XP Expert

Ocidente impõe onda de sanções à Rússia; no Brasil, os destaques são IPCA-15 e arrecadação de janeiro

Sanções dos países ocidentais sobre a Rússia, anúncio do IPCA-15 e da arrecadação de janeiro são alguns dos temas de maior destaque nesta quarta-feira, 23/02/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,0% | 112.892 Pontos

CÂMBIO -0,9% | 5,06/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaques do dia

Como resposta ao avanço das tropas russas, líderes ocidentais começam a anunciar sanções sobre o país. O presidente dos EUA, Joe Biden, estabeleceu medidas que têm como alvo bancos russos e a sua dívida pública. Na mesma linha, a Alemanha interrompeu a aprovação do gasoduto Nord Stream 2, que liga a Rússia a Alemanha. No Brasil, o destaque fica por conta do anúncio do IPCA-15 de fevereiro. Além disso, temos o anúncio da arrecadação de janeiro, que deve apresentar alta de 16% em termos reais e a continuidade das discussões sobre os projetos de desoneração de combustíveis.

Brasil

O Ibovespa fechou a terça-feira (22) em alta de 1,4%, aos 112.891 pontos, ampliando sua alta no final do pregão após sanções à Rússia anunciadas ontem pelo presidente dos EUA. O dólar foi mais uma vez impactado pelo fluxo estrangeiro e caiu perante o real, encerrando o dia em uma queda de 1,07%, cotado a R$5,05, menor valor desde julho do ano passado. No mercado de renda fixa, as taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem em alta, tendo apresentado movimentos diferentes ao longo da sessão. Após uma manhã de alívio nas taxas com valorização da moeda local e notícias positivas de fluxo estrangeiro, os temores em relação à crise entre Rússia e o Ocidente voltaram a pesar nos mercados após a Europa aprovar sanções e os EUA anunciarem retaliações. Com isso, as taxas se elevaram ao final do dia. DI jan/23 fechou em 12,43%; DI jan/25 encerrou em 11,405%; DI jan/27 foi para 11,26%; e DI jan/29 encerrou em 11,40%.

Mundo

Mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,8% e Europa +0,9%) após o S&P 500 fechar em território de correção nesta terça-feira em virtude das tensões geopolíticas entre Rússia e Ucrânia. Na China, o índice de Hang Seng (+0,6%) encerra em alta, impulsionado por incentivos governamentais. O governo da cidade de Hong Kong estabeleceu que pequenas e médias empresas poderão postergar o pagamento de aluguéis em até 6 meses, com o objetivo de aliviar o impacto sobre a economia local causado pela nova onda de contaminações da variante Ômicron. Por fim, o Bitcoin (+2,4%) amanhece em alta, acompanhando a movimentação dos mercados globais.

Economia mundo

A atividade empresarial nos EUA recuperou velocidade em fevereiro. A empresa de dados IHS Markit disse nesta terça-feira que seu índice de saída PMI composto dos EUA, que acompanha os setores de manufatura e serviços, se recuperou para uma leitura de 56,0 este mês, ante 51,1 em janeiro. Ele atribuiu o aumento acentuado a “funcionários que retornam de licença médica, aumento de viagens e maior disponibilidade de matérias-primas”. Mas os preços mais altos dos insumos permaneceram em meio a restrições de oferta persistentes.

O CPI final de janeiro da zona euro atingiu 5,1% A/A, acima dos 5,0% A/A de dezembro, em linha com as estimativas preliminares. Isso reafirma uma inflação mais forte na área do euro para dar o pontapé inicial no ano. Veremos como a tendência se desenvolve nos próximos meses, pois isso ajudará a manter ou reduzir a pressão sobre o BCE para aumentar as taxas.

Rússia e Ucrânia

Após o anúncio do presidente russo Putin sobre o reconhecimento das repúblicas separatistas na Ucrânia, o ocidente lançou um “primeiro pacote de sanções”. A Alemanha interrompeu a aprovação do gasoduto Nord Stream 2 e a União Europeia acordou sanções atingindo centenas de parlamentares russos. EUA e Reino Unido lançaram medidas visando algumas das maiores instituições financeiras da Rússia, bem como as elites do país e seus familiares. Os EUA também impuseram restrições à dívida soberana da Rússia. Embora essas medidas possam representar o início de uma resposta, elas devem ter um impacto reduzido na economia russa.

Agenda Brasil

No Brasil, será divulgado hoje o IPCA-15 de fevereiro. O consenso de mercado é de alta de 0,87%, enquanto esperamos 0,81%. Espera-se que os custos com educação sejam os principais impulsionadores desse resultado.

A Receita Federal do Brasil anunciará a arrecadação de janeiro nesta manhã. O consenso de mercado é uma arrecadação de R$ 212,7 bilhões e esperamos uma arrecadação de R$ 233,7 bilhões. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em discurso ontem que a arrecadação de impostos aumentou 16% em termos reais. Além disso, o ministro falou ontem que o governo pretende reduzir em 25% o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), com impacto fiscal de R$ 20 bilhões

Por fim, o Senado continua discutindo um pacote de projetos que propõem a redução dos preços dos combustíveis no país. O relator Jean Paul Prates não incluiu uma emenda defendida pelo Executivo para reduzir os impostos incidentes sobre o diesel. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que se não for possível um acordo nesta semana, a discussão dos projetos pode ser adiada novamente.

Veja todos os detalhes

Agenda de resultados

Gerdau (GGBR4/GOAU4): antes da abertura
Petrobras (PETR4): após o fechamento
Grupo Pão de Açúcar (PCAR3): após o fechamento
CTEEP (TRPL4): após o fechamento
Fras-Le (FRAS3): após o fechamento
Calendário do 4T21
Temporada de resultados do 4º trimestre 2021 – o que esperar?

Economia

Ocidente impõe onda de sanções à Rússia por reconhecimento de repúblicas rebeles na Ucrânia; No Brasil, os destaques são IPCA-15 e arrecadação de janeiro

  • Após o anúncio do presidente russo Putin sobre o reconhecimento das repúblicas separatistas na Ucrânia, o ocidente lançou um “primeiro pacote de sanções”. A Alemanha interrompeu a aprovação do gasoduto Nord Stream 2 e a União Europeia acordou sanções atingindo centenas de parlamentares russos. EUA e Reino Unido lançaram medidas visando algumas das maiores instituições financeiras da Rússia, bem como as elites do país e seus familiares. Os EUA também impuseram restrições à dívida soberana da Rússia. Embora essas medidas possam representar o início de uma resposta, elas devem ter um impacto reduzido na economia russa;
  • A atividade empresarial nos EUA recuperou velocidade em fevereiro. A empresa de dados IHS Markit disse nesta terça-feira que seu índice de saída PMI composto dos EUA, que acompanha os setores de manufatura e serviços, se recuperou para uma leitura de 56,0 este mês, ante 51,1 em janeiro. Ele atribuiu o aumento acentuado a “funcionários que retornam de licença médica, aumento de viagens e maior disponibilidade de matérias-primas”. Mas os preços mais altos dos insumos permaneceram em meio a restrições de oferta persistentes;
  • O CPI final de janeiro da zona euro atingiu 5,1% yoy, acima dos 5,0% yoy de dezembro, em linha com as estimativas preliminares. Isso reafirma uma inflação mais forte na área do euro para dar o pontapé inicial no ano. Veremos como a tendência se desenvolve nos próximos meses, pois isso ajudará a manter ou reduzir a pressão sobre o BCE para aumentar as taxas;
  • No Brasil, o ministro da Economia Paulo Guedes falou ontem que o governo pretende reduzir em 25% o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), com impacto fiscal de R$ 20 bilhões;
  • Será divulgado hoje o IPCA-15 de fevereiro. O consenso de mercado é de alta de 0,87%, enquanto esperamos 0,81%. Espera-se que os custos com educação sejam os principais impulsionadores desse resultado;
  • A RFB anunciará a arrecadação de janeiro nesta manhã. O consenso de mercado é uma arrecadação de R$ 212,7 bilhões e esperamos uma arrecadação de R$ 233,7 bilhões. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em discurso ontem que a arrecadação de impostos aumentou 16% em termos reais;
  • O Senado continua discutindo um pacote de projetos que propõem a redução dos preços dos combustíveis no país. O relator Jean Paul Prates não incluiu uma emenda defendida pelo Executivo para reduzir os impostos incidentes sobre o diesel. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que se não for possível um acordo nesta semana, a discussão dos projetos pode ser adiada novamente.

Política

Após o reconhecimento de províncias separatistas da Ucrânia por Moscoú e posterior entrada de tropas do país no território, os líderes do ocidente anunciaram uma leva de sanções

  • O presidente americano, Joe Biden, disse que as medidas têm como alvo VEB Bank e o banco militar russo. Além disso, a Casa Branca também aplicará sanções contra a dívida soberana da Rússia e contra três oligarcas russos;
  • As medidas foram criticadas por republicanos nos EUA por serem consideradas muito moderadas e suaves, em relação às ameaças feita pela Casa Branca. Os críticos notam que os principais bancos estatais – VTB, SberBank e Gazprombank – não foram atingidos e que alguns dos indivíduos atingidos já se encontravam nas listas negras dos EUA. No entanto, Biden afirma que mais sanções podem ser anunciadas.

Ainda sobre a crise, vale notar que a China adotou tom levemente crítico sobre as ações do Kremlin

  • A decisão de tomar distância do país aliado é interpretado com uma tentativa de se mostrar como ator cauto no palco internacional, além de evitar o precedente de reconhecimento de regiões separatistas.

Empresas

Transportes: Feedback de Rodada Presencial com Investidores nos EUA

  • Realizamos um roadshow presencial nos EUA com ~20 investidores e saímos com a visão geral de que os investidores estrangeiros estão procurando razões para aumentar posições em Brasil (valuation barato parece estar superando a percepção de risco de volatilidade de um ano eleitoral);
  • Em Transportes destacamos:
    • (i) Rumo e Vamos foram os nomes mais demandados (visão positiva de longo prazo); e
    • (ii) nossas visões positivas em Aluguel de Carros e Santos Brasil enfrentaram algumas(ns) rejeições/questionamentos.
  • Durante a rodada, também realizamos reuniões de investidores com a nova equipe de gestão da CCR (Waldo Perez, CFO e Flavia Godoy, IRO);
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Localiza (RENT3) 4T21 – Melhorias no RaC (Locação B2C), Apesar do Cenário Ainda Desafiador do Setor; Positivo

  • A Localiza apresentou resultados fortes no 4T21 (em linha com nossas expectativas e do mercado), com lucro líquido de R$ 442 milhões (+10% A/A);
  • Os principais pontos positivos foram:
    • (i) forte desempenho do EBITDA de Rent-a-Car (RaC) (+48% A/A e 40% T/T) baseado em volumes, tarifas e margem sequencialmente melhores; e
    • (ii) Seminovos continuamente forte (~25% de margem bruta e ~14% de margem EBITDA) apesar de apenas ~15,5 mil carros vendidos no trimestre (-51% A/A e -28% T/T).
  • Do lado negativo, observamos o ambiente de compra de carros ainda prejudicado, causando custos de manutenção acima do ideal relacionados a uma frota mais envelhecida e impactando negativamente a margem EBITDA das divisões de aluguel;
  • Reiteramos nossa visão positiva e recomendação de Compra para a Localiza;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

RD (RADL3): 4T21 marcado por um crescimento orgânico sólido e pressões inflacionárias nas margens

  • A RD reportou resultados mistos, com a receita bruta em linha com as nossas estimativas, suportadas pela sólida performance de vendas mesmas lojas maduras (SSS) em +9,1% (vs. XPe em +7%), enquanto pressões inflacionárias e contínuos investimentos na sua transformação digital pressionaram a margem EBITDA em 0,8p.p A/A;
  • Interessante notar que a companhia continua a escalar sua operação digital, que se manteve em uma penetração recorde de 9,2% da receita no trimestre, enquanto a penetração das categorias de OTC, genéricos e serviços no mix de vendas continuam a avançar, em meio ao avanço da pandemia;
  • Mantemos nossa recomendação de Compra e preço alvo de R$28,0 por ação;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

BRF (BRFS3) 4Q21: resultados fracos no 4º trimestre de 2021, com custos ainda pressionando as margens

  • Apesar de um aumento no faturamento em geral (exceto na Ásia) devido a aumentos de preços acima de nossas estimativas, as pressões de custos foram maiores do que esperávamos e portanto, a margem bruta e a margem EBITDA ficaram 120bps e 259bps, respectivamente, abaixo de nossas estimativas;
  • Os resultados ficaram abaixo do que esperávamos em quase todas as unidades de negócios da BRF, com apenas às Exportações Diretas, as quais surpreenderam no lado positivo, enquanto a Ásia continua com resultados fracos e ficou muito abaixo das nossas estimativas;
  • Continuamos céticos quanto à recuperação dos resultados da BRF para 2022 considerando a perspectiva negativa para os preços do milho e da soja e uma perspectiva macro mais deteriorada no Brasil, o que afeta o potencial de precificação da empresa, em nossa opinião, e, portanto, reiteramos nosso rating Neutro na BRF;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

JSL (JSLG3) 4T21: Melhoria Sequencial da Margem Atenuando Preocupações de Pressão de Custos

  • A JSL apresentou resultados sólidos no 4T21, com EBITDA de R$ 220 milhões +82% A/A e +11% T/T (+13% vs. nossas estimativas);
  • Destacamos:
    • (i) crescimento contínuo da receita líquida (+62% A/A e +13% T/T), com indicativos positivos de crescimento orgânico (+18% A/A e +8% T/T);
    • (ii) expansão internacional, com a entrada em serviço da JSL na África do Sul no 4T21 indicando os esforços da empresa no mercado externo (R$ 146 milhões de receita externa total em 2021, +313% A/A); e
    • (iii) margem EBITDA permanecendo em um nível de ~17% (contribuição positiva da Transmoreno e TPC, com margens em um nível de ~23-26%), aliviando as preocupações de aumento dos custos de insumos, em nossa opinião, após recente repasse de preços às tarifas.
  • Continuamos vendo a JSL bem posicionada para consolidar o fragmentado setor de logística no Brasil, reiterando nossa recomendação de Compra;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Shein no Brasil? Veja o impacto para as varejistas brasileiras

  • De acordo com notícias, a Shein está montando uma estrutura local para expandir sua operação no país. A companhia já está presente no país através do seu aplicativo, com todos os produtos importados, mas recentemente estruturou um escritório e um Centro de Distribuição, além de estar buscando parcerias com fornecedores locais;
  • Vemos o movimento como negativo para as varejistas brasileiras focadas em média/baixa renda uma vez que deve aumentar o ambiente competitivo do setor. Nesse sentido, elencamos como a C&A, a Lojas Renner e a Hering como as mais impactadas, nessa ordem;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Nubank tem 1º lucro anual e supera 53,9 mi de clientes (Valor);
    • Reforço para o Plano Safra (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Governo sinaliza que poderá autorizar a utilização dos saldos do FGTS para pagamento de dívidas. (Valor);
    • Americanas diz que site fora do ar pode atrasar entrega de pedidos. (Estadao);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Lucro da dona da Sadia recuou 68,5% em 2021; receita cresceu (Valor);
    • Molina e Rial na chapa da Marfrig para a BRF (Pipeline Valor);
    • Hong Kong encontra Covid em carne bovina e suína embalada (PecSite);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Acionistas aprovam privatização da Eletrobras. (Valor Econômico);
    • Petróleo fecha em alta, impulsionado pela escalada de tensões entre Ucrânia e Rússia. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Meta vs. TikTok

  • Meta lança o Reels no Facebook;
  • IPO da Porsche;
  • Walmart avança no segmento de compras ao vivo;
  • EUA enfrentam o maior déficit de trabalhadores vs. postos de trabalhos disponíveis desde o pós-guerra.
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Ministro do Meio Ambiente afirma que Brasil tem as características para ser o maior mercado global de carbono | Café com ESG, 23/02

  • Na terça-feira, o mercado fechou em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,0% e +0,9%, respectivamente;
  • No Brasil, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, afirmou em painel ontem que o Brasil tem características para ser o maior player do mundo no mercado de carbono, ao mesmo tempo em que reconheceu que para conseguir aprovar as questões legais necessárias para a criação deste mercado no Brasil – pauta em andamento no Congresso -, é preciso não apenas vontade política, mas também uma ajuda de quem entende de fazer dinheiro e incentivos financeiros;
  • Na Europa, do lado das empresas, (i) as mulheres atualmente representam quase 40% dos conselhos das 100 maiores companhias do Reino Unido, em comparação com apenas 12,5% há uma década; e (ii) o HSBC, maior banco britânico, pretende reduzir as emissões associadas a empréstimos feitos a clientes do setor de petróleo e gás em 34% até 2030, marcando a primeira vez que o banco se compromete com tal objetivo. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.