XP Expert

Novas sanções contra Rússia e próximos passos do FED no centro das atenções

Os EUA anunciaram a proibição de novos investimentos na Rússia e a UE proporá a proibição das importações de carvão russo como parte de um novo pacote de sanções contra Putin.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -2,0% | 118.885 Pontos

CÂMBIO +1,3% | 4,65/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Os EUA anunciaram a proibição de novos investimentos na Rússia e a UE proporá a proibição das importações de carvão russo como parte de um novo pacote de sanções contra Putin. Nos EUA, declarações de altos funcionários do Fed dão suporte a um movimento mais agressivo nas taxas de juros e à redução do balanço do Fed. Nesta quarta-feira, as atas do Fomc serão divulgadas, e Powell sugeriu que conteria detalhes sobre a rapidez com que a redução do balanço do Fed poderia ocorrer.

Brasil

Acompanhando os principais índices americanos, o Ibovespa encerrou o pregão desta terça-feira (05) aos 118.1885 pontos, com a uma queda de 1,97%, a maior desde sete de março. Enquanto o dólar acompanhando o movimento de cautela global subiu ante pares e emergentes, encerrando o pregão com uma alta de 1,11% aos R$ 4,65.

As taxas dos juros futuros apresentaram elevação com a influência do movimento de alta no exterior, principalmente nos rendimentos das treasuries (títulos de dívida americana). A quebra de tendência de queda no câmbio dos últimos dias, com apreciação do dólar frente ao real, também contribuiu para o ajuste de alta nos juros brasileiros. DI jan/23 fechou em 12,71%; DI jan/25 em 11,33%; DI jan/27 encerrou em 11,06%; e DI jan/29 em 11,16%.

Mundo

Mercados globais amanhecem negativos (EUA -0,6% e Europa -1,1%) à medida que os investidores aguardam a divulgação da ata do Federal Reserve, que deverá dar pistas sobre os próximos passos da política monetária americana. Ainda nos EUA, a conselheira do Federal Reserve, Lael Brainard, se pronunciou nesta terça-feira, dando suporte ao aumento da taxa de juros e pontuando que a redução do balanço do banco central americano poderá começar já em maio. Após o pronunciamento houve uma venda generalizada nos mercados, uma vez que a discussão sobre uma possível recessão causada por uma política monetária restritiva ganhou força novamente na pauta dos investidores. Na China, o índice de Hang Seng (-1,9%) encerrou em campo negativo refletindo a contração no PMI de serviços, que por sua vez sinalizou que a política de zero-covid no país começa a prejudicar a atividade econômica. Por fim, a taxa de juros de 10 anos nos EUA amanhece em 2,64%, reverberando os comentários mais contracionistas dos membros do Federal Reserve nesta terça-feira.

Novas sanções contra Rússia

Os membros da UE iniciarão na quarta-feira negociações sobre uma proposta de proibição das importações de carvão russo como parte de um novo pacote de sanções de Bruxelas que inclui um bloqueio às transações com quatro bancos e o corte de ligações de transporte para fechar portos da UE para navios russos e proibir os operadores de transporte rodoviário russos e bielorrussos da região. Os EUA anunciaram a proibição de novos investimentos na Rússia, enquanto aumentam as sanções às instituições financeiras do país, empresas estatais e funcionários do governo.

Reduções de balanço do FED

Lael Brainard, dirigente do banco central dos EUA, disse nesta terça-feira que o Federal Reserve começará uma redução “rápida” de seu balanço de US $ 9 trilhões a partir de sua próxima reunião de política em maio e está preparado para tomar medidas “mais fortes” quando trata-se de aumentar as taxas de juros para reduzir a inflação. Ela também acrescentou que, se justificado pelos dados econômicos, o Fed está preparado para tomar “ação mais forte” quando se trata de apertar a política monetária, sugerindo apoio tácito a movimentos mais agressivos, incluindo dobrar o ritmo em que a taxa de fundos federais é elevada e entregar uma alta de meio ponto nas próximas reuniões.

Reduções de balanço do FED

Na China, o Índice de Gerentes de Compras (PMI) de serviços Caixin caiu de 50,2 em fevereiro  para 42,0 em março, caindo abaixo da marca de 50 pontos que separa crescimento de contração em uma base mensal, enquanto o PMI composto de março do Caixin, que inclui atividades de manufatura e serviços, caiu para 43,9 de 50,1 no mês anterior, sinalizando a redução mais rápida desde o auge do surto de COVID-19 no país em 2020 como resultado do aumento local em casos de coronavírus que restringiram a mobilidade e afetaram a demanda dos consumidores.

Por dentro das divulgações

A agenda de hoje inclui a divulgação das atas do Fomc. O presidente Jay Powell sugeriu que as atas da reunião de política monetária de março conteriam detalhes sobre a rapidez com que o aperto da política monetária poderia ocorrer, incluindo o ritmo de redução do balanço do Fed. Economistas esperam um ritmo eventual de US$ 60 bilhões por mês em títulos do Tesouro e US$ 45 bilhões por mês em títulos garantidos por hipotecas.

Na terça-feira, a Fenabrave, federação nacional de distribuição de veículos automotores, anunciou que as vendas de veículos novos caíram 22,5% em março em relação ao mesmo mês de 2021. Foi o primeiro mês completo em que o setor teve uma redução de 18,5% no alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aplicadas à venda de automóveis. Não foi suficiente, porém, para tirar o mercado do menor resultado desde 2005 no acumulado desde janeiro. Após este resultado, atualizamos nosso rastreador de PIB do primeiro trimestre para 0,4 de 0,5.

Nesta quarta-feira a FGV divulgará o índice de inflação IGP-DI. O consenso do mercado espera um aumento de 2,10 M/M, na esteira de um aumento no petróleo e nas commodities agrícolas.

Veja todos os detalhes

Economia

Os EUA anunciaram a proibição de novos investimentos na Rússia e a UE proporá a proibição das importações de carvão russo como parte de um novo pacote de sanções contra Putin. Nos EUA, declarações de altos funcionários do Fed dão suporte a um movimento mais agressivo nas taxas de juros e à redução do balanço do Fed

  • Os membros da UE iniciarão na quarta-feira negociações sobre uma proposta de proibição das importações de carvão russo como parte de um novo pacote de sanções de Bruxelas que inclui um bloqueio às transações com quatro bancos e o corte de ligações de transporte para fechar portos da UE para navios russos e proibir os operadores de transporte rodoviário russos e bielorrussos da região. Os EUA anunciaram a proibição de novos investimentos na Rússia, enquanto aumentam as sanções às instituições financeiras do país, empresas estatais e funcionários do governo;
  • Lael Brainard, dirigente do banco central dos EUA, disse nesta terça-feira que o Federal Reserve começará uma redução “rápida” de seu balanço de US $ 9 trilhões a partir de sua próxima reunião de política em maio e está preparado para tomar medidas “mais fortes” quando trata-se de aumentar as taxas de juros para reduzir a inflação. Ela também acrescentou que, se justificado pelos dados econômicos, o Fed está preparado para tomar “ação mais forte” quando se trata de apertar a política monetária, sugerindo apoio tácito a movimentos mais agressivos, incluindo dobrar o ritmo em que a taxa de fundos federais é elevada e entregar uma alta de meio ponto nas próximas reuniões;
  • Na China, o Índice de Gerentes de Compras (PMI) de serviços Caixin caiu para 42,0 em março, de 50,2 em fevereiro, caindo abaixo da marca de 50 pontos que separa crescimento de contração em uma base mensal, enquanto o PMI composto de março do Caixin, que inclui atividades de manufatura e serviços, caiu para 43,9 de 50,1 no mês anterior, sinalizando a redução mais rápida desde o auge do surto de COVID-19 no país em 2020 como resultado do aumento local em casos de coronavírus que restringiram a mobilidade e afetaram a demanda dos consumidores;
  • A agenda de hoje inclui a divulgação das atas do Fomc. O presidente Jay Powell sugeriu que as atas da reunião de política monetária de março conteriam detalhes sobre a rapidez com que o aperto da política monetária poderia ocorrer, incluindo o ritmo de redução do balanço do Fed. Economistas esperam um ritmo eventual de US$ 60 bilhões por mês em títulos do Tesouro e US$ 45 bilhões por mês em títulos garantidos por hipotecas;
  • Na terça-feira, a Fenabrave, federação nacional de distribuição de veículos automotores, anunciou que as vendas de veículos novos caíram 22,5% em março em relação ao mesmo mês de 2021. Foi o primeiro mês completo em que o setor teve uma redução de 18,5% no alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aplicadas à venda de automóveis. Não foi suficiente, porém, para tirar o mercado do menor resultado desde 2005 no acumulado desde janeiro. Após este resultado, atualizamos nosso rastreador de PIB do primeiro trimestre para 0,4 de 0,5;
  • Nesta quarta-feira a FGV divulgará o índice de inflação IGP-DI. O consenso do mercado espera um aumento de 2,10 M/M, na esteira de um aumento no petróleo e nas commodities agrícolas.

Política

Após relatos de execuções de civis e outros atos de violência por forças russas, os EUA, a UE e o G7 estão coordenando uma nova rodada de sanções Moscou

  • Os EUA, por exemplo, devem adotar uma medida que proíbe investimentos no país. Na mesma linha, a UE estuda proibir importações de carvão russo;
  • Os aliados planejam ainda ampliar medidas contra instituições financeiras e empresas estatais russas, além de novas sanções contra autoridades russas;
  • Vale notar que Moscou rejeita alegações de crimes de guerra.

Empresas

Educação: Depois da Tempestade (Vem a Calmaria?)

  • Em nossa visão, as perspectivas de curto e médio prazos para o setor são em sua maioria positivas, dadas as expectativas de (i) recuperação do segmento presencial; (ii) crescimento consistente no segmento digital; e (iii) crescimento das escolas de medicina a partir da maturação de vagas e de novas vagas;
    • CSED: Iniciando a cobertura com recomendação de Compra e preço-alvo R$11,4/ação para o fim de 2022, colocando-a como nossa top-pick por valuation (P/L de 8,1x em 2023E);
    • ANIM: Alterando nosso preço-alvo de R$15,0 para o fim de 2021, para um preço-alvo de R$11,2 para o fim de 2022 e mantendo nossa recomendação de Compra;
    • COGN: Alterando nosso preço-alvo de R$5,1 para o fim de 2021, para um preço-alvo de R$3,1 para o fim de 2022 e mantendo nossa recomendação Neutra;
    • SEER: Alterando nosso preço-alvo de R$17,0 para o fim de 2021, para um preço-alvo de R$18,2 para o fim de 2022 e alterando nossa recomendação de Neutra para Compra;
    • YDUQ: Alterando nosso preço-alvo de R$50,7 para o fim de 2021, para um preço-alvo de R$33,7 para o fim de 2022 e mantendo nossa recomendação de Compra.
  • Acesse o relatório completo aqui.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) e Agro, Alimentos e Bebidas.

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Mudanças no Safra; ex-CEO da GetNet vai comandar o SafraPay (Brazil Journal);
    • 100% dos bancos brasileiros colocam cibersegurança como prioridade, diz Febraban (Estadão);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Com investimento em logística, Renner planeja fazer 80% das entregas em até 2 dias. (Mercado&Consumo);
    • Farm lança coleção de calçados em parceria com a Nordstrom. (Mercado&Consumo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Brasil recebe onda final de remessas de fertilizantes russos cruciais (Bloomberg);
    • O Brasil precisa de potássio e Belarus está procurando maneiras de fornecê-lo (Bloomberg);
    • Preço do boi gordo segue em queda no Brasil (Pecsite);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Elon Musk é o novo membro do membro do conselho do Twitter (TWTR34)

  • Elon Musk é o novo membro do conselho do Twitter;
  • Ford reporta desaceleração nas vendas;
  • Carnival registra recorde de reservas;
  • Fluxo de caixa operacional das petrolíferas europeias segue em forte tendência de alta desde o segundo trimestre de 2020;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Fazendo as pazes com os fundos multimercados

  • Conhecidos pelos retornos consistentes de longo prazo e volatilidade controlada, de longe parece uma excelente alocação, não? Mas o que explica o volume expressivo de resgates nos fundos multimercados nos últimos tempos?
  • Descubra os problemas do “efeito manada”, bem como os retornos robustos que os fundos multimercados apresentaram nesse 1º trimestre de 2022, que fez com que esse período se consolidasse como o:
    • O melhor primeiro trimestre dos últimos 7 anos;
    • 4°melhor trimestre do IHFA (índice de fundos multimercados) de toda série histórica desde 2007;
    • Além disso, os Fundos MM das carteiras recomendadas renderam 6,59% contra o IHFA que rendeu 6,50%;
  • Clique aqui e acesse o relatório completo.

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Imediatismo em fundos imobiliáiros (Valor);
    • Confira os melhores fundos imobiliários para abril, segundo 13 corretoras (MoneyTimes);
    • Os FIIs mais recomendados pelos analistas para comprar em abril; fundos de tijolo se destacam (InfoMoney);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Radar ESG | Cruzeiro do Sul (CSED3): No caminho certo; Sólidas iniciativas, com destaque para o pilar Social

  • Vemos a Cruzeiro do Sul bem posicionada na agenda ESG, tanto no que tange à iniciativas, quanto também a divulgação de informações – embora a empresa tenha feito IPO em 2021, a Cruzeiro do Sul já contava com dados relativos à frente ESG bem estruturados e divulgados, em linha com as normas internacionais;
  • Na frente E, vemos positivamente as melhorias de eficiência energética e redução de emissões de gases do efeito estufa, enquanto vale destaque para o pilar S, o mais importante do setor, dadas as sólidas iniciativas e resultados no que tange tópicos relevantes, como qualidade do produto e desenvolvimento de capital humano;
  • Por fim, em G, a Cruzeiro do Sul tem suas ações listadas no Novo Mercado, enquanto vemos grande espaço para evolução em termos de diversidade na liderança. Clique aqui para ler o conteúdo.

Montadoras investem em automóveis mais sustentáveis | Café com ESG, 06/04

  • Na terça-feira, o mercado fechou em território negativo, com o Ibov e o ISE em queda de -2,0% e -2,1%, respectivamente;
  • No internacional, um relatório da consultoria McKinsey mostrou que, de 2021 a 2050 serão necessários, a cada ano, até US$ 3,5 trilhões em gastos adicionais em ativos físicos para a transição para uma economia mais limpa, de ativos de alta para ativos de baixa emissão de carbono;
  • Do lado das empresas, (i) a General Motors e a Honda anunciaram ontem planos que expandem a parceria entre as duas empresas para o desenvolvimento de uma inédita família de veículos elétricos mais acessíveis e pretendem viabilizar a produção, a partir de 2027, de milhões de unidades desta inédita família de veículos elétricos; e (ii) a Mercedes-Benz está trabalhando para aumentar sua independência energética nesta década, fazendo um investimento de três dígitos de milhões de euros em energia solar e solicitando licenças para construir novos parques eólicos na Alemanha. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.