XP Expert

Como começar a investir: veja 8 pontos importantes e comece! 

Cuidar melhor do próprio dinheiro é um objetivo de muita gente. E o momento atual do Brasil, com muitas transformações, precisa ser compreendido por quem está começando a investir. Leia este artigo para avaliar todos pontos importantes e entenda como começar a investir.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Como começar a investir: veja 8 pontos importantes e comece! 

Tem uma reserva, mas não sabe como começar a investir com segurança e rentabilidade ou como escolher o melhor investimento para compor a sua carteira? 

A verdade é que não há uma fórmula mágica para responder a essas perguntas, mas preparamos este guia básico para te ajudar a conhecer seu perfil de investidor e analisar os investimentos que melhor se ajustam aos seus objetivos e apetite ao risco. 

De acordo com os seus prazos e metas, você poderá investir de forma mais eficiente e sem perder tempo. Por isso, continue a leitura para saber mais sobre: 

  • Por que devemos investir? 
  • Objetivo de vida: o que você quer alcançar? 
  • Como acompanhar o mercado de investimentos? 
  • 8 pontos importantes para começar a investir 
  • Qual a diferença da XP para o banco e como tudo funciona? 
  • Conclusão 

Por que devemos investir? 

A principal vantagem para os investidores é a rentabilidade que os ativos proporcionam quando o investimento é feito de forma bem planejada. 

Quando o dinheiro fica parado na conta do banco, na poupança ou ‘embaixo do colchão’, como se fala em linguagem popular, você perde chances importantes de fazê-lo render e trabalhar por você. 

Dependendo do investimento escolhido, por exemplo, é possível até mesmo criar uma renda extra que possa te ajudar a complementar a sua renda normal. 

No entanto, é preciso ter em mente alguns fatores: 

  • O perfil do investidor 
  • As suas intenções com os investimentos 
  • O capital que será investido 
  • As condições do mercado 
  • Eventuais taxas e impostos cobrados 
  • Estudar as alternativas e, por fim, decidir onde investir. 

O mais importante é lembrar que deixar o dinheiro parado faz com que ele se desvalorize com o passar do tempo, perdendo poder de compra a longo prazo. 

Ou seja, investir é uma ótima opção para melhorar a rentabilidade das aplicações e fazer o seu patrimônio crescer. 

Outro ponto positivo do mercado financeiro é a vasta gama de investimentos. Com isso, o investidor tem liberdade para escolher onde investir, podendo mesclar sua carteira para aumentar a rentabilidade e diluir os riscos. 

Objetivo de vida e metas: o que você quer alcançar? 

Falamos no tópico acima que para obter sucesso investindo é preciso ter em mente as suas intenções com os investimentos. E é sobre isso que falaremos agora. 

Pode-se dizer que o ponto principal que vai te ajudar a decidir onde e como investir é o seu objetivo de vida ou as suas metas.  

Portanto, questione-se: o que você pretende alcançar com esse investimento? Um carro? Uma casa? Uma viagem em família? Ou simplesmente a construção de uma reserva de emergência? A partir da resposta a essas perguntas, é possível ter uma ideia de horizonte de investimentos e da alocação adequada.  

Se o objetivo é de curto prazo, você o ideal é optar por aplicações que permitam uma liquidez maior (ou seja, maior facilidade de resgate em curtos períodos). Caso você tenha um objetivo para um futuro não tão próximo, poderá optar por investimentos de médio ou longo prazo que, consequentemente, trazem possibilidade de rendimentos maiores

Além disso, o seu perfil de investidor também vai te ajudar a selecionar e/ou descartar os investimentos que não condizem com o seu objetivo. Por exemplo: se você sofre com as oscilações do mercado, evite investimentos voláteis, indicados para um perfil agressivo

Descubra quanto seu dinheiro pode render no futuro. Conheça o simulador da XP!  

Como acompanhar o mercado de investimentos? 

Quando o assunto é como começar a investir e onde investir, é necessário ficar atento às mudanças que ocorrem no mundo, principalmente no que diz respeito à economia mundial e à política – e, de forma direta ou indireta, às mudanças que movimentações políticas afetam a economia. 

Uma das principais fontes de conteúdo para quem quer entender desde o básico até as análises do mercado está aqui na Expert, plataforma de conteúdos da XP, e também no Youtube da XP.  

Acompanhe as principais informações sobre investimentos para entender melhor sobre o que os especialistas da XP estão recomendando. 

8 pontos importantes para começar a investir 

“Como começar a investir” é uma dúvida comum, afinal, é um mar de informações e oportunidades. Com uma escolha errada, é possível perder dinheiro, mas não é isso que queremos, e nem você, certo? 

Por isso, confira agora 5 pontos importantes que irão te guiar nesse processo: 

1. Por que investir? 

Atualmente, em março de 2022, o mundo está passando por um momento histórico, em que a guerra entre Rússia e Ucrânia intensificou as pressões inflacionárias no mundo e reforçou a necessidade dos principais bancos centrais do mundo ajustarem condições monetárias, retirando o estímulo dado durante a pandemia. 

Assim, num cenário global, os bancos centrais dos EUA e Reino Unido elevaram suas taxas de juros, o Banco Central Europeu também já sinalizou essa possibilidade. 

No Brasil, a taxa Selic está em dois dígitos, ou seja, os juros continuam altos. Essa é uma medida para conter a inflação, que segue pressionada. Com base nesses dados, a análise e projeção para 2023 é a seguinte: 

Print da tabela de projeção dos principais índices, como SELIC e IPCA. Projeção até 2023
Fonte: XP Investimentos, 02/2022

Clique para saber mais e fique ligado nos boletins XP para se manter atualizado! 

A partir do que vimos, o cenário é um prato cheio para descobrir como começar a investir e aproveitar a alta e a queda desses principais índices. 

Importante: este foi apenas um exemplo do que está acontecendo nessa data, mas o mercado é bastante volátil, sendo essencial estar diariamente se informando a respeito. 

Juro real 

O juro real é o que realmente conta na hora de investir, pois ele define o rendimento final de uma aplicação, já descontada a inflação. Se seus investimentos rendem nominalmente uma taxa que parece alta, mas abaixo da taxa da inflação no período, isso significa que seu poder de compra diminuiu, mesmo que o valor aplicado tenha aumentado.  

Por isso, é estratégico que os investidores de perfis moderado e agressivo considerem o equilíbrio entre Renda Fixa, que possui como indicadores a taxa Selic e o IPCA,; e Renda Variável, em especial a Bolsa de valores, mas diversificando entre investimentos no mercado brasileiro e mercados globais. 

Não se esqueça, uma carteira eficiente deve ser balanceada, passando por diversas classes de ativos e nunca esquecendo do seu perfil de investidor ou o quanto de risco você consegue suportar. 

Para entender como começar a investir de vez, é essencial estar a par das questões econômicas brasileiras e internacionais, independentemente da sua decisão sobre investir em renda fixa ou renda variável. Na XP, realizamos análises diárias sobre tudo do mundo de investimentos e mercado. 

2. Cuidado com as dívidas 

Pode ser que o seu objetivo seja investir justamente para se livrar das dívidas, mas, para isso, primeiro te recomendamos um estudo sobre educação financeira, esse é inclusive um dos passos para aprender a como começar a investir. 

Os juros das dívidas podem ser ainda maiores que a rentabilidade dos seus ativos financeiros, o que leva você a dever ainda mais e, portanto, perder um dinheiro que você está tentando rentabilizar. 

O ideal é que você consiga, então, dividir a sua renda mensal, estabelecendo inicialmente um valor maior para o pagamento das dívidas, uma porcentagem para a reserva de emergência (que já é um investimento) e, se fizer sentido, uma porcentagem para outros ativos. 

3. Como começar a investir com pouco dinheiro? 

Depois de entender que o momento do Brasil exige uma nova postura das pessoas diante de seu dinheiro, é hora de dar um passo adiante e entender como começar a investir! A resposta é este passo a passo que mostramos a seguir: 

  1. Estabeleça seus objetivos; 
  1. Analise e determine o valor a ser investido e o período; 
  1. Busque um corretora de investimentos que te propõe diversidade de produtos e segurança e abra sua conta
  1. Descubra o seu perfil de investidor. Geralmente, na abertura da conta na corretora você já irá fazer o teste; 
  1. Feito tudo isso, escolha os seus investimentos: monte a carteira ideal pensando no prazo e retorno desejado. 

Após cumprir estas etapas, geralmente surge aquela outra questão: como investir dinheiro em quantidade limitada

E a resposta também é simples. Pois, se até hoje você achava que isso era impossível, estava enganado. O grande segredo aqui é escolher o ativo certo

Este é o início da jornada. Com os juros altos, algumas opções trazem retornos cada vez mais interessantes aos seus investidores. Por isso é fundamental estudar as alternativas e consultar um assessor especializado

A alternativa mais popular hoje são os títulos do Tesouro Direto

Neste caso, é possível realizar a compra de um título com uma aplicação de cerca de R$35. Por isso, é uma ótima opção para quem possui uma menor quantia inicial para investir. 

Para começar a investir, os títulos públicos apresentam outra vantagem: o risco é baixo, pois eles são emitidos pelo governo. 

Isso tudo se você quiser começar a investir com cerca de R$35. Entretanto, se você tem um pouco mais disponível, algo como R$1.000, por exemplo, há mais opções, como títulos bancários

Onde começar a investir com 100 reais? 

É possível começar a investir com R$100,00 tanto em renda fixa como em renda variável. Num geral, em Tesouro Direto, como já mencionamos, Fiis, CDB ações e fundos de investimentos. 

Para uma carteira diversificada com R$ 100, existem os Fundos DNA, que aplicam em uma cesta de diversos ativos de acordo com o seu perfil de investidor. Faça o teste e descubra qual é o fundo DNA ideal para o seu perfil. 

4. Como escolher o investimento? 

Antes de mais nada, é preciso lembrar um princípio básico dos investimentos: para obter maior retorno, é necessário estar disposto a correr mais risco. Por que isso é importante? 

Porque os bancos podem ser classificados entre bancos grandes (G), de tamanho médio (M) e de pequeno porte (P). E nós podemos considerar que a relação risco-retorno seja a seguinte: 

Para esclarecer a dúvida, vamos dar um exemplo comparando quatro ativos, considerando as premissas com base em março de 2022. 

A comparação da rentabilidade líquida será feita entre os seguintes ativos, com aplicação inicial hipotética de R$10 mil e SELIC de 11,75% ao ano. 

  • Poupança
  • CDB de um banco grande (“Banco G”), com prazo de vencimento em 3 anos e rentabilidade de 85% do CDI ao ano; e 
  • CDB de um banco de menor porte (“Banco X”), com prazo de vencimento em 3 anos e rentabilidade de 128% do CDI ao ano. 
Data da consulta: setembro/2019

Como começar a investir é mais do que uma pergunta, é um processo. Por isso, sempre compare os investimentos, assim, você terá uma base de rentabilidade, riscos e taxas. Separamos alguns simuladores e comparador para que você realizar seus próprios estudos: 

Então, por exemplo, se você tem curiosidade de saber quanto rende R$ 1.000 por mês no Tesouro Direto, a resposta é R$ 133,00, dentro do prazo de 3 anos. 

Percebeu que esse conteúdo ainda está muito avançado? Então, volte um passo atrás e confira esse artigo. Nele falamos mais sobre riscos, classes de ativos e retornos.  

5. Há dicas para não perder dinheiro e ao mesmo tempo aumentar a rentabilidade? 

A resposta é sim e ela vem a partir de uma das premissas mais antigas do mundo dos investimentos: a diversificação

Para saber como começar a investir de maneira diversificada também é muito simples: basta investir em mais de um ativo. Por exemplo, parte no Tesouro Direto e o restante em ETFs (Bolsa de Valores de forma indireta). 

Ou, então, aplicar cerca de 80% em algum título do Tesouro e o restante em LCI, só para dar outro exemplo. 

E este fundamento da diversificação é o mais recomendado pelos grandes investidores da história, incluindo o lendário Warren Buffett. Isso porque a diversificação permite equilibrar os rendimentos da sua carteira e os riscos dos ativos. Assim, caso um deles não obtenha o melhor desempenho, o outro tende a compensá-lo. 

Ainda há infinitas composições que podem fazer o seu dinheiro render, e tudo depende do seu perfil de investidor e dos seus objetivos. 

Saiba como diversificar uma carteira de investimentos corretamente! 

6. Como funcionam as taxas para investir? 

Como investir em bolsa de valores e, até mesmo, em renda fixa, possui algumas taxas, devemos considerá-las parte dos investimentos. Mas por quê? 

Simples: ela acaba impactando diretamente no retorno do investimento. Se você realizar um investimento no qual o lucro é menor que a taxa, não compensa para o seu bolso.  

Assim, o ideal é buscar por uma corretora que ofereça algumas vantagens quanto às suas taxas. Pioneira no mercado, a XP foi a primeira assessoria do Brasil a oferecer a melhor taxa de todas: a TAXA ZERO. Aqui, não se cobra nada para:  

  • Custódia de renda fixa; 
  • Custódia de Tesouro Direto; 
  • Tarifas de TED para retiradas; 
  • Abertura e manutenção de conta; 
  • Corretagem de Fundos Imobiliários. 

E um outro destaque importante da XP são os assessores de investimento. 

Por ser um especialista do mercado financeiro, o assessor sabe como aproveitar as oportunidades do setor e, com isso, indica os melhores produtos no melhor momento. 

Além disso, mais de um milhão de pessoas investem com a XP atualmente, aproveitando a disponibilidade dos melhores investimentos para todo e qualquer perfil de investidor.

7. Conheça os tipos de investimentos 

Fotografia de mulher cadeirante analisando alguns papéis de gráfico e tabelas de investimentos. Ela está sorrindo.
Conhecer os tipos de investimentos é uma das fases de como começar a investir.

Portanto, se você quer saber como investir em criptomoedas, é só clicar no nome desejado. 🙂 

Renda Fixa 

Renda variável  

Se interessou em como investir na bolsa de valores? Então clique aqui

8.Termos que você precisa conhecer! | Dicionário do investidor 

Como começar a investir na bolsa ou em outros ativos se você ainda conhece os termos do mercado, ou melhor, o dicionário do investidor. Fique tranquilo, vamos te mostrar os principais dele: 

  • Carteira de ativos  

Também chamada de carteira de investimentos, é o nome dado ao conjunto de ativos financeiros pertencentes a um investidor, seja ele uma pessoa física ou empresa. A carteira de ativos pode ser formada por ações, aplicações imobiliárias, debêntures, títulos do Tesouro, entre outros.  

  • Diversificação 

É a estratégia de diluir os riscos e aumentar o potencial de lucratividade dos investimentos, distribuindo as aplicações de capital em ativos de diferentes categorias.  

  • Índice IPCA (Índice de preços ao consumidor Amplo) 

O IPCA é o índice oficial para analisar as tendências de inflação do Brasil. Sua variação é divulgada mensalmente pelo IBGE para que qualquer pessoa física ou jurídica possa acompanhar a variação de preços de um conjunto de produtos e serviços usados por famílias com renda mensal entre um e 40 salários mínimos.  

  • Liquidez 

É o nome usado para indicar a média de tempo que um ativo pode ser transformado em capital, isto é, ser convertido em dinheiro. Quanto mais rápido é possível comprar ou vender um ativo, sem que ele sofra uma desvalorização drástica, maior sua liquidez.  

Existe, ainda, Liquidez diária e Liquidez no vencimento: o primeiro caso é aquele em que você consegue resgatar o seu investimento a qualquer momento; no segundo, é necessário esperar até o vencimento do ativo para poder acessar o dinheiro investido e a rentabilidade. 

  • Perfil de investidor 

Existem diferentes tipos de investidores, divididos em três grandes categorias: o conservador, o moderado e o arrojado, também conhecido como agressivo. Progressivamente, cada perfil é definido com base em sua tolerância a riscos. 

  • Renda Fixa  

Investimentos de Renda Fixa, em muitos casos, com alta liquidez e baixíssima volatilidade, e com rentabilidade pré-definida, já que oferecem uma previsão assertiva sobre quanto o investidor ganhará ao final do contrato, como títulos do Tesouro Direto e de instituições bancárias.  

  • Renda Variável  

Todos os investimentos que se enquadram na categoria da Renda Variável, diferentemente da Fixa, não permitem que se defina um percentual fixo de rentabilidade no ato da aplicação.  

Caracterizam-se pela alta volatilidade. Seu retorno, assim como seu potencial de riscos, são determinados pela oscilação de preços de compra e venda de ativos, que, por sua vez, são afetados por uma infinidade de fatores de negócio, políticos e socioeconômicos internos e externos.  

  • Rentabilidade  

Termo usado para definir o potencial de retorno financeiro que um determinado investimento pode gerar. Normalmente, a rentabilidade é definida em percentuais, por exemplo, 10% ao ano.  

Assim, ela pode ser determinada por meio de taxas pré ou pós-fixadas, baseadas na valorização ou, ainda, vinculada a índices de inflação.  

  • Taxa SELIC 

Definida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), a Selic é a famosa taxa básica de juros da economia do Brasil. Ela é usada como base de cálculo para definir o custo do crédito nacional, muito importante para os empréstimos interbancários.  

Você já sabe tudo sobre como começar a investir, então verifique os 12 erros mais comuns dos investidores e evite-os desde já. 

Resumindo: como começar a investir em 7 passos:

Em 7 passos vamos te resumir como começar a investir em bolsa de valores ou renda fixa. Portanto,  o que todo investidor deve sabe é: 

  1. Livre-se das dívidas 💸 
  2. Domine sua vida financeira 🤑 
  3. Estude o universo dos investimentos 📊 
  4. Defina seu perfil de investidor 👩👧 
  5. Estude o mercado e o cenário atual 📆 
  6. Estude e escolha a melhor corretora para você 💻 
  7. Diversifique sua carteira 💵 

Qal a diferença da XP para o banco e como tudo funciona? 

Fotografia de mulher com notebook. Ela está em pé e encarando a câmera com um leve sorrido. Ao fundo mostra um ambiente despojado empresarial.
A XP Investimentos oferece diversos benefícios, além de rentabilidade e segurança.

Ao buscar investimentos no banco, normalmente são oferecidos apenas produtos do próprio banco, mas eles nem sempre possuem boa rentabilidade e baixo custo. 

Ao contrário disso, a XP Investimentos disponibiliza para seus clientes produtos de diversas instituições financeiras. E, muitos deles, com custos baixíssimos e com rentabilidades maiores do que as que você encontraria investindo apenas em seu banco. 

No banco você tem um gerente para cuidar da sua conta corrente e de suas operações de rotina. No entanto, na hora de planejar o futuro e decidir onde investir, ainda mais no momento transformacional que o Brasil vive, é fundamental contar com a ajuda de um profissional especializado. 

Neste sentido, a primeira grande pergunta a se fazer é a seguinte: Queremos algo para hoje ou para o futuro de curto, médio ou longo prazo? 

Passo a passo para abrir uma conta na XP 

Para abrir uma conta na XP e colocar em prática tudo sobre investimentos, além de começar o quanto antes a investir e aumentar seu patrimônio, é muito simples e rápido. Basta preencher o cadastro com as informações necessárias. 

Em até 48 horas você será informado por telefone ou e-mail sobre a aprovação do seu cadastro. Estando tudo certo, você receberá um e-mail com os dados de login e senha para acessar sua conta na XP. 

Conclusão 

Saber onde e como começar a investir é uma tarefa que exige um pouco de estudo e conhecimento de perfil, objetivos e tipos de investimentos. Quando todos esses itens ficam claros ao investidor, é muito mais simples saber o que fazer com o dinheiro. 

Fique atento às tendências macroeconômicas e políticas que podem afetar os investimentos e estude sempre para avaliar se os seus investimentos estão rendendo o que você deseja, utilize nosso blog para isso. 😉 

Percebeu que esse conteúdo ainda está muito avançado? Então, volte um passo atrás e confira esse artigo. Nele falamos mais sobre riscos, classes de ativos e retornos.  

Agora que você já sabe onde investir seu dinheiro e como usá-lo de forma inteligente, abra sua conta na XP e aproveite a plataforma de investimentos mais completa do país.  

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.