XP Expert

Reunião do Fed e resultados de Apple, Microsoft e Google são os destaques do dia

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 0,8% | 126.004 Pontos

CÂMBIO -0,5% | 5,18/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Ibovespa fechou em alta de 0,8% nesta segunda-feira (26), aos 126.004 pontos, impulsionado pelo desempenho de papeis como Vale (VALE3), que avançou 2,2%, e Petrobras (PETR3PETR4), que teve valorização de 2,7%, além das siderúrgicas. No radar, o minério de ferro subiu novamente, enquanto o petróleo ficou entre perdas e ganhos, impulsionando o desempenho das ações de empresas ligadas a essas commodities.

No campo da Renda Fixa, as taxas futuras de juros repetiram o movimento da última sexta-feira na sessão de ontem, com alta nos vencimentos curtos e intermediários. Isso pode ser explicado pelas maiores projeções de inflação e Selic no último Boletim Focus e ainda pela repercussão do IPCA-15 de julho maior que o esperado. DI jan/22 fechou em 6,19%; DI jan/24 encerrou em 8,13%; DI jan/26 foi para 8,55%; e DI jan/28 fechou em 8,85%.

Hoje, os Mercados Globais amanhecem levemente negativos (EUA -0,3% e Europa -0,5%) depois de mais um fechamento recorde para os índices S&P 500 e Nasdaq 100. Destaque para o sentimento negativo na China (-3,5%), que estaria transbordando para o restante do mundo ao passo que o governo chinês expande seu escrutínio regulatório sobre empresas de educação, imobiliário, entregas e, possivelmente, saúde.

Os juros americanos de 10 anos (1,25%) também apresentam leve queda em virtude do sentimento de risk-off diante da onda negativa de notícias na Ásia. Hoje, investidores aguardam a reunião do Federal Reserve, bem como os resultados da Apple, Microsoft e Google, que juntas representam US$ 6,5tri em valor de mercado.

Do lado de Economia, o presidente Bolsonaro disse ontem, em entrevista, que o novo programa Bolsa Família poderá ser feito através de uma proposta de emenda à Constituição (PEC). A ideia central até então era a de que a atualização do programa fosse feita por meio de medida provisória. O mercado teme que, ao fazer via PEC, o governo abra espaço para o Congresso mudar o teto e permitir maiores gastos no ano eleitoral de 2022.

No campo Político, em outro movimento que pode distensionar a relação com o Congresso, Bolsonaro sinalizou ontem um acordo com o centrão para um valor de R$ 4 bilhões para o fundo eleitoral de 2022 – menor que os R$ 5,7 bilhões aprovados pelo Congresso, mas sem o veto total que havia sido cogitado. Já do lado internacional, tensões entre os EUA e a China, bem como o pacote de infraestrutura americano, seguem em destaque.

Por fim, no que tange às Ações, a  temporada de resultados do segundo trimestre de 2021 (2T21) começou oficialmente na semana do dia 19 de julho. Dentre os setores, esperamos que os seguintes sejam destaques: Commodities, Tecnologia, Varejo, em particular o varejo tradicional, e bancos. Clique aqui para ver o relatório completo sobre o que esperar para a temporada de resultados do 2º trimestre de 2021.

Tópicos do dia

Agenda de resultados

Vamos (VAMO3): Após o fechamento
Carrefour (CRFB3): Após o fechamento
Assaí (ASAI3): Após o fechamento
Unidas (LCAM3): Após o fechamento
CESP (CESP6): Após o fechamento
CTEEP (TRPL4): Após o fechamento
Calendário do 2T21
Temporada de resultados do 2º trimestre 2021 – o que esperar?

Economia

  1. Os mercados de ações caem as vésperas da reunião do FOMC. O medo de que o governo chinês possa estender seu aperto regulatório para os mercados de títulos e moedas também pesam sobre os mercados

Política

  1. Bolsonaro sinaliza possibilidade de que discussão sobre novo programa social seja feita por PEC
  2. Bolsonaro indica acordo por fundo eleitoral de R$4 bilhões
  3. Política internacional: tensões entre os EUA e a China e pacote de infraestrutura seguem em destaque

Empresas

  1. Temporada de resultados do 2º trimestre de 2021:  O que esperar?
  2. EDP Energias do Brasil (ENBR3): Resultado do 2T21 em linha com nossas expectativas; Neutro
  3. Blau (BLAU3): Pedido de autorização para uso da vacina da Sinopharm
  4. G2D (G2DI33): NotCo é reavaliada após rodada de investimentos
  5. Notícias Diárias do Setor Financeiro
  6. Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional
  7. Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias de hoje do setor

Internacional

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Tesla bate recorde

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 27/07

Veja todos os detalhes

Economia

Os mercados de ações caem as vésperas da reunião do FOMC. O medo de que o governo chinês possa estender seu aperto regulatório para os mercados de títulos e moedas também pesam sobre os mercados

  • Os mercados estão caindo hoje, com o receito de que o excesso de regulamentação do governo chinês nos mercados financeiros possa causar saídas de capital estrangeiro. A decisão do Comitê de Política Monetária do Fed dos EUA (FOMC) de amanhã também traz ansiedade aos mercados. O FOMC pode apresentar um cronograma para reduzir seu estímulo monetário;
  • Os destaques hoje são os pedidos de bens duráveis dos EUA de junho e o índice de Confiança do Consumidor do Conference Board de julho
  • No Brasil, o presidente Bolsonaro disse ontem que o novo programa Bolsa Família poderá ser feito através de uma proposta de emenda à Constituição (PEC). O mercado teme que, ao fazer via PEC, o governo abre espaço para o Congresso mudar o teto de gastos e permitir maiores gastos no ano eleitoral de 2022.

Política

Bolsonaro sinaliza possibilidade de que discussão sobre novo programa social seja feita por PEC

  • O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem, em entrevista, que as mudanças para a ampliação do Bolsa Família podem ser enviadas ao Congresso por meio de proposta de emenda à Constituição (“Devemos, não está definido ainda, mandar uma proposta de emenda à Constituição para acertamos a questão do Bolsa Família”) – a ideia central até então era a de que a atualização do programa fosse feita por meio de medida provisória. Caso a discussão siga mesmo por meio de PEC, a tendência é de aumento na percepção de risco fiscal pela pressão que deve partir do Congresso pela flexibilização do teto de gastos, como se viu na discussão da PEC Emergencial no início do ano.

Bolsonaro indica acordo por fundo eleitoral de R$4 bilhões

  • Em outro movimento que pode distensionar a relação com o Congresso, Jair Bolsonaro sinalizou ontem um acordo com o centrão para um valor de R$4 bilhões para o fundo eleitoral de 2022 – menor que os R$5,7 aprovados pelo Congresso, mas sem o veto total que havia sido cogitado.

Política internacional: tensões entre os EUA e a China e pacote de infraestrutura seguem em destaque

  • O segundo dia de reuniões entre diplomatas das duas maiores economias do mundo foi  marcado por troca de farpas e acusações. Autoridades chinesas relataram ter apresentado uma lista de demandas que permitiria a estabilização das relações, enquanto americanas disseram reiterar sua preocupação sobre ações da China que violam valores defendidos pelos EUA. Apesar do aumento da temperatura na disputa, não foi descartada a possibilidade de futuras reuniões entre autoridades ou até mesmo os presidentes dos países;
  • Em paralelo, segue o impasse no Senado americano sobre o pacote de infraestrutura. Republicanos rejeitaram nesta segunda-feira (26) uma proposta democrata final sobre pontos de conflitos como financiamento para transporte público, estradas e a criação de um fundo de infraestrutura, colocando em cheque o calendário do líder democrata Chuck Schumer – que busca aprovar o projeto até o recesso parlamentar na segunda semana de agosto. A possibilidade de postergar o recesso também estaria sendo contemplada. Disputas entre parlamentares pela comissão que investiga os ataques ao Capitólio em janeiro pioram o ambiente.

Empresas

Temporada de resultados do 2º trimestre de 2021:  O que esperar?

  • A temporada de resultados do segundo trimestre de 2021 (2T21) começou oficialmente na semana do dia 19 de julho. Em relação ao mesmo período de 2020, o mercado espera um forte crescimento de Lucro por Ação (LPA) das empresas do Ibovespa em +255%, parcialmente explicado pela base de comparação mais fácil no ano passado, quando os lucros das companhias foram severamente afetadas pela crise da pandemia. Quanto à receita das empresas, ela deverá vir forte em +30,6%. E para o Lucro Operacional (EBITDA), o consenso espera uma desaceleração significativa do salto visto no 1T21, mas ainda um crescimento forte em 70,3%;
  • Dentre os setores, esperamos que os seguintes sejam destaques: Commodities, Tecnologia, Varejo, em particular o varejo tradicional, e bancos;
  • Sobre a reforma tributária, iremos monitorar os anúncios das empresas para entender como elas podem adaptar suas estratégias com as mudanças trazidas pela reforma, como a antecipação da distribuição de dividendos, recompra de ações ou mesmo um aumento da alavancagem nos balanços pra compensar as medidas fiscais;
  • Neste relatório, estamos adicionando os resultados das empresas: BBAS3, ITUB4, BBDC4, SANB11, BRSR6, TRPL4, TAEE11, ENBR3, LOGG3, MULT3, JHSF3, BRML3, RDOR3, FLRY3, GRND3, LCAM3, ARZZ3, CEAB3, LREN3, VIVA3, DMVF3, PGMN3, RADL3, AMER3, ENJU3, MOSI3, VVAR3, ASAI3, CRFB3, GMAT3 e PCAR3.
  • Clique aqui para ver o relatório completo.

EDP Energias do Brasil (ENBR3): Resultado do 2T21 em linha com nossas expectativas; Neutro

  • Ontem (26), após o fechamento do mercado, a EdP Energias do Brasil reportou seus resultados o 2T21 com um EBITDA Ajustado (cálculo XP) de R$ 580,1 milhões, em linha (+2,7%) com nossas estimativas de R$ 565 milhões e abaixo do consenso de R$688,9 milhões (-16,0%);
  • Esse desempenho reflete uma combinação de (i) uma margem de contribuição (receita menos custos de compra de energia e encargos de transmissão) em linha com nossas expectativas (+0,5%) e (ii) custos gerenciáveis (pessoal, materiais, serviços e outros, normalmente agrupados sob a sigla PMSO) em linha com nossas expectativas mas 14,6% acima do 2T20;
  • O lucro líquido recorrente no 2T21 foi de R$ 199,8 milhões (cálculo XP), ligeiramente abaixo do nossos R$ 228,5 milhões e do consenso de R$ 219,1 milhões, afetado por uma maior despesa financeira;
  • Temos uma visão neutra dos resultados da EDP no 2T21 dado que os números de EBITDA e Lucro vieram em linha das nossas expectativas. Ressaltamos como positivo a estratégia de sazonalização e comercialização de energia que permitiu que a companhia mitigasse integralidade os efeitos do risco hidrológico no trimestre. Mantemos recomendação de Compra na EdP Energias do Brasil, com preço-alvo de R$21/ação;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Blau (BLAU3): Pedido de autorização para uso da vacina da Sinopharm

  • Em comunicado ao mercado publicado ontem (26), a Blau Farmacêutica informou que submeteu à Anvisa o pedido de autorização para uso emergencial da vacina da Sinopharm (BBIBP-CorV) contra a Covid-19;
  • A vacina é produzida a partir de um vírus inativado, aplicada em duas doses e, de acordo com a farmacêutica chinesa, possui eficácia de 79,34%. Além disso, foi aprovada pela OMS para uso emergencial e é um dos seis imunizantes do programa Covax Facility;
  • Apesar das poucas informações divulgadas até então, vemos a notícia como positiva, pois a comercialização da vacina pode ser uma opcionalidade às nossas estimativas já construtivas. Portanto, reiteramos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$64/ação.

G2D (G2DI33): NotCo é reavaliada após rodada de investimentos

  • Ontem, a G2D anunciou em fato relevante que a NotCo foi reavaliada após uma rodada de investimentos Série D de US$ 235 milhões liderada pelo fundo Tiger Global, refletindo um ganho de mais de 4x o capital comprometido pela The Craftory desde 2019 para a G2D;
  • A nova avaliação de US$ 1,5 bilhão resulta em um ganho estimado para a G2D de ~R$ 134 milhões, via The Craftory. Com isso, a companhia se torna mais um unicórnio dentro do portfólio da G2D;
  • Temos uma visão positiva para a transação uma vez que o Valor Líquido dos Ativos (NAV) justo da G2D aumenta de R$ 963 milhões desde a última reavaliação (relacionado a Blu Pagamentos) para R$ 1,1 bilhão. Portanto, reiteramos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$9,0/ação dado o desconto implícito de 32% para o NAV justo combinado a um portfólio de alto potencial de crescimento da empresa.

Notícias Diárias do Setor Financeiro

  • Acesse este relatório com notícias do setor financeiro que complementam nossos comentários publicados no Morning Call, mas que não consideramos relevantes o suficiente para serem analisadas. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

  • Nesta publicação diária, trazemos as principais notícias do setor de varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) nacional e internacional, complementando nossa visão sobre as tendências e acontecimentos mais importantes do dia. Além disso, o relatório contém um resumo dos múltiplos e recomendações para as empresas de nossa cobertura;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias de hoje do setor

  • Quais tópicos costumamos abordar? Notícias relevantes para os segmentos de proteínas (bovina, suína e frango); açúcar & etanol; milho e soja; exportações brasileiras; dentre outras. Confira os destaques de hoje:
    • Nos EUA, lucro trimestral da trading ADM cresce 52% A/A diante de cenário favorável para empresas de commodities (Reuters);
    • Nas bolsas de NY e Londres, açúcar opera com ganhos nesta manhã diante de temores de geadas (Notícias Agrícolas);
    • Em Roma, ministra Tereza Cristina realça equilíbrio de discursos em reunião da ONU (Valor Econômico);
  • Clique aqui para acessar o relatório completo: Clipping XP Agro, Alimentos e Bebidas.

Internacional

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Tesla bate recorde

  • Em trimestre com recorde de produção, a Tesla reporta pela primeira vez um lucro acima do US$ 1bi;
  • A NASA fecha contrato de US$ 178mi com a SpaceX para utilizar o foguete Flacon Heavy da companhia em sua nova missão, prevista para outubro de 2024;
  • O setor de nuvem se torna cada vez mais competitivo, na disputa estão as gigantes Amazon, Microsoft, Google, Oracle e IBM;
  • O interesse dos investidores pelo conjunto de padrões e boas práticas, ESG, se intensifica e o valor total de ativos sob gestão no segmento acumula US$ 35,3tri;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 27/07

  • Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo falam sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança;
  • Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance histórica do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP;
  • Por que essas informações são importantes? Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.