Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 05/05

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Natura conclui maior emissão de título sustentável da América Latina

“A Natura concluiu a captação de US$ 1 bilhão em “sustainability-linked bonds” (SLB) no mercado internacional. Essa foi a maior emissão desse tipo de papel, atrelado à metas de sustentabilidade, realizada por uma empresa na América Latina, destaca Roberto Marques, presidente executivo do conselho de administração e principal executivo da fabricante de cosméticos.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Política

Para ambientalistas, enfraquecimento do Incra é o principal obstáculo

“Ambientalistas e pesquisadores não se opõem à regularização de terras na Amazônia, ao contrário. Apontam o enfraquecimento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) como o principal obstáculo para a regularização de quase 90% dos produtores rurais no Brasil e acreditam que a legislação vigente resolve o problema dos pequenos proprietários, mas não é aplicada.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Ruralistas priorizam licenciamento ambiental

“Com o apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a bancada ruralista articula para que o projeto de lei que revisa o licenciamento ambiental no país seja votado nos próximos dias. A intenção dos ruralistas é que a proposta seja pautada na semana que vem, mas ainda não há uma data definida para a votação. A falta de entendimento entre as lideranças da Casa inviabilizou a votação nessa semana de outro projeto polêmico, o que trata da regularização fundiária, apesar da proposta estar há muito em negociação com a bancada ambientalista.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Regulação

ANA estreia com norma para ‘taxa de lixo’

“A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) deverá publicar em maio sua primeira norma de referência, desde que o órgão assumiu a função de regulador federal do saneamento, em julho de 2020. A diretriz de estreia do órgão no setor será destinada à criação de tarifas ou taxas para a gestão de resíduos sólidos.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Opinião

Menos conversa e mais ação pelo clima

“Daqui a séculos, talvez nossos descendentes avaliem retrospectivamente esta década como a década na qual se perderam as oportunidades de mitigar danos climáticos irreversíveis. Como disse o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na cúpula virtual dos dirigentes sobre o clima no mês passado, “esta é a década em que temos de tomar decisões que evitem as piores consequências de uma crise climática”. As emissões mundiais precisam baixar agora se quisermos ter razoável grau de confiança de que limitamos o aumento da temperatura média da Terra para não mais que 1,5 graus acima dos níveis pré-industriais. Falamos em fazer isso há décadas, sem resultado. Agora, temos que agir.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Multa para diferença salarial entre gêneros trará demissões e distorções

“Na semana passada, a Câmara dos Deputados aprovou urgência para o PL (projeto de lei) 1.558/2021, que estabelece acréscimo da multa a empresas por eventual disparidade salarial entre homens e mulheres (e por outras disparidades salariais, baseadas em idade, cor ou situação familiar). Com a urgência, o tema pode a qualquer instante seguir para votação em plenário.”

Fonte: Folha de São Paulo, 04/05/2021

Terceiro Setor

Google e Fundo Baobá vão apoiar dez ONGs negras com R$1 milhão

“O Google.org, braço filantrópico do Google, irá doar R$ 1 milhão para organizações que atuam em ações de enfrentamento ao racismo, violência racial e incorreções que ocorrem dentro do sistema de justiça criminal no Brasil. Serão contempladas dez entidades, que irão receber R$ 100 mil cada. A seleção será feita pelo Fundo Baobá para Equidade Racial. O edital “Vidas Negras: Dignidade e Justiça” será lançado nesta quarta-feira (5), e as organizações interessadas poderão se inscrever pelo site da fundação.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Internacional

Empresas

Pandora anuncia uso de diamantes fabricados em laboratório

“A Pandora, maior fabricante de joias do mundo, não utilizará mais diamantes extraídos em minas, descartando outra matéria-prima marcada por questões éticas. “Para os millennials em particular, a consciência do que é um diamante criado em laboratório é significativamente maior do que para a geração mais velha, então é uma questão de educação também”, disse o CEO da Pandora, Alexander Lacik, em entrevista por telefone. “Estão mais preocupados com os aspectos da sustentabilidade.””

Fonte: Exame, 04/05/2021

BlackRock é acusada de inconsistência ESG sobre o óleo de palma da Indonésia

“A BlackRock foi acusada de inconsistência em sua abordagem de investimento sustentável devido ao seu apoio a um protesto de acionistas contra o abastecimento de óleo de palma da Procter & Gamble, empresa em que a própria BlackRock detém uma participação significativa. O maior grupo de investimento do mundo, que assumiu compromissos ambiciosos com padrões ambientais, sociais e de governança, juntou-se a uma rebelião de investidores na P&G em outubro sobre a cadeia de abastecimento de celulose e óleo de palma do grupo de bens de consumo, que se estende até a Indonésia.”

Fonte: Financial Times, 04/05/2021

Desprezo de Buffett por metas ESG incomoda Wall Street

“Os acionistas da Berkshire Hathaway podem aceitar a hostilidade de Warren Buffett ao bitcoin, empresas de aquisição de ativos e apostas arriscadas no aplicativo de investimentos Robinhood. Mas quando se trata de metas ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG), muitos estão traçando um limite. Buffett e o conselho de administração da Berkshire se opuseram a duas resoluções de acionistas durante a reunião anual de investidores na semana passada. As propostas cobravam relatórios anuais sobre como as empresas da companhia estão respondendo aos desafios das mudanças climáticas, bem como relatórios sobre diversidade e inclusão no local de trabalho.”

Fonte: Exame, 04/05/2021

Política

Câmara dos EUA discute combustível de baixo carbono com companhias aéreas e indústrias de biocombustíveis

“Membros de um subcomitê da Câmara dos Representantes dos EUA se reuniram nesta terça-feira com representantes das indústrias de biocombustíveis e aviação para discutir maneiras de expandir a produção de combustível de aviação de baixo carbono, disse o presidente do subcomitê à Reuters. A reunião é parte de um esforço mais amplo dos legisladores para avançar quanto à legislação climática e energética em meio aos apelos do governo do presidente dos EUA, Joe Biden, para reduzir rapidamente as emissões de gases de efeito estufa e descarbonizar a economia dos EUA até 2050.”

Fonte: Reuters, 05/05/2021

Parlamento francês adota lei sobre clima apoiada por Macron

“Depois de semanas de acalorados debates, os deputados franceses aprovaram nesta terça-feira (4) uma nova lei climática, apoiada pelo partido do presidente Emmanuel Macron, mas que os ambientalistas consideram “insuficiente” diante da emergência climática. […] O texto inclui a supressão de voos domésticos de menos de duas horas e meia para destinos acessíveis de trem, a criação de um “crime de ecocídio”, a introdução de um vale para a compra de bicicletas elétricas e a proibição de alugar imóveis que não estejam adequadamente isolados, a partir de 2028.”

Fonte: Isto É, 04/05/2021

Chile prepara fundo de US$300 milhões para promover hidrogênio verde

“Um grupo chileno prepara um fundo de 300 milhões de dólares para impulsionar o desenvolvimento do hidrogênio verde como ferramenta na transição para uma energia mais limpa. A Fundación Chile, uma ONG público-privada com foco no desenvolvimento sustentável, está captando recursos para investir em projetos de hidrogênio verde que, em dois ou três anos, começarão a dar lucro. O lançamento está previsto para o próximo ano, com a meta de investir em 12 a 15 projetos, disse o diretor-presidente da Fundación Chile, Marcos Kulka, em entrevista.”

Fonte: Exame, 04/05/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.