Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 06/05

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Emissão de dívida ESG ganha espaço e gera debate

“Dez empresas brasileiras lançaram nos últimos meses títulos de dívida atrelados a metas de sustentabilidade, os chamados sustainability-linked bond (SLB). Diferentemente de outros papéis ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança), em que os recursos são carimbados para projetos “verdes”, no SLB a empresa usa o dinheiro como desejar. Ela se compromete com metas de sustentabilidade para o negócio que, depois de um prazo, serão verificadas. Se não tiverem sido cumpridas, o que normalmente ocorre é uma penalização, via acréscimo (“step up”) na taxa do papel.”

Fonte: Valor Econômico, 06/05/2021

Supermercados britânicos e europeus ameaçam boicotar Brasil por risco de desmatamento na Amazônia

“Grandes supermercados e produtores de alimentos britânicos e europeus ameaçaram nesta quarta-feira, 5, boicotar produtos do Brasil por causa de um projeto de lei de regularização fundiária que, segundo eles, levaria a um maior desmatamento da floresta amazônica.”

Fonte: Estadão, 05/05/2021

Bradesco vai destinar R$ 250 bilhões em crédito para negócios ESG

“O banco Bradesco comunicou nesta quarta-feira, 5, que vai direcionar 250 bilhões de reais para financiar setores e ativos de impacto positivo na sociedade e no meio ambiente. A meta é atingir o valor até 2025. É o maior compromisso ESG dos bancos brasileiros anunciado até o momento.”

Fonte: Exame, 05/05/2021

Natura &Co revê prioridades para reduzir sobrecarga

“A Natura &Co está acelerando uma série de mudanças na gestão de pessoas, iniciadas no ano passado. O objetivo é diminuir a pressão sobre as agendas de trabalho dos funcionários e melhorar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal. As iniciativas incluem novas regras sobre horários, reuniões e a ampliação da oferta de recursos de telemedicina, entre outros..”

Fonte: Valor Econômico, 06/05/2021

TIM lança edital para comprar usinas de fontes renováveis de energia

“A operadora de telecomunicações TIM Brasil informou que está recebendo propostas para comprar usinas de fontes renováveis em todo o país. O objetivo da companhia é que 90% de seu consumo de energia seja proveniente de fontes renováveis até 2025. Até setembro de 2020, 62% do consumo de energia da tele se originou de fontes renováveis.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Opinião

Seguro rural e a importância de atributos sustentáveis

“Hoje, mais do que nunca, o debate acerca do desenvolvimento da agropecuária no Brasil e no mundo passa pela sustentabilidade. Atualmente, pacotes tecnológicos, boas práticas agropecuárias e estratégias de manejo endereçam exatamente esse ponto, garantindo incrementos produtivos ao mesmo tempo que geram externalidades positivas em termos socioambientais.”

Fonte: Valor Econômico, 06/05/2021

Terceiro Setor

ONG aposta em curso de ESG que une inovação em empresas e em favelas

“A Falcons University, braço educacional da Gerando Falcões, inicia, em 20 de maio, a primeira turma de seu curso de ESG (Ambiental, Social e Governança, da sigla em inglês), voltado para a formação de gestores, gerentes e administradores de empresas interessadas em criar ou implementar programas do tipo. Reunindo o conhecimento de cientistas de periferias e favelas à bagagem de profissionais dos setores público e privado, o novo curso abordará temas de responsabilidade social, atuação inovadora no terceiro setor e como organizações podem criar soluções que combatam desigualdades.”

Fonte: Valor Econômico, 06/05/2021

Produtos

MSCI planeja índices de biotecnologia e energia limpa e renovável

“Com o amplo o crescimento do interesse dos investidores por ETFs, o MSCI (Morgan Stanley Capital International), principal provedor global de dados e índices para investidores, já planeja novos produtos, que poderão ser transformados em ETFs (conhecidos como fundos de índices). Segundo Henry Fernandez, presidente do MSCI, o próximo foco deve ser a criação de índices que incluam ativos de empresas dos setores de biotecnologia, alta tecnologia e energia limpa e renovável, que posteriormente poderão ser transformados em ETFs.”

Fonte: Valor Econômico, 05/05/2021

Internacional

Empresas

Tesla perderá centenas de milhões de dólares em vendas de créditos de carbono

“A Tesla deve perder centenas de milhões de dólares este ano em pagamentos depois que a montadora Stellantis abandonou os planos de comprar créditos de carbono do grupo americano. Em 2019, a Fiat Chrysler (FCA) fez um acordo para se juntar à Tesla para aprovar as rígidas regras europeias de dióxido de carbono, concordando em pagar para compensar as emissões de CO2 de sua própria linha. Mas a Stellantis, formada no início deste ano pela fusão da Fiat Chrysler e PSA, abandonou o negócio já que a combinação das duas montadoras significa que elas agora cumprirão as regras, disse o presidente-executivo Carlos Tavares à revista francesa Le Point nesta semana.”

Fonte: Financial Times, 05/05/2021

Rebelião na Dupont: 80% dos acionistas votam por transparência sobre poluição plástica

“Mais de 80% dos acionistas da química Dupont votaram a favor de uma proposta que pede por mais transparência sobre seu papel na poluição plástica, batendo de frente com a direção da companhia na assembleia anual. Foi o maior nível de adesão dos acionistas a uma proposta ambiental que contava com a oposição da administração da empresa — num dos sinais mais contundentes de apoio de investidores às pautas ESG.”

Fonte: Capital Reset, 04/05/2021

Empresas gastam só 0,5% do prometido em ações contra racismo

“As palavras “racismo sistêmico” não costumavam ser ditas durante as conversas entre executivos e analistas sobre os resultados das companhias dos Estados Unidos. O assassinato de George Floyd, um homem negro morto por um policial branco em maio do ano passado, fez com que essa situação mudasse abruptamente, e levou a expressão aos lábios dos principais executivos americanos, forçando-os a considerar os papéis que desempenham em um sistema que agora criticam. […] Grandes empresas americanas se comprometeram a investir US$ 50 bilhões em esforços pela igualdade racial, desde o homicídio de Floyd, de acordo com uma compilação de promessas públicas realizada pela consultoria Creative Investment Research. Os fundos devem ser divididos entre doações a organizações de defesa dos direitos civis, investimentos direcionados em comunidades não brancas, e reformas nos sistemas de recrutamento e treinamento das companhias. Mas apenas US$ 250 milhões foram de fato gastos ou alocados a iniciativas específicas, de acordo com uma análise conduzida pela consultoria de pesquisa.”

Fonte: Folha de São Paulo, 05/05/2021

Regulação

União Europeia planeja investir em grandes projetos, de hidrogênio a 5G

“A Europa está buscando uma implementação mais rápida de projetos inovadores em vários países que ajudem na luta da região contra as mudanças climáticas e acelerem a transformação digital. O órgão regulador da União Europeia está avaliando ferramentas para impulsionar iniciativas transfronteiriças em áreas como hidrogênio, transporte sustentável, 5G e blockchain, segundo esboço da estratégia industrial visto pela Bloomberg News.”

Fonte: Exame, 05/05/2021

Com as energias verdes aumenta a necessidade de minérios

“Para que o mundo alcance seus objetivos climáticos, é necessário garantir o abastecimento de minérios essenciais para a transição energética, e que muitas vezes se encontram no subsolo em alguns países, ressaltou nesta quarta-feira (5) a Agência Internacional de Energia (AIE). “Esta concentração geográfica, os atrasos na exploração de novas jazidas minerais, a queda na qualidade dos recursos em certas regiões e o impacto ambiental e social (das minas); tudo isto gera preocupações em termos de abastecimento”, explica Fatih Birol, diretor da AIE.”

Fonte: Isto É, 05/05/2021

Política

Alemanha estabelece metas mais rígidas de redução de emissões de CO2 após decisão do tribunal superior

“O governo conservador da Alemanha anunciou planos mais ambiciosos para cortar as emissões de gases de efeito estufa na quarta-feira, estimulado por uma decisão do tribunal constitucional e de olho na liderança dos verdes da oposição nas pesquisas antes das eleições de setembro. […] O ministro das Finanças, Olaf Scholz, disse que a Alemanha agora terá como objetivo um corte de 65% nas emissões de carbono até 2030 e 88% até 2040. Sob as novas metas, a Alemanha também terá como objetivo quase zerar suas emissões até 2045, em vez de 2050 como inicialmente planejado, ele disse.”

Fonte: Reuters, 05/05/2021

Líder sindical: “Com mais ambição social, as ambições climáticas também se tornarão maiores”

“Os sindicatos europeus acolhem as ambiciosas políticas climáticas da UE, mas alertam que elas precisam ser implementadas junto com um plano de transição social igualmente ambicioso ou arriscam plantar as sementes de uma reação, disse Judith Kirton-Darling, Scretária Geral Adjunta da IndustriALL Europe, uma federação sindical internacional.”

Fonte: Euractive, 05/05/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Radar ESG | Setor de Logística (SIMH3, JSLG3 e VAMO3): Preparando-se para a estrada ESG (link)
  • Radar ESG | Laboratórios: ESG ainda na triagem; Fleury se destacando em relação aos pares (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.