Entrega XP: As principais notícias que movem o setor do Varejo | 29/09

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é Varejo!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é Varejo!

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time de Varejo do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre os principais assuntos, tendências e companhias que formam o setor.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo que tem impactos diretos ou indiretos no setor; (ii) Nossa tabela de múltiplos, atualizada todas as sextas-feiras de cada semana; e (iii) Nossa lista de últimos relatórios publicados pela equipe de Varejo do Research da XP.

Pequenos cubos de papelão simulando caixas de compras entregues por empresas de Varejo

Esperamos que aproveite a leitura!

Brasil

Westwing compra agência de viagem on-line Zarpo. A Westwing afirma que a compra da Zarpo é mais um passo na “estratégia de expansão em categorias de lifestyle com grande aderência” à missão da companhia; valor da operação não foi revelado.

Mais de metade das micros e pequenas empresas estão sem reservas financeiras, diz pesquisa. Segundo a Sondagem das Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Sebrae e a FGV, o percentual é de 52%; desses, 12% informam que enfrentam dificuldades para pagar as contas em dia.

Natura: Empresas não neutras em carbono terão imagem negativa como as que usam trabalho infantil. Até 2030, a Natura quer ser neutra em carbono. O grupo investirá US$ 100 milhões em pesquisa e desenvolvimento nos próximos 10 anos para atingir essa meta.

Como a inflação e a pandemia afetam o consumo. O cenário na maior parte dos países é de inflação em alta, juros subindo e encarecendo o crédito, cadeias de suprimento com gargalos e a pandemia ainda dificultando a circulação das pessoas.

ANÁLISE: Mercado tenta entender a lógica por trás da compra da Zarpo pela Westwing. Analistas e gestores ouvidos nesta noite vem tentando entender melhor a lógica, e especialmente, os ganhos de sinergia, caso avance a compra da agência de viagens on-line Zarpo pela Westwing, operação on-line de móveis e decoração.

Bluefit estuda capitalização com fundos e pode jogar IPO para fim do ano. Depois de recolher sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na sexta-feira, a rede de academias Bluefit estuda alternativas para uma captação de recursos a fim de botar em pé seu plano de expansão para 2022. Entre elas, a obtenção de recursos junto a fundos agora e a retomada da estreia na Bolsa com distribuição ampla, ou seja, com a inclusão de investidores de varejo, quando a volatilidade nos mercados melhorar.

Cinemas, restaurantes e lojas físicas vão liderar consumo no pós-pandemia. Com o fim das restrições impostas pela pandemia, os cidadãos brasileiros ficarão mais propensos a ir aos cinemas (57%), frequentar bares e restaurantes (65%) e fazer compras em lojas físicas (40%). É o que aponta uma pesquisa realizada pela Bain & Company com 2 mil brasileiros e que apurou a intenção de hábitos de consumo assim que o risco da covid-19 esteja controlado.

PIPELINE: Consolidadora de marcas, Merama capta R$ 1,2 bilhão. A startup compra fatias em companhias que vendem seus produtos em marketplaces e ajuda a alavancar essas vendas, com estratégias de marketing, logística e estratégia comercial.

Enjoei lidera ranking de empresas na B3 com mulheres em conselho. A Enjoei lidera o ranking de empresas listadas na B3 com maior presença de mulheres em seus conselhos de administração, feito pelo Nu invest e Teva Indices. A plataforma de venda de produtos usados tem 60% do conselho formado por mulheres, seguida por Banco BMG e Lojas Marisa, com 50% cada, respectivamente.

Usaflex aposta no digital para deixar imagem de “sapato da vovó” para trás. Empresa começou a rejuvenescer sua clientela com um processo de transformação digital iniciado neste ano e que deverá consumir R$ 100 milhões até 2025.

TikTok traz para o Brasil marketplace para empresas patrocinarem criadores. A rede social TikTok anunciou nesta terça-feira (28) que irá trazer para o Brasil nas próximas semanas a plataforma Creator Marketplace, para que marcas se conectem a produtores de conteúdo.

Avesso a cartão de crédito, Mundial se abre a pagamento digital na pandemia. Terceira geração das famílias que comandam rede do Rio, conhecida por aceitar só pagamento à vista, segue receita dos fundadores: crescer sem fazer dívidas; por pressão de clientes, empresa se rendeu às carteiras digitais Ame e PicPay.

Mastercard se junta à corrida pelo “compre agora, pague depois”. A Mastercard divulgou nesta terça-feira (28) seu programa de “compre agora, pague depois”, na mais recente grande empresa de serviços financeiros a apostar num nicho que se tornou popular entre no varejo em todo o mundo.

Gostou do conteúdo, ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Basta avaliar e conteúdo e deixar um comentário no final do relatório!

Internacional

Amazon entra na era dos robôs residenciais com lançamento do Astro. No Brasil, o equipamento, que terá tela Full HD de 15,6 polegadas, custará R$ 1.900, segundo a Amazon.

Gargalos impactam Adidas e Nike. As restrições na cadeia de produção de artigos esportivos podem prejudicar as receitas e lucros da alemã Adidas não só neste ano, mas em 2022 e 2023 também, aponta o Deutsche Bank.

Moral do consumidor alemão melhora em outubro – GfK. O ânimo entre os consumidores alemães melhorou inesperadamente em outubro, atingindo seu nível mais alto em um ano e meio, mostrou uma pesquisa na terça-feira, em um sinal de que as famílias continuam apoiando a recuperação na maior economia da Europa.

Morgan Stanley reduz as expectativas para as ações da Amazon à medida que o e-commerce fica mais caro. Os analistas do Morgan Stanley reduziram esta semana o preço-alvo de suas ações para a Amazon, citando sua necessidade recentemente anunciada de mais funcionários de transporte e atendimento, seus planos de aumentar salários e benefícios nos EUA, sua receita de varejo em desaceleração – e a pressão de tudo isso nas margens e lucratividade.

Tabela de múltiplos

Investir analisando um gráfico de volatilidade de uma ação do setor de varejo
Fonte: XP.

Nossos últimos relatórios

  • Natura&Co (NTCO3): (R)evolução Natural; Iniciando com recomendação de Compra
  • O que os dados do varejo de Julho/21 querem dizer para as ações do setor (link)
  • Varejo: Greve dos caminhoneiros pode impactar mais a confiança do que os resultados (link)
  • Grupo Mateus (GMAT3): Pondo o pé no acelerador – Compra (link)
  • Pague Menos (PGMN3): Feedback do Investor Day; Perspectiva saudável à frente (link)
  • C&A Modas (CEAB3): O desempenho recente está chamando nossa atenção e a dos investidores também (link)
  • Data Expert | Carrinho XP: O varejo brasileiro deve se preocupar com a Variante Delta? (link)
  • Varejo: O que a EXPERT nos disse que pode impactar o varejo brasileiro (link)
  • Multilaser (MLAS3): Mais do que se imagina; Iniciando com recomendação de Compra (link)
  • Vitrine de Resultados XP: Os destaques do varejo no 2T21 (link)
  • Assaí (ASAI3): Uma história de crescimento, resiliência e qualidade para se ter – Compra (link)
  • Varejo: Uma pausa para repensar nossa visão e riscos do setor (link)
  • Sextou! Um brinde à Vivara; Enjoei fica para a próxima rodada (link)
  • Happy Hour (ou Rave?) de resultados no varejo: 2T21 de Renner, Arezzo, Americanas e Grupo Mateus (link)
  • Americanas s.a. (AMER3): Seguindo os passos da Amazon; Adicionando frescor ao portfólio (link)
  • d1000 (DMVF3): Revertendo a tendência; Fortes resultados de 2T21 (link)
  • Via (VVAR3): Aceleração do marketplace como o principal destaque do 2T21 (link)
  • RD – Raia Drogasil (RADL3): Forte resultados do 2T21; Plataforma de saúde tomando forma (link)
  • C&A Modas (CEAB3): Olhando para frente; Resultados fracos no 2T21 mas indicações positivas para o 2º Semestre (link)
  • Pague Menos (PGMN3): Fortes resultados do 2T21; Margem EBITDA atinge níveis recordes (link)
  • Data Expert | Carrinho XP: Analisando resultados internacionais para entender o que está à espera das empresas brasileiras (link)
  • Grupo Pão de Açúcar (PCAR3): Fraca performance de vendas no 2T21 mas rentabilidade sólida (link)
  • Supermercados: Resultados do 2T21 do Assaí e Carrefour; Atacarejo segue como o destaque (link)
  • Vitrine XP: O que esperar dos resultados do Varejo no 2T21 (link)
  • Lojas Americanas (LAME4): LAME pode cair na segunda-feira, e tudo bem! Entenda o porquê (link)
  • Lojas Renner (LREN3): Dando os primeiros sinais de M&A para o mercado (link)
  • Arezzo&Co. (ARZZ3): Dando um passo além; Aquisição da My Shoes e parceria com MELI (link)
  • Enjoei (ENJU3): O crescimento continua; Fortes dados operacionais do 2T21 (link)
  • Grupo Soma (SOMA3): Fazendo moda para todos; Incorporando Hering nos nossos números (link)
  • Enjoei (ENJU3): Tornando o usado algo novo (link)
  • Data Expert | Carrinho XP: M&A no foco; Analisando os potenciais candidatos da nossa cobertura (link)
  • GPA (PCAR3): Notícias indicam série de desinvestimentos à vista (link)
  • Lojas Renner (LREN3): Mais sobre a estratégia da Realize e possíveis oportunidades de M&A (link)
  • Vivara (VIVA3): Continuando a brilhar; Reiteramos Compra (link)
  • Arezzo&Co. (ARZZ3): Indo para rua; Primeira aquisição da AR&Co é a Baw Clothing, marca de streetwear (link)
  • Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3): Fusão aprovada; Entendendo os próximos passos (link)
  • C&A Modas (CEAB3): Bem posicionada para a retomada e para atender o novo consumidor (link)
  • Arezzo&Co. (ARZZ3): Colocando o pé em novos mercados; Iniciando com Compra (link)
  • Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3): Apresentando a AMER3; Fusão pode destravar reavaliação das ações (link)
  • Pague Menos (PGMN3): Notícias indicam aquisição da Extrafarma por R$700 milhões (link)
  • Mosaico (MOSI3): Tchau 1T21; Olá novas iniciativas do 2T21 (link)
  • Enjoei (ENJU3): Sextou com 1T21; Partiu retomada do 2T21 (link)
  • Vivara (VIVA3): Fechando a semana com chave de ouro; Resultados do 1T21 sólidos novamente (link)
  • Happy Hour (ou Rave?) de resultados no varejo: 1T21 de Magalu, Renner, Soma, C&A, Mateus e Westwing (link)
  • Via (VVAR3): Acelerando crescimento; Marketplace como o destaque do 1T21 (link)
  • d1000 (DMVF3): Resultado do 1T21 melhor do que esperado; Indicações positivas para frente (link)
  • RD – Raia Drogasil (RADL3): Sólido resultado de 1T21; sinalização positiva para 2T21 (link)
  • Carrefour Brasil (CRFB3): Investindo em crescimento; Rentabilidade do 1T21 abaixo do esperado (link)
  • Mosaico (MOSI3): Fique de olho; Cashback está ON e aquisição do Vigia de Preço (link)
  • Vitrine de Resultados XP: Os destaques do varejo no 1T21 (link)
  • O que os dados do varejo de Mar/21 querem dizer para as ações do setor (link)
  • Ecommerce: Fique de olho na competição; MELI, Alibaba, Amazon, Shopee estão se mexendo (link)
  • Prontos para a recuperação? Como se posicionar no setor de varejo (link)
  • Grupo Pão de Açucar (PCAR3): Vendas do 1T21 sofrem com cenário desafiador, mas rentabilidade mantida (link)
  • Assaí (ASAI3): Sólido 1T21, e a refeição ainda não acabou (link)
  • Pague Menos (PGMN3): Resultados do 1T21 saudáveis, e a vacinação está apenas começando (link)
  • Grupo Soma anuncia fusão com Hering; Valuation em R$ 5,1 bilhões (link)
  • Via (VVAR3): Investor Day; Detalhando as alavancas de crescimento (link)
  • Vitrine XP: O que esperar dos resultados do Varejo no 1T21 (link)
  • Lojas Americanas (LAME4): Aquisição do Grupo Uni.co; Marcas únicas se juntam ao portfolio (link)
  • Carrefour Brasil (CRFB3): Vendas do 1T21; Resiliência do setor se comprova em meio a um cenário desafiador e base de comparação difícil (link)
  • Lojas Renner (LREN3): Aumento de capital confirmado; Muito grande para ser apenas crescimento orgânico (link)
  • Vestuário: Lojas Renner (LREN3) confirma estudo de possível aumento de capital; Notícias sugerem aquisição no radar (link)
  • Grupo Pão de Açucar (PCAR3): Anúncio de potencial aumento de capital da Cnova pelo Casino; rebaixando para Neutro (link)
  • Lojas Renner (LREN3): Investor Day; Foco no Ecossistema e em ESG (link)
  • Enjoei (ENJU3): Reciclando o seu guarda roupa; Iniciando com Compra (link)
  • Westwing (WEST3): Quando passear se torna digital; Iniciando com Compra (link)
  • Mosaico (MOSI3): Como ganhar dinheiro ajudando outros a economizar; Iniciando cobertura com Compra (link)
  • Supermercados: Cisão do Assaí concluída, e agora? Nossa recomendação para PCAR3 e ASAI3 (link)
  • Batalha de Titãs: O que esperar do setor de e-commerce e nossas recomendações (link)
  • Calma, ainda tem a sobremesa.. O que esperar do setor de supermercados e das nossas recomendações (link)
  • Grupo Soma (SOMA3): Quando somar é multiplicar – Iniciamos com Compra (link)
  • Renovando o Guarda-Roupa: O que esperar do setor de vestuário/joias e nossas recomendações (link)
  • Pague Menos (PGMN3): Emergindo mais forte da reestruturação; Iniciamos com recomendação de COMPRA (link)
  • RD – Raia Drogasil (RADL3): Tentando colocar um preço em Saúde – Reiniciando com recomendação Neutra (link)
  • Nossa prescrição para o setor farmacêutico: o que monitorar em 2021 e nossas recomendações (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.