XP Expert

Ômicron pode ser mais resistente a vacinas; PEC dos Precatórios vai ao Senado

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,6% | 102.814 Pontos

CÂMBIO +0,1% | 5,60/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa ontem recuperou parcialmente as perdas da última 6ª-feira cotado aos 102.814 pontos, enquanto investidores aguardam novas informações sobre a variante Ômicron. A bolsa brasileira caminhou em sintonia com o mercado lá fora, onde os índices também avançaram na sessão de ontem. O dólar comercial, por sua vez, fechou em alta de +0,14% cotado aos R$ 5,60. As taxas futuras de juros fecharam ontem em queda, após sessão de volatilidade. O tom mais positivo sobre os impactos da variante Ômicron na economia global e o índice IGP-M abaixo do esperado acabou prevalecendo sobre a piora do câmbio. O DI jan/22 fechou em 8,714%; DI jan/24 foi para 11,705%; DI jan/26 encerrou em 11,50%; e DI jan/28 fechou em 11,58%.

Mercados globais hoje, voltaram a negociar no vermelho (EUA -1,2% e Europa -1,3%), puxados principalmente por setores mais cíclicos, como consumo, turismo e indústria automotiva. Depois de uma breve recuperação ontem, o CEO da Moderna, Stephane Bancel, afirmou que as vacinas atuais serão menos eficazes contra a variante Ômicron e que podemos esperar meses até que doses específicas estejam disponíveis em larga escala. Na China (-0,4%), uma melhora nos dados de manufatura também foi ofuscada por notícias negativas do coronavírus e o índice Hang Seng (-1,2%), de empresas offshore, negocia em seu menor patamar desde 2016.

No campo de economia, o Presidente do Fed, Jerome Powell, disse que a variante pode afetar a recuperação econômica, mas também pressionar a inflação. A inflação ao consumidor na Zona do Euro se aproxima de 5%, novo recorde histórico. No Brasil, a PEC dos Precatórios deve ser votado hoje no Senado. O projeto abre espaço para gastos adicionais do governo no próximo ano, pois limita o valor dos precatórios e altera o cálculo do teto de gastos constitucional. Segundo o jornal Estadão, os senadores querem que o governo apoie um programa de renegociação de dívidas tributária (“Refis”) para votar a favor do projeto. Os resultados fiscais de curto prazo seguem positivos, mas a perspectiva é de piora adiante com a desaceleração da economia e a perspectivas de aceleração de gastos em 2022.

Tópicos do dia

Economia

  1. O CEO da Moderna prevê que as vacinas existentes serão menos eficazes no combate à variante Omicron. No Brasil, a PEC dos Precatórios deve ser votado hoje no Senado

Política

  1. Senado americano não chega a acordo sobre primeiro item na agenda após retomada de atividades
  2. Biden descarta lockdown

Empresas

  1. Vale (VALE3): Feedback do Vale Day 2021
  2. Ânima (ANIM3): Posição de Consolidação na Educação Médica
  3. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Mudanças das nossas carteiras recomendadas para o mês de dezembro
  2. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Nissan elétrica

ESG

  1. Carteira ESG XP: Sem alterações no nosso portfólio para dezembro
  2. Investor Day da Vale apresenta foco importante no tema ESG | Café com ESG, 30/11

Veja todos os detalhes

Economia

O CEO da Moderna prevê que as vacinas existentes serão menos eficazes no combate à variante Omicron. No Brasil, a PEC dos Precatórios deve ser votado hoje no Senado

  • O CEO da Moderna, Stephane Bancel, prevê que as vacinas existentes serão menos eficazes no combate à variante Omicron do que às cepas anteriores do coronavírus. Bancel acrescentou que demoraria meses até que as empresas farmacêuticas pudessem fabricar uma nova vacina focada na nova variante. A aversão ao risco voltou a subir, com os mercados de ações e os preços do petróleo em baixa;
  • O presidente do Fed, Jerome Powell, disse em um depoimento ao Congresso que a variante do Omicron ameaça a recuperação econômica dos EUA e pode agravar as pressões inflacionárias;
  • A inflação atingiu um recorde na área do euro. A inflação ao consumidor de novembro atingiu 0,5% na comparação mensal, muito acima das expectativas (0,1%). No comparativo anual, o IPC subiu para 4,9% de 4,1% em outubro. Mesmo assim, os juros dos títulos soberanos da Europa estão em baixa hoje devido a preocupações com a nova variante do coronavírus Omicron;
  • No Brasil, a emenda constitucional “Precatórios” deve ser votada hoje no Senado. O projeto abre espaço para gastos adicionais do governo no próximo ano, pois limita o valor dos precatórios e altera o cálculo do teto de gastos constitucional. Segundo o jornal Estadão, os senadores querem que o governo apoie um programa de renegociação de dívidas tributária (“Refis”) para votar a favor do projeto;
  • O resultado fiscal primário do governo central registrou superávit de R $ 28,2 bilhões em outubro, reduzindo o déficit acumulado em 12 meses para 1,4% do PIB (de 1,8% em setembro). O resultado ficou ligeiramente acima da mediana das expectativas de mercado (R$ 25,8 bilhões) e mantém a trajetória positiva observada ao longo do ano. De forma geral, o resultado positivo de outubro mostra que a recuperação fiscal deste ano continua se beneficiando do aumento cíclico das receitas e de algum controle das despesas. Para 2022 os resultados fiscais devem voltar a piorar com a desaceleração da economia e a perspectiva de aceleração de gastos gerada pela PEC dos Precatórios;
  • No calendário econômico, o destaque hoje são os números do mercado de trabalho de setembro.

Política

Senado americano não chega a acordo sobre primeiro item na agenda após retomada de atividades

  • Senadores americanos não aprovaram o primeiro item na agenda após a retomada de atividades, uma proposta de orçamento para Defesa, que costuma ter apoio bipartidário. O projeto teve 45 votos a favor e 51 em contra em meio a reclamações de republicanos sobre a omissão de emendas propostas pela oposição. O tema reflete ambiente polarizado na Casa e complica ainda mais a difícil agenda de dezembro dos senadores;
  • Vale lembrar que o Senado americano tem até 3 de dezembro para evitar uma paralisação do governo, até meados do mês para extender ou suspender o teto da dívida e democratas buscam também aprovar o Build Back Better Act de USD 1,75 trilhão até o natal.  

Biden descarta lockdown

  • Notamos ainda que Joe Biden descartou lockdown diante da nova cepa da Covid-19, ômicron.

Empresas

Vale (VALE3): Feedback do Vale Day 2021

  • A Vale realizou hoje o “Vale Day 2021” com diretoria executiva da companhia. De maneira geral, o evento teve como foco: (i) o compromisso da Vale em retomar a capacidade plena de minério de ferro; (ii) desafios de metais básicos e oportunidades de crescimento; e (iii) a inovação da Vale na frente de minério de ferro, para ser líder em um mundo voltado a descarbonização;
  • A Vale reduziu (novamente) a projeção de produção de minério de ferro, mas acreditamos que isso já era parcialmente esperado;
  • Vemos a história da Vale como um cabo de guerra entre riscos de curto prazo (principalmente em relação a ainda ter 3 barragens com alto risco de falha) e oportunidades de longo prazo, já que a empresa pode ser líder para os clientes da siderurgia que tentam reduzir sua pegada de carbono, por meio de uma combinação de ativos de alta qualidade e inovações trazidas por P&D;
  • Mantemos nossa recomendação de compra na Vale;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Ânima (ANIM3): Posição de Consolidação na Educação Médica

  • A Ânima anunciou que a DNA Capital investirá R$1B na Inspirali – vertical de escolas de medicina – por uma participação de 25% no negócio;
  • O investimento visa promover a expansão e fortalecer o ecossistema da educação médica;
  • A Inspirali se tornará uma entidade autônoma, e isso pode ajudar a desbloquear valor, pois a Ânima – apesar de ter apenas 37% de seu EBITDA 9M21 vindo da Inspirali – é negociada a R$3,7M por vaga de medicina, enquanto a Afya – uma empresa puramente de escolas de medicina – negocia a R$3,6M por vaga de medicina;
  • A transação também acelerará os esforços de desalavancagem, trazendo a dívida líquida pró-forma sobre o EBITDA para 2,8x (considerando os números do 3T21);
  • Consideramos a transação positiva, pois deve impulsionar o crescimento e a lucratividade da Ânima;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • ‘Open finance’ pode multiplicar tamanho do mercado de seguros. (Valor);
    • Uso de cartões cresce 22% na Black Friday, a R$ 28 bi, diz Abecs. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Black Friday gera alta de 7,1% no faturamento do comércio eletrônico, mas pedidos caem 0,2% (Valor Econômico);
    • Natura Atinge a marca de 90% do portifólio vegano e aposta em metodologias alternativas (Mercado & Consumo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • CNPE mantém percentual de mistura de 10% de biodiesel no diesel em 2022 (Valor);
    • La Nina is Set to Deliver Drought to Argentina’s Soybean Crop (Bloomberg);
    • Food Prices Will Stay Near 10-Year High in 2022, Rabobank Says (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Rentabilidade do setor elétrico entra no azul, após três anos negativos, aponta estudo. (Valor Econômico);
    • Petróleo avança, em recuperação à forte perda da última sessão. (Valor Econômico);
    • Carga recua 3,4% em outubro, aponta ONS. (Canal Energia);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Mudanças das nossas carteiras recomendadas para o mês de dezembro

  • Publicamos as mudanças das nossas carteiras recomendadas para o mês de dezembro. Dado o atual cenário macroeconômico mais desafiador no Brasil e a nova variante do coronavírus, Ômicron, fizemos mudanças nas nossas carteiras recomendadas no sentido de torná-las mais defensivas;
  • Na Carteira Top 10 XP, estamos realizando uma mudança, retirando um nome mais exposto a esse ambiente, para dar espaço a uma ação sobre a qual temos perspectivas mais otimistas (veja link);
  • Na Carteira Top BDR XP, realizamos uma mudança, retirando um nome mais exposto ao cenário em questão, para dar espaço também a um nome mais resiliente (veja link);
  • Na Carteira Top Small Caps XP, não fizemos nenhuma alteração para esse mês (veja link);
  • E por fim, na Carteira Top Dividendos XP, também não realizamos nenhuma alteração em sua composição para dezembro. (veja link).

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Nissan elétrica

  • Nissan deve investir mais de US$ 17bi em EVs;
  • Facebook deve investir mais de US$ 10bi no metaverso;
  • Europa encontra desafios na produção de semicondutores;
  • Investimentos chineses nos EUA e Europa despencaram nos últimos 5 anos;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Carteira ESG XP: Sem alterações no nosso portfólio para dezembro

  • Com o objetivo de ajudar os investidores no processo de alocação de recursos, lançamos em setembro nossa carteira recomendada ESG, combinando 10 nomes que gostamos sob uma perspectiva fundamentalista e que possuem altos padrões ESG;
  • Para dezembro, não estamos fazendo nenhuma alteração na nossa Carteira ESG XP, mantendo as mesmas 10 ações;
  • Clique aqui para acessar o conteúdo.

Investor Day da Vale apresenta foco importante no tema ESG | Café com ESG, 30/11

  • Ontem, o mercado encerrou em território positivo, recuperando parte das perdas de sexta-feira, com o Ibov e o ISE em alta de +0,6% e +0,5%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) a Vale teve ontem seu Investor Day em NY, com parte importante do evento dedicada à temática ESG, e contou com o anuncio de metas sociais por parte da empresa, incluindo objetivos em termos de diversidade de raça e de gênero, como a antecipação de 2030 para 2025 a meta de ter 26% de mulheres no universo e alcançar 40% de negros em posições de liderança até 2026;
  • No internacional, (i) a Nissan, montadora de automóveis japonesa, apresentou ontem um plano de US$ 18 bilhões de dólares para lançar 15 modelos de carros elétricos até 2030 e, assim, correr atrás do atraso na preocupação com questões ambientais, frente a outras montadoras; e (ii) as emissões de gases de efeito estufa da União Europeia tiveram alta de +18% na primavera passada, frente à retomada pós as paralisações devido à pandemia – de abril a junho, as emissões totalizaram 867 milhões tCO2e, um aumento acentuado vs. ano passado, mas ainda abaixo de qualquer trimestre pré-pandêmico e e em uma tendência de longo prazo de redução constante. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.