XP Expert

Bolsas em alta hoje; Ata do FOMC, PCE nos EUA e IPCA-15 são destaques na semana

Ata do FOMC, PCE nos EUA e IPCA-15 são alguns dos temas de maior destaque nesta segunda-feira, 23/05/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,4% | 108.488 Pontos

CÂMBIO -1,1% | 4,88/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaques da semana

No cenário internacional, os destaques serão a ata da última reunião do comitê de política monetária dos Estados Unidos e o deflator de consumo pessoal dos EUA (PCE), a medida de inflação preferida pelo Fed. Além disso, o PIB dos EUA e da Alemanha referentes ao primeiro trimestre e a prévia dos índices de gerentes de compras (PMIs) de maio para países desenvolvidos são importantes termômetros da atividade econômica. Nos próximos dias, acontecerá o Fórum Econômico Mundial em Davos após um hiato de dois anos imposto pela pandemia.

No Brasil, os destaques serão a divulgação da prévia da inflação de maio (IPCA-15). Do lado político, o tema principal deve ser a discussão na Câmara  do projeto que limita a alíquota de ICMS para combustíveis, energia, transportes e telecomunicação.

Resumo da semana anterior

Em uma semana de volatilidade e pessimismo nos mercados lá fora, o Ibovespa conseguiu avançar +1,5% aos 108 mil pontos. Por outro lado, no mercado americano, os índices aprofundaram as perdas. O S&P 500 chegou a entrar em bear market – quando há uma correção de mais de 20% – antes de se recuperar ao final da sessão de sexta-feira. Ainda assim, o principal índice americano fechou a sétima semana em território negativo em meio às preocupações com as perspectivas de crescimento econômico global e risco de recessão.

O Dólar fechou a semana com queda de -3,57% em relação ao Real, em R$ 4,88/US$. Já a curva DI para o vértice de janeiro/31 apresentou queda de -45 bps na semana, atingindo 12,01%.

Mercados hoje

Mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,7% e Europa +0,4%) em tom de recuperação após o S&P 500 entrar brevemente em território de bear market nesta última sexta-feira. Nos EUA, Joe Biden pontou que as tarifas impostas sobre produtos chineses estão sob avaliação. O pronunciamento foi visto com bons olhos, uma vez que qualquer redução destas tarifas poderia ajudar no controle da inflação americana. Na Europa, Christine Lagarde, presidente do banco central europeu, afirmou que as taxas de juros deverão começar a subir em julho e sair de território negativo ao final de setembro na região. O anúncio acabou pressionando o mercado de renda fixa local enquanto parece dar fôlego ao mercado acionário. Na China, o índice de Hang Seng (-1,2%) encerrou em baixa à medida que temores em relação a possíveis novos lockdows ganham força depois da capital registrar um recorde de novos casos de COVID-19. Nesta segunda-feira, autoridades locais ordenaram que 3,1 milhões de residentes no distrito de Haidian, em Pequim, trabalhem remotamente de suas residências. Ainda em solo chinês, a temporada de resultados segue nesta semana com nomes relevante como Alibaba e Xpeng.

Dados econômicos na Europa

A semana começou com a divulgação do índice de clima de negócios Ifo da Alemanha melhor do que o esperado para maio, que subiu para 93,0 revisado de 91,9 em abril. Esperava-se que o índice caísse à medida que os custos crescentes dos insumos pesavam no sentimento. Apesar da boa notícia, ainda há muita incerteza no cenário de recuperação, com as pressões inflacionárias exacerbadas pela guerra em curso na Ucrânia e pelo aperto por parte dos bancos centrais, especialmente no Federal Reserve, e a desaceleração do crescimento econômico.

Preços de commodities

Os preços do petróleo sobem na segunda-feira, impulsionados pela expectativa de retomada da demanda, já que Xangai se prepara para reabrir no início de junho após um bloqueio de dois meses e antes do início da principal temporada de carros nos EUA.

Nova iniciativa de cooperação entre EUA e países asiáticos

O presidente Joe Biden anunciou um novo pacto comercial, o Quadro Econômico Indo-Pacífica (IPEF, na sigla em inglês) com 12 países do indo-pacífico. A inciativa busca estreitar as relações dos EUA, com o país norte-americano indicando que interferiria militarmente caso houvesse uma invasão da China em Taiwan.

Discussão sobre nova alíquota do ICMS

No Brasil, a atenção do mercado se voltará ao PLP 18/2022, que impõe teto de 17% ao ICMS cobrado sobre energia elétrica, combustíveis, telecomunicações e transporte coletivo. Estimamos que a medida pode trazer perda anualizada de R$ 60 bilhões para arrecadação dos estados e impacto deflacionário de até 1,38 p.p. no IPCA. O presidente da Câmara, Arthur Lira, tem se colocado a favor da matéria e disse que irá pautá-la amanhã.

Veja todos os detalhes

Economia

Nesta semana: ata do Fed; PCE nos eua; Discussão do PLP 18/2022 e IPCA-15 de maio

  • O índice de clima de negócios ifo na Alemanha subiu inesperadamente em maio, para 93,0, após uma leitura de 91,9 em abril, ligeiramente revisada de 91,8. Uma pesquisa da Reuters com analistas apontou para expectativa de 91,4. A alta foi graças a uma recuperação no setor de serviços na maior economia da Europa que ajudou a compensar o impacto da alta inflação, problemas na cadeia de suprimentos e a guerra na Ucrânia, como mostrou a pesquisa nesta segunda-feira;
  • Os preços do petróleo subiram na segunda-feira, impulsionados pela expectativa de retomada da demanda, já que Xangai se prepara para reabrir no início de junho após um bloqueio de dois meses e antes do início da principal temporada de carros nos EUA;
  • Na agenda, o Fórum Econômico Mundial, que começa em Davos esta semana, após um hiato de dois anos imposto pela pandemia, com a invasão da Ucrânia pela Rússia prevista para aparecer fortemente. Do lado das divulgações, ata da última reunião do Fed na quarta feira e PCE na sexta-feira nos EUA;
  • No Brasil, a atenção do mercado se voltará ao PLP 18/2022, que impõe teto de 17% ao ICMS cobrado sobre energia elétrica, combustíveis, telecomunicações e transporte coletivo. Estimamos que a medida pode trazer perda anualizada de R$ 60 bi para arrecadação dos estados e impacto deflacionário de até 1,38 p.p. no IPCA. O presidente da Câmara, Arthur Lira, tem se colocado a favor da matéria e disse que irá pautá-la amanhã;
  • Na agenda doméstica, destaque para a prévia da inflação de maio, que será divulgada na terça feira.

Empresas

Grupo Soma (SOMA3): Entendendo o conceito da nova loja Hering

  • Nós fizemos uma visita com o Thiago Hering (CEO da Hering) e Carolina Pires (COO da Hering) na mega loja da Hering no Shopping Morumbi para entender melhor o conceito e seu potencial em alavancar as vendas da Hering;
  • Na nossa visão, tiramos duas principais mensagens da visita: i) A mega loja da Hering é uma alavanca importante para mudar a percepção dos consumidores em relação à marca, principalmente das mulheres; e ii) o conceito contribui tanto para a produtividade de vendas como rentabilidade da loja;
  • Nós mantemos nossa recomendação de Compra e reiteramos Grupo Soma (SOMA3) como nossa preferência no setor;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Concessões Rodoviárias (ECOR3, CCRO3): Ecorodovias vence o leilão da rodovia Rio-Valadares; positivo

  • A Ecorodovias foi a vencedora do leilão da última sexta-feira para a concessão rodoviária Rio-Valadares (antiga CRT);
  • Vemos o resultado como positivo por três motivos:
    • (i) o leilão teve baixa concorrência, indicando a seletividade de outros players em meio ao grande pipeline de projetos pela frente, em nossa visão;
    • (ii) suporta as expectativas de crescimento via novos projetos; e
    • (iii) prevemos retornos fortes, com baixa concorrência permitindo que a Ecorodovias propusesse uma boa oferta (TIR real desalavancada de 8,8% [11,1% após alavancagem – VPL de R$ 440 milhões, ou ~10% do valor de mercado da Ecorodovias]).
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Cury (CURY3): Feedback da reunião com o vice-presidente de vendas da Cury

  • Realizamos uma reunião com o vice-presidente de vendas da Cury e saímos com uma visão positiva para a empresa. Os principais destaques foram:
    • Os lançamentos continuam acelerando no 2° trimestre de 2022 (2T22), evitando exposição a um cenário mais desafiador próximo das eleições no segundo semestre (2S22);
    • A velocidade de vendas (VSO) deve continuar sólida, apesar dos aumentos de preços e lançamentos aumentando significativamente;
    • Continuamos a ver a Cury compensando os efeitos da inflação dos custos de construção, o que beneficiará a manutenção de uma margem bruta excepcional;
    • Desempenho positivo de vendas no Rio de Janeiro e em São Paulo.
  • Assim, reiteramos nossa recomendação de compra para CURY3 com TP de R$13,00/ação;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Enjoei (ENJU3): Revisão aquisição Gringa

  • Em fato relevante, o Enjoei informou que foi rescindido o contrato de compra da plataforma Gringa, um marketplace de revenda de artigos de moda de luxo;
  • A operação estava condicionada à verificação de que o exercício do direito de retirada pelos acionistas dissidentes das deliberações relativas à transação não excedesse o montante total de R$ 1,5 milhão. Tendo sido excedido esse montante, a companhia informou que a transação não foi consumada;
  • Segundo o Enjoei, a companhia pretende retomar as discussões e estudos em busca de alternativas que atendam os interesses de ambas as partes;
  • Mantemos nossa recomendação Neutra e preço-alvo de R$5,00/ação.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Dimon quer reconquistar acionistas do J.P. Morgan após queda de ações (Valor);
    • B3 revisa dado de fluxo estrangeiro total de 2021 de R$ 102,3 bi para R$ 41,5 bi após erro e nova mudança (Infomoney);
    • O que é Bitcoin Pizza Day? Data, comemorada hoje, marca 1ª compra feita com a moeda (Globo);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Bolsonaro contraria Guedes e nega que taxará compras de Shopee e Shein.  (Uol);
    • Classes D e E mantêm pessimismo do consumidor em maio. (Folha);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Gastos para importar fertilizantes cresceram quase 300% em abril (Valor);
    • Retomada de exportação indonésia de óleo de palma será seguida por exigência local (Notícias Agrícolas);
    • Grupo irlandês terá quarta fábrica de latas de alumínio e a 1ª de vidro (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Mourão volta a defender aplicação de Royalties do petróleo em fundo contra variação de preço. (Broadcast);
    • Privatizada como ‘corporation’, Eletrobras evitará concentração. (Valor Econômico);
    • Petróleo fecha pregão e semana em alta, com temores sobre a oferta compensando expectativa de desaceleração econômica. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Facebook explora novos serviços corporativos no WhatsApp

  • TikTok entra na indústria dos games;
  • Facebook explora novos serviços corporativos no WhatsApp;
  • Amazon começa testes usando motoristas cadastrados para entregar encomendas de shoppings e varejistas;
  • Vendas de carros na Europa caem -20% em abril.
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Uma poderosa ferramenta para o longo prazo: a previdência na carteira do investidor

  • É muito comum que os investidores façam uma ligação direta entre previdência e aposentadoria, e não que isso seja um problema, pelo contrário. É sim, uma excelente ferramenta para planejamento da aposentadoria, entretanto, o investidor precisa entender que esse não é um veículo exclusivo para esse fim: os fundos de previdência são, no geral, excelentes instrumentos para toda e qualquer alocação de longo prazo que busca eficiência tributária, entre outras vantagens;
  • Descubra os benefícios característicos dos fundos de previdência e como eles podem agregar retornos e eficiência para sua carteira, clique aqui.

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Dividendos em FIIs: como funcionam e como recebê-los? (InfoMoney);
    • IFIX fecha em alta em dia de forte queda do CARE11; CPTS11 divulga dividendos (Suno);
    • ‘É possível morar no alto padrão sem adquirir o imóvel’ (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Mercado de carbono brasileiro pode trazer receitas de até US$ 100 bilhões, diz ICC Brasil | Café com ESG, 23/05

  • O mercado fechou o pregão de sexta-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,4% e +0,9%, respectivamente. Na semana, o ISE avançou +1,4%, enquanto o Ibov fechou em alta de +1,5%;
  • No Brasil, segundo estimativa da Câmara de Comércio Internacional (ICC Brasil), o potencial brasileiro na geração de créditos de carbono está na faixa entre 80 milhões e 1 bilhão de toneladas de CO2 para 2030, o que pode trazer receitas de até US$ 100 bilhões;
  • No internacional, (i) o CAF, banco de desenvolvimento da América Latina, está lançando um projeto para fortalecer os mercados de carbono de seus países-membros e articulará a competitividade da oferta de créditos de carbono a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, mobilizar novos recursos financeiros para enfrentar o aquecimento global e responder de forma consistente e inovadora à demanda internacional; e (ii) a BMW está explorando novos investimentos em energia solar, geotérmica e de hidrogênio para reduzir sua dependência do gás natural, de acordo com o diretor de produção da montadora, que alertou que um embargo ao gás russo paralisaria o setor. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.