XP Expert

Gasolina mais alta pode influenciar os fundos imobiliários? Radar Imobiliário #78

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Cotações

Gráfico de Cotação IFIX


Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em queda de 0,37%, impulsionado pelos segmentos de Recebíveis e Lajes Corporativas. Quanto aos índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de -0,26%, o XPFT de 0,02% e o XPFP de -0,47%, enquanto o IBOV apresentou uma performance de 0,29%.

As notícias globais desta semana seguiram o destaque aos temores de recessão provocados pelo combate à inflação. Nesta sexta-feira, foi divulgada a inflação do CPI da zona do euro, que alcançou a máxima histórica de 8,6% nos últimos 12 meses encerrados em junho. Foi também publicada nos EUA a inflação anualizada segundo o deflator das despesas de consumo pessoal (PCE), que foi de 6,3% em maio. O valor veio menor que as projeções de mercado (de 6,5%), porém segue fortemente acima da meta do Fed, de 2%. Já na China, os indicadores de junho de gastos do consumidor e produção, especialmente nos setores fabril e de serviços, voltaram a subir, após o começo do alívio às medidas de restrição impostas como combate aos surtos de COVID-19 no país.

No noticiário econômico doméstico, a surpresa positiva ficou com a divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, que informou uma redução da taxa de desemprego no país, de 10,5% no trimestre encerrado em abril para 9,8% no trimestre encerrado em maio, abaixo do consenso de mercado de 10,2%. No índice com ajuste sazonal, a queda foi de 10,0% para 9,3%, alcançando o menor número desde 2015.

A discussão da PEC 1/2022, por sua vez, dominou a pauta política nacional. A proposta, aprovada pelo Senado nesta semana, institui o estado de emergência até o final de 2022, permitindo a ampliação no pagamento de vários benefícios sociais sem a necessidade de observância do teto de gastos, da regra de ouro e da exigência de compensação prevista pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A medida tem orçamento de R$ 41,25 bilhões, direcionado em especial para o aumento do benefício mensal do Auxílio Brasil, auxílio para caminhoneiros e créditos para etanol. As medidas são válidas até o final do ano, porém o mercado destacou o risco de que tais medidas se tornem permanentes, dada a provável impopularidade de revertê-las. O CDS de 5 anos da dívida pública brasileira atingiu na semana os 300 pontos, nível não observado desde maio de 2020.

No campo dos fundos imobiliários, foi divulgado um levantamento da Cushman & Wakefield que reportou uma queda na vacância do segmento de lajes corporativas para 23%, ante um índice de 26,2% em julho de 2021. A entrada de novos inquilinos vem superando as devoluções nos últimos meses, e o futuro do setor permanece em debate à medida em que as empresas seguem discutindo qual o modelo de trabalho mais adequado às suas necessidades. Também durante esta semana, publicamos a nossa carteira recomendada de Fundos Imobiliários para julho/2022, na qual mantemos uma maior alocação em FIIs com caráter mais defensivo (fundos de recebíveis e ativos logísticos). Clique aqui para acessar a página.


Sexta-feira | Dia 01/07

Mercados

Como escolher um Fiagro para investir? Aprenda em 5 passos

O Fiagro é um produto novo no mercado financeiro, mas já despertou atenção dos investidores pessoa física. Desde o lançamento do primeiro veículo, no final do ano passado, os fundos de investimento do agronegócio atraíram 50 mil investidores e um patrimônio de quase R$ 3 bilhões. Se você ficou de fora, deve estar se perguntando: como faço para escolher um Fiagro para investir?


Como esses tijolos podem gerar dinheiro na sua conta todos os meses mesmo sem trabalhar

Se você quer ganhar dinheiro todos os meses, sem precisar trabalhar mais por isso e ainda com boas chances de se proteger da inflação, então esse simples tijolo da imagem pode ser a solução para os seus problemas. Eu falo sério.


FIIs: os cinco erros que levam o investidor de fundo imobiliário a perder dinheiro; confira a lista

Especialistas dão dicas para evitar armadilhas e garantir a segurança do portfólio de fundos imobiliários


Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Julho de 2022

Confira nosso panorama do mercado e as mudanças da carteira recomendada de fundos imobiliários de Julho.


Economia

TR, IPCA ou poupança: qual é o melhor financiamento imobiliário com a Selic a 13,25%?

Financiamento imobiliário fica 20% mais caro com escalada da Selic; veja simulações com diferentes linhas de crédito


Credit Suisse piora projeção de crescimento do Brasil em 2023

O Credit Suisse reduziu seu prognóstico para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2023 a 0,2%, de 0,9% anteriormente, e chamou a atenção para os riscos fiscais do país e seu possível impacto sobre a inflação e os custos dos empréstimos.


FATOS RELEVANTES 

HGPO11 – Positivo: O fundo, em complemento aos Fatos Relevantes de 23 de fevereiro de 2022 e 06 de junho de 2022, bem como assembleia geral extraordinária de cotistas de 28 de março de 2022, informa aos cotistas e ao mercado em geral sobre o andamento do processo competitivo de venda dos imóveis denominados (i) Edifício Metropolitan, localizado na Rua Amauri, 255, Jardim Europa, cidade e estado de São Paulo, e (ii) Edifício Platinum, localizado na Rua Jerônimo da Veiga, 384, Jardim Europa, cidade e estado de São Paulo, únicos ativos do Fundo. Durante o mês de junho, a Administradora e a CBRE Consultoria do Brasil Ltda., deram continuidade aos trabalhos comerciais para alienação dos Imóveis, sendo que, neste momento, existe um grupo restrito de potenciais compradores participando da rodada final de apresentação de propostas, etapa que será concluída em julho.

Quinta-Feira | Dia 30/06

Mercados

Como investir em FIIs no segundo semestre de 2022? Analista aponta dois fundos para manter no radar

Diante das previsões para juros e inflação, fundos de “papel” seguem como favoritos dos especialistas


Fundos imobiliários e ações imobiliárias: quais as diferenças?

Um possui natureza de renda, enquanto o outro, de negócio.


Conheça os Fiagros mais rentáveis de junho, segundo o Itaú BBA

Os Fiagros – fundos de investimento das cadeias agroindustriais – já são uma realidade entre os investidores. Com mais de 22 fundos listados na bolsa, quem investe tem muitos ativos para diversificação de carteira. O Itaú BBA fez um levantamento com os Fiagros mais rentáveis de junho entre as principais opções disponíveis no mercado.


Fundos imobiliários fecham sessão com queda de 0,05% e acumulam perdas de 0,99% no mês

O Ifix, índice de fundos imobiliários (FIIs) da B3, encerrou a sessão desta quarta-feira (29) com queda de 0,05%, aos 2.792 pontos. Com isso, o indicador que reúne os principais FIIs do mercado acumula desvalorização de 0,99% em junho.


Economia

Agenda do dia: Fórum do Banco Central Europeu; relatório do PIB dos EUA; Sondagem do Comércio da FGV e IGP-M de junho

Confira o que você precisa saber e acompanhar nesta quarta-feira


IGP-M: inflação do aluguel fica em 0,59% em junho e desacelera para 10,70% em 12 meses

Mesmo com alta nos preços do diesel (6,96%), leite (4,40%) e automóveis (2,31%), índice ao produtor seguiu em desaceleração, mostra pesquisa da FGV.


Quarta-Feira | Dia 29/06

Mercados

Vacância de FIIs de escritórios cai, mas ainda sente efeitos da pandemia; veja a desocupação de 12 fundos

Taxas variam de zero a mais de 40%; analistas recomendam prestar atenção à localização dos imóveis e aos múltiplos dos fundos antes de investir


Fiagro: “É hora de investir nesse tipo de ativo, por vários motivos”, diz Amanda Coura, head da Suno Asset

Nos últimos anos, o investimento privado no setor do agronegócio operou de forma restrita. A maioria dos investimentos, especialmente aqueles com capital estrangeiro, costumava ser realizados por meio da compra de algumas ações disponíveis na bolsa, da aquisição de produtos bancários como os LCAs, aplicações de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), ou até na aquisição de FIIs.


Investir no agronegócio: entenda por que o Fiagro veio com tudo

Fiagro é um termo novo no mercado financeiro, e a explicação mais simples para entender este produto é a seguinte: o Fiagro abre uma porteira para o público geral realizar investimento no agronegócio, sejam em ativos de natureza rural ou de atividades relacionadas a produção do setor.


Fundo imobiliário com exposição a lojas de varejo termina sessão com queda de 11,5%; Ifix cai

O Ifix, índice de fundos imobiliários (FIIs) da B3, encerrou a sessão desta terça-feira (28) com queda de 0,24%, aos 2.793 pontos. Com isso, o indicador que acompanha os principais FIIs do mercado acumula desvalorização de 0,91% em junho.


Economia

Selic seguirá em alta por causa da inflação de dois dígitos, diz economista-chefe do Citi

Com inflação de 11,73% nos últimos 12 meses, o Banco Central (BC) deve enfrentar dificuldades e não conseguirá cessar a alta da Selic, segundo o economista-chefe do Citi Brasil, Leonardo Porto.


Imóveis, proteção contra a inflação e fonte de ganhos

As vantagens de investir em ativos de base imobiliária aparecem também nos contratos de financiamento atrelados ao setor, seja para produção, seja para o mutuário final. Também esses contratos são indexados à inflação, garantindo a proteção de capital do setor


Terça-Feira | Dia 28/06

Mercados

Quase 70% dos FIIs são negociados abaixo do valor patrimonial, mostra levantamento

De acordo com dados da Economatica, 74 fundos imobiliários do Ifix operam atualmente com desconto


Fundos imobiliários de papel despontam entre maiores altas; Ifix cai 0,06%

O Ifix, índice de fundos imobiliários (FIIs) da B3, encerrou a sessão desta segunda-feira (27) com queda de 0,06%, aos 2.800 pontos. Com isso, o indicador que reúne os principais FIIs do mercado acumula desvalorização de 0,71% no mês de junho.


Juro a 13,25%: conheça um fundo imobiliário (FII) que pode fazê-lo lucrar acima da Selic, tem dividendos de 2 dígitos e está custando uma ‘pechincha’

O que você acharia de comprar um imóvel que tem rendimento anual acima da Selic (a taxa básica de juros brasileira), e ainda receber renda extra mensal todo mês com “aluguéis” isentos de Imposto de Renda? Esse é o tipo de oportunidade que quero apresentar aos leitores agora por meio de um fundo imobiliário (FII).


Como BCRI11 e SNCI11 Indicam um Futuro do Mercado de FIIs

No último dia 15, o fundo Banestes Recebíveis Imobiliários (BCRI11) informou que seus cotistas, detentores de mais de 5% das cotas do fundo, solicitaram a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE).


Economia

O pior da inflação no Brasil já passou, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto afirmou também que a inflação brasileira sempre ficou acima de países desenvolvidos e que atualmente está dentro da média histórica dos últimos 20 anos


Menor crescimento chinês pesa mais sobre o Brasil, diz BIS

Um declínio de 1 ponto percentual no PIB da China está associado com uma baixa de cerca de 0,7 ponto no crescimento do Brasil após um ano, segundo estimativa da instituição


Segunda-Feira | Dia 27/06

Mercados

Vale a pena investir no agronegócio em 2022?

O ambiente de crise econômica no Brasil — com inflação e juros altos — está começando a esgarçar a lei dos distratos, criada há três anos e meio para definir regras claras para o cancelamento dos contratos de compra e venda de imóveis na planta.


Dividendos de FIIs: confira os maiores pagadores de junho; RZAK11 rende 1,82% e lidera

No acumulado dos últimos 12 meses, três fundos imobiliários apresentam retornos acima de 17%


MXRF11 administra imóveis usados como garantia de ativos inadimplentes

O fundo imobiliário Maxi Renda (MXRF11) explicou em seu último relatório gerencial a situação de inadimplência de determinados Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) de seu portfólio. Para acalmar os cotistas, a gestora mostrou que o impacto desse problema é baixo.


Gasolina mais cara afeta os fundos imobiliários: como investir?

No dia 17 de junho, a Petrobras anunciou um novo aumento do preço dos combustíveis nas refinarias, de 5,18% para a gasolina e de 14,26% para o diesel, completando uma elevação de mais de 30% e 60% nos preços destes itens, respectivamente, somente em 2022.


Economia

PCA-15 tem alta de 0,69% em junho e avança 12,04% em 12 meses

O IPCA-E, que é o IPCA-15 acumulado trimestralmente, foi 3,04%, acima da taxa de 1,88% para igual período de 2021


Juros: Taxas sobem com risco fiscal, leitura ruim do IPCA-15 e Treasuries

Os juros futuros fecharam a sexta-feira com alta expressiva, determinada pela leitura qualitativa ruim do IPCA-15, deterioração da percepção de risco fiscal trazida pelos ajustes na PEC dos Combustíveis e avanço no rendimento dos Treasuries. Os eventos do dia tornaram o quadro das apostas para a Selic nos próximos meses mais conservador, com a taxa terminal projetada pela curva voltando aos 14%.

FATOS RELEVANTES 

HGLG11 – Positivo: O fundo vem, em complemento aos fatos relevantes publicados nas datas de 21/10/2020, 20/11/2020 e 17/11/2021, informar aos cotistas e ao mercado em geral que, nesta data [24/06/2022], o Fundo firmou o 1º Aditivo ao Instrumento Particular de Confissão de Dívida com Condição Suspensiva a fim de modificar as condições de pagamento do prêmio, conforme definido no fato relevante publicado em 17/11/2021, devido pelo Fundo ao vendedor do ativo CONE G4, em função da performance comercial do empreendimento (“Prêmio”). Conforme condições originais referentes ao pagamento do Prêmio, os valores do Prêmio seriam pagos pelo Fundo quando o ativo CONE G4 estivesse 80% locado, e seriam apurados de acordo com as locações vigentes, em regime de caixa após carências e descontos.
 Uma vez que a área locável do ativo já representa mais de 80% de ocupação física, com um aluguel médio superior à meta definida com o Vendedor, de R$ 45,00/m², de comum acordo foi definida a quitação antecipada, pelo Fundo, do pagamento do Prêmio. Em contrapartida à antecipação, foi estabelecido que o Vendedor remunere o Fundo, enquanto o aluguel em regime de caixa esteja menor do que 80% da ocupação financeira do CONE G04, a uma taxa anual equivalente a 10% calculada sobre o somatório dos valores dispendidos pelo Fundo pela aquisição do ativo, no valor total de R$ 45.533.496,00. Dessa forma, o valor mensal devido pelo Vendedor ao Fundo pela remuneração acima descrita, será, nesta data, de R$ 363.090,49, equivalente a R$ 0,02 por cota. Nesta mesma data, o Fundo realizou o pagamento do Prêmio no valor total de R$ 15.533.496,00.

PATC11 – Negativo: O fundo comunica que recebeu da BIT SERVICES INOVAÇÃO E TECNOLOGIA LTDA.(“B2W”), inquilino dos conjuntos 21, 23 e 24 do Edifício Vila Olímpia Corporate, localizado na Rua Fidêncio Ramos, 302, no bairro da Vila Olímpia, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, notificação sobre a rescisão antecipada de seu contrato de locação. O inquilino ocupa 1.130 m² no Imóvel, equivalente a 9,2% da área bruta locável do Fundo. O respectivo contrato de locação estabelece 3 meses de aviso prévio, além do pagamento de multa rescisória. Desta forma, caso não haja nova ocupação dos referidos conjuntos a partir de novembro de 2022, o Fundo será impactado pela rescisão da B2W a partir de então. O possível decréscimo nas distribuições do Fundo em decorrência desta desocupação é de aproximadamente R$ 0,04 por cota.
Ademais, conforme adiantado no Relatório Gerencial publicado no dia 15 de junho de 2022, o Fundo recebeu em 31 de maio de 2022 da RANDSTAD BRASIL RECURSOS HUMANOS LTDA., inquilino do conjunto 44 do Imóvel, notificação sobre a rescisão antecipada de seu contrato de locação. O inquilino ocupa 378 m² no Imóvel, equivalente a 3,1% da área bruta locável do Fundo. O respectivo contrato de locação estabelece 3 meses de aviso prévio, além do pagamento de multa rescisória. Desta forma, caso não haja nova ocupação do referido conjunto a partir de novembro de 2022, o Fundo será impactado pela rescisão da Randstad a partir de então. O possível decréscimo nas distribuições do Fundo em decorrência desta desocupação é de aproximadamente R$ 0,02 por cota.
Como resultado das movimentações supracitadas, as distribuições do Fundo poderão ser impactadas em R$ 0,06 por cota a partir de novembro de 2022. 
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.