XP Expert

Ruídos no cenário político pesam sobre os ativos locais

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,9% | 125.666 Pontos

CÂMBIO 1,6% | 5,05/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou a sessão de ontem em queda de 0,90%, atingindo 125.666 pontos, o patamar de fechamento mais baixo desde a última semana de maio. Este movimento descolou das principais bolsas internacionais. Enquanto isso, a cotação do dólar subiu 1,59% a R$ 5,05, o nível mais elevado dos últimos quinze dias. As taxas futuras de juros avançaram na sessão da quinta-feira, exibindo aumento na inclinação da curva. DI jan/22 fechou em 5,71%; DI jan/24 foi para 7,805%; DI jan/26 encerrou em 8,38%; e DI jan/28 fechou em 8,73%. Ruídos no cenário político local, com destaque às denúncias de corrupção na compra de vacinas contra a Covid-19, parecem ter pesado sobre todos esses ativos financeiros.

No cenário internacional, em reunião organizada pela  Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 130 países chegaram a um acordo de tributação sobre multinacionais, que inclui um imposto mínimo sobre os lucros das empresas de “pelo menos 15%”. Apesar de ser um grande avanço para a proposta defendida pelo Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que também foi assinada pelo Brasil, ainda há obstáculos pela frente. Entre os principais desafios enfrentados pela proposta, destacamos a resistência de três países membros da União Europeia – Irlanda, Hungria e Estônia – cujo apoio é requerido para que o bloco possa aderir à iniciativa. Segundo lideranças que apoiam o projeto, negociações devem seguir até outubro para tentar obter apoio das nove nações que não assinaram a iniciativa.

No lado econômico, esperamos que o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos anuncie hoje que a economia americana gerou 805 mil novos empregos em junho, em termos líquidos. Os números podem dar aos mercados uma noção de quão perto o Federal Reserve está de reduzir a acomodação da política monetária. A variante delta do coronavírus, de rápida propagação, continua a ser uma preocupação para a Europa. Do lado positivo, a Johnson & Johnson disse que sua vacina é eficaz para neutralizar a variante. Os preços do petróleo subiram acima de 75 dólares o barril, à medida que a OPEP e produtores aliados protelaram a decisão sobre como responder ao aumento da demanda global.

No Brasil, os mercados ainda digerem a proposta do governo federal de reforma do Imposto de Renda. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a equipe econômica está revisando cálculos, e sinalizou que o governo está aberto para discutir os detalhes da proposta no Congresso. O ministro disse ainda que a redução no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica pode passar dos 5 p.p. previstos na proposta para 10 p.p., caso haja fim de alguns subsídios. Na agenda de indicadores, destaque para a publicação dos resultados da produção industrial em maio. Projetamos alta mensal de 1% (o consenso de mercado está em 1,5%). A produção manufatureira é geralmente um elemento-chave para as estimativas de crescimento do PIB no trimestre.

No campo político doméstico, o governo encerra a semana ainda em meio às investigações da CPI da Pandemia sobre as suspeitas nas negociações para a compra de vacinas. A tendência é que, com novos depoimentos marcados para a semana que vem, o período turbulento se arraste. Há receio no Ministério da Economia, reportado pelo noticiário, de que o ambiente prejudique o avanço da agenda econômica no Congresso. Além disso, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, falou ontem sobre a pauta de votação prevista para o restante do semestre. Ele disse que os deputados tentarão votar o projeto dos “supersalários” – condicionante para avanço da reforma administrativa – antes de 17 de julho, e que vê chances de votação da reforma tributária, embora não tenha fixado data.  

Tópicos do dia

Acesse aqui o relatório internacional

Economia

  1. Foco do mercado hoje serão os dados do mercado de trabalho americano, que serão divulgados esta manhã. Projetamos que a economia dos EUA tenha criado 805 mil novos empregos em junho. No lado do combate à  pandemia, a Johnson & Johnson disse que sua vacina é eficaz para neutralizar a variante delta do Covid. Os preços do petróleo subiram acima de 75 dólares o barril, com a OPEP e produtores aliados protelando a decisão sobre como responder ao aumento da demanda global. No Brasil, o destaque hoje é a produção industrial de maio, enquanto os mercados ainda digerem a proposta de reforma do imposto de renda do governo

Política

  1. Governo encerra semana ainda preso à turbulência das suspeitas sobre compra de vacinas
  2. Lira diz que Câmara deve votar projeto que barra ‘supersalários’ antes do recesso e vê chances de avanço na reforma tributária
  3. Política internacional: 130 países chegam a acordo sobre tributação de multinacionais

Empresas

  1. Setor Elétrico: Teremos racionamento de energia? Risco é menor do que 3%
  2. G2D (G2DI33): Softbank investe no Mercado Bitcoin; Atualização do preço-alvo
  3. MRV (MRVE3): Anúncio de venda de dois ativos da AHS por US$78,5 milhões
  4. JSL (JSLG3): Anúncio de Proposta de Aquisição da Tegma
  5. Santos Brasil (STBP3) e Rumo (RAIL3): Rumores Sobre uma Potencial Combinação de Operações Portuárias
  6. Ser Educacional (SEER3): Pequena (e diferente) aquisição
  7. Notícias Diárias do Setor Financeiro
  8. Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional
  9. Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias de hoje do setor

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 02/07

Veja todos os detalhes

Economia

Foco do mercado hoje serão os dados do mercado de trabalho americano, que serão divulgados esta manhã. Projetamos que a economia dos EUA tenha criado 805 mil novos empregos em junho. No lado do combate à  pandemia, a Johnson & Johnson disse que sua vacina é eficaz para neutralizar a variante delta do Covid. Os preços do petróleo subiram acima de 75 dólares o barril, com a OPEP e produtores aliados protelando a decisão sobre como responder ao aumento da demanda global. No Brasil, o destaque hoje é a produção industrial de maio, enquanto os mercados ainda digerem a proposta de reforma do imposto de renda do governo

  • Esperamos que o departamento de trabalho dos EUA anuncie hoje que a economia dos EUA gerou 805 mil novos empregos líquidos em junho. Nossa previsão está acima do consenso de mercado (711k). Os números de hoje poderão dar aos mercados uma noção de quão perto o Fed está de reduzir a acomodação da política monetária. Os juros dos títulos do Tesouro americano de 10 anos estão sendo negociados abaixo de 1,45%, menor nível desde março, quando atingiram 1,75%;
  • A variante delta do coronavírus, de rápida propagação, continua a ser uma preocupação para a Europa. Ela é responsável por 95% dos novos casos no Reino Unido. Do lado positivo, a Johnson & Johnson disse que sua vacina é eficaz para neutralizar a variante;
  • Os preços do petróleo subiram acima de 75 dólares o barril, à medida que a OPEP e produtores aliados protelaram a decisão sobre como responder ao aumento da demanda global;
  • No Brasil, os mercados ainda digerem a proposta de reforma do imposto de renda do governo. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje que a equipe econômica está revisando cálculos, e sinalizou que o governo está aberto para discutir os detalhes da proposta no Congresso;
  • O destaque hoje são os números da produção industrial de maio. Projetamos alta de 1% no comparativo mensal (consenso de mercado em 1,5%). A produção industrial de maio é geralmente um elemento-chave para as estimativas de crescimento do PIB no segundo trimestre.

Política

Governo encerra semana ainda preso à turbulência das suspeitas sobre compra de vacinas

  • O governo encerra semana ainda em meio às investigações da CPI sobre as suspeitas nas negociações para a compra de vacina. A tendência é que, com novos depoimentos marcados para a semana que vem, o período turbulento se arraste. Há receio no Ministério da Economia reportado pelo noticiário de que o ambiente prejudique o avanço da agenda econômica no Congresso.

Lira diz que Câmara deve votar projeto que barra ‘supersalários’ antes do recesso e vê chances de avanço na reforma tributária

  • O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, falou ontem sobre a pauta de votação prevista para o restantes do semestre. Disse que os deputados tentarão votar o projeto dos supersalários – condicionante para avanço da reforma administrativa – antes de 17 de julho e que vê chances de votação da reforma tributária, embora não tenha fixado data. Enquanto isso, o minisro Paulo Guedes afirmou que a redução no imposto de renda da pessoa jurídica pode passar dos 5 p.p. previstos na proposta para 10 p.p., caso haja fim de alguns subsídios.

Política internacional: 130 países chegam a acordo sobre tributação de multinacionais

  • Em reunião organizada pela  Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 130 países chegaram a um acordo de tributação sobre multinacionais, que inclui um imposto mínimo sobre os lucros das empresas de “pelo menos 15%”. Apesar de ser um grande avanço para a proposta defendida pelo governo Biden, que também foi assinada pelo Brasil, ainda há obstáculos pela frente;
  • Entre os principais desafios enfrentados pela proposta destacamos a resistência de três países membros da União Europeia – Irlanda, Hungria e Estonia – cujo apoio é requerido para que o bloco possa aderir à iniciativa. Segundo lideranças que apoiam o projeto, negociações devem seguir até outubro para tentar obter apoio das nove nações que não assinaram a iniciativa nesta quinta-feira.

Empresas

Setor Elétrico: Teremos racionamento de energia? Risco é menor do que 3%

  • Não é novidade que estamos passando por um cenário hidrológico crítico no Brasil, com afluências significativamente abaixo da média histórica na maioria dos estados brasileiros. Como resultado, preocupações com o potencial racionamento de energia começaram a surgir entre os investidores;
  • Publicamos um relatório, no qual (i) fazemos uma análise da situação hidrológica atual e suas diferenças com 2001; e (ii) avaliamos a probabilidade de um racionamento ocorrer. Como resultado, vemos como muito improvável um racionamento de energia para os próximos doze meses. Portanto, não vemos nenhum impacto relevante para as Distribuidoras sob nossa cobertura;
  • Em nosso cenário base não vemos necessidade de racionamento de energia nos próximos doze meses. Embora estimemos que os reservatórios atinjam níveis historicamente baixos (18% em novembro/2021 para o SIN consolidado), há capacidade térmica suficiente para ser utilizada e evitar medidas mais dramáticas. Nosso modelo não encontra uma solução se a energia natural afluente (ENA) média para os próximos doze meses ficar abaixo de 50% da média de longo prazo (MLT), só então o racionamento de energia seria deflagrado. De acordo com nossas estimativas, a probabilidade de a ENA ficar abaixo de 50% (e portanto de termos racionamento) é de 3%;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

G2D (G2DI33): Softbank investe no Mercado Bitcoin; Atualização do preço-alvo

  • Ontem, o Softbank investiu US$ 200 milhões na 2TM, holding dona do Mercado Bitcoin, e os recursos devem ser usados ​​principalmente para acelerar o crescimento da empresa;
  • A nova avaliação do valor do Mercado Bitcoin deve fazer com que o Valor Líquido dos Ativos (NAV) da G2D cresça R$ 245,3 milhões vs o NAV anterior que a empresa representava, um ganho de mais de 18x, totalizando R$ 915 milhões de NAV. Com isso, atualizamos nosso preço alvo para R$ 9,0/ação de R$ 7,0/ação com base no novo NAV, pois acreditamos que a empresa deve negociar com 0% de desconto no NAV;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

JSL (JSLG3): Anúncio de Proposta de Aquisição da Tegma

  • JSL anunciou proposta para adquirir 100% da TEGMA (empresa de logística de automóveis leves);
  • Pagamento seria uma combinação entre: (i) ~R$1bi em dinheiro; e (ii) ~R$600mn em ações (15% do capital da JSL);
  • Isso representa ~R$23,90/ação da Tegma (~4% de prêmio apenas vs. preço de fechamento). Vemos como atrativo esse valuation (~6x EV/EBITDA 2021, vs. ~8x da JSL);
  • Anúncio vem em linha com estratégia recente de crescer por aquisição da JSL e complementa uma das suas aquisições recentes (a compra da Transmoreno, também no segmento automotivo);
  • Se aprovada, vemos a transação como positiva para JSL, uma vez que:
    • Está em linha com sua estratégia de M&A;
    • Tegma tem bons retornos e operação com forte geração de caixa;
    • Preço parece descontado (valuation atrativo de ~6x EV/EBITDA).
  • Riscos envolvem:
    • Profundidade do impacto da crise automotiva nos negócios da Tegma (porém, notamos que a Tegma se mostrou historicamente resiliente em momentos de crise dado seu modelo leve em ativos);
    • É informação pública que a Tegma foi alvo de investigações sobre alegações de controle/manipulação de preço no serviço de transporte automotivo.

Santos Brasil (STBP3) e Rumo (RAIL3): Rumores Sobre uma Potencial Combinação de Operações Portuárias

  • De acordo com o Valor Econômico, Rumo e a Santos Brasil estariam avaliando a criação de uma joint-venture para potencial combinação de seus negócios de operações portuárias, incluindo a operação de contêineres da Santos Brasil;
  • Além do mais, através de um Comunicado a Mercado, a Santos Brasil publicamente negou a existência de um instrumento vinculante relacionado a tal operação.

MRV (MRVE3): Anúncio de venda de dois ativos da AHS por US$78,5 milhões

  • Ontem, MRV anunciou a venda de dois empreendimentos da AHS (Lake Osborne and Mangonia Lake) nos Estados Unidos por US$78,5 milhões, o que deve gerar um lucro bruto de US$17,8 milhões (margem bruta de 23%);
  • O empreendimento Lake Osborne foi vendido por US$21,5 milhões a um cap rate atrativo de 4,6% e yield on cost de 6,9% e o empreendimento Mangonia Lake por US$57 milhões a um cap rate de 4,5% e um yield on cost de 5,6%;
  • A AHS Residential é uma subsidiária da MRV que atua no mercado norte-americano (Florida, Georgia e Texas) focado na compra de terreno, construção de empreendimentos e locação das unidades para a classe média americana (“workforce”);
  • Vemos o anúncio como positivo dado que foi em linha com a estratégia da companhia de reciclagem de portfólio e destacamos a maior contribuição da AHS nos resultados da MRV. Mantemos nossa recomendação neutra e preço-alvo de R$23,0/ação.

Ser Educacional (SEER3): Pequena (e diferente) aquisição

  • A Ser Educacional anunciou a aquisição de 100% do Centro de Desenvolvimento da Medicina Veterinária (“CDMV”) e do Hospital Veterinário DOK por R$12M;
  • Serão pagos R$8,4M à vista e R$3,6M em 5 parcelas iguais a partir de um ano após a data de fechamento, sendo corrigidas pelo IPCA;
  • O CDMV foca em cursos de pós-graduação e extensão em medicina veterinária, e possui uma base de 475 alunos em 2020. Já o Hospital Veterinário DOK conta com 26 leitos e mais de 70 médicos;
  • Em 2020, o CDMV e o Hospital Veterinário DOK tiveram receita líquida de R$ 5,1M e margem EBITDA ajustada de 18%;
  • Dado o tamanho da transação, não vemos esse movimento como um fator que influencie de maneira significativa nas nossas perspectivas para a companhia e reiteramos a nossa recomendação de Neutra e preço-alvo de R$17,0/ação.

Notícias Diárias do Setor Financeiro

  • Acesse este relatório com notícias do setor financeiro que complementam nossos comentários publicados no Morning Call, mas que não consideramos relevantes o suficiente para serem analisadas. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

  • Nesta publicação diária, trazemos as principais notícias do setor de varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) nacional e internacional, complementando nossa visão sobre as tendências e acontecimentos mais importantes do dia. Além disso, o relatório contém um resumo dos múltiplos e recomendações para as empresas de nossa cobertura;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias de hoje do setor

  • Quais tópicos costumamos abordar? Notícias relevantes para os segmentos de proteínas (bovina, suína e frango); açúcar & etanol; milho e soja; exportações brasileiras; dentre outras. Confira os destaques de hoje:
    • Em Chicago, grãos testam novos pisos após revisão dos números do USDA (Valor Econômico);
    • BRF anuncia investimento de R$ 670 milhões no Mato Grosso para modernização das plantas de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum (Valor Econômico);
    • Segundo pesquisa da VR, um em cada cinco operadores de foodservice quer aderir ao modelo de dark kitchen (Mercado & Consumo).
  • Clique aqui para acessar o relatório completo: Clipping XP Agro, Alimentos e Bebidas, edição #35.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 02/07

  • Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo falam sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança;
  • Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance histórica do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP;
  • Por que essas informações são importantes? Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.