XP Expert

Volta do feriado com bolsas no positivo

Os investidores estarão atentos a divulgação da ata do Copom, às 8:00, para calibrar as suas apostas para as próximas reuniões do comitê.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,03% | 98.853 Pontos

CÂMBIO +0,7% | 5,19/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Na agenda local, os investidores estarão atentos a divulgação da ata do Copom, às 8:00, para calibrar as suas apostas para as próximas reuniões do comitê. Lembrando que, para agosto, o comunicado antevê outro aumento na taxa Selic, de mesma ou menor magnitude, do realizado em junho (50 bps). Já nos Estados Unidos, o mercado deve atentar-se à divulgação do índice nacional de atividade do Fed de Chicago e as vendas de moradias usadas.

No Brasil

A ausência do investidor americano, em função de feriado nos EUA, reduziu a liquidez da bolsa doméstica na segunda-feira. O Ibovespa conseguiu se manter no azul com a ajuda da Petrobras e do setor bancário e fechou o dia próximo a estabilidade, negociado a 99.853 mil pontos (+0,03%). Já a moeda americana saltou a R$ 5,19 no fechamento, valorização de 0,69%, atingindo a maior cotação desde 14 de fevereiro. Em junho o dólar já acumula alta superior a 9,0%.

Na renda fixa, os juros futuros encerraram o dia de ontem em queda das taxas negociadas, apesar da piora do câmbio, do avanço nos preços do petróleo e da turbulência política envolvendo a  presidência da Petrobras. Com os mercados fechados por conta do feriado em Nova York, o mercado de juros também teve liquidez bastante reduzida. DI jan/23 fechou em 13,58%;  DI jan/24 em 13,205%; DI jan/25 em 12,47%; DI jan/27 encerrou em 12,385%; e DI jan/29 em 12,53%.

Mundo

Bolsas internacionais amanhecem positivas (EUA +1,8% e Europa +1,0%) refletindo um tom mais otimista dos investidores após feriado nos EUA nesta segunda-feira. A leve virada de sentimento foi impulsionada pelo comentário do presidente, Joe Biden, reiterando que uma recessão americana não é inevitável. Além disso, o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, afirmou que, apesar dos riscos, a economia americana deverá continuar em expansão ao longo de 2022. O foco dos investidores agora ficará por conta do pronunciamento do Jerome Powell no senado nesta quarta-feira. Na Europa, Christine Lagarde reforçou os planos do Banco Central Europeu de aumentar as taxas de juros duas vezes durante o verão. Na China, o índice de Hang Seng (+1,9%) encerra em alta pelo terceiro dia consecutivo à medida que as apostas em uma recuperação econômica no segundo semestre, catalisada pelo fim dos lockdowns e estímulos, ganham tração.

Ciclo de aperto monetário

Os mercados na Europa em alta nesta terça-feira, recuperando-se após a forte queda da semana passada, mas permanecem as preocupações de que os aumentos agressivos das taxas do banco central para combater a inflação possam desencadear uma recessão global. O Federal Reserve dos EUA, o Banco Nacional Suíço e o Banco da Inglaterra aumentaram as taxas de juros na semana passada, enquanto a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, reafirmou na segunda-feira a intenção do banco central de aumentar as taxas de juros em julho e setembro, mesmo após a recente volatilidade no mercado.

Mercado em Gráfico

Na última sexta-feira (17), a  Petrobras anunciou a aplicação de reajustes nos seus preços de venda dos combustíveis para as distribuidoras, após quase cem dias de congelamento dos valores da gasolina nas refinarias e de quase 40 dias do diesel, o que reverberou negativamente no poder executivo. No caso da gasolina, o reajuste foi de 5,18%, enquanto para o diesel atingiu 14,26%. Após o anúncio, a companhia reiterou seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado. Nessa segunda-feira (20), o então presidente da estatal, José Mauro Coelho, pediu demissão da presidência após pressão do governo diante do novo reajuste anunciado. Como mostrado no gráfico, as ações da companhia acumularam queda de -7% no mesmo dia do aumento dos preços, em meio a sinais de interferência política na estatal, e seguem pressionadas, com um retorno de -5,6% desde o início da semana passada.  O Ibovespa, que possui 11,3% do seu peso em Petrobras, sentiu o revés do desempenho das ações da estatal e despencou 2,9% no dia em que a companhia anunciou seus reajustes, acumulando perda de -2,7% no período.

Veja todos os detalhes

Economia

Dados de atividade nos EUA e ata do Copom são destaques da agenda hoje

  • O balanço mensal das expectativas de preços industriais da Confederação da Indústria Britânica – que mostra as expectativas das empresas para os preços de venda nos próximos três meses – caiu para +58 em junho de +75 em maio, sua leitura mais baixa desde setembro. O indicador principal de pedidos industriais caiu para +18 em junho, ante +26 em maio;
  • Os preços do petróleo subiram na terça-feira, recuperando algumas das fortes perdas da semana passada, já que os traders se concentraram mais uma vez na oferta apertada de petróleo, juntamente com a perspectiva de maior demanda dos EUA e da China no curto prazo;
  • Na agenda internacional, o mercado deve ficar atento à divulgação do índice nacional de atividade do Fed de Chicago e das vendas de moradias usadas;
  • No Brasil, o mercado aguarda a divulgação da ata do Copom às 8:00 para calibrar as suas apostas para as próximas reuniões. Lembrando que, para agosto, o comunicado antevê outro aumento na taxa Selic, de mesma ou menor magnitude, do realizado em junho (50 bps).

Empresas

São Martinho (SMTO3) 4T22 (FY1T22): encerramento de uma temporada excepcional

  • A São Martinho reportou um trimestre forte e encerrou uma desafiadora – embora excepcional – safra 2021/22, favorecida pelos preços mais altos do açúcar (+32,7% A/A) e do etanol (69,1%), ambos compensando a menor produção devido a uma dos piores secas já registradas;
  • A receita líquida atingiu R$ 1,483bi (+29% A/A e -6% vs. XPe), enquanto as margens EBIT melhoraram para 31,0% (vs. 28,6% do 4T21 e 27,9% da XPe), apesar da inflação de inúmeros insumos;
  • Vemos a SMTO como um player puro de commodities, geralmente acompanhando os preços futuros das commodities de perto, o que possibilitou um desempenho estelar de +25% no acumulado do ano (+56% no pico deste ano);
  • Apesar dos inúmeros motivos para comemorar a temporada 21/22 e permanecermos otimistas com a próxima, acreditamos que o melhor momento já foi precificado, portanto mantemos recomendação Neutra;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • XP aposta em conta digital sem taxas para pagamentos, Pix e saques (Estadão);
    • Banrisul abre edital para financiar até 150 startups com R$ 30 milhões (Valor);
    • BC aprova aumento do capital social do Banco Inter (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Farmácias de SP registram falta de remédios para dor, antibióticos e antialérgicos, principalmente infantis. (G1);
    • Conheça a Reversa, linha de roupas femininas da Reserva. (Vogue);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Aumento de custos limita o resultado da São Martinho (Valor);
    • BSBios anuncia R$316 mi para 1ª fase de usina de etanol a partir de cereais no RS (Notícias Agrícolas);
    • Inflação global de alimentos é aliviada com queda de trigo e óleo de palma (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Fernando Borges no comando interino da Petrobras. (Valor Econômico);
    • Consumo de energia cresce 1,2% em maio, segundo prévia da CCEE. (Valor Econômico);
    • Petróleo Brent encerra sessão com ganhos em dia de baixa liquidez. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Youtube alcança 1,5 bilhões de usuários ativos mensalmente no Shorts

  • PayPal foca na expansão do serviço de “compre agora, pague depois”;
  • Youtube alcança 1,5 bilhões de usuários ativos mensalmente no Shorts;
  • JD.com registra crescimento mais lento de todos os tempos em um dos principais eventos do ano na China;
  • Queda do S&P 500 foi potencializada por compressão de múltiplos;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Fundo imobiliário oferece chance de ganho para 2023 (Valor);
    • FII: HGPO11, BMLC11 e Outros Fundos Imobiliários Podem Deixar de Existir? (Investing);
    • Escalada da Selic deixa o financiamento imobiliário 20% mais caro (Folha);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Governo pretende atualizar lei de concessões de florestas e destravar leilão de oito áreas ainda este ano | Café com ESG, 21/06

  • O mercado fechou o pregão de segunda-feira em território neutro, com o Ibov estável e o ISE em leve queda de -0,2%;
  • No Brasil, (i) o governo aposta em um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados para atualizar a lei de concessões de florestas e destravar o leilão de oito áreas ainda este ano – a atual legislação proíbe que as florestas sob concessão sejam utilizadas no mercado de carbono, em que empresas interessadas pagam para manter a vegetação de um lugar e, com isso, compensar suas próprias emissões, mas o projeto acaba com essa restrição, o que especialistas entendem como positivo para estimular o interesse na exploração sustentável dessas áreas verdes; e (ii) o Laboratório de Inovação Financeira (LAB) estruturou, para 2022, uma força tarefa com cinco frentes de trabalho para fortalecer e intensificar os debates sobre o mercado voluntário de carbono no Brasil – segundo Daniela Baccas, analista na Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores (SOI) da CVM, que gere o LAB, o objetivo da frente de atuação é identificar as lacunas e entraves existentes no desenvolvimento dos mercados voluntários de carbono;
  • No internacional, a produtora de carvão Glencore disse que não há como capturar as emissões de metano de minas de carvão a céu aberto após alegações recentes de que suas minas estavam liberando muito mais gás do que a empresa divulgou anteriormente. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.