Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 28/04

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Iochpe capta US$ 400 milhões com juros ligados à redução de emissões de CO2

“A fabricante de componentes automotivos Iochpe-Maxion acaba de fechar a captação de US$ 400 milhões em dívida no mercado externo com vencimento em sete anos e juros associados a metas de redução de emissões de carbono. Segundo apurou o Reset, houve uma demanda de cerca de três vezes pelos títulos, que saíram com yield de 5,25% ao ano. Na emissão, a companhia se comprometeu a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 30% até 2025. Caso não cumpra a meta, os juros sobem 25 pontos-base.”

Fonte: Capital Reset, 27/04/2021

Economia circular valoriza materiais recicláveis

“Considerados grandes geradores de resíduos, fabricantes de impressoras, bebidas e eletrodomésticos, apostam em novos modelos de economia circular para valorizar materiais recicláveis na produção e acelerar metas de sustentabilidade desenhadas até 2025. O uso de plástico reutilizado ou resgatado dos oceanos já aparece em notebooks e aspiradores de pó, de marcas como HP e Electrolux.”

Fonte: Valor Econômico, 28/04/2021

Sensores e analytics reduzem impactos ambientais no campo

“O produtor rural brasileiro, que sempre teve o ganho de produtividade no centro de seus investimentos em inovação, agora quer evoluir também em sustentabilidade, bioeconomia e transformação digital. Essas novas demandas geram desafios e oportunidades de negócios para toda a cadeia de fornecedores de insumos, serviços e equipamentos agropecuários.”

Fonte: Valor Econômico, 28/04/2021

Abalo na saúde mental é tema urgente nas empresas

“A pandemia prejudicou a saúde mental de 73,8% dos mais de 500 profissionais entrevistados em uma pesquisa da Fundação Dom Cabral (FDC) e Talenses Group. Entre os pesquisados, 53% conhecem alguém que tenha sofrido burnout – um estado de estresse crônico causado pelo trabalho que leva à exaustão física e emocional. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo”

Fonte: Valor Econômico, 28/04/2021

Política

Carlos Nobre: nova economia na Amazônia também precisa de capital privado

“O Brasil tem ainda um longo caminho a percorrer quando se fala em preservação ambiental. Apesar das recentes alegações de que seria capaz de extinguir completamente o desmatamento ainda na próxima década, falta sintonia entre o discurso e ação. Essa é a opinião de Carlos Nobre, cientista e climatologista e uma das principais autoridades nos estudos climáticos sobre o bioma amazônico. Segundo o especialista, o discurso de Jair Bolsonaro durante a Cúpula do Clima, que aconteceu na última semana, foi o oposto de um comprometimento sólido. “Não houve nenhuma novidade. O Governo veio ignorando a meta de zerar desmatamento até pelo menos 2010, e o cenário foi de total ignorância a respeito das metas ambientais nestes últimos 2 anos e 4 meses. O desafio é imenso”, avaliou.”

Fonte: Exame, 27/04/2021

Amazônia levará país a sanções comerciais, diz Ricupero

“O ritmo de devastação da Amazônia no governo Jair Bolsonaro levará as principais nações do mundo, atentas à questão climática, a promover sanções contra as exportações brasileiras no médio ou longo prazo. O prognóstico é do embaixador e conselheiro do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), Rubens Ricupero.”

Fonte: Valor Econômico, 28/04/2021

Opinião

Como o Brasil pode se tornar uma potência global empreendedora da economia verde?

“A relação do Brasil com o meio ambiente esteve, desde o descobrimento, ancorada na lógica de exploração dos recursos naturais pela coroa portuguesa. De 1800 a 1979, a concepção vigente foi a do “meio ambiente a serviço da economia”. Hoje, vivemos um momento de mudança da relação das empresas e do capital privado com a natureza. Uma nova ótica de impacto ambiental emerge e caminha para a estratégia central do negócio. Na prática, a externalidade ambiental negativa –que, antes, era mitigada– passa a abrir espaço para a geração de impacto ambiental positivo como cerne do negócio.”

Fonte: Folha de São Paulo, 27/04/2021

Terceiro Setor

Na crise da Covid-19, Paraisópolis aposta em doações, negócios de mulheres negras e diálogo com poder público

“Um ano após a chegada do vírus, gestão de crise liderada por Gilson Rodrigues em Paraisópolis se articula em diversos níveis para combater os efeitos da pandemia. De um lado, mobiliza doações e parcerias com pessoas e empresas que asseguram socorro a vulneráveis e investimento em negócios da favela. De outro, abre diálogo com poder público para garantir direitos fundamentais aos 100 mil moradores.”

Fonte: Folha de São Paulo, 27/04/2021

Internacional

Empresas

Empresas do setor financeiro devem divulgar as emissões das atividades que financiam, diz CDP

“Os bancos mundiais, gestores de ativos e seguradoras devem fornecer mais informações aos investidores sobre as emissões de gases de efeito estufa das atividades que financiam, disse o CDP (Carbon Disclosure Project), grupo que rastreia os dados de emissões de carbono. De acordo com relatório publicado na quarta-feira, das 332 empresas que responderam ao questionário sobre o clima, apenas 84, incluindo a seguradora AXA e os bancos HSBC e BNY Mellon, divulgaram as emissões de sua carteiras de investimento, empréstimos ou subscrição.”

Fonte: Reuters, 28/04/2021

Ford avança para fazer suas próprias baterias para veículos elétricos

“A Ford disse na terça-feira que vai aumentar o investimento em baterias para veículos elétricos após a pandemia, dado a escassez de semicondutores e uma disputa comercial de alto perfil, que acabou destacando a fragilidade das cadeias de abastecimento globais. A montadora de Dearborn, em Michigan, disse que estava centralizando sua pesquisa e desenvolvimento de baterias para veículos elétricos no sudeste de Michigan e planeja abrir um “laboratório de aprendizagem” de US$ 185 milhões na região no final do próximo ano.”

Fonte: Financial Times, 27/04/2021

Política

Cortes urgentes de metano são necessários para controlar as mudanças climáticas, diz ONU

“Cortes profundos nas emissões de metano, incluindo da indústria de combustíveis fósseis, são urgentemente necessários para diminuir a taxa de aquecimento global e mantê-la abaixo de um limite acordado pelos líderes mundiais, de acordo com um relatório da ONU que deve ser lançado na próxima semana. […] O metano tem um potencial de retenção de calor muito maior em comparação com o dióxido de carbono e se decompõe na atmosfera muito mais rapidamente do que o CO2, o que significa que a redução das emissões de metano pode ter um impacto climático mais cedo.”

Fonte: Euroactive, 28/04/2021

Reino Unido tem interesse em fundos soberanos para investimento verde

“O Reino Unido está em negociações com alguns dos maiores fundos soberanos e fundos de pensão do mundo sobre o investimento em projetos britânicos de energia verde, incluindo gigafábricas e parques eólicos offshore. […] Antes do Reino Unido sediar a conferência climática COP26 da ONU em Glasgow em novembro, Grimstone disse que o governo queria garantir investimentos em projetos britânicos de baixa emissão, que vão desde fábricas para fazer baterias para carros elétricos até parques eólicos offshore e carbono captura e armazenamento.”

Fonte: Financial Times, 28/04/2021

Casa Branca apoia marco de 2030 para zerar as emissões dos EUA

“A Casa Branca espera capitalizar o apoio crescente das concessionárias, sindicatos e grupos verdes dos EUA para um mandato nacional de energia limpa, apoiando os esforços para exigir que a rede dos EUA obtenha 80% de sua energia de fontes livres de emissões até 2030, de acordo com um sênior funcionário da administração. […] “Nosso objetivo é transformar isso em lei”, disse o vice assessor climático da Casa Branca, Ali Zaidi, à Reuters, falando sobre a pressão do governo por um chamado padrão de energia limpa (CES) para descarbonizar o setor de energia.”

Fonte: Reuters, 27/04/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Tecnologia, economia e agenda verde centralizam as discussões no segundo dia do evento (link)
  • Cúpula de Líderes sobre o Clima: Cooperação global é uma das três principais mensagens do evento (link)
  • Radar ESG | Locadoras de automóveis: Rumo à agenda ESG; Localiza liderando a corrida (link)
  • Radar ESG | São Martinho (SMTO3): Quanto mais se semeia, maior é a colheita (link)
  • Radar ESG | Orizon (ORVR3): Quando ESG está escrito no DNA (link)
  • Sondagem XP/ESG com investidores institucionais (link)
  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.