

“A preocupação com o meio ambiente é tema recorrente para a população mundial. Pesquisa realizada pela consultoria McKinsey mostra que 85% dos brasileiros dizem se sentir melhor comprando produtos sustentáveis. Ao mesmo tempo em que as pessoas querem mais ações das empresas, ainda há dificuldade em saber quais são as emissões de carbono na nossa rotina diária. Para ajudar nessa contagem, o Bradesco acaba de lançar uma nova funcionalidade em seu app, que permite aos clientes do banco calcularem como sua rotina diária impacta o meio ambiente e, voluntariamente, decidirem se querem neutralizar sua geração de carbono. Marcelo Pasquini, responsável por sustentabilidade corporativa no Bradesco, explica que o aplicativo foi criado com a intenção de engajar o cliente pessoa física que quer saber quanto CO2 está emitindo na atmosfera. “Com o app, ele passa a conhecer quanto e como seus hábitos resultam na emissão de carbono e entender quais ações ele pode adotar para mitigar a sua pegada de carbono”, reforça o executivo.”

Fonte: Estadão, 15/12/2021

ONS descarta racionamento de energia em 2022; aponta chuvas mais favoráveis

“O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) não vê nenhuma possibilidade de apagão ou racionamento por questões hídricas em 2022, uma vez que o nível de hidrelétricas está em processo de recuperação com chuvas mais regulares e medidas do governo para preservar água nos reservatórios, disse nesta quarta-feira o diretor-geral do órgão. “As projeções são boas e estamos dizendo que estaremos muito melhores para atravessar 2022 porque tem mais água nas represas, seja por medidas adotadas, seja porque teremos mais 10 mil megawatts à disposição e mais linhas de transmissão”, disse Luiz Carlos Ciocchi, em entrevista a jornalistas. “Não temos motivo para nos preocupar com apagão, desabastecimento ou racionamento”, acrescentou ele..”

Fonte: Isto É Dinheiro, 16/12/2021

Política

CPR Verde e a proteção ambiental

“No início do mês de outubro, foi publicado o Decreto Federal nº 10.828/2021, que regulamenta a emissão de Cédula de Produto Rural, relacionada às atividades de conservação e recuperação de florestas nativas e de seus biomas, a chamada CPR Verde. A CPR Verde já estava prevista na Lei nº 13.986, de 7 de abril de 2020, tendo esse decreto regulamentado o tema. A Cédula de Produto Rural é um instrumento de dívida que foi introduzido na década de 1990 e, desde então, tem sido muito útil para o desenvolvimento das atividades rurais no Brasil, especialmente as agrícolas e as pecuárias. A CPR é um título representativo de uma promessa de entrega futura de produtos agrícolas ou o seu resgate em dinheiro, denominando-se, conforme o caso, Cédula de Produto Rural física ou financeira, respectivamente. O governo estima que o mercado da CPR Verde tem potencial de gerar até R$ 30 bilhões em operações em quatro anos.”

Fonte: Valor Econômico, 16/12/2021

Opinião

Agenda 2022: É hora de incluir o ESG na estratégia dos negócios

“É comum que muitas empresas façam seus orçamentos e revisem os planejamentos estratégicos neste período de final do ano. Esse trabalho será desdobrado nas metas de 2022. É um período crítico para incluir os aspectos do ESG na estratégia dos negócios. As decisões tomadas agora vão indicar a direção a ser seguida. Aproveito esta coluna para trazer algumas observações. Do ponto de vista de governança é preciso garantir a transparência. Costumo dizer que não existe mais “on” e “off”, estamos “on” o tempo todo. Isso porque a sociedade e o mercado financeiro não toleram mais greenwashing, e tentativas nesse sentido têm vida curta. Com o avanço do tema, as metas que envolvem ESG precisam ser mensuráveis e auditadas. Quando falamos do aspecto ambiental, há inúmeras oportunidades que podem ser aproveitadas durante a confecção de um planejamento estratégico. Há várias oportunidades no mercado financeiro para as empresas que já têm uma boa governança de sustentabilidade, como os chamados green bonds.”

Fonte: Capital Reset, 14/12/2021

Internacional

Empresas

Galp e Northvolt vão construir a maior fábrica de lítio da Europa

“A empresa portuguesa de petróleo e gás Galp está a unindo forças com a startup sueca de baterias Northvolt para desenvolver a maior fábrica de processamento de lítio da Europa, como parte de um abandono dos combustíveis fósseis. A joint venture 50-50 chamada Aurora terá como meta a produção anual de 35.000 toneladas de hidróxido de lítio para bateria, o suficiente para 50 GWh de capacidade da bateria, que poderia abastecer cerca de 700.000 veículos elétricos. A fábrica ficará em Portugal, local do maior depósito de lítio da Europa Ocidental, com investimento total de até € 700 milhões, “com base em projetos semelhantes”, e criando cerca de 1.500 empregos, disseram as empresas. A joint venture espera obter o lítio para o projeto na Península Ibérica e pretende utilizar energias renováveis para alimentar a refinaria, que pretende iniciar as operações comerciais em 2026 assim que for tomada uma decisão final de investimento.”

Fonte: Financial Times, 14/12/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG (link)
  • Radar ESG | Alpargatas (ALPA4): Iniciando a caminhada pela agenda ESG (link)
  • Radar ESG | Kepler Weber (KEPL3): Um começo promissor (link)
  • Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG (link)
  • ESG: O que moldará os investimentos sustentáveis em 2022? (link)
  • Carteira ESG XP: Sem alterações em nosso portfólio para dezembro (link)
  • Radar ESG | Burger King Brasil (BKBR): Espaço para avanço na agenda, mas os planos ambiciosos adiante animam (link)
  • COP26: Implicações do documento final (link)
  • Expo Dubai: Buscando soluções diante de recursos finitos (link)
  • Expo Dubai: Todos os olhos voltados para o futuro da mobilidade (link)
  • Expo Dubai: Tecnologia e sustentabilidade centralizam os destaques do evento nesta terça-feira (link)
  • Expo Dubai: Três principais destaques do evento nesta segunda-feira, dia do Brasil na feira (link)
  • COP26: Um encontro decisivo para conter o aquecimento global (link)
  • Seleção BDRs ESG​: 15 nomes para exposição internacional ao tema (link)
  • Radar ESG | Kora Saúde (KRSA3): Ainda há um caminho a ser percorrido (link)
  • Radar ESG | Empresas de Autopeças: Preparando a estrada ESG; Governança e segurança em primeiro lugar (link)
  • Radar ESG | Unifique (FIQE3) e Brisanet (BRIT3): O que as empresas de telecomunicações brasileiras têm feito? (link)
  • Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade! (link)
  • Vale (VALE3): Feedback do Webinar ESG; Todos os olhos voltados para a redução de riscos (link)
  • Radar ESG | Totvs (TOTS3): A melhor posicionada no setor de tecnologia sob a cobertura da XP (link)
  • Assembleia Geral da ONU: Cenário climático alarmante centraliza as discussões (link)
  • Amazônia: Entendendo a importância da maior floresta tropical do mundo (link)
  • ESG no centro das discussões; Três principais aprendizados da Expert XP 2021 (link)
  • Radar ESG | Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3): Uma líder em alumínio verde, com forte posicionamento ESG (link)
  • Relatório do IPCC: Um chamado para todos, inclusive para o mercado, frente a um cenário alarmante do clima (link)
  • Radar ESG | WEG (WEGE3): Um player ESG bem equipado para se beneficiar das tendências adiante (link)
  • Radar ESG | Boa Safra (SOJA3): Agenda ESG em produção, semente por semente (link)
  • Água: Onde há escassez, há oportunidade (link)
  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.