Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 14/05

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Vale iniciará operação de navio com velas rotativas para reduzir emissões

“A Vale informou que o primeiro navio Guaibamax equipado com o sistema de velas rotativas (rotor sails) a serviço da Vale iniciará viagem nos próximos dias. O navio possui capacidade de transporte de 325 mil toneladas de minério de ferro e pelotas e contará com cinco velas rotativas instaladas ao longo da embarcação que permitirão um ganho de eficiência de até 8% e uma consequente redução de emissão de até 3,4 mil toneladas de CO2 equivalente por navio por ano.”

Fonte: Broadcast, 13/05/2021

Pretos e pardos ocupam apenas 22% dos cargos de chefia, aponta estudo

“Apesar de mais da metade da população brasileira se declarar negra, apenas dois de cada dez brasileiros afirmam ter um chefe preto ou pardo. A desproporção é revelada pela pesquisa “Racismo no Brasil”, do Instituto Locomotiva. Por meio de 1.630 entrevistas telefônicas em 72 cidades, com pessoas a partir de 16 anos, o instituto verificou que apenas 7% dos brasileiros têm ou tiveram em seu último emprego um chefe preto. Outros 15% têm um chefe pardo. Com isso, a proporção de chefes negros (pretos mais pardos) é de 22%.”

Fonte: Estadão, 13/05/2021

Os brasileiros estão cada vez mais com fome

“Por décadas, a desnutrição foi um problema no Brasil, enquanto o país lutava para tirar milhões de famílias da pobreza extrema. […] A insegurança alimentar – a falta de acesso consistente a alimentos suficientes – afetou mais da metade dos lares, ou 117 milhões de brasileiros, durante o primeiro ano da pandemia. De acordo com um estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, uma ONG, cerca de 19 milhões de brasileiros, ou 9% da população, sofreram de grave insegurança alimentar em 2020.”

Fonte: The Economist, 14/05/2021

Regulação

ANP dá aval para produção e venda do diesel ‘verde’

“A diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou hoje uma resolução que trata da especificação do diesel “verde”. Esse é o primeiro passo para o início da produção e comercialização do produto no Brasil. O biocombustível é feito a partir de gorduras animais ou vegetais, usado em motores do ciclo diesel, como o HVO. A regulamentação também viabilizará o mercado de bioquerosene de aviação, gerado a partir da produção do diesel verde nas biorrefinarias.”

Fonte: Valor Econômico, 13/05/2021

Política

Câmara conclui aprovação de projeto de lei de licenciamento ambiental

“A Câmara dos Deputados rejeitou hoje as emendas dos partidos de oposição ao projeto da Lei Geral de Licenciamento Ambiental e, com isso, concluiu a aprovação do texto, iniciada na noite de ontem. A proposta agora segue para análise do Senado. Eventuais alterações voltarão à Câmara para apreciação dos deputados. O projeto foi criticado pelos partidos de oposição e por ambientalistas, que consideram as regras frouxas, com margem para ampliar o desmatamento no país e poluição dos rios. Já o setor agropecuário, energético e de construção apoiaram a iniciativa, com o argumento de que a burocracia está travando os investimentos no Brasil e encarecendo a produção.”

Fonte: Valor Econômico, 13/05/2021

Terceiro Setor

Google doa R$5,2 mi para distribuição de água e alimentos no sertão

“O Google.org, braço filantrópico do Google, está doando R$ 5,2 milhões para a organização sem fins lucrativos Amigos do Bem. Com o recurso, serão distribuídas 42,5 mil cestas básicas a 8,5 mil famílias durante cinco meses em 140 povoados nos Estados de Alagoas, Pernambuco e Ceará. Além do alimento, 50 povoados impactados pela seca serão abastecidos com 3,8 milhões de litros de água potável ao longo de um ano.”

Fonte: Broadcast, 13/05/2021

Feira Preta lança plataforma de vendas online para empreendedores negros

“A Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América Latina, lança nesta quinta-feira (13), em parceria com o Santander, sua plataforma de vendas online. Serão comercializados produtos e serviços desenvolvidos por negros, indígenas, LGBTQIA+ e quilombolas que tiveram seus negócios acelerados pela PretaHub.”

Fonte: Folha de São Paulo, 13/05/2021

Internacional

Empresas

O uso de energia renovável está acelerando

“A demanda global de energia caiu 4% em 2020, pois os voos pararam, as fábricas foram paralisadas e os passageiros foram bloqueados em casa. Uma parte dos mercados mundiais de eletricidade, no entanto, continuou a crescer. A geração de energia renovável cresceu no ritmo mais rápido em duas décadas, de acordo com um novo relatório da Agência Internacional de Energia (IEA). A nova capacidade de energia renovável cresceu 45% no ano passado, adicionando 280 GW extras à oferta mundial – mais do que toda a capacidade de geração de energia da Alemanha.”

Fonte: The Economist, 11/05/2021

Regulação

Presidente da SEC dos EUA planeja novas divulgações de dados da força de trabalho para empresas públicas

“A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) planeja propor uma regra exigindo que as empresas públicas divulguem uma série de dados da força de trabalho à medida que a agência intensifica as divulgações ambientais, sociais e de governança (ESG), disse seu novo presidente, Gary Gensler, na quinta-feira. Gary Gensler disse a um público de pesquisadores acadêmicos e da agência que “os investidores querem cada vez mais entender as informações sobre … um dos componentes mais críticos das empresas, sua força de trabalho”.”

Fonte: Reuters, 14/05/2021

Política

Espanha aprova lei climática para se tornar neutra em carbono até 2050

“O Parlamento da Espanha aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei com o qual o país se compromete com a meta da União Europeia (UE) de se tornar neutra em carbono até 2050. A legislação determina uma redução de 23% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030, na comparação com os níveis de 1990. O texto, porém, prevê que essas metas sejam revisadas em 2023, quando o governo espera melhorá-las.”

Fonte: Valor Econômico, 13/05/2021

Enviado do clima russo chama de “irracional” a corrida para tornar mais rígidas as metas de emissões

“O enviado da Rússia para o clima descreveu uma recente tendência global em direção a novas metas ambiciosas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa como uma “corrida irracional”, dizendo que Moscou se concentraria nos compromissos que assumiu até agora. Em respostas por escrito a perguntas da Reuters, Ruslan Edelgeriyev também criticou as propostas da União Europeia de impor impostos sobre o carbono às importações, que ele caracterizou como beneficiando injustamente um pequeno número de países. “Definir novas metas a cada ano para alguns por cento de reduções de emissões adicionais não só levanta questões sobre a viabilidade, mas também empurra o mundo inteiro em uma corrida irracional por números, desviando a atenção da necessidade de resultados concretos”, disse Edelgeriyev.”

Fonte: Reuters, 13/05/2021

Precisamos deixar o carvão no passado, diz o czar do clima do Reino Unido

“Os líderes mundiais devem concordar em tornar o carvão uma coisa do passado na cúpula do clima de novembro se houver esperança de limitar os efeitos devastadores do aquecimento do planeta devido às emissões de carbono, disse o czar do clima da Grã-Bretanha na sexta-feira. A Grã-Bretanha, que está hospedando a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática em Glasgow, conhecida como COP26, disse que os líderes deveriam ir muito além do “ar quente” para mitigar os efeitos da mudança climática para os países ricos e pobres.”

Fonte: Reuters, 13/05/2021

UE confirma que superávit de licença no mercado de carbono cresceu em 2020

“A quantidade de licenças em circulação no mercado de carbono da Europa aumentou no ano passado, já que a pandemia COVID-19 causou uma queda nas emissões cobertas pelo esquema, informou a Comissão Europeia na quarta-feira (12 de maio). O mercado de carbono tinha apenas 1,579 bilhão de autorizações em circulação no final de 2020, disse a Comissão em um comunicado publicado após o fechamento do mercado naquele dia. Isso representa um aumento de 14% em relação aos 1,385 bilhões de autorizações em circulação no ano anterior.”

Fonte: Euractive, 13/05/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Bemobi (BMOB3): Diversidade é o nome do jogo (link)
  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.