Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 13/04

Comece o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo fala sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance histórica dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP.
Por que essas informações são importantes? 
Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias.

Esperamos que aproveite a leitura!

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!


Brasil

Empresas

Líderes empresariais sugerem ao governo mais “ambição climática”

“A carta-manifesto “Neutralidade Climática: uma grande oportunidade”, assinada por líderes de 28 grandes empresas e de cinco entidades do agronegócio, indústria, comércio, academia, sociedade civil e relações internacionais, diz que metas mais ambiciosas de neutralidade de emissões para 2050 “trarão ganhos ao Brasil” em termos econômicos, comerciais, ambientais e reputacionais.”

Fonte: Valor Econômico, 13/04/2021

Documento quer solução para créditos de carbono

“A carta dos empresários faz referência explícita ao artigo 6 do Acordo de Paris, que será negociado na CoP 26, a conferência climática a ONU, e se refere a mercados de carbono. “Consideramos crucial o aprofundamento da discussão entre o setor privado, a sociedade e o governo brasileiro sobre a posição em relação ao artigo 6”, diz a carta. A solução deve evitar dupla contagem das reduções “permitindo que os créditos de carbono provenientes do Brasil sejam exportáveis e amplamente aceitos no mercado internacional, resultando em entrada de recursos no país”.”

Fonte: Valor Econômico, 13/04/2021

Empresas brasileiras aderem à iniciativa global de metas climáticas baseadas na ciência

“Mais empresas brasileiras estão aderindo a ações de redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE), com base na iniciativa Science Based Target (SBTi). O movimento global reúne mais de 1,3 mil companhias. Do total, 19 são nacionais, além de 29 multinacionais com operação no Brasil. A primeira companhia local a entrar no grupo foi a produtora de papéis Klabin, em 2019. A SBTi promove o estabelecimento de metas para reduzir GEE e atingir objetivos estabelecidos pelo Acordo de Paris, como limitar o aumento da temperatura global em 1.5°C em relação a níveis pré-industriais e alcançar emissões líquidas zero antes de 2050.”

Fonte: Um Só Planeta, 12/04/2021

General Luna é eleito conselheiro da Petrobras; 8ª vaga no conselho em disputa

“Assembleia de acionistas da Petrobras aprovou nesta segunda-feira o general da reserva Joaquim Silva e Luna como membro do Conselho de Administração da companhia, movimento que antecede sua eleição como novo presidente-executivo da petroleira, conforme indicação de Jair Bolsonaro.”

Fonte: InfoMoney, 12/04/2021

Quem vai ficar com a Braskem?

“Executivos e empresários do setor petroquímico acreditam que, pelo tamanho da Braskem e aparente ausência de multinacionais interessadas em comprar o ativo, a melhor forma da Odebrecht monetizar sua participação na companhia seria a formação de um grande consórcio envolvendo empresas internacionais, nacionais e investidores financeiros.”

Fonte: Brazil Journal, 13/04/2021

Política

Mirando fundo de US$ 20 bilhões, governadores preparam carta com pauta sustentável a Biden

“Governadores de 21 Estados preparam uma carta para o presidente dos Estados UnidosJoe Biden, com uma série de propostas e compromissos relacionados ao clima e à preservação dos biomas. O texto foi finalizado na tarde desta segunda-feira, 12, e o grupo quer enviá-lo ao embaixador americano no Brasil Todd Chapman até o dia 20. Os gestores miram parte de um aporte de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 113 bilhões) que Biden prometeu, ainda na campanha, para combater o desmatamento de florestas tropicais.”

Fonte: Estadão, 12/04/2021

Terceiro Setor

Programa de aceleração abre inscrições para empreendedores com mais de 50 anos

“O programa Vitasay Start 5.0+ abre inscrições para acelerar negócios criados por empreendedores com mais de 50 anos. Em sua primeira edição, a aceleradora com foco no empreendedorismo maduro seleciona negócios de impacto social que tragam respostas aos desafios do desenvolvimento sustentável no país. Iniciativa conjunta da linha de vitaminas Vitasay50+ e da Yunus Negócios Sociais, que apoia o desenvolvimento de negócios socioambientais, a aceleradora oferece mentoria com profissionais na Hypera Pharma e especialistas da rede Yunus. Também concede acesso a conteúdo exclusivo, melhoria da solução, do modelo de impacto e do negócio.”

Fonte: Estadão, 12/04/2021

Colunas e Artigos

Geopolítica da sustentabilidade e as negociações Brasil-EUA

“O tema ambiental tornou-se um pilar central na geopolítica internacional do mundo contemporâneo e tem, nas agendas climática e de biodiversidade, os seus principais alicerces. Na iminente urgência desta agenda, não há espaços para o negacionismo ou obscurantismo climático, nem tão pouco para argumentos falaciosos em contradição com a ciência ou com a democracia. Estas agendas requerem centralidade, pragmatismo e racionalidade por parte dos interlocutores/negociadores, além de civilidade política entre os líderes das nações.”

Fonte: Valor Econômico, 13/04/2021

Internacional

Empresas

Marca negativa para o alumínio, já que a mineração permanece atrás das metas climáticas

“Nenhum setor corporativo está cortando as emissões com rapidez suficiente para cumprir as metas de zerar as emissões até 2050, com algumas grandes empresas realmente aumentando suas intensidades de carbono desde o acordo de Paris, de acordo com um dos principais grupos de investidores focados na ação climática. No setor de alumínio, a intensidade do carbono aumentou em média mais de 1 por cento ao ano entre 2014 e 2019, de acordo com o acompanhamento da Transition Pathway Initiative, que é apoiada por mais de 100 investidores que administram em conjunto quase US $ 25 trilhões em ativos. Para as empresas do setor diversificado de mineração que estabeleceram metas de zerar emissões, elas aumentaram quase 1% ao ano, em média.”

Fonte: Financial Times, 12/04/2021

Remuneração de executivos cresce em 2020 nos EUA em meio a pandemia

“A remuneração de altos executivos nos EUA saltou em 2020, uma ano de turbulência histórica nos negócios, na economia e no mercado de trabalho. A remuneração para os executivos-chefes de mais de 300 das maiores companhias de capital aberto americanas foi, na média, de US$ 13,7 milhões no ano passado, uma alta de 7% comparada a US$ 12,8 milhões no ano anterior para as mesmas empresas – e a caminho de um recorde, de acordo com um levantamento do “Wall Street Journal”.”

Fonte: Valor Econômico, 12/04/2021

Política

ONU promove evento virtual de empreendedorismo sustentável

“A ONU realiza nesta terça-feira, 13, uma feira online de negócios sustentáveis, a SDG Investment Fair. O evento, que terá duração de dois dias, tem o objetivo de promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) entre empreendedores. Os ODS são um conjunto de metas criado há cinco anos para reduzir a pobreza, a desigualdade e proteger o meio ambiente.”

Fonte: Exame, 13/04/2021

França quer proibir voos curtos e priorizar trens para reduzir emissões de carbono

“A Assembleia Nacional da França aprovou durante o fim de semana um projeto de lei para proibir voos internos de curta distância entre cidades que oferecem o mesmo trajeto por trem. Se aprovado pelo Senado, que ainda precisa analisá-lo, o projeto proibiria voos em rotas em que a mesma viagem pode ser feita de trem em menos de 2h30, informa a rede BBC. Voos de conexão não seriam afetados.”

Fonte: Valor Econômico, 12/04/2021

Produtos

ETF ‘de baixo carbono’ da BlackRock bate recorde de captação na estreia

“Um fundo de índice que ranqueia as empresas pela sua capacidade de prosperar na transição para uma economia de baixo carbono, que acaba de ser lançado pela BlackRock, bateu o recorde como o ETF (ESG ou não ESG) que mais captou recursos na estreia. O BlackRock U.S. Carbon Transition Readiness, lançado na quinta-feira sob o ticker LCTU, captou US$ 1,25 bilhão na listagem, em mais um sinal do apelo do tema da sustentabilidade e da transição energética como tese de investimento.”

Fonte: Capital Reset, 12/04/2021

Humanos batem algoritmos em ESG, diz Goldman Sachs

“O Goldman Sachs Group descobriu que decisões de investimento sustentável bem-sucedidas exigem um toque humano que os algoritmos até agora não conseguiram proporcionar. […] Thomas Konig, chefe de gestão de ativos do Goldman na região nórdica, diz que para fazer ‘ESG, ativismo e administração são necessárias pessoas’.”

Fonte: InfoMoney, 12/04/2021


Índices ESG e suas performances

(1) O Índice ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) tem como objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas com reconhecido comprometimento com o desenvolvimento sustentável, práticas e alinhamento estratégico com a sustentabilidade empresarial.
(2) O Índice S&P/B3 Brasil ESG mede a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. Ele exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU e também cias sem pontuação ESG da S&P DJI.
(3) O ICO2 tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. A adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono.
(4) O objetivo do IGCT é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam aos critérios adicionais descritos nesta metodologia.
(5) A série de índices FTSE4Good foi projetada para medir o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ambientais, sociais e de governança (ESG).
(6)
O Índice MSCI ACWI, que representa o desempenho de todo o conjunto de ações de grande e médio porte do mundo, em 23 mercados desenvolvidos e 26 emergentes.


Nossos últimos relatórios

  • O melhor dos dois mundos: Seleção de 10 BDRs para exposição internacional ao tema ESG (link)
  • Radar ESG | Enjoei (ENJU3): O usado é o novo “novo”? (link)
  • Radar ESG | CSN Mineração (CMIN3): Explorando os campos ESG (link)
  • Radar ESG | Jalles (JALL3): Plantando as sementes ESG (link)
  • Radar ESG | Incorporadoras de alta renda: ESG ainda em construção (link)
  • Radar ESG | Setor de saúde: O ESG ainda está na sala de espera? (link)
  • Radar ESG | Quão sustentáveis são as empresas de e-commerce? Uma análise ESG dessas gigantes (link)
  • Radar ESG | IMC (MEAL3): Por que a empresa ainda tem muito espaço para melhorar? (link)
  • Radar ESG | Aeris (AERI3): Uma das empresas melhor posicionada para surfar o vento ESG (link)
  • Radar ESG | 3R Petroleum: Construindo um caminho que incorpora metas ESG (link)
  • Radar ESG | Setor de supermercados: Vale a pena encher o carrinho? (link)
  • Radar ESG | JHSF (JHSF3): Espaço para melhorias (link)
  • Radar ESG | Quem é o melhor aluno da classe? Avaliando os líderes em ESG dentre as empresas de educação no Brasil (link)
  • Panorama do marco regulatório de investimentos ESG no Brasil (link)
  • CVM e B3 estudam intensificar critérios ESG para as companhias listadas (link)
  • Radar ESG | Setor de vestuário e joias: ESG ainda na confecção (link)
  • ESG: Tendências e preferências para 2021 (link)
  • Radar ESG | LOG Commercial Properties (LOGG3): Oportunidades em empreendimentos verdes (link)
  • Eleições americanas: Quais os efeitos para a agenda ESG nos EUA e no Brasil? (link)
  • Radar ESG | Farmácias: Raia Drogasil como a ação prescrita no setor para exposição a ESG (link)
  • Radar ESG | Shoppings: Entenda o que importa para eles quando o tema é ESG (link)
  • Radar ESG | Ambev (ABEV3): Um case que desce redondo (link)
  • Feedback do roadshow ESG: O que as gestoras no Brasil estão fazendo em relação ao tema? (link)
  • ESG de A a Z: Tudo o que você precisa saber sobre o tema (link)

Ainda não tem conta na XP? Clique aqui e abra a sua!

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.