CDB: o que é e como investir nesse título de renda fixa? Veja!

Entenda o que é CDB e como investir nesse título de renda fixa garantido pelo FGC. Veja como e quando aplicar, segundo seus objetivos e perfil. Confira!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

CDB: o que é e como investir nesse título de renda fixa? Veja!

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é uma opção que se encaixa perfeitamente na carteira de investidores donos de um perfil conservador pois, via de regra, envolve risco um menor e tem a mesma segurança da poupança, mas podendo oferecer rentabilidades muito mais atraentes.

Podemos destacar que se trata de um tipo de investimento:

  • de curto a médio prazo;
  • é uma forma de captação dos bancos;
  • boa alternativa à poupança;
  • garantido pelo FGC.

Neste guia, entenda tudo sobre o que é CDB e como começar a investir em Certificados de Depósito Bancário.

Confira:

O que é e como funciona o CDB?

A sigla CDB significa Certificado de Depósito Bancário, que é um título de renda fixa nominativo (ou seja, em nome de uma pessoa) emitido pelos bancos (título de emissão bancária) e caixas econômicas, que tem como função  captar dinheiro e financiar suas atividades. Em troca deste empréstimo de recursos ao banco, o mesmo irá devolver ao investidor a quantia aplicada mais o juro acordado no momento do investimento.

As corretoras que contam com o Selo Cetip | Certifica, oferecem a garantia ao investidor do registro individualizado, por CPF ou CNPJ, em cada operação realizada através de uma instituição intermediária.

Uma das vantagens de investir em CDB é que esses títulos possuem uma rentabilidade maior que a poupança, podendo chegar até o triplo. Falaremos mais sobre essas vantagens e diferenças mais abaixo.

Portanto, podem ser boas alternativas de diversificação de carteira também a investidores de perfis moderado e agressivo, dependendo de prazo e indexador.

Fundo Garantidor de Créditos

As aplicações em CDBs de até R$ 250 mil são asseguradas pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até o limite de R$ 250 mil, considerando o investimento mais o rendimento, por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao teto de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ.

Outra característica do CDB é a flexibilidade. De um lado, há opções que oferecem liquidez diária, mais voltadas para metas de curto prazo, como por exemplo, uma viagem de férias.

Ao mesmo tempo, há alternativas disponíveis para objetivos de prazo mais longo, como a compra de um imóvel.

Nesse contexto, as aplicações com prazo, por terem risco relativamente maior, geram naturalmente rendimentos mais atrativos.

Por isso, é importante que o investidor conheça e avalie as alternativas mais adequadas aos seus objetivos. Uma corretora poderá te ajudar com isso!

Veja o vídeo abaixo e entenda ainda mais o que é e como funciona o CDB:

CDB x CDI

Para se familiarizar com o termo e investir com mais segurança, o ideal é que você tenha domínio sobre esse mercado. Por isso, trouxemos algumas definições e diferenças entre os termos CDB e CDI.

  • CDB, como você já sabe, é um título de renda fixa nominativo emitido por bancos que servem como um empréstimo do seu dinheiro para a instituição bancária.

CDI significa Certificados de Depósitos Interbancários. Também se trata de um título de curtíssimo prazo, de 1 dia útil, emitido pelos bancos, no entanto, as pessoas não conseguem comprar um CDI, apenas outras instituições bancárias e ele serve para que os bancos emprestem recursos entre si.

Por que investir em um CDB?

Investir em CDB requer estudo, assim como todo investimento. Por isso, entenda o que é CDB e como aplicar

Investir em títulos de CDB pode ser uma ótima escolha para você, mas para isso é preciso que você entenda bem o que é CDB e como funciona, para, então, entender as vantagens de investir nesse título!

Esse investimento é visto como alternativa à poupança, uma vez que pode oferecer liquidez diária (ser resgatado a qualquer momento) e é relativamente simples de investir, por estar disponível em diversas plataformas de investimento.

Além disso, conta também com:

  1. Rentabilidade: CDB rende mais que a poupança, podendo gerar chegar até o dobro de rendimento;
  1. Segurança: se o investimento for de até R$250 mil, seu título CDB será segurado pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) por CPF ou CNPJ*. Esta garantia previne que o investidor perca o dinheiro aplicado, caso o banco quebre ou não consiga devolver a quantia prometida no prazo.
  1. Liquidez Diária: ao deixar o dinheiro rendendo num investimento nem sempre é possível retirá-lo antes do prazo do vencimento. Se você optar por um CDB de liquidez diária, o dinheiro aplicado poderá ser recuperado no momento que julgar necessário.

Facilidade: é possível investir em um CDB através da Internet, basta apenas abrir sua conta sem custo na XP Investimentos, depois disso o investimento leva alguns minutos para ser realizado.

Na XP você tem acesso a uma plataforma exclusiva para operar Renda Fixa

Abra sua conta na XP Investimentos

CDB ou poupança: qual o melhor?

Acima foi possível entender um pouco mais sobre qual investimento é o melhor, isso porque a CDB oferece mais vantagens, principalmente a rentabilidade e liquidez diária.

Ainda que a poupança tenha completado 160 anos, o CDB já conquistou várias das qualidades da mesma, inclusive a segurança. Mas para você analisar, é necessário identificar o quanto rende um CDB por mês.

Não é possível falar um número 100% correspondente, devido a dependência da taxa acertada na compra. Mas para essa análise, considere a porcentagem de rendimento CDB da corretora no momento da compra. Realize uma simulação do período de investimento.

Para saber mais sobre a poupança, o cálculo do seu rendimento e como começar a investir com qualidade, confira:

Mas e agora, CDB ou Tesouro Selic?

A maneira mais simples de saber se um CDB é mais rentável que o Tesouro Selic é ver a taxa CDI prometida.

Caso a taxa seja superior a 100% do CDI, o título CDB é mais rentável, mas se for menor, o Tesouro Selic passa a ser mais vantajoso. Essa comparação só vale, no entanto, para CDBs com liquidez diária.

De qualquer forma, o Tesouro Selic é considerado seguro para o investidor porque é garantido pelo Tesouro Nacional.

Tipos de CDB

Existem três tipos de CDB: pré-fixado, pós-fixado e híbrido. A principal diferença entre eles é como a rentabilidade do título é determinada. Veja em detalhes:

Infográfico informativo, sobre tipos de CDB.

Qual tipo de CDB rende mais?

A aplicação do CDB depende do objetivo do investidor. Caso o investidor prefira ter a certeza do retorno da aplicação, então o CDB prefixado é melhor. Esse tipo de investimento é mais rentável em épocas em que as taxas de juros estão ou possuem perspectivas de queda.

No entanto, o CDB pós-fixado pode ser mais interessante para quem aposta em um alta de juros, pois o retorno é uma porcentagem do CDI.

Formas de remuneração: quando investir no CDB?

Nesse momento, você já entendeu o que é CDB, seus tipos e muito mais. Por isso, compreenda mais sobre as formas de remuneração dos títulos, que podem ser:

  • Pós-fixados:
  • % do CDI: Preferível em tendência de aumento de juros;
  • CDI + spread: Preferível em tendência de queda de juros;
  • Índices de preços: Preferível para investidores de longo prazo, que buscam preservação de patrimônio. Ex.: IGP-M e IPCA
  • Pré-fixados:
  • Preferível após ciclo de alta de juros. Neste tipo de título, o investidor sabe a rentabilidade na hora da aplicação, sendo determinado o quanto receberá no vencimento.

Valor mínimo para investir em CDB

Existem alternativas de aplicação com valores mínimos variados, podendo variar entre R$ 1 mil a R$ 30 mil.

Antes de aplicar no CDB, é interessante avaliar se o dinheiro investido será necessário em um futuro próximo ou se poderá ficar na aplicação até o prazo de vencimento. Dessa forma é possível escolher qual será o valor aplicado, a liquidez do título e o tempo de rendimento.

Carência e prazo

Um CDB tem duas datas importantes que você deve se atentar na hora de escolher uma opção para investir:

  • Prazo: É a data máxima que seu dinheiro pode ficar investido naquele CDB. Os prazos de vencimento após a aplicação variam de 30 dias a 1826 dias (5 anos), dependendo de cada emissor
  • Carência: Data a partir da qual o CDB pode ser resgatado, caso o investidor solicite. Ou seja, somente a partir dessa data que o investidor tem flexibilidade para sacar o investimento.

De modo geral, não existe um prazo padrão para resgate de um investimento em CDB, mas o prazo de carência é um ponto importante para ser observado.

A vantagem é que quanto maior a carência, maior o rendimento. Por isso, antes de escolher o seu CDB é preciso ter em mente qual o seu objetivo e seu horizonte para não entrar em um investimento que não tenha a possibilidade de resgate imediato.

Possíveis dúvidas:

  • É possível resgatar CDB antes do prazo?

Sim, no entanto, para isso é necessário que o investidor venda esse título ao banco emissor ou no mercado secundário. Devido à falta de liquidez do mercado secundário, o CDB pode sofrer um deságio na venda antecipada.

  • O que é vencimento CDB?

Como todo o investimento de renda fixa, o CDB possui um prazo de vencimento. Por conta desse fator, há uma certa data para que o valor investido seja resgatado. Ao vencer, o dinheiro entrará na sua conta corrente automaticamente.

Tributação: Taxa de Custódia

Caderno com caneca vermelha e papéis de dados e estatísticas ao lado do notebook, sob uma mesa.
As taxas fazem parte de qualquer investimento, no caso do CDB não é diferente. Entenda o que são essas taxas

A taxa de custódia é um valor cobrado mensalmente pelas corretoras para armazenar os títulos de um determinado investidor.

Por sua vez, a cobrança de Imposto de Renda dos CDBs incide apenas sobre os rendimentos da aplicação e de forma regressiva.

O percentual de desconto do IR para títulos CDB funciona em uma tabela regressiva, ou seja, quanto maior o tempo de aplicação, menor o desconto no rendimento. Veja o percentual de tributação do IR conforme o período de aplicação dos CDB.

Prazos e indicadores de Imposto de Renda Regressivo

Rendimentos produzidos por aplicações financeiras realizadas por pessoas físicas ou pessoas jurídicas e ganhos de capital produzidos por aplicação financeira são tributadosàs seguintes alíquotas (tabela regressiva):

  1. Até 180 dias | Alíquota: 22.5%
  2. De 181 a 360 dias | Alíquota: 20%
  3. De 361 a 720 dias | Alíquota: 17.5%
  4. Acima de 721 dias | Alíquota: 15%

Há também a incidência de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) quando o prazo entre a compra e a venda for inferior a 30 dias, sendo 1% ao dia.

Riscos do CDB

O CDB oferece, de fato, poucos riscos aos investidores, semelhante àquele da poupança. Especialmente por contar com a garantia do FGC para investimentos de até R$250 mil que mencionamos anteriormente.

Porém, mesmo com essa segurança, é importante avaliar o risco do emissor.

Para captar a atenção dos investidores, os bancos de menor porte tendem a oferecer rentabilidades bem mais atrativas. Em contrapartida, são instituições mais frágeis do ponto de vista financeiro.

Neste caso, para se proteger além da garantia do FGC, o investidor precisa pesquisar sobre o rating da instituição emissora, atestando se ela é sólida ou não.

Como escolher um CDB?

Na hora de escolher uma opção de CDB, o investidor deverá levar em conta qual seu objetivo (curto, médio ou longo prazo) para saber quando vai precisar do dinheiro.

Outro fator importante a ser avaliado é a rentabilidade divulgada para poder escolher a melhor opção.

Lembrando-se que : As corretoras que contam com o Selo Cetip Certifica, possuem a garantia para o investidor do registro individualizado, por CPF ou CNPJ, em cada operação realizada através de uma instituição intermediária.

Objetivo x Rentabilidade

A rentabilidade de um CDB está relacionada ao prazo de resgate do investimento. Ou seja, quanto maior o tempo de carência, maior a rentabilidade. Por isso é importante definir qual é o objetivo do investimento antes.

Tendo isso em mente, o ideal é utilizar um simulador de investimento que irá te ajudar a encontrar rapidamente quais as melhores opções dentro do seu objetivo.

Outro detalhe importante é o tipo de CDB, porque em um cenário de queda de juros pelo Banco Central, os investimentos pós-fixados com rentabilidade atrelada à Selic e ao CDI diminuem.

Já no cenário de aumento de juros, os rendimentos atrelados a esses indexadores aumentam. No caso dos CDBs prefixados, não há oscilações porque a rentabilidade é baseada em uma taxa fixa e anual.

Observação: as possibilidades de oscilação só geram impacto relevante nos investimentos a longo prazo e com pouca liquidez.

Simulador de Renda Fixa

Dada a flexibilidade inerente ao CDB e a diversidade de alternativas disponíveis nessa modalidade de título, uma ferramenta importante disponível é o simulador de renda fixa.

A partir desse recurso, é possível avaliar de forma mais adequada quais opções são mais próximas do objetivo por parte do investidor.

Além disso, é possível comparar as vantagens e desvantagens do CDB em relação a outras categorias de investimento de renda fixa.

Como investir no CDB com a XP?

O investimento em CDB pode ser feito por meio de bancos ou corretora de valores, via internet.

Corretoras como a XP oferecem opções de diversas instituições, o que facilita e amplia a pesquisa pelo título mais apropriado de acordo com os interesses do investidor.

Caso o investidor decida resgatar o valor nos primeiros 30 dias de investimento, precisará pagar Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que possui tabela regressiva.

Algumas instituições também cobram taxa de custódia pela manutenção do título, mas essa não é uma regra para a modalidade.

no caso do Imposto de Renda, a tributação incide apenas sobre os rendimentos e de forma regressiva. Ou seja, quanto maior for o prazo da aplicação, menor a alíquota.

Investindo em CDB na plataforma da XP

Depois de decidir o melhor CDB para o seu perfil de investidor, é hora de começar a fazer o dinheiro render. Para isso, é preciso seguir os seguintes passos:

  1. Abra uma conta sem custo na XP Investimentos: o formulário é rápido de preencher e seu status de aprovação será enviado em até 48h! Se você já tem uma conta, aproveite e comece a investir.
  2. Após selecionar “CDB” nos produtos de Renda Fixa, escolha o título mais adequado para seu perfil e clique em “Aplicar”.

Oportunidade de ganho de 200% em 3 meses!

Você sabia que a XP oferece um CDB que paga 200% do CDI com prazo de 3 meses? Você recebe em 3 meses o que ganharia em 6 meses na poupança! Mas o estoque é exclusivo para novos clientes pessoa física da XP. Saiba mais aqui.

Abra sua conta na XP Investimentos

Resumindo

Ok, você aprendeu o que é CDB, as diferenças entre CDB e CDI e tudo sobre rentabilidade desse título. Mas resumindo, o CDB:

  • É considerado de baixo risco por ser um investimento de renda fixa;
  • É possível resgatar o valor a qualquer momento e não apenas ao vencimento do investimento, uma vez que há a opção de escolha entre liquidez diária ou não;
  • Possui cobrança de tarifa de IOF progressiva e cobrada, apenas,  caso o resgate for feito nos primeiros 30 dias;
  • Possui tributação de IR, incidindo a alíquota regressiva de investimento de renda fixa . Desta forma, quanto mais tempo de investimento, menos será cobrado no momento do resgate.

Além disso, o CDB é um título de renda fixa muito indicado para investidores de perfil mais cauteloso. Isso porque também oferece taxas de remuneração mais interessantes que categorias como a poupança.

Uma das principais características do CDB é a diversificação. O papel inclui alternativas que oferecem desde liquidez diária até opções de longo prazo que se mostram bastante atraentes. Nesse contexto, a aplicação pode ser destinada a metas de curto prazo, como uma viagem de férias, até objetivos maiores, como a compra de um imóvel.

Quer mais dicas para investir seu dinheiro? Conheça o curso Primeiros Passos no Mundos dos Investimentos e descubra como fazer seu dinheiro render mais por meio de produtos de renda fixa, fundos de investimentos, fundos imobiliários e ações.



Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.