XP Expert

Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA continuam subindo, influenciando mercados globais

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,1% | 102.719 Pontos

CÂMBIO -0,8% | 5,64/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou a semana passada em queda de 2%, aos 102.698 pontos, prejudicado sobretudo pela repercussão da ata do Fed nos mercados, a qual sinalizou uma postura mais hawkish por parte do banco e indicou uma antecipação no ciclo de aumento da taxa de juros, em um ritmo potencialmente mais rápido do que o esperado pelos investidores. No mercado local, preocupou também a pressão por reajustes salariais entre servidores públicos, indicando que riscos fiscais continuam no radar, uma vez que o aumento não caberia no teto de gastos para 2022. Adicionalmente, a indústria brasileira apresentou queda de produção de 0,2% em novembro versus o mês anterior; tal número veio abaixo das expectativas e indica a sexta contração consecutiva na comparação mensal. Nesta semana, destaque para a publicação dos índices de inflação ao produtor e ao consumidor nos EUA e na China, ambos referentes a dezembro, além da publicação do IPCA, também referente ao último mês do ano, no Brasil.

Hoje, Mercados Globais amanhecem sem direção definida (EUA +0,1% e Europa -0,1%) enquanto investidores aguardam novos dados sobre a inflação americana, a serem divulgados a partir desta quarta-feira. Ainda nos Estados Unidos, a temporada de resultados começará oficialmente nesta sexta-feira com J.P. Morgan, Citigroup e Wells Fargo reportando seus balanços. Na Europa, o destaque fica por conta da divulgação dos dados sobre o desemprego na Zona do Euro. Na China, o índice de Hang Seng (+1,1%) fecha em alta pelo terceiro dia consecutivo, impulsionado pela alta dos papeis de tecnologia, inclusive Alibaba (+2,5%) e Tencent (+2,5%). No campo das commodities, tanto o petróleo (+0,2%) quanto o gás natural (+5,4%) estendem seus ganhos nesta manhã. Por fim, a taxa de juros do título de 10 anos nos EUA amanhece em alta de 1,1 pontos base após encerrar a semana anterior no seu patamar mais alto desde janeiro de 2020, conforme o mercado apreça o ciclo de alta de juros do Fed.

No Brasil, no campo da Economia, destaque para o fato de que o presidente Bolsonaro teria cogitado a possibilidade dos servidores públicos não receberem aumento de salário neste ano. Funcionários públicos de diferentes carreiras estão pressionando o governo por um aumento salarial mais horizontal, depois que o presidente manifestou a vontade de aumentar os salários das forças policiais. Este é um risco fiscal importante, já que não há espaço para aumento geral de salários neste ano dentro do teto de gastos constitucional: pelos nossos cálculos, um aumento de 10% no salário dos servidores públicos federais custaria cerca de 30 bilhões de reais. A semana também deve ser movimentada em termos de indicadores econômicos, com a divulgação do IPCA de dezembro (terça-feira), dos dados da atividade do Setor de Serviços de novembro (quinta) e os resultados das vendas no varejo, também de novembro (sexta).

Por fim, do lado das Ações, dois destaques neste começo de semana. Primeiro, no que tange ao setor de Saúde, conversamos com Pardini, Kora e GNDI sobre potenciais impactos de Omicron, Influenza e festas de fim de ano sobre o setor. Nossa visão preliminar é de que, caso o cenário atual se mantenha – com a variante Delta desaparecendo e a Ômicron sendo dominante nos casos de Covid –  as condições são (i) ligeiramente positivas para laboratórios de diagnósticos, (ii) neutras para hospitais e (iii) ligeiramente negativas para operadoras. Em segundo lugar, no que tange ao setor de Mineração, destaque para o transbordamento de um dique de contenção de água na região da Mina de Pau Branco, da francesa Vallourec, em Nova Lima (MG), o que levou à interdição do tráfego na BR-040. Vemos a notícia como potencialmente negativa para todo o setor, já que pode resultar em novas regulamentações que derivem suspensões de operações existentes ou atrasos em novos projetos.

Tópicos do dia

Economia

  1. Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA continuam subindo, conforme o mercado apreça o ciclo de alta de juros do Fed
  2. Boletim FOCUS

Empresas

  1. Saúde: Efeitos de Ômicron e Influenza sobre o setor
  2. Mineração: transbordamento do Dique da Vallourec em Nova Lima (MG)
  3. Mineração: Vale paralisa parcialmente a produção dos Sistemas Sudeste e Sul
  4. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Samsung otimista com resultados

ESG

  1. Demanda pelas emissões com critérios sustentáveis de empresas brasileiras surpreende | Café com ESG, 10/01

Veja todos os detalhes

Economia

Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA continuam subindo, conforme o mercado apreça o ciclo de alta de juros do Fed

  • Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA continuam subindo, conforme o mercado apreça o ciclo de alta de juros do Fed, o banco central americano. Os juros de 10 anos estão se aproximando de 1,8%, de 1,4% em meados de dezembro. Os títulos de curto prazo estão sendo embutindo quase quatro aumentos das taxas de juros básicas neste ano. O Fed adotou um tom mais duro, por conta das crescentes pressões inflacionárias e das evidências de que mercado de trabalho está aquecido. Esta semana, os mercados vão monitorar de perto o discurso do presidente do Fed, Jerome Powell no Senado na terça-feira e os números da inflação ao consumidor de dezembro na quarta-feira;
  • Apesar da rápida disseminação da Ômicron pela Europa, as perspectivas econômicas permanecem sólidas. O indicador Sentix de confiança do investidor da zona do euro para janeiro ficou acima das expectativas, em 14,9 (13,0 esperados, 13,5 em dezembro). A taxa de desemprego recuou marginalmente para 7,2% em novembro, ante 7,3% no mês anterior;
  • No Brasil, o presidente Bolsonaro cogitou a possibilidade de os servidores públicos não receberem aumento de salário neste ano. Funcionários públicos de diferentes carreiras estão pressionando o governo por um aumento salarial mais horizontal, depois que o presidente manifestou a vontade de aumentar os salários das forças policiais. Este é um risco fiscal importante, já que não há espaço para aumento geral de salários neste ano dentro do teto de gastos constitucional. Pelos nossos cálculos, um aumento de 10% no salário dos servidores públicos federais custaria cerca de 30 bilhões de reais;
  • Semana movimentada pela frente no Brasil em termos de indicadores econômicos. O IPCA de dezembro sai na terça-feira, os dados da atividade do Setor de Serviços de novembro serão publicada na quinta e os resultados das vendas no varejo, também de novembro, na sexta.

Boletim FOCUS – data de referência 07/01/2022

  • Destaque: Expectativa para a taxa Selic no final de 2022 volta a subir;
  • No campo da inflação, a mediana das estimativas para a variação do IPCA em 2021 apresentou queda sutil, saindo de 10,01% na semana passada para 9,99% na divulgação de hoje (estava em 10,05% há 4 semanas). Enquanto isso, o consenso para o IPCA de 2022 permaneceu em 5,03% (5,00% há 1 mês) pela terceira semana consecutiva, e a expectativa de mercado para o IPCA de 2023 recuou de 3,41% para 3,36% (aproximando-se da meta oficial de inflação, de 3,25%);
  • Em relação à política monetária, a mediana das expectativas para a taxa Selic no final de 2022 ascendeu de 11,50% para 11,75%. Por sua vez, as projeções do mercado para a taxa básica de juros no final de 2023 e 2024 continuaram em 8,00% e 7,00%, respectivamente (assim como observado nas três semanas anteriores);
  • No que diz respeito à atividade econômica, o consenso de previsões para o crescimento real do PIB em 2021 permaneceu em 4,50% (estava em 4,65% há 4 semanas). Para o PIB de 2022, a mediana declinou de 0,36% para 0,28% (estava em 0,50% há 1 mês)ao passo que a expectativa para 2023 contraiu de 1,80% para 1,70% (estava em 1,90% há 1 mês);
  • Por fim, a projeção de mercado para a taxa de câmbio no final de 2022 ficou estável em R$/US$ 5,60. Já as estimativas para o final de 2023 (de R$/US$ 5,40 para R$/US$ 5,45) e 2024 (de R$/US$ 5,30 para R$/US$ 5,39) exibiram elevação.

Empresas

Saúde: Efeitos de Ômicron e Influenza sobre o setor

  • Conversamos com Pardini, Kora e GNDI sobre potenciais impactos de Omicron, Influenza e festas de fim de ano sobre o setor. Os principais destaques foram:
    • Exames PCR (para Covid e Influenza) no início do ano estão a uma média diária de aproximadamente 3x o que estavam na semana antes do natal;
    • Variante Delta está desaparecendo e Omicron sendo a dominante nos casos de Covid, com certa homogeneidade entre regiões;
    • Atendimentos têm tido bastante fila, porém com baixo índice de internação;
    • Volume e gravidade observados não devem ocasionar pressão de sinistralidade nas operadoras, mas isto pode mudar caso estas duas variáveis piorem;
    • Há um risco – ainda que remoto – de escassez e pressão de preço em insumos para exames caso onda de contaminações seja longa;
    • O cenário está mudando de forma bastante acelerada e as 3 companhias ressaltaram que é muito cedo para ter um panorama claro sobre os reais impactos que devem sofrer.
  • Nossa visão preliminar é de que, caso o cenário se mantenha, as condições são (i) ligeiramente positivas para laboratórios de diagnósticos, (ii) neutras para hospitais e (iii) ligeiramente negativas para operadoras.

Mineração: transbordamento do Dique da Vallourec em Nova Lima (MG)

  • No sábado, o transbordamento de um dique de contenção de água na região da Mina de Pau Branco, da francesa Vallourec, em Nova Lima (MG), levou à interdição do tráfego na BR-040. Em Press Release divulgado na mesma data, a Companhia informou que “não houve rompimento de barragem em sua unidade Mineração. Em função das chuvas excessivas dos últimos dias houve um carreamento de material sólido da pilha Cachoeirinha para o Dique Lisa, localizado em Nova Lima, ocasionando o transbordamento desse dique, que fica próximo à BR 040”;
  • Ainda no sábado, após pedido do Ministério Público, a Justiça de Minas Gerais suspendeu as atividades na Mina de Pau Branco. Em entrevista a CNN no domingo, o Governador de MG, Romeu Zema (Novo) disse que a Vallourec será multada em R$ 1 milhão por dia até que a situação seja normalizada;
  • O Dique Lisa teve o nível de emergência alterado para três – o que significa uma situação de emergência elevada, com maior rigor na aplicação do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM). O nível três de emergência exige a evacuação das pessoas residentes na área da mancha de inundação, o que já foi feito, segundo a Vallourec. A empresa apontou que a estrutura do Dique Lisa, que tem como função o controle da vazão da água pluvial, permanece estável, reiterando que não há registros de vítimas fatais da referida ocorrência. E reforçou que a Barragem Santa Bárbara – também dentro da Mina do Pau Branco – possui estrutura distinta do Dique Lisa e está localizada em ponto diferente;
  • Vemos a notícia como potencialmente negativa para todo o setor, já que pode resultar em novas regulamentações que derivem suspensões de operações existentes ou atrasos em novos projetos.

Mineração: Vale paralisa parcialmente a produção dos Sistemas Sudeste e Sul

  • A Vale informou que paralisou parcialmente a circulação de trens na Estrada de Ferro Vitória a Minas (“EFVM”) e produção dos Sistemas Sudeste e Sul visando garantir a segurança dos seus empregados e comunidades e em razão do nível elevado de chuvas que atingem Minas Gerais;
  • No Sistema Sudeste, a EFVM foi paralisada no trecho Rio Piracicaba – Joao Monlevade impedindo o escoamento do material em Brucutu e no complexo de Mariana, que estão com a produção suspensa. O trecho Desembargador Drummond – Nova Era também está paralisado, mas em fase de liberação e não afetou a produção do Complexo de Itabira;
  • No Sistema Sul, em função da interdição de trechos das rodovias BR-040 e MG-030, da segurança de circulação de empregados/terceiros e da infraestrutura da frente de lavra das minas, a produção de todos os complexos está temporariamente paralisada;
  • O Sistema Norte segue operando conforme o plano de produção, que considera o impacto sazonal do período chuvoso em todas as operações;
  • A Vale reiterou seu guidance de produção de 2022, de 320 a 335 Mt de minério de ferro.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Falta de remédio faz indústria e varejo reverem programação. (Valor Econômico);
    • Lojistas de shopping pedem redução de funcionamento após avanço da ômicron. (Folha);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Após escalada, preços de fertilizantes devem entrar em acomodação (Valor Econômico);
    • Nos últimos 10 anos, somente a carne bovina registrou valorização (AviSite);
    • Corona cria cerveja com vitamina D e reforça ligação com vida ao ar livre (Guia da Cerveja);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Petrobras (PETR4) não pode fazer política pública, diz Silva e Luna. (Suno);
    • Energia atrai bilhões e pode ter privatização da Eletrobras. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Samsung otimista com resultados

  • Samsung projeta um crescimento de 52% ano contra ano em seu lucro operacional;
  • Microsoft e Alphabet registram pior desempenho semanal desde o início da pandemia;
  • Incêndio na ASML pode agravar escassez global de semicondutores;
  • Investidores apostam no setor de energia tradicional e esperam uma performance superior ao S&P 500 em 2022;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Demanda pelas emissões com critérios sustentáveis de empresas brasileiras surpreende | Café com ESG, 10/01

  • O Ibov encerrou em campo positivo na sexta-feira, em alta de +1,1%, enquanto o ISE em leve queda de -0,4%. Na semana, o Ibov fechou recuando -2,0%, enquanto o ISE -6,2%;
  • No Brasil, (i) as emissões com critérios sustentáveis de empresas brasileiras fizeram sucesso no exterior na primeira semana de 2022 – o Banco do Brasil emitiu US$500mn lá fora em papéis com critérios sociais e a demanda chegou a superar a oferta em 3x, e a Globo Comunicação, dona da TV Globo, teve a procura pelos bônus, em que o grupo se comprometeu a reduzir a emissão de gases do efeito estufa, atingindo US$1,1bn; e (ii) a Orizon Valorização de Resíduos fechou contratos de compra e venda para todo o volume de créditos de carbono gerados no ano de 2021, com valor base estimado em R$44mn;
  • No internacional, um fundo público-privado apoiado por Bill Gates está se preparando para investir em projetos de tecnologia limpa no valor de até US$15bn nos EUA, UE e Reino Unido, com o objetivo de subsidiar tecnologias em escala para ajudar os países a atingirem emissões líquidas zero;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.