Por que a reunião do Copom é tão importante?

Em semana importante para o Copom, entenda os impactos do que é decidido na reunião para mercados e investimentos


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Por que a reunião do Copom é tão importante?

A cada 45 dias o mercado brasileiro fica na expectativa das decisões que saem da reunião do Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central. Nesta quarta-feira (27) tivemos mais uma mais uma reunião e, em um momento de alta na inflação, a importância do que será definido é ainda maior. Na reunião desta semana, o Comitê divulgou a nova taxa básica de juros no Brasil. Seguindo as expectativas do mercado, a alta foi de 1.5 ponto percentual, elevando assim a Selic para 7,75%

Responsável por definir a taxa de juros básica da economia brasileira, a Selic, o Copom impacta diretamente o sistema financeiro e, é claro, o bolso do brasileiro. Além disso, é divulgado o relatório trimestral da inflação e são estabelecidas as diretrizes de política monetária do Brasil.

Veja no texto abaixo os motivos do Copom ser tão importante e porque a reunião desta semana merece atenção redobrada:

Importância do Copom e da Selic

O Copom é composto pelo presidente e diretores do Banco Central e, como dissemos, define a meta para a taxa Selic pelos próximos 45 dias. Como taxa básica brasileira, a Selic influencia diretamente na economia local, controlando a inflação, acesso à capital e retornos de aplicações financeiras, como a poupança e títulos públicos.

Na prática, com a Selic mais baixa, bancos conseguem conceder crédito a taxas menores, o que tende a aumentar a inflação. Rendimentos de investimentos pós-fixados são pressionados, como o Tesouro Direto, Debêntures, LCIs, LCAs, CDBs e outros ativos de Renda Fixa.

Com a Selic mais alta, o acesso ao crédito fica mais restrito, com taxas menos atrativas até no cheque especial. Nessa linha, a inflação também pode ser controlada, com a tendência de baixa ou manutenção dos preços. Esse comportamento também afeta a Renda Variável, impactando principalmente o modelo de Fluxo de Caixa Descontado, que perde a atratividade. Ainda assim, existem vantagens para investir em ações e fundos imobiliários em momento de alta da Selic, principalmente através dos dividendos.

Por que a reunião desta semana merece mais atenção?

Todas as decisões do Copom são tomadas a partir de uma série de estudos e análises de indicadores econômicos, como atividade, balança de pagamentos, inflação e agregados monetários. Considerando o panorama atual de alta na inflação, o mercado espera mais uma alta na taxa, visando controlar os preços no Brasil que acumula alta de 6,90% em 2021 e, nos últimos 12 meses, de 10,25%. Mas ainda existem mais pontos que levaram o Copom desta semana a ganhar ainda mais importância.

“A mudança do regime fiscal é um ponto que acrescentou ainda mais importância para a reunião dessa semana, pois gerou ainda mais pressão inflacionária e, por consequência, exige uma reação rápida e eficiente do BC”, diz a economista da XP, Tatiana Nogueira.

Segundo as projeções do nosso time de Economia, a Selic deve chegar ao patamar de 9,25% ao final deste ano e a 11% no final de 2022. Na reunião desta quarta-feira, o comitê divulgou uma alta de 1,5 p.p, definindo a meta da taxa em 7,75% em uma postura hawkish – entenda o termo abaixo -, conforme esperado pelos nossos especialistas e pelo mercado.

A Selic é essencial nesse controle por afetar decisões entre consumo e investimento das famílias e empresas, influenciar na taxa de câmbio, o cenário de crédito, expectativas de mercado e, o mais importante, no preço dos ativos. “Esse primeiro canal é o mais conhecido, porque quando Selic sobe, então é acompanhado pela alta do juro real (juro nominal menos inflação), e isso reduz investimento das empresas e consumo das famílias. Com isso, a demanda cai, então a inflação tende a cair também”, comenta a especialista.

Ainda assim, todos esses pontos acabam contribuindo como um todo para diminuir ou mantem os preços. “A taxa de cambio, por exemplo, quando juros sobe, tende a cair pois o real se valoriza, diminuindo nível de preços dos produtos comercializáveis internacionalmente. Tudo isso gera um efeito de cadeia, que desestimula os lucros das empresas, a riqueza das famílias e, mais uma vez, gerando queda na demanda”, complementa Tatiana Nogueira.

Entendendo os termos sobre as condutas do Banco Central

Dovish: A origem vem da palavra dove, pomba em português. Sinaliza uma conduta do Banco Central mais confiante de que o cenário de inflação não será um problema, e, portanto, pendente a adotar uma política monetária expansionista ou menos restritiva para estimular a economia.


Hawkish: A origem vem da palavra hawk, falcão em português. Sinaliza uma conduta do Banco Central preocupada com os riscos inflacionários, e, portanto, pendente a adotar uma postura monetária mais dura, com subidas mais fortes na taxa de juros, ainda que isso possa prejudicar o emprego e a atividade no curto prazo.

Veja em Live nesta quarta-feira às 19h30, a visão dos nossos especialistas sobre a reunião desta semana

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.