XP Expert

Coronavírus em números – 21 de julho

Relatório diário de acompanhamento da evolução do número de casos do coronavírus no Brasil e no mundo

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Com mais 632 mortes na segunda-feira, o Brasil ultrapassou a marca dos 80 mil óbitos por covid-19. O lado positivo se encontra na média móvel semanal, que se manteve abaixo da segunda-feira anterior. Os casos confirmados ultrapassaram 2,1 milhões, o que implica a contaminação de pouco mais de 1% da população brasileira, segundo dados do Ministério da Saúde. (https://bit.ly/3fOVHTN e https://glo.bo/3jnPoZz)

O estado de São Paulo freou a tendência de melhora vista nas últimas 2 semanas. Ainda ontem, o interior do estado superou a Grande São Paulo em termos de óbitos acumulados. Vale do Ribeira, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba estão em alerta. A situação também perdeu o controle na região sul do país, onde todos os três estados passam por recrudescimento do isolamento social. (https://bit.ly/2WF1DHo, https://bit.ly/2WF1DHo e https://bit.ly/2ZKXzay)

A América Latina conta com Brasil, Peru, México e Chile entre os dez países com maior número de infectados no mundo. A Argentina, que gozava de certa estabilidade, ontem registrou pela primeira vez mais de 100 óbitos diários. No continente africano, a África do Sul registrou explosão de diagnósticos no último mês e se encontra na indecorosa quinta posição global, com mais de 370 mil casos. (https://bit.ly/2ZMb36f e https://cnn.it/39qKfvz)

Após milhares de mortes registradas em abril, a Espanha havia logrado em controlar o espraiamento do vírus durante os últimos meses. Recentemente, no entanto, o país tem visto diversas regiões com aumento significativo de casos e novas medidas de confinamento social. Nos Estados Unidos, o ritmo de expansão do vírus no Texas, Califórnia, Arizona e Flórida tem cedido, embora em patamares ainda elevados. (https://bloom.bg/2OJaGCU)

Sem dúvida, as notícias positivas de ontem vieram dos laboratórios. A alemã Pfizer e a BioNTech apontaram resultados positivos para a vacina, bem como a da AstraZeneca, desenvolvida por Oxford, que divulgou sua segurança e eficácia em testes já avançados. Em São Paulo, haverá testagem da vacina desenvolvida pela Sinovac Biotech em 9 mil voluntários. O governador João Doria acena para a possibilidade de os testes se encerrarem em 90 dias, quando se iniciará a produção de 120 milhões de doses. À espera da vacina, o mundo acumula 14,6 milhões de casos e 610 mil mortes pela covid-19, de acordo com a Johns Hopkins University. (https://bit.ly/3eNcgyb, https://bit.ly/3jqVU1F e https://bbc.in/2OJntFG)

Histórico de relatórios

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.