XP Expert

Divulgação da ata do Copom é destaque

Ata do copom e inflação são alguns dos temas de maior destaque nesta terça-feira, 22/03/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,7% | 116.154 Pontos

CÂMBIO -1,4% | 4,9/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Menos de uma semana após a elevação das taxas de juros americanas pela primeira vez desde 2018, os mercados internacionais amanhecem atentos após o presidente do Fed, Jerome Powell, dizer ontem (21), em discurso, que a inflação está muito alta e prometeu tomar “medidas necessárias” para controlar os preços se as altas se perpetuarem. Além disso, Powell pontuou que os aumentos das taxas podem passar dos movimentos tradicionais de 25 pontos-base para aumentos mais agressivos de 50 pontos-base, se necessário. Na agenda doméstica, hoje foi divulgada a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), documento bastante aguardado pelo mercado, para saber até quando a autoridade monetária brasileira vai continuar subindo juros. Vale lembrar que, ao término da semana passada, o BC afirmou em comunicado que espera subir a Selic na mesma magnitude na reunião de maio, posição ratificada em sua ata, sendo que o mercado esperava por altas menores a partir da próxima reunião.

Brasil

A Bolsa brasileira seguiu sendo beneficiada pela forte valorização das commodities. O Ibovespa encerrou o dia em alta de +0,73%, aos 116.154 pontos. O Real se valorizou frente ao dólar, com forte entrada de capital estrangeiro na bolsa, em busca do carry trade atrativo. A moeda americana fechou em baixa de -1,42%, a R$ 4,944. No mercado de renda fixa, os juros futuros de curto e médio prazo tiveram um movimento de alta vindo do exterior, acompanhando a elevação dos títulos de dívida americana após a fala do presidente do FED, Jerome Powell, sinalizando a possibilidade de alta maior do que 0,25 p.p.. DI jan/23 fechou em 12,915%; DI jan/24 foi para 12,67%; DI jan/25 encerrou em 12,195%; e DI jan/29 fechou em 12,1%.

Mundo

Mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,3% e Europa +0,5%) enquanto investidores digerem o tom mais agressivo do banco central americano para controlar a inflação e monitoram os desenvolvimentos da guerra. Nesta segunda-feira, Jerome Powell afirmou que o Federal Reserve estaria preparado para subir a taxa básica de juros em 0,5% no próximo comitê de política monetária, caso necessário para reduzir a pressão inflacionária. Como resultado, o título de 10 anos americano amanhece ainda negociando próximo aos 2,35%, após venda generalizada no mercado de renda fixa, catalisada pelo pronunciamento do Powell. Na China, o índice de Hang Seng (+3,2%) encerrou em forte alta, puxado pelas empresas de tecnologia: Alibaba (+11,2%), Meituan (+6,3%) e Tencent (+4,2%). Por fim, o petróleo (-0,4%) recua levemente ao passo que membros da União Europeia discordaram sobre um potencial embargo sobre a commodity russa.

Ata do Copom

Em sua ata divulgada hoje, o Copom dá indícios de que o ciclo de aperto monetário deve seguir avançando significativamente em território ainda mais contracionista, pontuando que, na próxima reunião, o ajuste na inflação deve seguir a mesma magnitude (1 p.p.). Em sua decisão, foi pontuada, dentre outras coisas, na atual situação de choque de oferta em diversas commodities, catalisada pelo conflito entre Rússia e Ucrânia e que se manifestam de maneira defasada na inflação.

Inflação no Brasil

Ministério da Economia anunciou ontem que vai zerar a alíquota do Imposto de Importação, até dia 31 de dezembro deste ano, de seis itens da cesta de consumo dos brasileiros – escolhidos entre os que mais pesam no INPC, índice de inflação que acompanha a variação dos preços para as famílias de baixa renda – além do etanol. Os alvos são produtos presentes na cesta básica: café moído, margarina, queijo, macarrão, óleo de soja e açúcar. Além disso, também será realizada uma redução adicional de 10% na alíquota do imposto de importação de bens de capital, de informática e de telecomunicação. A primeira redução, também de 10%, ocorreu em março de 2021.

Rússia e Ucrânia

Segundo relatos, a Rússia teria sofrido revés em Kiev, onde forças ucranianas recuperaram território. Em paralelo, Rússia está ampliando o foco estratégico a cidades no sul do país, como Odessa, que sofreram novos ataques. A situação na cidade de Mariupol permanece crítica, com mais de 300 mil sem água, segundo autoridades locais. Em meio aos desafios militares, Joe Biden alerta que Vladimir Putin pode utilizar ferramentas ainda mais drásticas, como armas químicas e biológicas. Alertou ainda que os EUA enfrentam uma crescente ameaça cibernética russa e indicou às empresas do país que prepararem defesas imediatamente. Após os comentários, o Kremlin disse que relações com EUA estão perto de se romper. No lado das negociações, Zelensky voltou a pedir reunião com Vladimir Putin, apesar do Kremlin ter rejeitado a ideia. Indicou ainda que a Ucrânia poderia desistir da ambição de se juntar a OTAN e rever o status de províncias no leste do país, com a condição ter garantias de segurança do restante do território.  E concluiu que qualquer resolução teria que ser aprovada via referendo. 

Mercado em Gráfico

O dólar fechou em queda de -1,43%, cotado a R$ 4,94, nesta segunda-feira (21), com a moeda brasileira ostentando com folga o melhor desempenho global no dia diante do patamar elevado dos juros domésticos e da disparada dos preços das commodities. Essa foi a primeira vez que o dólar encerra o dia abaixo dos R$5,00 desde junho de 2021. Os preços das commodities já vinham subindo em meio a uma forte demanda com a reabertura econômica global, enquanto a resposta da oferta não veio em mesmo ritmo. E as recentes tensões geopolíticas envolvendo dois grandes exportadores de commodities, a Rússia e a Ucrânia, pressionaram ainda mais os preços. Diferentemente de outros grandes índices de ações, o Ibovespa vem se beneficiando tanto dessa alta de commodities quanto da rotação global de empresas de crescimento para empresas de valor. Nesse cenário, a bolsa Brasileira torna-se cada vez mais atrativa, trazendo uma forte entrada de fluxo estrangeiro ao país, em busca da maior exposição à esses fatores. Com essa forte entrada de dólares, o Real é hoje a moeda com melhor desempenho global.

Veja todos os detalhes

Agenda de resultados

Copel (CPLE6): Após o fechamento
Even (EVEN3):  Após o fechamento
Melnick (MALK3):  Após o fechamento
Positivo (POSI3): Após o fechamento

Calendário do 4T21

Temporada de resultados do 4º trimestre 2021 – o que esperar?

Economia

Expectativa pela ata da última reunião do Copom

  • O vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, disse que embora o conflito entre Ucrânia e Rússia prejudique o crescimento da zona do euro, o bloco ainda deve se expandir, mesmo que o conflito aumente, descartando a possibilidade de estagflação. ele espera crescimento em torno de 2% para o Bloco em 2022;
  • O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o banco central deve agir “rapidamente” para aumentar as taxas e possivelmente “de forma mais agressiva” para evitar que a inflação se consolide. Alguns investidores já passam esperar que o Fed aumente as taxas de juros em 0,50 p.p. nas reuniões de maio e junho. Nosso cenário base são altas de 0,25 p.p.  em todas as reuniões do ano, encerrando 2022 em 1,75%;
  • No Brasil, grande destaque é a divulgação da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Na semana passada, o comitê elevou a taxa Selic em 1 p.p., levando a taxa básica de juros a 11,75% a.a.. Na semana passada, a autoridade monetária destacou a grande volatilidade de preços, especialmente do petróleo,  devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia, e incluiu um cenário alternativo de projeções de inflação  (com petróleo a US$ 100 o barril) em que os juros a 12,75% era mais que suficiente para levar a inflação à meta. De lá para cá, petróleo voltou a subir e está hoje em torno de US$ 115 o barril.

Política

A guerra na Ucrânia domina a pauta internacional

  • Segundo relatos, a Rússia teria sofrido revés em Kiev, onde forças ucranianas recuperaram território. Em paralelo, Rússia está ampliando o foco estratégico a cidades no sul do país, como Odessa, que sofreram novos ataques. A situação na cidade de Mariupol permanece crítica, com mais de 300 mil sem água, segundo autoridades locais;
  • Em meio aos desafios militares, Joe Biden alerta que Vladimir Putin pode utilizar ferramentas ainda mais drásticas, como armas químicas e biológicas. Alertou ainda que os EUA enfrentam uma crescente ameaça cibernética russa e indicou às empresas do país que prepararem defesas imediatamente;
  • Após os comentários, o Kremlin disse que relações com EUA estão perto de se romper;
  • No lado das negociações, Zelenskyy voltou a pedir reunião com Vladimir Putin, apesar do Kremlin ter rejeitado a ideia. Indicou ainda que a Ucrânia poderia desistir da ambição de se juntar a OTAN e rever o status de províncias no leste do país, com a condição ter garantias de segurança do restante do território.  E concluiu que qualquer resolução teria que ser aprovada via referendo.  

Empresas

JBS (JBSS3) – 4T21: acima das estimativas; EUA compensando performance mais fraca do Brasil

  • Embora esperado, a JBS apresentou bons resultados no 4T21 e 2021, com inúmeros recordes positivos. A Receita Líquida consolidada atingiu R$ 97,192bi no 4T21 (+27,8% A/A e +5% vs. XPe), com o EBITDA ajustado de R$ 13,150bi (+87% A/A e +11% vs. XPe), enquanto o Lucro Líquido veio em linha em R$ 6,473bi (+61% A/A);
  • As operações brasileiras seguem performando abaixo do esperado, com margens estáveis em relação ao ano anterior para Friboi, enquanto a Seara apresentou uma contração já esperada, levando a 86% do EBITDA da empresa vindo das operações no exterior;
  • No entanto, a principal questão agora é o ciclo do gado nos EUA e no Brasil, possivelmente em direções opostas, por isso esperamos mais detalhes sobre a teleconferência da empresa a ser realizada amanhã às 9h BRT;
  • A empresa também anunciou o cancelamento de ações em tesouraria e um novo programa de recompra de ações;
  • Restabelecemos nossa recomendação de Compra em JBSS3 com preço-alvo de R$ 51,8/ação, reforçando sua posição como nossa top pick no setor de proteínas. Clique aqui para acessar nosso relatório completo.

Unidas (LCAM3): Resultados 4T21 – Forte Desempenho de Tarifa no RaC Segue Gerando Resultados Sólidos

  • A Unidas apresentou resultados fortes, embora esperados, com resultado de R$ 277 milhões vindo apenas um pouco abaixo do consenso (-4% e +19% acima de nossas estimativas, o que não levou em conta os ganhos fiscais em Rent-a-Car [RaC]);
  • Destacamos um forte desempenho geral, com:
    • (i) RaC compensando os volumes estáveis ​​no trimestre com melhores preços (tarifa média +18% T/T); e
    • (ii) Aluguel de Frotas continuando seu ritmo de crescimento consistente (volumes +7% T/T e +29% A/A);
  • Por fim, notamos mais um trimestre forte para a rentabilidade dos Seminovos, com a margem EBITDA permanecendo em patamares elevados (22,2% no 4T21) refletindo maiores preços de carros usados (preço do carro vendido +35% A/A e +10% T/T), embora volumes fracos tenham reduzido o faturamento da divisão (-43% A/A e -23% T/T);
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra para a Unidas, respaldados por expectativas positivas de crescimento de médio/longo prazo para o setor;
  • Clique aqui para ler o relatório completo.

Multilaser (MLAS3): Aquisição da Watts.

  • Ontem, a Multilaser anunciou a aquisição da Watts, startup focada em mobilidade sustentável, contando com uma gama de produtos incluindo motos e patinetes elétricos, por R$10,5 milhões;
  • Enxergamos o anúncio como positivo, por trazer mais uma alavanca de diversificação de portfólio para a Multilaser, além de complementar a marca Atrio e reforçar o posicionamento da companhia no crescente mercado de veículos elétricos;
  • Mantemos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$11,0.

Empresas globais no 4º tri de 2021: resultados acima do esperado, mas mensagem é de desaceleração

  • O fim da temporada de resultados do 4º trimestre de 2021 culminou em uma visão mais conservadora dos analistas de mercado;
  • Os números do período mostraram uma desaceleração tanto em crescimento dos lucros quanto uma surpresa menos positiva frente as expectativas dos analistas, em meio a um cenário turbulento marcado pelo aumento global da inflação e o início do conflito entre Rússia e Ucrânia;
  • Saímos da temporada de resultados do 4º tri com um múltiplo de Preço/Lucro (P/L) mais baixo para o S&P 500, mas ainda caro (acima da média histórica) apesar da correção;
  • As expectativas para o 1º trimestre de 2022 foram revisadas, projetando menor crescimento de lucros para as empresas no período;
  • Clique aqui para o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • BlackRock aumenta participação no Banco Inter para 5,18% (Valor);
    • Credit Suisse reformulará conselho após escândalos (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Economistas elevam inflação de 2022 pela 10ª semana e projeção já está em 6,59% (Estadão);
    • Guerra na Ucrânia ameaça causar uma crise global de alimentos e agravar a fome, já em alta (Estadão);
    • Supermercados e restaurantes têm queda de 2,7% nas vendas em janeiro (Estadão);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • JBS tem lucro recorde; ROIC dobra em três anos (Brazil Journal);
    • Agricultores do Brasil fizeram aposta errada em fertilizantes, enquanto a guerra aumenta os preços (Bloomberg);
    • Governo zera tarifa para importar etanol e 6 alimentos; taxa é reduzida para bens de capital e informática (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Máxima da gasolina supera R$ 8 em 11 estados; diesel encosta em R$ 8. (epbr);
    • Petróleo fecha em forte alta com temores sobre escassez de oferta. (Valor Econômico);
    • Saneamento possui demanda represada e atrai novos players. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Warren Buffet faz sua maior aquisição dos últimos 6 anos

  • Warren Buffet realiza sua maior aquisição dos últimos 6 anos;
  • Resultados da Nike superam as expectativas;
  • Alibaba anuncia novo programa de recompra de ações;
  • Dificuldade de armazenamento da Europa deixa a região mais dependente do gás da Rússia;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Momento de Baixa em Fundos Imobiliários Pede Seletividade (The Capital Advisor);
    • Fundos imobiliários: Ifix fecha estável, com destaque para fundos de papel; veja maiores altas (MoneyTimes);
    • Dividendos: 15 fundos imobiliários que pagam mais que a Selic de 11,75% (MoneyTime);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

ESG

SEC anuncia proposta para divulgação obrigatória de dados climáticos; Positivo

  • Na segunda-feira, a SEC (órgão regulador dos mercados de capitais dos EUA), anunciou a nova proposta regulamentaria para divulgação climática, com regras que implicam o mapeamento das emissões de gases de efeito estufa e riscos relacionados ao clima por parte das empresas listadas no país, incluindo as estrangeiras. A proposta, recém anunciada, ainda pode ter seus prazos e detalhes alterados e, se aprovada, as primeiras informações deverão ser publicadas por parte das empresas em 2024;
  • Vemos o anúncio com bons olhos, uma vez que, além de reforçar o compromisso da instituição com a agenda ESG, também: (i) promove o compromisso das empresas com a agenda climática global; (ii) aumenta a visibilidade acerca do risco climático pelas quais as empresas listadas nos EUA, inclusive as estrangeiras, estão expostas; e (iii) atende a uma demanda crescente dos investidores por mais informações para a compreensão de como o cenário do clima pode impactar diferentemente cada companhia;
  • Conforme já mencionamos, na nossa visão, além da atual onda de mudança impulsionada pela sociedade civil e pelos investidores, também acreditamos que as mudanças impostas pela regulamentação estão e terão, cada vez mais, um papel importante em direcionar as empresas a caminho de melhores práticas ESG. Clique aqui para ler o relatório completo.

Nova proposta da SEC é o destaque do dia| Café com ESG, 22/03

  • Na segunda-feira, o Ibovespa fechou em leve alta de +0,7%, enquanto o ISE recuou -0,3%;
  • No Brasil, (i) o interesse de busca pelo termo ESG no país praticamente triplicou nos últimos 12 meses até fevereiro de 2022, com as buscas pelo tema crescendo 150% na comparação aos 12 meses anteriores, de acordo com levantamento do Google Trends; e (ii) o governo federal lançou ontem o “Metano Zero”, programa de incentivo à produção e ao uso sustentável de biometano, que implica a isenção de impostos aos produtores que aproveitarem resíduos urbanos e da agricultura para produção do combustível, além de incluir o metano no mercado de créditos de carbono, iniciativa inédita no mundo;
  • No internacional, destaque para a proposta do regulador de valores mobiliários (SEC) dos Estados Unidos, que irá exigir que empresas listadas nos EUA divulguem uma série de riscos relacionados ao clima e emissões de gases de efeito estufa, parte do esforço do presidente Joe Biden para unir esforços globais para evitar catástrofes relacionadas ao clima. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.