Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 18/05

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Certificados de gás natural “renovável” chegam ao Brasil

“Diante da febre dos certificados de energia renovável, com os quais as empresas “limpam” seu consumo de eletricidade e avançam nas metas de sustentabilidade, o mercado nacional já está desenvolvendo um produto similar para os consumidores de gás. Espera-se para este ano o lançamento dos Gas-RECs, que poderão atestar o consumo de gás natural “renovável” – ou seja, do biogás. A lógica é semelhante à dos I-RECs, que asseguram que cada megawatt-hora foi gerado por uma fonte renovável de energia, injetado no sistema, até ser consumido pela empresa. No caso do gás, o certificado garante o rastreamento de biogás gerado e distribuído em usinas pelo país, chegando até o ponto de consumo.”

Fonte: Valor Econômico, 18/05/2021

Empresas apostam em economia circular para reduzir impactos ambientais

“As mudanças climáticas e o aquecimento global, com efeitos potencialmente destrutivos para a humanidade, têm demandado de governos e empresas a adoção de medidas robustas de mitigação de impactos ambientais na produção econômica. Nesse cenário, iniciativas em torno da chamada economia circular desenvolvem soluções tecnológicas e campanhas educativas que ajudam a “limpar” a cadeia produtiva e a melhorar a gestão de resíduos em diversos setores.”

Fonte: Época Negócios, 17/05/2021

Como construir a diversidade

“As empresas têm buscado nos últimos anos aumentar a diversidade quando contratam funcionários, mas transformar os times e a cultura corporativa não é uma missão simples. O secretário-executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, Reinaldo Bulgarelli, que participou ontem da Live do Valor, deu algumas dicas de como fomentar esse ambiente diverso dentro das organizações – criar comitês e uma estrutura de governança focados no tema ajuda. A participação ativa de líderes da empresa é importante.”

Fonte: Valor Econômico, 18/05/2021

Sicredi levanta US$ 120 milhões com IFC para energia solar com selo verde

“O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 5 milhões de associados, acaba de captar US$ 120 milhões com a International Finance Corporation (IFC), do Banco Mundial, para financiar projetos de energia solar, num empréstimo com vencimento em sete anos. É a primeira operação de uma cooperativa de crédito no país a receber tanto o selo verde, quanto a chancela da Climate Bonds Initiative (CBI), organização internacional que atua para promover investimentos na economia de baixo carbono.”

Fonte: Capital Reset, 17/05/2021

Banco BV promete destinar R$ 80 bi a operações com critérios ESG até 2030 

“O banco BV se comprometeu a destinar ao menos R$ 80 bilhões a operações com benefícios ambientais e sociais até 2030, o que inclui empréstimos e também operações estruturadas no mercado de capitais. O objetivo faz parte de um trio de compromissos ESG que o banco, antigo Votorantim, acaba de anunciar para o fim desta década.”

Fonte: Capital Reset, 17/05/2021

Investidores ESG buscam mercados emergentes e desafiam céticos

“(Bloomberg) – Um número crescente de gestores em finanças verdes agora busca mercados que geralmente não são associados à sustentabilidade. Gestores de fundos no Norte da Europa, onde investimentos com foco na proteção do meio ambiente se tornaram predominantes, começam a olhar muito mais longe para encontrar ativos baratos que, segundo eles, acabarão por cumprir seus objetivos ambientais, sociais e de governança, ou ESG na sigla em inglês.”

Fonte: InfoMoney, 17/05/2021

Política

Brasil ainda examina convite para programa da OCDE de ação climática

“O governo brasileiro continua sem responder convite da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para participar de um programa visando acelerar a ação dos países na descarbonização de suas economias, um tema central hoje na agenda global. O Programa Internacional de Ação sobre o Clima (Ipac, na sigla em inglês) será lançado dentro de duas semanas na conferência ministerial anual da OCDE. A França lidera essa iniciativa, que terá indicadores para complementar e continuar “os progressos em direção do objetivo de transição para emissão líquida zero de gases de efeito estufa e uma economia mais resiliente daqui até a metade do século”.”

Fonte: Valor Econômico, 17/05/2021

Falta de trabalho e estudo afeta mais mulheres, negros e chefes de família

“A falta de estudo e de trabalho que acomete jovens é maior entre mulheres, negros, chefes de família e pessoas sem instrução, segundo estudo publicado nesta segunda-feira (17) pelo centro de políticas sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV Social). A pandemia de coronavírus fez crescer no país a proporção daqueles que não estudam nem trabalham, os chamados “nem-nem”. Conforme o levantamento, 25,52% dos jovens com idades entre 15 e 29 anos estavam afastados do mercado de trabalho e dos estudos no quarto trimestre de 2020. Ao final de 2019, a porcentagem era de 23,66%.”

Fonte: Folha de São Paulo, 17/05/2021

Regulação

ANP define especificações para ‘diesel verde’

“A reguladora ANP publicou nesta segunda-feira, no Diário Oficial da União, resolução que define especificações para o chamado “diesel verde”, em momento em que o país busca diversificar sua matriz de combustíveis. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o “diesel verde” abrangido na resolução pode ser produzido a partir do hidrotratamento de óleos vegetais, bem como gordura animal e ácidos graxos de biomassa, entre outros.”

Fonte: Época Negócios, 17/05/2021

Terceiro Setor

Por que ter diversidade e inclusão no terceiro setor?

“O tema da diversidade, em toda sua extensão, é obrigatório no terceiro setor. Devemos acolher e valorizar todos os gêneros, todas as orientações sexuais, raças, idades, classes sociais, as diferentes origens, aqueles com algum tipo de deficiência e aqueles que iniciam suas carreiras da mesma forma que aqueles que já viveram muito.”

Fonte: Folha de São Paulo, 17/05/2021

Opinião

O choque de realidade no tabuleiro do clima

“Depois da festa, vem a ressaca. Menos de um mês da corrida dos países ricos por percentuais mais ambiciosos de corte nas emissões de gases-estufa, que o mundo acompanhou em abril na Cúpula de Líderes Climáticos convocada pelo presidente Joe Biden, surge o choque de realidade – ou como tornar concreto o que se prometeu. É neste momento em que estão os Estados Unidos, a maior economia do mundo, e o Reino Unido, o país com a maior ambição climática entre os grandes. Os EUA, o segundo maior emissor depois da China, têm um arrojado plano de se redesenhar em nove anos. O Reino Unido, berço da Revolução Industrial à base de carvão, quer mudar de rota e de combustível. Mas não está fácil pra ninguém.”

Fonte: Valor Econômico, 18/05/2021

Empresas contra emergência climática

“O combate às mudanças climáticas é um dos maiores desafios já enfrentados pela humanidade. E vencê-lo passa pelo engajamento de todas as esferas da sociedade, inclusive do setor privado. Independentemente do ramo de atuação, as empresas têm força para emergir como uma fonte de inspiração e de transformação profunda. Mas é importante que se diga que o momento é agora. Estamos nos aproximando de um ponto de não retorno. É preciso tomar medidas imediatamente, pois amanhã será tarde demais.”

Fonte: Valor Econômico, 18/05/2021

Produtos

Plataforma Moss desenvolve primeiro NFT ambiental do país

“O mercado de criptocolecionáveis – itens exclusivos que podem ser colecionados de forma digital – terá, pela primeira vez, uma abordagem ambiental no Brasil. A Moss, plataforma de compra e venda de créditos de carbono, vai lançar um token não fungível (NFT, na sigla em inglês) com esse fim. A cada peça vendida, a startup ambiental fará a compensação de um crédito de carbono. Para o NFT da Moss, a associação Onçafari, voltada para preservação de animais como onças-pintadas, vai criar ilustrações dos felinos.”

Fonte: Valor Econômico, 18/05/2021

Internacional

Empresas

Emissões sustentáveis devem bater US$ 700 bi em 2021, diz S&P

“As emissões sustentáveis devem bater em US$ 700 bilhões este ano, prevê a S&P Global Ratings. O número representa crescimento de 40% em relação a 2020, é mais do triplo do que era em 2018, com US$ 200 bilhões, e inclui títulos de dívida que levam em conta as práticas ESG, sigla em inglês para critérios ambientais, sociais e de governança. “O compromisso com o investimento ESG continua a crescer”, afirma o diretor gerente da S&P, John Piecuch, em evento pela internet nesta segunda-feira para discutir o crescimento do interesse pelo ESG.”

Fonte: Época Negócios, 17/05/2021

Campanha com George Clooney detalha metas de sustentabilidade da Nespresso

“Nesse contexto, a empresa pretende neutralizar a pegada de carbono de todas as xícaras de café Nespresso até 2022 e reduzir em 50% as emissões até 2030 para contribuir no combate às mudanças climáticas. Além disso, a companhia trabalha no Brasil com 100% dos cafés adquiridos de maneira sustentável e mantém parceria com 80 cooperativas de reciclagem em 14 cidades, que trabalham com coleta seletiva para a triagem de cápsulas em diversas regiões.”

Fonte: Estadão, 17/05/2021

Snap alcança neutralidade de carbono em nova estratégia climática

“Snap Inc (SNAP.N) anunciou na segunda-feira uma estratégia climática para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, comprar 100% de energia renovável e permanecer neutro em carbono após compensar as emissões desde seu lançamento. O plano, que o proprietário do aplicativo de mensagem de fotos Snapchat detalhou em seu relatório anual “CitizenSnap” sobre iniciativas sociais e ambientais, surge em um momento em que os debates sobre as mudanças climáticas incluem cada vez mais empresas de tecnologia e o processo de uso intensivo de energia para executar poderosos servidores de dados de computador.”

Fonte: Reuters, 17/05/2021

Política

Casa Branca anuncia esforços para reduzir as emissões em edifícios

“O governo Biden anunciou na segunda-feira seu último esforço para cortar as emissões de carbono, estabelecendo novos padrões de eficiência para edifícios federais e acelerando a adoção de tecnologias para aquecer edifícios com eletricidade em vez de combustíveis fósseis. As mudanças são as mais recentes em um impulso crescente para reduzir o uso de gás natural em edifícios residenciais e comerciais, que respondem por cerca de 12% das emissões de gases de efeito estufa dos EUA, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental. O presidente Joe Biden quer descarbonizar a economia dos EUA até 2050 e alcançar uma rede elétrica 100% limpa até 2035.”

Fonte: Reuters, 17/05/2021

Reino Unido lança mercado de carbono – sem ligação com a Europa

“A Grã-Bretanha iniciará seu próprio mercado para negociar licenças de emissão de combustíveis fósseis esta semana, mas sem nenhum sinal de ligação com o mercado da União Europeia, os preços podem acabar sendo mais voláteis do que os da UE. O sistema de comércio de emissões (ETS) do Reino Unido, que cobra usinas de energia e outras entidades industriais por cada tonelada de dióxido de carbono que emitem, faz parte do plano da Grã-Bretanha para atingir as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050.”

Fonte: Euractiv, 17/05/2021

O sistema de comércio de carbono do Reino Unido provavelmente levará à intervenção do governo

“O esforço do Reino Unido para colocar um preço na poluição do carbono por meio de um novo sistema de comércio que será lançado esta semana provavelmente levará à intervenção do governo para reduzir o custo para as empresas em alguns meses, alertaram os comerciantes. Espera-se que a demanda reprimida e as rígidas metas de emissões do Reino Unido levem a um aumento sustentado no preço dos créditos de carbono no Esquema de Comércio de Emissões (ETS) do Reino Unido quando o mesmo for ao ar na quarta-feira.”

Fonte: Financial Times, 17/05/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.