XP Expert

Bolsas amanhecem positivas com relaxamento da política de zero Covid na China 

Investidores globais monitoraram dados econômicos dos Estados Unidos, a repercussão do discurso da Christine Lagarde na Europa e novas medidas sobre a política de Covid zero anunciadas na China. No Brasil, o destaque fica para a relatoria da PEC dos Combustíveis.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +2,1% | 100.764 Pontos

CÂMBIO -0,1% | 5,24/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Nessa terça-feira, investidores globais monitoraram dados econômicos dos Estados Unidos, a repercussão do discurso da Christine Lagarde na Europa e novas medidas sobre a política de Covid zero anunciadas na China. No Brasil, o destaque fica para a relatoria da PEC dos Combustíveis.

Brasil

A forte alta das commodities, impulsionadas pela perspectiva de retomada da economia chinesa após sinais de controle do recente surto de Covid, fez com que o Ibovespa se descolasse de Nova York ontem. A bolsa brasileira teve o maior avanço porcentual desde março, ao subir 2,12%, fechando nos 100.764 pontos. O avanço das matérias-primas favorece o real, ainda que os ganhos tenham sido discretos no câmbio. A moeda americana terminou o dia cotada a R$5,24, com uma desvalorização de 0,1% frente ao real.

Do lado da Renda fixa, os juros futuros tiveram um dia de oscilações moderadas, mas fechando com alta nas taxas. No mercado de juros doméstico o que mais influenciou foi o ambiente internacional, com os dados de atividade nos Estados Unidos acima do consenso, amenizando um pouco a percepção de risco de recessão e pressionando para cima a curva dos Treasuries, enquanto a queda do dólar contribuiu para amortecer parte desse impacto de elevação nas taxas locais. DI jan/23 fechou em 13,67%;  DI jan/24 em 13,34%; DI jan/25 em 12,595%; DI jan/27 encerrou em 12,545%; e DI jan/29 em 12,7%.

PEC dos Combustíveis

O relator da PEC dos Combustíveis deve apresente seu parecer hoje às 11:00 em coletiva, detalhando as medidas que já ventiladas na imprensa. Dentre elas: aumento do Auxílio Brasil (R$ 21,6 bi) e do vale-gás (R$ 1,5 bi), a criação de auxílio a caminhoneiros (R$ 5,4 bi), subsídio ao etanol (R$ 3,8 bi) e gratuidade do transporte coletivo a idosos (R$ 2,5 bi). Há ainda a possibilidade de extensão de auxílio a caminhoneiros de transportadoras na PEC.

Mundo

Bolsas internacionais amanhecem positivas (EUA +0,4% e Europa +0,5%) após a China afrouxar os rígidos controles sanitários em Pequim e Xangai, com os casos de covid sob controle. Ainda sobre China, ambos os índices CSI 300 (+1,0%) e Hang Seng (+0,8%) sobem com o relaxamento das restrições e a sinalização de manutenção de medidas de estímulos para amenizar o impacto econômico deixado pelos recentes lockdowns.

Os investidores também vão monitorar dados dos Estados Unidos nessa terça-feira, incluindo a confiança do consumidor de junho e os preços das casas em abril, para avaliar a saúde da economia americana. Vale pontuar que os temores de uma recessão aumentaram recentemente, à medida que o Federal Reserve tenta combater a inflação crescente com aumentos agressivos das taxas de juros. Na Europa, atenção ainda para a fala de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu, que discursou hoje. Ela minimizou as preocupações sobre uma recessão na Zona do Euro, mas também apontou que sua equipe está pronta para aumentar as taxas de juros em um ritmo mais rápido se a inflação continuar subindo. Entretanto, dados piores de sentimento do consumidor na Alemanha e França limitaram o otimismo na Europa.

Relaxamento da política Covid zero da China 

A China anunciou que diminuirá pela metade o período de quarentena imposto a viajantes internacionais e afrouxará requisitos de teste para infectados no país, dando sequência às medidas de relaxamento das restrições contra o covid. O mercado reagiu positivamente, elevando os ganhos das bolsas asiáticas e das commodities.

Mercado em Gráfico

Como já falamos outras vezes, os dados da inflação americana seguem surpreendendo o mercado e pressionando o Federal Reserve a anunciar aumentos mais agressivos na taxa de juros americanas, como foi o último aumento de 0,75 p.p., configurando o maior aumento dos últimos 28 anos. Nesse cenário, temos a elevação da expectativa dos juros de longo prazo nos EUA, chegando a campo contracionista, ou seja, considerado acima do neutro, ao redor de 2,5%, quando os juros não estimulam mas também não desestimulam a economia. Com a expectativa de juros mais altos, a inflação não dando sinais de que está cedendo e indicadores econômicos já mostrando uma desaceleração, o risco de recessão torna-se cada vez mais esperado pelo mercado.  Nesse cenário, ocorreu um rerating – ou seja, uma compressão nos múltiplos – que fez com que o P/L fosse de 22x para 16x, levando o S&P 500 a cair mais de -18% no ano. Considerando os fatores mencionados, nossa equipe de economia e estratégia global está ajustando o nosso preço-alvo do S&P 500 novamente para 4.300 pontos.

Veja todos os detalhes

Economia

China dá mais um passo no relaxamento de medidas restritivas contra covid

  • Mercados asiáticos e commodities reagem ao anúncio de Pequim de que o período de quarentena do COVID para visitantes estrangeiros será reduzido pela metade (para sete dias);
  • Ontem, dado divulgado pelo Departamento de Comércio mostrou que as novas encomendas de bens de capital e embarques feitos nos EUA aumentaram solidamente em maio, apontando para uma força sustentada nos gastos das empresas com equipamentos no segundo trimestre, mas o aumento das taxas de juros e as condições financeiras mais apertadas podem desacelerar o impulso;
  • Hoje cedo, o instituto GfK disse que seu índice de confiança do consumidor alemão caiu para -27,4 pontos em julho, após registrar uma recuperação de curta duração em junho com uma leitura revisada de -26,2 pontos. ‘A guerra em curso na Ucrânia e as interrupções nas cadeias de suprimentos estão fazendo com que os preços da energia e dos alimentos, em particular, subam rapidamente, resultando em um clima de consumo mais sombrio do que nunca’, disse o especialista em consumo do instituto;
  • E na França, a confiança do consumidor caiu mais do que o esperado em junho para 82, de 85 em maio e o nível mais baixo desde julho de 2013. Embora o aumento da inflação tenha estressado as famílias nos últimos meses, a situação política da França aumentou a incerteza sobre as perspectivas econômicas desde que o partido do presidente Emmanuel Macron perdeu sua maioria nas eleições legislativas deste mês;
  • Na agenda, investidores estarão de olho em uma reunião de funcionários do Banco Central Europeu em Sintra, Portugal, na esperança de obter mais pistas sobre os planos do BCE para conter a alta da inflação e evitar a fragmentação nos mercados de títulos da zona do euro;
  • No Brasil, o relator da PEC dos Combustíveis deve apresente seu parecer hoje às 11:00 em coletiva, detalhando as medidas que já ventiladas na imprensa. Dentre elas: aumento do Auxílio Brasil (R$ 21,6 bi) e do vale-gás (R$ 1,5 bi), a criação de auxílio a caminhoneiros (R$ 5,4 bi), subsídio ao etanol (R$ 3,8 bi) e gratuidade do transporte coletivo a idosos (R$ 2,5 bi). Há ainda a possibilidade de extensão de auxílio a caminhoneiros de transportadoras na PEC.

Empresas

Vivara (VIVA3): Um futuro brilhante pela frente; Feedback da rodada de reuniões entre CEO e CFO da Vivara com investidores locais

  • Tivemos uma série de reuniões com a administração da Vivara na semana passada para discutir os principais temas da tese de investimento da empresa: i) Avenidas de crescimento (expansão orgânica, M&A, internacionalização); ii) uma visão mais detalhada das perspectivas e números da marca Life; iii) Cenário competitivo; iv) Dinâmica de resultados de curto prazo; e v) Governança Corporativa;
  • No geral, a estratégia continua no caminho certo, com um sólido momento de resultados pela frente, Life vem entregando desempenho acima das expectativas e existem opcionalidades de crescimento à vista;
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra e ajustamos nosso preço-alvo para R$ 31,0/ação, de R$ 37,0/ação anteriormente, por conta de um custo de capital mais elevado;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Credit Suisse é considerado culpado em caso de lavagem de dinheiro do tráfico (InfoMoney);
    • BB e BB Mapfre criam empresa para gerir negócios da plataforma digital Broto (Valor);
    • B3 lança produtos sob demanda do mercado (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Datafolha: 1 em cada 4 brasileiros diz que falta comida em casa (Folha);
    • Desemprego e inflação são as maiores preocupações dos brasileiros sobre a economia, diz pesquisa (Estadão);
    • Aliança do varejo prevê medida de tributação a site estrangeiro em 2023 (Estadão);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Commodities: Milho e trigo têm queda expressiva em Chicago (Valor);
    • Alívio da inflação de alimentos à vista com recuo das commodities agrícolas e petróleo (Bloomberg);
    • Usina Coruripe registra lucro líquido recorde de R$ 417 milhões na safra 2021/2022 (Notícias Agrícolas);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Petrobras retoma processo de venda das refinarias Rnest, Repar e Refap (Valor Econômico);
    • Conta de luz continuará com tarifa da bandeira verde em julho, informa Aneel (Valor Econômico);
    • Petróleo fecha em alta ante menor temor por chance de recessão (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Amazon planeja um segundo Prime Day para esse ano

  • Um é pouco, mas dois é bom? A Amazon planeja realizar um segundo evento de compras para membros Prime este ano;
  • Uma futura parceria de sucesso? A ação da Robinhood reagiu a possibilidade da exchange de criptomoedas FTX considerar adquirir o aplicativo de negociação;
  • Tencent lança recursos que pode ajudar montadoras a se estabelecerem na China;
  • Ações do setor de telecomunicações apresentam performance superior em comparação ao índice Nasdaq;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Quase 70% dos FIIs são negociados abaixo do valor patrimonial, mostra levantamento (InfoMoney);
    • Fundos imobiliários de papel despontam entre maiores altas; Ifix cai 0,06% (MoneyTimes);
    • Como BCRI11 e SNCI11 Indicam um Futuro do Mercado de FIIs (The Capital Advisor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Noruega e União Europeia vão cooperar no fornecimento de matérias-primas para combater as mudanças climáticas | Café com ESG, 28/06

  • O mercado fechou o pregão na última segunda-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +2,1% e +0,8%, respectivamente;
  • Do lado das empresas, a BHP, maior mineradora do mundo, anunciou planos para combater a perda de biodiversidade, com o objetivo de se colocar à frente de seus pares na corrida para garantir os melhores depósitos minerais necessários para a transição energética;
  • No internacional, (i) Noruega e União Europeia vão cooperar nas cadeias de valor de baterias e fornecimento de matérias-primas como parte dos esforços para combater as mudanças climáticas – de acordo com Maros Sefcovic, vice-presidente da Comissão Europeia, e Jan Christian Vestre, ministro da Indústria norueguês, cadeias de valor sustentáveis ​​para minerais, metais e baterias ajudam a descarbonizar a economia, abordando dependências estratégicas, enquanto impulsionam empregos e crescimento; e (ii) uma equipe de cientistas climáticos publicou um estudo na revista Environmental Research-Climate examinando o papel que a mudança climática desempenhou em eventos climáticos individuais nas últimas duas décadas – as descobertas confirmam os alertas de como o aquecimento global mudará o mundo e também deixam claro que ainda faltam muitas informações. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.