XP Expert

Mudanças na presidência da Petrobras

Demissão do presidente da Petrobras, arrecadação e orçamento dos EUA são alguns dos temas de maior destaque nesta terça-feira, 29/03/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

IBOVESPA -0,28% | 118.738 Pontos

CÂMBIO +0,04% | 4,77/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

O mercado amanhece de olho em mais uma rodada de negociações de paz entre Rússia e Ucrânia, que se inicia hoje na Turquia. Autoridades ucranianas disseram que não abririam nenhum corredor humanitário para permitir a evacuação de civis à luz de informações que sugerem que forças russas podem estar planejando um ataque às rotas de evacuação. Além disso, as tensões seguem altas entre os dois países depois da suspeita de envenenamento de representantes ucranianos e do bilionário russo Roman Abramovich. De olho nas próximas eleições e insatisfeito com os reajustes dos preços dos combustíveis promovidos pela Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro optou ontem (28) por não reconduzir o atual presidente da companhia, o general Joaquim Silva e Luna ao cargo de CEO, e nomear para tanto o consultor Adriano Pires, especialista em energia. A preocupação de Bolsonaro e aliados é que a inflação pressionada pela disparada dos combustíveis diminua a taxa de aprovação do governo e, assim, reduza suas chances de reeleição. Ainda sobre a parte política, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu demissão na tarde de ontem. A decisão foi tomada diante das suspeitas de que Ribeiro teria favorecido pastores evangélicos na distribuição de recursos da pasta. Em carta atribuída ao ministro, ele diz ter tomado a decisão com a finalidade de que não paire nenhuma incerteza sobre sua conduta e do Governo Federal. Na agenda econômica, no Brasil temos hoje pela manhã a divulgação do Caged – geração de emprego formal de fevereiro, e nos EUA são aguardados o índice de confiança do consumidor de março e as ofertas de emprego de fevereiro.

Brasil

A Bolsa brasileira encerrou o dia em leve baixa, de olho na nova rodada de negociação entre os países do leste europeu, que ocorre hoje na Turquia. O Ibovespa encerrou em ligeira baixa de -0,28%, aos 118.738 pontos. O dólar, por sua vez, fechou mais uma vez em queda. A moeda americana fechou em alta de +0,04%, a R$ 4,747. No mercado de renda fixa, os juros futuros seguiram a tendência dos últimos dias e fecharam em queda, se ajustando mais um vez ao discurso persistente do Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, que reiterou o fim do ciclo de alta da taxa Selic em 12,75% como suficiente para o aperto monetário. Apesar do mercado revisar as expectativas de juros de curto prazo para baixo, a mediana das projeções de inflação para os próximos dois anos voltou a subir no  Boletim Focus. DI jan/23 fechou em 12,725%; DI jan/24 foi para 12,055%; DI jan/25 encerrou em 11,41%; e DI jan/29 fechou em 11,44%.

Mundo

Mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,7% e Europa +1,0%) antes de mais uma rodada de negociações de paz entre Ucrânia e Rússia na Turquia. Nesta terça-feira, o mercado aguarda os dados de confiança do consumidor e de uma grande semana para dados econômicos. Na China, o índice de Hang Seng (+1,1%) encerrou em alta, puxado por ações de cassino e tecnologia: entre os maiores ganhadores estava a JD Health, que subiu mais de 16%, depois de anunciar na segunda-feira que realizaria uma recompra de ações de até 3 bilhões de dólares de Hong Kong, em um período de 24 meses. Por outro lado, o índice de Shangai (-0,3%) caiu em sequência do lockdown na cidade com o aumento de casos de coronavírus. O petróleo Brent (+0,9%) e WTI (+1,2%) sobem hoje, revertendo parte das perdas do dia anterior, enquanto a Ucrânia e a Rússia se encaminham para negociações de paz e por temores de uma queda na demanda de combustível na China após o fechamento do centro financeiro de Xangai para conter um aumento nos casos de Covid-19.

Arrecadação fiscal no Brasil

No Brasil, arrecadação federal de fevereiro atingiu R$ 148,7 bilhões, um aumento de +5,3% em termos reais em relação ao mesmo mês do ano passado e, mais uma vez, representa o melhor resultado mensal para o período registrado. Estimamos que a arrecadação de impostos continue apresentando fortes recordes neste primeiro semestre, uma vez que os preços das commodities permanecem em patamares historicamente mais elevados. Destacamos ainda que medidas recentemente anunciadas, como saques do FGTS e antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas, podem ter impacto positivo nos próximos meses, mas não alteram o valor anual. Além disso, a recém aprovada redução de IPI e isenção de PIS/Cofins sobre o diesel podem ter um impacto negativo sob a arrecadação, na ordem de R$ 30 bilhões, segundo nossas estimativas. No entanto, esses impactos serão compensados pelos ganhos de arrecadação neste ano.

Orçamento dos EUA

Nos EUA, o governo Biden apresentou um orçamento de US$5,8 trilhões para ano fiscal de 2023, que prevê aumento relevante em gastos para defesa, visa reduzir o déficit do país em US$1 trilhão em 10 anos e aumentar impostos para os mais ricos e grandes empresas. No entanto, vale lembrar que, segundo as regras orçamentarias dos EUA, a proposta do governo é um ponto de partida para discussões e o Congresso têm maior peso na decisão. Nesse contexto, a expectativa é que grande parte do projeto seja alterada. Democratas moderados como Krysten Sinema já rejeitaram grande parte das propostas tributárias. 

Rússia e Ucrânia

Negociadores da Rússia e Ucrânia devem se reunir nesta terça-feira (29) para dar continuidade a busca de um acordo entre os países. A expectativa é que tensões permaneçam após suspeita de envenenamento de representantes ucranianos e do bilionário russo Roman Abramovich. No entanto, a Ucrânia deve buscar avanços em questões humanitárias e possível cessar-fogo. Apesar de divergências relevantes permanecerem, a possibilidade de neutralidade do país deve ser discutida também. Em paralelo, líderes da OTAN divergem sobre conversas com Vladimir Putin.

Mercado em Gráfico

O Brasil vem sendo a bola da vez para os investidores estrangeiros.  Em 2022, o saldo acumulado de investimentos estrangeiros na B3 já chega a quase R$90 bilhões, quase 90% de todo o saldo de 2021, que já foi um ano de entrada recorde de estrangeiros. Um dos maiores motivos da migração de recursos estrangeiros para o mercado brasileiro é a grande exposição que o nosso mercado tem aos setores de commodities e bancos, em relação aos demais mercados globais, incluindo os Mercados Emergentes. Esses dois setores têm o potencial de proteger o investidor da alta da inflação, um problema enfrentado pela maioria dos países hoje, e não são impactados tão negativamente pela alta dos juros no mundo. O Brasil possui 68% de exposição nesses setores, sendo a Bolsa brasileira a com maior exposição à eles dentre os principais índices de Bolsas mundiais. Confira uma análise mais detalhada desse cenário brasileiro atrativo para o mercado estrangeiro aqui.

Veja todos os detalhes

Agenda de resultados

Allied (ALLD3): Após o fechamento
Bradespar (BRAP4) Após o fechamento
CEMIG Companhia Energética de Minas Gerais (CMIG4): Após o fechamento
Méliuz (CASH3): Após o fechamento
Oncoclinicas do Brasil ServiçosMédicos SA (ONCO3): Após o fechamento

Calendário do 4T21

Temporada de resultados do 4º trimestre 2021 – o que esperar?

Economia

Confiança do consumidor mais fraca na Alemanha e França sinalizam risco para atividade

  • No Japão, a taxa de desemprego de fevereiro ficou abaixo das expectativas (2,7% vs 2,8%). Na Alemanha, a confiança do consumidor de abril veio abaixo do esperado (-15,5 vs -14,5), assim como na França (. Na agenda, a confiança do consumidor de março será divulgada nos EUA às 11:00 (exp. 107,0);
  • No Brasil, o CAGED de fevereiro será divulgado às 9:30 (exp. 220 mil mercado e 180 mil da XP).

Política

A guerra na Ucrânia permanece em destaque

  • Negociadores da Rússia e Ucrânia devem se reunir nesta terça-feira para dar continuidade a busca de um acordo entre os países. A expectativa é que tensões permaneçam após suspeita de envenenamento de representantes ucranianos e o bilionário russo Roman Abramovich;
  • No entanto, a Ucrânia deve buscar avanços em questões humanitárias e possível cessar-fogo. Apesar de divergências relevantes permanecerem, a possibilidade de neutralidade do país deve ser discutida também;
  • Em paralelo, líderes da OTAN divergem sobre conversas com Vladimir Putin são produtivas;
  • Nos EUA, o governo Biden apresentou um orçamento de USD 5,8 trilhões para ano fiscal de 2023, que prevê aumento relevante em gastos para Defesa, visa reduzir o déficit do país em USD 1 trilhão em 10 anos e aumentar impostos para os mais ricos e grandes empresas. No entanto, vale lembrar que segundo as regras orçamentarias dos EUA, a proposta do governo é um ponto de partida para discussões e o Congresso têm maior peso na decisão. Nesse contexto, a expectativa é que grande parte do projeto seja alterada. Democratas moderados como Krysten Sinema já rejeitaram grande parte das propostas tributárias.  

Empresas

CESP (CESP6) | Auren (AURE3): Resultados neutros no 4T21; O fim de um ano difícil

  • Destaques Financeiros: O EBITDA ajustado foi de R$ 201,8 milhões, 10% abaixo da nossa estimativa de R$ 223,9 milhões e 3,3% acima do consenso de mercado de R$ 195,4 milhões. Os resultados refletem principalmente: (i) maiores custos com aquisição de energia (crescimento de 62% A/A e 57% acima de nossas estimativas) para equalizar o balanço energético da CESP diante do cenário hidrológico adverso no ano; parcialmente compensado por (iii) maiores vendas no mercado livre e spot (crescimento de 23% A/A e 45% acima de nossas estimativas); e (iii) o impacto positivo do crescimento das operações de trading na CESP Comercializadora;
  • Situação hidrológica. O quarto trimestre de 2021 foi marcado por uma reversão da situação hidrológica crítica. As melhores afluências no final do ano levaram a níveis mais elevados nos principais reservatórios do SIN, afetando positivamente o cenário geral no último trimestre de 2021. No entanto, essa melhora não foi suficiente para reverter os resultados do ano, o que afetou negativamente as margens operacionais da companhia;
  • Passivos contingentes. Durante 2021, a companhia fez um bom trabalho na gestão dos passivos contingentes. Houve uma redução de R$ 1,8 bilhão no total de contingências e R$ 419 milhões em contingências prováveis ​​devido à liquidação de processos, revisões de estimativas com base no andamento dos processos e decisões judiciais favoráveis;
  • Temos uma avaliação neutra dos resultados da CESP no 4T21. Embora os resultados operacionais tenham ficado um pouco abaixo de nossas expectativas, a CESP ainda conseguiu entregar uma geração de caixa operacional de R$ 181 milhões no trimestre mesmo com um cenário hidrológico desafiador. Junto com a gestão de passivos contingentes. Mantemos companhia como nossa Top Pick;
  • Clique aqui para acessar relatório completo.

AgroGalaxy (AGXY3): fechamento robusto no 4º trimestre após um ano histórico

  • A AgroGalaxy (AGXY3) apresentou bons números no 4T21, apesar de (i) um processo contínuo de crescimento inorgânico através da aquisição da Boa Vista e da Ferrari Zagatto; (ii) já possuir mais um M&A em andamento (AgroCat); (iii) além do cenário desafiador diante dos riscos de rupturas nas cadeias de suprimentos (primeiro, escassez de glifosato, segundo, risco crescente de escassez de fertilizantes);
  • A empresa adicionou 41 lojas em 2021 (21 em crescimento orgânico), o que ajudou no aumento da receita de insumos e grãos: +28% volume, +15% preço, +17% via crescimento inorgânico;
  • A carteira de pedidos, com os números da AgroCat, aumentou 117% A/A para R$ 2bi, garantindo uma posição estratégica em um setor em consolidação;
  • A empresa nos surpreendeu ao anunciar dividendos de R$ 28mi (rendimento de 1,7%), porém, embora não seja relevante em tamanho, levanta a questão do timing;
  • Continuamos otimistas em relação ao setor de insumos agrícolas e reiteramos nossa recomendação de Compra com preço-alvo de R$ 16,70/sh para o fim de 2022;
  • Clique aqui para acessar nosso relatório completo.

Feedback da XP Pharma Conference

  • Na semana passada, realizamos a 1ª edição da XP Pharma Conference, onde recebemos vários participantes do mercado farmacêutico, incluindo empresas listadas e não listadas e associações do setor;
  • No geral, a mensagem principal trazida foi que este é um segmento resiliente diante do cenário macro desafiador, com alavancas de crescimento secular e ventos a favor de curto prazo;
  • Destacamos neste relatório os principais pontos levantados em nossas reuniões.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Credit Suisse suspende abertura de novos negócios na Rússia devido à guerra (Uol);
    • Nas mãos do Bradesco, Digio estuda crédito imobiliário e investimentos (Estadão);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Brasil tem recorde de 30% dos desempregados em busca de trabalho há mais de 2 anos (Estadão);
    • Datafolha mostra piora nas expectativas de inflação, desemprego e poder de compra (Folha);
    • Restoque negocia conversão de dívida (Brazil Journal);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Na crise dos fertilizantes, a Agrogalaxy acertou no que não viu (Pipeline);
    • A carne bovina brasileira assume o controle do conselho da gigante de alimentos BRF (Bloomberg);
    • Grãos oscilam com as últimas negociações de guerra e plantações nos EUA em foco (Bloomberg);
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Bolsonaro decide demitir presidente da Petrobras. (Valor Econômico);
    • Adriano Pires é indicado à presidência da Petrobras. (Valor Econômico);
    • Auren, a nova elétrica de CPP e Votorantim, estreia na B3. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Tesla aguarda aprovação para desdobramento de ações

  • Tesla pode adicionar liquidez a suas ações se receber a aprovação dos acionistas da companhia para aumentar o número de papéis via desdobramento de ativos;
  • Apple reduz produção do Iphone SE de baixo custo devido à baixa demanda pelo produto;
  • HP aposta no trabalho híbrido com a aquisição da Poly;
  • Dependência da Europa frente o fornecimento de gás da Rússia;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Itaú lança fundo com exposição ao mercado imobiliário dos Estados Unidos (Investing);
    • Aposta na queda? Aluguel de cotas do fundo imobiliário Maxi Renda cresce 5 vezes, dois meses após CVM questionar dividendos (InfoMoney);
    • Fundos imobiliários (FIIs): The One (ONEF11) eleva aluguel de escritório na Faria Lima em 36% (MoneyTimes);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

UE propõe inclusão do gás na taxonomia verde do bloco| Café com ESG, 29/03

  • Na segunda-feira, o Ibovespa e o ISE fecharam em campo levemente negativo, com ambos recuando -0,3%;
  • No doméstico, do lado das empresas, (i) a Nestlé Brasil está intensificando seus esforços através de uma parceria com a WayCarbon e Emprapa para descarbonizar sua produção e se tornar net zero até 2050, com metas intermediárias de redução de 20% até 2025 e de 50% para 2030; e (ii) a fábrica da Mercedes-Benz em Juiz de Fora é a primeira da marca no Brasil a concentrar um conjunto de ações de sustentabilidade ambiental numa única área, com o Prédio Verde sendo capaz de reduzir significativamente o consumo de energia elétrica e de água, além de evitar a emissão de CO2 na atmosfera;
  • No internacional, assessores da Comissão Europeia propuseram nesta segunda-feira uma expansão das regras de finanças sustentáveis do bloco para atividades de melhor qualidade, o que implicaria a inclusão do gás na ‘taxonomia’ da UE, uma lista de atividades verdes que ajudarão o bloco a atingir suas metas climáticas. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.