Clipping de Agro, Alimentos & Bebidas

Confira os destaques do setor de Alimentos e Bebidas nesta semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Confira as principais notícias do setor nesta semana

Quais tópicos costumamos abordar? Notícias relevantes para os segmentos de proteínas (bovina, suína e frango); açúcar & etanol; milho e soja; exportações brasileiras; dentre outras. Por que essas notícias são importantes? Porque elas podem impactar os preços de ações como ABEV3, BRFS3, JALL3, MEAL3, MRFG3 e SMTO3.

  • Gostaria de receber nossos relatórios por email de Agro, Alimentos & Bebidas (em inglês)? Clique aqui.
  • Quaisquer críticas, dúvidas ou sugestões são bem vindas: basta deixar um comentário no final do post.
  • Para conferir nossas teses de investimento, basta clicar nos links abaixo. Nossas top picks são Marfrig e Jalles.

AmBev (ABEV3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 20 por ação

BRF (BRFS3):
recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 30 por ação

IMC (MEAL3):
recomendação de Neutro, preço-alvo de R$ 4 por ação

Marfrig (MRFG3): recomendação de Compra, preço-alvo de 24 por ação

Jalles Machado (JALL3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 14 por ação

São Martinho (SMTO3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 38 por ação


Sexta-feira, 11 de Junho

Destaque para: (i) condições climáticas nos EUA prejudicam produção de milho no país, segundo a Bloomberg; (ii) Abilio enxerga com bons olhos ingresso da Marfrig na BRF, segundo O Globo; (iii) Conab reduz estimativa para safra recorde de grãos, segundo Valor

U.S. Corn Stocks Dwindle in Latest Jolt to Inflation FearsBloomberg

Corn stockpiles in the U.S., the world’s biggest shipper, keep on shrinking at a time when agricultural markets are steeped in worries over strained supplies and food inflation. The weather’s too dry for crops to thrive. Americans are embarking on summer travels, which burns up corn-based fuel that’s mixed into gasoline. China is scouring the world market for grains to feed its expanding hog herd.

Electric Cars to Beer Cans Risk Getting Pricier Over Aluminum FeesBloomberg

To understand why everything from a can of beer to an electric vehicle is likely to get pricier, negotiations over aluminum fees in Japan provide a vivid lesson. Producers of the lightweight metal are increasingly calling the shots in pricing talks with Japanese buyers, as demand climbs amid a tightening global market driven by economies recovering from the pandemic. In a dramatic shift from a year ago, customers rushing to secure supply are left with far less haggling power, leading to ever-higher fees.

Como Abilio vê o ingresso da Marfrig na BRFO Globo, Lauro Jardim

Em silêncio desde que, no mês passado, a Marfrig passou a ser o maior acionista individual da BRF, Abilio Diniz apoia o ingresso de Marcos Molina na empresa. Mais, o qualifica de “o nome ideal para ser o acionista de referência”. Diz Abilio, que detém uma participação de 3,85% da BRF : “Eu ainda não havia me posicionado sobre o movimento da Marfrig em relação à BRF. Mas nos últimos dias tive a oportunidade de estudar melhor o assunto e tenho convicção que é o melhor que poderia ter acontecido para a empresa. O Marcos Molina é um empresário competente, com visão de negócio, conhecimento do setor e é, sem dúvidas, o nome ideal para ser o acionista de referência da BRF.”

Conab reduz estimativa para safra recorde de grãosValor Econômico

O tempo seco no Centro-Sul do país nos últimos meses, que comprometeu as lavouras de milho de inverno, levou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a reduzir sua estimativa para a produtividade média dos campos – e, em consequência, para a produção. Em seu nono levantamento sobre a temporada 2020/21, a estatal estimou que a colheita de milho de inverno somará 70 milhões e toneladas, 9,2 milhões menos que o previsto no mês passado. Se confirmada, a safrinha de milho será 6,8% inferior à de 2019/20.

IBGE prevê safra de 262,8 milhões de toneladas, novo recordeValor Econômico

A safra brasileira de grãos deve chegar a 262,8 milhões de toneladas neste ano, 3,4% (ou 8,6 milhões de toneladas) acima de 2020, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de maio, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com a estimativa anterior, de abril, houve redução de 0,6% (recuo de 1,7 milhão de toneladas).

Governo nega haver problema de abastecimento de etanolValor Econômico

O Ministério de Minas e Energia (MME) divulgou nota nesta quinta-feira afirmando que o abastecimento de etanol combustível está “em plena normalidade em todo o país”. A Pasta informou que, após consultar os elos intermediários da cadeia, distribuidores e revendedores, detectou que “não há qualquer registro de falta de produto e, cabe ressaltar, a produção de etanol está em plena safra”. As consultas e reuniões com agentes da produção, distribuição e comercialização de etanol, feitas para monitorar as condições de abastecimento no país, são periódicas, segundo o ministério.

Soja cai e milho avança em Chicago após relatório do USDAValor Econômico

Em dia de publicação do novo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre oferta e demanda de commodities agrícolas, as cotações de soja e milho seguiram direções opostas na bolsa de Chicago. Os dados sobre a soja sugeriam pressão sobre as cotações, segundo analistas, mas, com as condições climáticas desfavoráveis às lavouras americanas, a oleaginosa fechou a quinta-feira em baixa. Para o milho, o documento ofereceu suporte aos preços.

Piracanjuba passa a ser a líder em captação de leiteValor Econômico

Após assumir, em janeiro de 2020, três unidades que pertenciam à suíça Nestlé, a Laticínios Bela Vista, dona da marca Piracanjuba, passou a liderar o ranking de captação de leite no país. O levantamento, elaborado anualmente pela Leite Brasil, associação de produtores incorporada pela Abraleite, está em sua 24ª edição. A Nestlé apareceu no topo em todas as 23 anteriores.

Bayer lança no Brasil primeira soja transgênica após compra da MonsantoValor Econômico

Nesta quinta-feira, a Bayer apresentou oficialmente no Brasil a soja Intacta 2 Xtend, a primeira semente transgênica que a multinacional alemã lança no país desde a compra da Monsanto, em 2018. Essa é a terceira geração da “linhagem” nascida na empresa americana, que transformou o cultivo da oleaginosa no país.

Projeto quer tornar o Nordeste autossuficiente em milhoValor Econômico

Uma parceria entre gigantes do agronegócio, associação de produtores e o governo federal pretende capacitar 50 mil pequenos agricultores do Nordeste nos próximos cinco anos e aumentar em até seis vezes a produção de milho nas propriedades familiares. A meta é tornar a região autossuficiente no abastecimento do grão.


Quinta-feira, 10 de Junho

Destaque para: (i) repercussões do ciberataque à JBS: empresa teria pago um resgate duas vezes maior que o da Colonial, segundo o Pipeline; (ii) com a divulgação do WASDE hoje de tarde, milho avança e soja cai em Chicago, segundo o Valor; (iii) China implementa novas medidas para o combate da ASF no País, segundo a Euromeat News

More optimism for U.S. corn as ethanol output hits 15-month topReuters

The U.S. ethanol industry is operating at near-normal levels for the first time since early 2020 as virus restrictions lift and Americans hit the road for the summer travel season. Data from the Energy Information Administration on Wednesday showed that U.S. ethanol output reached 1.067 million barrels per day in the week ended June 4, a 15-month high. That marked the fourth consecutive week that production topped 1 million barrels per day.

Parched Dakotas put choke hold on U.S. corn, soy conditionsReuters

Although the U.S. corn and soybean crops are doing relatively well, the latest conditions were below expectations with downright shocking results in North and South Dakota, where crops have struggled with drought, heat and high winds. Crops in some states are doing better than a year ago, but corn conditions dropped on the week in nearly all major states, reflecting the immediate need for rain in many areas, particularly in the West.

India’s booming corn exports amid global rally ease supply worriesReuters

India has stepped up corn exports as a rally in global prices to their highest since 2013 has made shipments from the South Asian country competitive, easing concerns about rising food inflation in Southeast Asia. Indian exporters have signed deals to sell around 400,000 tonnes of corn for shipment in June to July to animal feed producers in Vietnam, Malaysia, Sri Lanka and Bangladesh, according to two Singapore-based feed grain traders.

Indian May fuel demand hits 9-month low as COVID-19 stalls activityReuters

India’s fuel demand slumped in May to its lowest since August last year with a second COVID-19 wave stalling mobility and muting economic activity in the world’s third largest oil consumer. Oil demand fell 11.3% to 15.11 million tonnes compared to the previous month and was down 1.5% from a year earlier, data from the Petroleum Planning and Analysis Cell (PPAC) of the Oil Ministry showed on Wednesday.

China Implements new measures for ASF ManagementEuromeat News

China looks to stop illegal pig transportation from one infected area with another and announce new measures for ASF Management. Since the outbreak of African swine fever (ASF) in the Chinese Mainland in August 2018, hog transportation in some domestic districts in this country, especially through illegal ways, has been considered as a severe threat to speed up the spread of ASF. Aiming at solving this problem, on 2 June, the first joint meeting on preventing and controlling ASF and other major animal diseases in the eastern region was held in Jinan city, Shandong Province (located in northeastern China).

JBS Boosts Production Capacity and Worker Pay at U.S. Beef PlantsBloomberg

JBS SA, the world’s largest meat producer, said its U.S. unit is boosting worker pay at beef plants and investing more than $130 million to increase processing capacity. The Brazil-based company is expanding capacity at two of its major beef processing facilities in Grand Island and Omaha, Nebraska, JBS said in a statement Wednesday. The $150 million in annualized pay increases is for workers across nine beef plants.

The World’s Food Supply Has Never Been More VulnerableBloomberg

After a cyberattack crippled the world’s largest meat producer last week, JBS SA meat plants have begun to reopen across the globe. But the meat industry shouldn’t be returning to business as usual — and for the security of our food supply, the Biden administration needs to make sure that it doesn’t. The JBS subversion, which has been attributed to a Russia-linked cybercriminal group,  was the latest in a series of Black Swan events that have crippled large-scale meat producers in recent years.

Inflation Is Coming for Tofu Next as Americans Pay Up for ProteinBloomberg

Tofu is about to get pricey, and it’s going to test just how much Americans are willing to pay for protein. Americans on a health kick have been actively eating more protein in recent years, but costs for all the major sources of it are soaring. Beef, pork and chicken prices are increasing as demand picks up in the post-pandemic economy. The same is happening with plant-based burgers and other imitation meats.

Burger King Owner Sees ‘Significant Inflation’ for Beef and MayoBloomberg

The owner of Burger King and Popeyes sees prices for key ingredients like beef, mayonnaise and bacon soaring amid higher demand and supply constraints, according to an internal report. Restaurant Brands International Inc. “can see significant inflation across all regions on protein and oils” compared with historical five-year averages, according to a company report on commodities, dated May 17, that was viewed by Bloomberg News.

Australia to Seek WTO Resoluton on China Wine-Tariff DisputeBloomberg

Australian Prime Minister Scott Morrison said his government is seeking to take World Trade Organization action to resolve its wine-tariff trade dispute with China. “Barley producers in Australia, wine growers in Australia, have been targeted with trade sanctions that we believe are completely unconscionable,” Morrison said in a radio interview on Thursday. “We are seeking to take those up to the World Trade Organization and see them resolved there.”

Mastercard e Ambev se desvinculam da Copa América no BrasilInfomoney

A Mastercard e a Ambev grandes patrocinadores do futebol sul-americano, desistiram da Copa América no Brasil nesta quarta-feira, enquanto jogadores criticam os organizadores do evento por transferirem o torneio ao país, que vem enfrentando uma das piores epidemias de Covid-19 no mundo. Na semana passada, a Confederação Sul-Americana de Futebol transferiu inesperadamente o torneio, que começa no domingo, ao Brasil depois que a Colômbia foi descartada devido a protestos e a Argentina desistiu após um aumento nos casos de Covid-19 no país.

JBS USA pagou a hackers resgate de US$ 11 milhões em bitcoinsValor Econômico

A JBS USA Holdings pagou um resgate de US$ 11 milhões a cibercriminosos que na semana passada interromperam temporariamente as fábricas que processavam cerca de um quinto do suprimento de carne do país, disse o presidente-executivo da empresa. O pagamento do resgate, em bitcoin, foi feito para proteger as processadoras de carne da JBS de maiores interrupções e para limitar o impacto potencial sobre restaurantes, mercearias e fazendeiros que dependem da JBS, disse Andre Nogueira, presidente-executivo da divisão americana da empresa brasileira de carnes JBS SA.

À espera do USDA, milho avança e soja cai em ChicagoValor Econômico

Os grãos negociados na bolsa de Chicago seguiram caminhos opostas no pregão desta quarta-feira. O movimento indica apostas distintas dos investidores para o relatório de oferta e demanda de commodities agrícolas que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgará nesta quinta. Nas negociações do milho, os contratos para julho, atualmente os de maior liquidez, subiram 1,58% (10,75 centavos de dólar), a US$ 6,9075 por bushel. Os papéis da soja de mesmo vencimento, por sua vez, recuaram 1,11% (17,5 centavos de dólar), a US$ 15,625 por bushel.

Seca no Tietê-Paraná deverá afetar escoamento de grãos de GoiásValor Econômico

A pior seca da bacia hidroviária Tietê-Paraná dos últimos 40 anos deve afetar fortemente o escoamento de grãos da região de São Simão, em Goiás. As barcaças levam 2,5 milhões de toneladas de grãos até o porto de Pederneiras, em São Paulo. O volume representa menos de 1% da produção nacional de grãos, estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em 271,7 milhões de toneladas em 2020/21. Mas, para os produtores da região, o volume é expressivo.

Anúncios de investimentos da BRF por Estado já somam R$ 1,6 biValor Econômico

A BRF revelou nesta terça-feira que, além de um investimento de R$ 643 milhões em três unidades em Santa Catarina, ampliará sua operação em Dourados (MS) com um desembolso de R$ 121 milhões. Lorival Luz, CEO da companhia, e a vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade, Grazielle Parenti, divulgaram os projetos em reuniões virtuais com os governadores Carlos Moisés, de Santa Catarina, e Reinaldo Azambuja, de Mato Grosso do Sul.

Múltis avançam com plano para cobrar royalties de transgênicosValor Econômico

As quatro multinacionais que dominam o mercado de insumos agrícolas e biotecnologia uniram-se em um novo negócio para cobrar royalties sobre a soja transgênica plantada no Brasil, em uma iniciativa que revoltou a principal entidade de representação dos produtores. Em consultas feitas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o projeto, apresentado por Bayer, Basf, Corteva e Syngenta, outros integrantes da cadeia também afirmaram temer o compartilhamento de estratégias comerciais entre as empresas, o que elas refutam.

STF julga ação sobre áreas de desmateValor Econômico

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu que quem desmatou áreas no passado em conformidade com a lei em vigor naquele tempo não pode ser obrigado a reflorestar a propriedade para atender aos percentuais mínimos de vegetação nativa preservada exigidos pelo Código Florestal, mais rígido, de 2012. O raciocínio foi aplicado no início do mês em uma Reclamação da Agropecuária Iracema, do interior de São Paulo, contra uma decisão anterior proferida pela Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O relator foi o ministro Ricardo Lewandowski.

Justiça concede recuperação judicial ao Grupo Virgolino de OliveiraValor Econômico

A Justiça concedeu na terça-feira, 8, a recuperação judicial pedida pelo Grupo Virgolino de Oliveira (GVO), após meses de pressão dos credores. O deferimento foi concedido pelo juiz Felipe Ferreira Pimenta, do Foro de Santa Adélia, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A companhia, da família Ruete de Oliveira, protocolou o pedido em 28 de maio, após anos enfrentando dificuldades financeiras, iniciadas no auge da crise do setor sucroalcooleiro da década passada.


Quarta-feira, 9 de Junho

Destaque para: (i) alguns integrados da BRF teriam suspendido alojamentos no MT, segundo a Reuters; (ii) ciberataque à JBS, que paralisou cerca de 25% da produção de carne nos EUA, segue repercutindo, conforme notícias da Bloomberg; (iii) abate de bovinos foi o menor para o primeiro trimestre desde 2009, aponta o Valor Econômico

Brazil farmers threaten to stop fattening chicks for BRFReuters

Chicken producers in Mato Grosso state contracted to supply BRF Brasil Foods SA decided on Tuesday to stop fattening chicks next week for the world’s largest poultry exporter unless it paid higher prices to cover rising production costs. BRF provides food for farmers to raise chickens for slaughter. The association of chicken producers, meeting in Lucas do Rio Verde, is seeking a price hike of 10% to 12% in chicken sold to BRF, said Pablo Artifon, director of the trade group, in a phone interview.

Cargill plans U.S. plant to process corn to replace chemicals Reuters

Cargill Inc said on Tuesday it will build a plant in Iowa to turn sugars from corn into replacements for chemicals that can be used to make spandex and biodegradable plastics, creating a new use for the crop. The $300 million project, a joint venture with Germany-based HELM, aims to meet increasing demand from consumers and companies looking for more environmentally friendly products.

JBS Hackers Took Data From Australia and Brazil, Researcher SaysBloomberg

The hackers who used ransomware to shut down JBS SA, the world’s largest meat producer, explored the potential attack in February and stole data for several months from the food giant’s locations in Australia and Brazil, according to security researcher SecurityScorecard Inc. The “reconnaissance” phase of the cyberattack, in which hackers learn about a target and where they might exploit it, began in February, according to a report from SecurityScorecard shared with Bloomberg. 

USDA Mulls Stronger Livestock Fair-Market Rules After JBS AttackBloomberg

President Joe Biden’s administration is considering stronger rules to protect farmers and ranchers following complaints that giant meatpacking companies are abusing their market power. Agriculture Secretary Tom Vilsack addressed the complaints after a cyberattack last week against a single company, Brazil’s JBS SA, briefly shut down nearly a quarter of U.S. beef processing capacity, highlighting the consolidation of the nation’s meatpacking industry.

Markets Are Ignoring the Main Driver of Today’s Inflation Bloomberg

The pandemic has prompted the fastest and most volatile economic cycle in modern times. A year ago, financial markets were in a state of panic; today there’s concern over excessive speculation. Fears of depression in 2020 have given way to alarm about hyper-inflation in 2021. Such an extraordinary macroeconomic rollercoaster defies historical comparison. (…) The Covid economic cycle has been fueled by extraordinary supply-side shocks — on business investment, production chains and labor participation — as opposed to traditional demand-led forces.

JBS avança na Austrália e emite ‘bônus sustentável’Valor Econômico

A JBS anunciou ontem a aquisição da Rivalea, a maior produtora de carne suína da Austrália, responsável por 26% do processamento no país. O negócio foi fechado por US$ 135 milhões (o equivalente a R$ 681 milhões). A aquisição fortalece as operações da Primo, negócio australiano de alimentos processados à base de carne suína controlado pela JBS, e leva o grupo brasileiro a assumir a liderança em carne suína na Austrália.

BRF anuncia investimento de R$ 643 milhões em Santa CatarinaValor Econômico

A BRF anunciou nesta terça-feira que investirá R$ 643 milhões para ampliar sua produção nas unidades catarinenses de Capinzal e Concórdia e para erguer uma nova fábrica de linguiça cozida em Videira, também em Santa Catarina. O anúncio foi feito pelo CEO empresa, Lorival Luz, durante reunião virtual com o governador do Estado, Carlos Moisés da Silva.

Frimesa faz ajuste em plano de expansãoValor Econômico

A paranaense Frimesa já trabalhava nas obras de sua nova unidade de abate de suínos, em Assis Chateaubriand, joia da coroa de um plano de expansão desengavetado em 2020, quando a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) passou a considerar o Paraná área livre de febre aftosa sem vacinação. A mudança do status sanitário do Estado, anunciada em maio cria novos horizontes para a empresa no exterior.

Abate de bovinos foi o menor para o primeiro trimestre desde 2009, diz IBGEValor Econômico

O abate de bovinos no país somou 6,56 milhões de cabeças no primeiro trimestre de 2021, o menor patamar para o período desde 2009, segundo as Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro, e da Produção de Ovos de Galinha, divulgadas ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número foi 10,6% menor que o do mesmo período de 2020. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, a queda foi de 10,9%.

Fonte da Imagem: Valor Econômico

Commodities: Açúcar sobe quase 2% na bolsa de Nova YorkValor Econômico

Os contratos futuros do açúcar demerara com vencimento em julho subiram 1,89% (ou 33 pontos) na bolsa de Nova York nesta terça-feira, a US$ 17,71 por libra-peso. Já os papéis para outubro (segunda posição) avançaram 1,60% (28 pontos), para US$ 17,75 por libra-peso. Com a seca no Centro-Sul, que gera dúvidas sobre o tamanho da produção brasileira, a maior do mundo, os fundamentos oferecem sustentação às cotações do produto curto prazo.

Commodities: Com falta de chuvas nos EUA, soja avança em ChicagoValor Econômico

Nesta terça-feira, os contratos da soja que vencem em julho, atualmente os mais negociados, subiram 1,27% (19,75 centavos de dólar) na bolsa de Chicago, a US$ 15,800 por bushel. O vencimento seguinte, para agosto, avançou 1,13% (17,25 centavos de dólar), a US$ 15,395 por bushel. Na véspera, houve realização de lucros após a divulgação de previsões de algumas chuvas nas áreas produtoras dos Estados Unidos. Hoje, no entanto, dados mistos sobre as condições das lavouras criaram um novo gatilho para compras de contratos.

Greve aduaneira afeta embarque de grãos na Argentina, diz agênciaValor Econômico

As exportações de grãos e derivados da Argentina foram afetadas hoje por uma greve de sete horas promovida pelo sindicato de trabalhadores aduaneiros do país, que reivindicam prioridade na vacinação contra a covid-19. A informação é da agência Reuters. O protesto foi encabeçado pelo Sindicato Único de Trabalhadores Aduaneiros (Supara, na sigla em espanhol), que disse que poderá organizar mais manifestações. O grupo pede ao governo argentino 3 mil doses de vacina.

Agroforte financia o campo com fundo de R$ 100 milhõesValor Econômico

A agtech Agroforte está firmando parcerias com as agroindústrias do Sul e Sudeste do país para acessar os integrados, oferecer crédito customizado e, ao mesmo tempo, desonerar o balanço dessas empresas, que muitas vezes atuam como bancos no financiamento a esses criadores. O foco está nos integrados das empresas de aves, suínos e leite, para os quais a startup oferecerá empréstimos de R$ 50 mil, em média, para investimentos na adequação das granjas, custeio e adiantamento de recebíveis.

Mais um dia de alta no mercado do boi gordoScot Consultoria

Em São Paulo, depois da alta de R$2,00/@ no preço do boi gordo na segunda-feira (7/6), os frigoríficos abriram o mercado ofertando mais R$1,00/@ do boi e da novilha gorda na última terça-feira (8/6). Com isso, o boi, a vaca e novilha gordos, destinados ao mercado interno, ficaram cotados, respectivamente, em R$315,00/@, R$292,00/@ e R$305,00/@, preços brutos e a prazo, segundo levantamento da Scot Consultoria. 


Veja também o nosso relatório semanal, o Expresso Alimentos & Bebidas

11 de Janeiro
Expresso #18

15 de Fevereiro
Expresso #22

15 de Março
Expresso # 26

10 de Maio
Expresso #30

18 de Janeiro
Expresso #19

22 de Fevereiro
Expresso #23

22 de Março
Expresso #27

17 de Maio
Expresso #31

1 de Fevereiro
Expresso #20

1 de Março
Expresso #24

29 de Março
Expresso #28

24 de Maio
Expresso #32

8 de Fevereiro
Expresso #21

8 de Março
Expresso #25

3 de Maio
Expresso #29

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.