Como investir fora do Brasil? Diversifique sem complicações

Colocar parte dos seus investimentos no exterior é uma oportunidade de explorar outros mercados.


Compartilhar:


foto de cédulas estrangeiras: aprenda a investir fora do brasil

Já falamos por aqui sobre a importância de “não colocar todos os ovos na mesma cesta” em relação aos seus investimentos. Ou seja, sobre como a diversificação da sua carteira é importante.

Por que? Pois diversificando você dilui os riscos da sua carteira e consegue buscar retornos maiores e de forma mais inteligente.

Investindo todo o seu capital em apenas um tipo de ativo, o risco da carteira é alto. Se o ativo não vai bem, toda sua carteira não vai bem.

Então a recomendação sempre é: diversifique. E uma maneira de diversificar é investir fora do Brasil.

Investir fora do Brasil: novas oportunidades

Colocar parte dos seus investimentos no exterior é uma oportunidade de explorar outros mercados, que vivem uma realidade diferente do Brasil.

A economia de outros países reage de outra maneira a, por exemplo, crises. Pode ser que as bolsas dos Estados Unidos se recuperem mais rápido de uma crise do que a B3. Então, é uma boa estratégia alocar parte do capital em outros países.

Além disso, você tem a oportunidade de investir nas maiores empresas do mundo. Empresas consolidadas que fazem negócios em todos os continentes e são referências mundiais em suas áreas de atuação.

Para se ter uma ideia, nas principais bolsas dos EUA existem mais de 5.000 empresas listadas e 500 delas fazem parte do índice S&P 500, composto pelas 500 maiores empresas do país. Na B3, a única bolsa brasileira, temos pouco mais de 300 empresas listadas.

Mas todo mundo pode investir fora do Brasil?

Vamos mostrar mais para a frente que existem opções para investir fora do Brasil que basta você ter uma conta em uma corretora de valores para fazer o aporte.

Porém, como em todo investimento, é importante escolher de acordo com:

  • Seus objetivos
  • Seu perfil de investidor

Investir sem se atentar a esses dois pontos pode prejudicar, e muito, sua carteira. E causar uma grande frustração.

Imagine que o seu objetivo com o investimento seja guardar dinheiro para a reserva de emergência. Mas escolhe investimentos com baixa liquidez, ou seja, que não consegue resgatar o dinheiro em poucos dias. Então, se precisar usar a reserva de emergência não irá conseguir o dinheiro rápido. Não faz sentido, certo?

Portanto, é preciso sempre alinhar a aplicação aos seus objetivos. Além disso, atente-se para o seu perfil de investidor. Perfis mais conservadores não costumam lidar bem com o risco, então devem escolher investimentos mais estáveis na renda fixa.

Já os moderados e os agressivos podem se arriscar mais, mas sempre de acordo com o seu apetite ao risco.

É preciso de muito dinheiro para investir fora do Brasil?

Não. Mas esse pensamento faz sentido, já que há algum tempo as opções disponíveis no mercado para investir no exterior eram reservadas apenas para uma pequena parcela de investidores – os qualificados, ou seja, que têm mais de R$ 1.000.000,00 para investir.

Porém, a realidade mudou. Existem produtos acessíveis ao investidor comum que quer diversificar alocando parte da carteira em outros países.

Preciso abrir conta em outro país?

Não necessariamente. Esse é apenas um dos caminhos possíveis para investir fora, mas não o único e nem o mais fácil para o investidor.

Existem produtos que você pode investir com sua conta da corretora do Brasil que alocarão seu capital em empresas estrangeiras. Ou seja, não precisará abrir conta em outro país, ou ser residente dele.

Basta ter uma conta em uma corretora de valores, como a XP.

Conheça alguns produtos para diversificar a carteira e investir fora do Brasil:

  • Fundos Internacionais
  • COE
  • BDRs
  • ETFs

Fundos Internacionais

Os fundos internacionais são aqueles que oferecem exposição a uma carteira com ativos negociados fora do Brasil, como ações, títulos públicos e câmbio.

Eles funcionam da mesma forma que os fundos de investimento locais. Ou seja, eles são compostos por um portfólio de ativos e são disponibilizados em forma de cotas para os investidores.

Portanto, caberá ao gestor do fundo – que é um profissional do mercado e capacitado para tal função – escolher os ativos nos quais o fundo irá alocar o capital. Ao investidor caberá apenas a necessidade de comprar as cotas do fundo e acompanhar sua rentabilidade.

É uma boa opção de investimento para quem não quer ou não pode fazer a gestão direta dos ativos. Toda essa parte fica com o gestor do fundo. Por isso é importante pesquisar bem sobre ele: afinal, é ele quem vai gerenciar o seu capital.

A XP tem parceria com as maiores gestoras internacionais para você investir alocar seu dinheiro em fundos renomados. Abra sua conta e confira as opções em nossa plataforma.

COE

O Certificado de Operações Estruturadas é um tipo de investimento que combina elementos de renda fixa e renda variável podendo acessar retornos de diversos ativos nacionais e internacionais como índices de ações, moedas, inflação e outros.

Pode ser uma alterativa para diversificar sua carteira e buscar retornos mais expressivos com riscos mais controlados.

Imagine que o COE é um veículo que pode dar acesso a diferentes tipos de ativos, incluindo os internacionais. Por meio dele você pode obter, por exemplo, retornos na Bolsa Americana ou na Bolsa Europeia sem precisar investir diretamente nesses mercados.

Algumas vantagens desse produto são:

  • Valores acessíveis

Existem COEs acessíveis aos investidores. Além disso, a tributação é única.

  • Internacionalização

Invista em mercados internacionais sem precisar enviar recursos ao exterior.

  • Flexibilidade

É possível customizar o ativo, respeitando os requisitos mínimos exigidos pelo emissor do COE.

Geralmente os COEs são com capital protegido, ou seja, em que você ganha se o ativo subir mas não perde nada em caso de queda.

BDRs

BDR é a abreviação de Brazilian Depositary Receipts. Esses títulos são certificados que representam ações emitidas por empresas em outros países, mas que são negociadas no Brasil.

Isso significa que investindo em uma BDR você não comprará a ação diretamente, e sim em títulos que representam esses papéis.

É possível investir nas maiores empresas do mundo, que são referência em sua área de atuação, como Apple, Amazon, Facebook, Netflix e Google. Se você é um investidor que gosta de controlar e escolher seus próprios ativos, esse investimento é uma boa opção para diversificar sua carteira internacionalmente, pois é você quem escolhe as empresas no seu home broker.

ETFs

Assim como os BDRs, para investir em Exchange Traded Funds, ou ETFs, basta acessar o seu home broker. Em resumo, esse investimento são “fundos” que replicam algum índice do mercado e, por isso, são conhecidos por fundos de índice.

E existem ETFs que replicam índices internacionais, como o S&P 500. É uma alternativa para expor sua carteira internacionalmente e investir nas maiores empresas do mundo.

Qual o primeiro passo para investir fora do Brasil?

Como mostramos não é necessário abrir conta em uma corretora no exterior para investir em outros países. Porém, é preciso ter conta em uma corretora de valores em terras brasileiras para ter acesso aos produtos que citamos.

Então, o primeiro passo para investir no exterior é abrir sua conta na XP. O processo é bem simples e você não paga nada para isso.



Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.