Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 28/07

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Santander diz que Rial deixará cargo de presidente em dezembro e assumirá presidência do conselho

“O Santander Brasil informou que Sérgio Rial assumirá a presidência do conselho de administração a partir de 1º de janeiro de 2022 e deixará sua posição de diretor-presidente da companhia em 31 de dezembro deste ano. Ele permanecerá também no conselho do Grupo Santander na Espanha. O futuro CEO, que sucederá Rial, será o atual vice-presidente da área de empresas, Mario Roberto Opice Leão. Graduado pela Escola Politécnica de São Paulo, ele conta com uma longa carreira no setor financeiro, tendo percorrido instituições como Citibank, Goldman Sachs e Morgan Stanley e é membro do comitê executivo do Santander há quatro anos. Ele assumirá a presidência executiva a partir de 1º de janeiro de 2022. Adicionalmente, Leão será indicado para uma vaga no conselho de administração do Santander.”

Fonte: Valor Investe, 27/07/2021

“Sinais vitais” da Terra estão enfraquecendo, apontam cientistas

“Os “sinais vitais” da Terra estão enfraquecendo, de acordo com um comunicado divulgado nesta terça-feira (27) por um grupo de cientistas que temem que o planeta está se aproximando de um “ponto sem volta” climático. Os cientistas fazem parte de uma plataforma de mais de 14 mil especialistas que há dois anos pediram uma declaração mundial de emergência climática. No documento, publicado pela revista BioScience, os cientistas afirmam que os governos fracassaram na tentativa de combater a mudança climática, provocada pela “superexploração da Terra”. Dos 31 “sinais vitais” do planeta, que incluem as emissões de gás com efeito estufa, a espessura das geleiras e o desmatamento, 18 já alcançaram níveis recordes preocupantes de acordo com o texto publicado pela revista BioScience.”

Fonte: Isto É, 27/07/2021

Política

BNDES deixa de financiar térmicas a carvão e pode ampliar lista de exclusão

“Grande financiador de projetos na área de infraestrutura no país, o BNDES definiu que não dará mais crédito para usinas térmicas a carvão. O setor foi incluído formalmente na lista de exclusão do banco. “Não financiaremos mais térmicas a carvão, independentemente da tecnologia empregada ou de qualquer outra coisa”, diz o diretor do BNDES, Bruno Aranha, em entrevista ao Reset, a primeira desde que assumiu a diretoria de crédito produtivo e socioambiental, recém-criada com o objetivo de colocar mais foco na agenda de desenvolvimento sustentável do banco e na transição para uma economia de baixo carbono. Como consequência da exclusão das térmicas, projetos de mineração de carvão voltados a abastecê-las também deixam de ser elegíveis para crédito do banco a partir de agora.”

Fonte: Capital Reset, 27/07/2021

Terceiro Setor

Prêmio Empreendedor Social 2021 encerra inscrições em 2 de agosto

“O Prêmio Empreendedor Social encerra na próxima segunda-feira (2) a etapa de inscrições para sua segunda edição especial em resposta à Covid-19. Em 2021, o principal concurso de empreendedorismo socioambiental da América Latina reconhecerá quatro Empreendedores Sociais do Ano. A premiação, realizada pela Folha em parceria com a Fundação Schwab, uma das comunidades-irmãs do Fórum Econômico Mundial, tem quatro categorias: Emergência Sanitária, Inclusão Social e Produtiva, Inovação para Retomada e Soluções Comunitárias. Serão reconhecidos 12 destaques, três em cada categoria, com eleição de quatro vencedores pelo júri composto por especialistas e personalidades.”

Fonte: Folha de São Paulo, 27/07/2021

Opinião

Um megafone para os cientistas ambientais

“Há poucos dias, em evento virtual da Fapesp, a fundação paulista que promove ciência, três pesquisadores discutiram mudança climática e biodiversidade. Foi uma aula de generosidade em relação a dois dos temas mais importantes da atualidade. O biólogo Carlos Alfredo Joly, da Unicamp, o físico Paulo Artaxo, da Universidade de São Paulo, e a bióloga Mercedes Bustamante, da Universidade de Brasília, distribuíram conhecimento a quem se dispôs a ouvir. O Brasil tem grandes cientistas, estes são três deles. Nestes tempos tristes, a terceira lei de Newton parece estar em vigor no Brasil – aquela que diz que para ação há uma reação igual e contrária. Apesar de todos os esforços negacionistas, os cientes brasileiros têm ampliado sua voz. É hora de ouvi-los no megafone.”

Fonte: Valor Econômico, 28/07/2021

Internacional

Empresas

Analistas elevam estimativas para o preço de carbono na UE frente aos planos de reforma de mercado

“Os analistas elevaram suas previsões de preço médio do mercado europeu de carbono depois que a Comissão Europeia revelou um pacote de políticas para implementar suas metas climáticas, incluindo reformas para limitar o número de permissões de carbono disponíveis. As permissões da UE (EU Allowances) devem atingir em média 52,01 euros a tonelada em 2021 e 62,26 euros em 2022, revelou uma pesquisa da Reuters com oito analistas. Isso representa um aumento de 12,4% e 11,8%, respectivamente, em relação às projeções feitas em abril. A estimativa média para os preços em 2023 é de 61,49 euros a tonelada, o que representa um aumento de 9,4%. O Sistema de Comércio de Emissões da União Europeia (ETS), que força fabricantes, empresas de energia e companhias aéreas a pagar por cada tonelada de dióxido de carbono que emitem, é fundamental para os esforços da UE para reduzir as emissões líquidas de gases de efeito estufa em 55% em relação aos níveis de 1990 até 2030.”

Fonte: Reuters, 27/07/2021

Ativos de fundos sustentáveis globais atingiram o recorde de US$ 2,3t no 2T, diz Morningstar

“Os ativos de fundos mútuos sustentáveis globais atingiram um novo recorde no segundo trimestre, liderados pelos fluxos para ações, embora o ritmo das entradas líquidas tenha diminuído em relação ao trimestre anterior, mostraram dados da Morningstar. Os fundos focados em questões ambientais, sociais e de governança (ESG) viram seus ativos combinados subirem para US$ 2,3 trilhões pelo quinto trimestre consecutivo de crescimento, um aumento de 12% em relação ao final de março. No entanto, enquanto os ganhos de mercado, os lançamentos de produtos e a demanda persistente de investidores ajudaram a aumentar os ativos, os US$ 139,2 bilhões em entradas líquidas caíram 24% em relação ao primeiro trimestre. “Um aumento no número de produtos sustentáveis em todo o mundo, a valorização do mercado e entradas positivas continuaram a impulsionar os ativos dos fundos sustentáveis globais para cima”, disse a Morningstar em um relatório na terça-feira.”

Fonte: Reuters, 27/07/2021

Mais empresas dos EUA vinculam o pagamento do CEO à métricas de diversidade

“A diversidade corporativa se tornou o tipo mais comum de métrica de sustentabilidade usada na definição da remuneração dos executivos, concluiu um novo estudo, à medida que as empresas buscam aumentar a participação de mulheres e minorias em sua força de trabalho. Entre 61 métricas usadas pelas empresas Fortune 100 para vincular os salários dos executivos a fatores ambientais, sociais ou de governança, 14 delas, ou 23%, eram métricas de diversidade, de acordo com Nathan Grantz, analista sênior de pesquisa da consultoria de compensação Equilar. Ao todo, 44 empresas usam uma ou mais métricas ESG, incluindo sete que as adotaram este ano, descobriu Equilar. A nova atenção à diversidade reflete os protestos Black Lives Matter do ano passado e a estratificação social exposta pela pandemia COVID-19, disse Amit Batish, diretor de conteúdo da Equilar.”

Fonte: Reuters, 27/07/2021

Pemex constrói refinaria em área verde que prometeu proteger

“É uma grande refinaria de petróleo em uma área com foco em energia renovável. Vai custar mais do que o prometido. Está atrasada. E agora, documentos públicos revelam que Dos Bocas – um projeto que o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, apoia para seu Estado natal Tabasco – está sendo construída em uma zona que a petroleira estatal prometeu proteger. Os documentos, divulgados pela primeira vez, mostram que, em 2006 e 2007, a Petróleos Mexicanos (Pemex) se comprometeu a preservar a área que incluía um manguezal raro em troca do direito de perfurar nas proximidades. O Ministério do Meio Ambiente deu permissão à Pemex para explorar reservas de petróleo e gás por 20 anos, com a condição de que não construísse nada em áreas próximas que contivessem flora e fauna raras, segundo os arquivos. A área abrigava quatro tipos de mangue, uma árvore costeira que absorve mais carbono do que a maioria das árvores e protege contra inundações, bem como 23 espécies de animais protegidos, disse a Pemex em sua avaliação de impacto ambiental de 2006 da região.”

Fonte: Valor Econômico, 27/07/2021

Política

China lança programa piloto para avaliar as emissões de carbono em novos projetos industriais

“A China vai realizar um programa piloto nas principais regiões industriais para avaliar as emissões de carbono em novos projetos em setores que vão do aço à petroquímica, de acordo com um comunicado do Ministério do Meio Ambiente na terça-feira. A mudança segue a promessa da China de continuar a combater a poluição, ao mesmo tempo que leva as emissões de carbono a um pico até 2030 e a zero líquido em 2060. “Implementar a avaliação do impacto ambiental das emissões de carbono… é um ponto de partida importante e uma forma eficaz de promover a sinergia de mudanças climáticas e governança ambiental ”, afirmou o Ministério da Ecologia e Meio Ambiente (MEE) no comunicado.”

Fonte: Reuters, 27/07/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Positivo (POSI3): Um trabalho em andamento (link)
  • B3 anuncia nova metodologia para o ISE; Positivo (link)
  • Radar ESG | G2D (G2DI33): Abraçando os pilares S e E através do portfólio de investimentos de impacto (link)
  • Ambev (ABEV3): Feedback do evento ESG; Reforçamos nossa visão positiva (link)
  • Radar ESG | Setor de infraestrutura (CCRO3, ECOR3, RAIL3, HBSA3, STBP3): Preparando o asfalto (link)
  • Crédito de carbono: Capturando parte da solução; 5 nomes para exposição ao tema (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de Imóveis Residenciais Populares: Construindo os andares ESG (link)
  • Radar ESG | Arezzo & Co. (ARZZ3): Caminhando com seus próprios passos pela agenda ESG (link)
  • Trilogia ESG (Pt. I): Um mergulho no pilar E; Três nomes que são parte da solução (link)
  • Radar ESG | Blau (BLAU3) e Hypera (HYPE3): Em busca da fórmula ESG (link)
  • Bitcoin e ESG: Entenda os dois lados da moeda (link)
  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.