XP Expert

Juros dos títulos dos EUA atingem novas máximas

Juros nos EUA e no Brasil e conflito entre Rússia e Ucrânia são alguns dos temas de maior destaque nesta segunda-feira, 28/03/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,0% | 119.081 Pontos

CÂMBIO -1,7% | 4,74/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaques da semana

Nesta semana, destaque para a publicação do Core PCE Deflator, o indicador de inflação favorito do banco central americano, o Fed. Além disso, também teremos a publicação dos números do mercado de trabalho dos EUA de março: ambas as variáveis são essenciais para a decisão do Fed quanto aos juros no país. Ainda no cenário internacional, Ucrânia e Rússia planejam se reunir esta semana na Turquia, para tentar negociar um cessar-fogo na região; grandes diferenças permanecem, no entanto. Enquanto isso, fortes explosões foram ouvidas em muitas cidades ucranianas durante a noite, de acordo com a agência de notícias Bloomberg.

Mundo

Hoje, bolsas internacionais amanhecem em direção mista (EUA -0,1% e Europa +0,8%), à medida que preocupações com a alta inflação global e os apertos monetários dos bancos centrais ao redor do mundo continuariam impactando negativamente o sentimento dos investidores. Na China, o índice de Hang Seng encerra em alta de 1,3%, impulsionado pelos bons resultados das empresas asiáticas somados ao valuation atrativo em que elas potencialmente se encontram. Contudo, o otimismo foi parcialmente mitigado pelo anúncio de novos lockdowns no país asiático, nesta vez no centro financeiro de Shanghai. Por fim, o petróleo (-3,75%) recua agora pela manhã, em consequência das novas paralisações na China, que poderão impactar a demanda futura pela commodity.

Juros nos EUA

A taxa de juros do título público de 10 anos dos Estados Unidos amanhece negociando próximo a 2,5%, após atingir seu patamar mais alto em quase 3 anos nesta segunda-feira, com investidores acreditando que o Fed precisará acelerar o ritmo da alta de juros. Na semana passada, o presidente do Fed, Powell, sinalizou que a autoridade monetária poderia aumentar o ritmo de aperto para 0.50 pontos percentuais por reunião, se necessário. Além disso, pela primeira vez desde 2006, ocorreu uma inversão entre as taxas de juros dos títulos de 5 e 30 anos, contribuindo para a pressão sob a performance das ações no país.

Juros no Brasil

No Brasil, o presidente do Banco Central (BCB), Roberto Campos, reforçou em entrevista que a taxa Selic em 12,75% é suficiente para trazer a inflação para a trajetória da meta. A sinalização é consistente com as projeções divulgadas no relatório de inflação do BCB na semana passada, mostrando que a inflação pode ficar abaixo da meta em 2024 caso a instituição implemente a trajetória de Selic embutida nas projeções do economista. A taxa Selic está hoje em 11,75%, o que significa que o plano de voo do BCB inclui outra alta de 1pp em maio, seguida de um período de “espera para ver”.

Ações

Desde a sexta-feira à noite, o time de Ações publicou uma série de relatórios, dentre eles: (i) feedback do “Investor Day” da Eve, Subsidiária de eVTOL da Embraer (link); (ii) comentário sobre os resultados neutros da Ânima, em linha com nossas estimativas (link); (iii) feedback do Webinar ESG da Vale, com destaque para o tema da descaracterização das barragens (link).

Veja todos os detalhes

Agenda de resultados

Ânima (ANIM3): Antes da abertura
Auren Energia (AURE3): Antes da abertura
Calendário do 4T21
Temporada de resultados do 4º trimestre 2021 – o que esperar?

Economia

Os juros dos títulos dos EUA atingem novas máximas pós-pandemia, abrindo uma semana importante em termos de dados economicos. No Brasil o presidente do BCB Roberto Campos reforçou que juros em 12,75% são suficientes para trazer inflação para a meta

  • Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA atingiram novas máximas pós-pandemia esta manhã, com investidores acreditando que o Fed precisará acelerar o ritmo da alta de juros. Na semana passada, o presidente do Fed, Powell, sinalizou que a autoridade monetária poderia aumentar o ritmo de aperto para 0.50pp por reunião, se necessário. O Core PCE Deflator, o indicador de inflação favorito do Fed e os números do mercado de trabalho de março serão publicados no final desta semana. Os indicadores provavelmente confirmarão que a inflação continua sob pressão e o mercado de trabalho está superaquecido;
  • Ucrânia e Rússia planejam se reunir esta semana na Turquia, para tentar negociar um cessar-fogo na região. Grandes diferenças permanecem, no entanto. Enquanto isso, fortes explosões foram ouvidas em muitas cidades ucranianas durante a noite, de acordo com a agência de notícias Bloomberg. O Kremlin disse que os comentários do presidente dos EUA Joe Biden pedindo a remoção do presidente russo, Putin, foram “alarmantes”. A guerra na Ucrânia impulsionou os preços das commodities este ano, aumentando as pressões inflacionárias globais;
  • As autoridades chinesas impuseram medidas extremas de lockdown em Xangai, em resposta a um surto recorde de casos de Covid assintomáticos. O governo separou a principal cidade financeira da China em duas partes, bloqueou conexões com o resto do país e está implementando testes em massa. O surto de casos de covid em Xangai é um grande teste para a estratégia da China no combate à pandemia e pode intensificar os desequilíbrios da economia mundial;
  • No Brasil, o presidente do BC Roberto Campos reforçou em entrevista à TV que a taxa Selic em 12,75% é suficiente para trazer a inflação para a trajetória da meta. A sinalização é consistente com as projeções divulgadas no relatório de inflação do BCB na semana passada, mostrando que a inflação pode ficar abaixo da meta em 2024 caso o BCB implemente a trajetória de Selic embutida nas projeções do economista. A taxa Selic está hoje em 11,75%, o que significa que o plano de voo do BCB inclui outra alta de 1pp em maio, seguida de um período de “espera para ver”.

Política

Uma nova rodada de negociações começa nesta segunda-feira (28) entre a Rússia e Ucrânia

  • Em vídeo, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky afirmou que seu governo estaria disposto a adotar neutralidade, se concedida com garantias de segurança oferecidas por outros países, mas não renderia suas forças armadas;
  • Em paralelo, após anunciar que seus esforços militares devem ser concentrados no leste europeu, o ministro de Defesa russo disse que estudam possibilidade de divisão do território ucraniano em modelo que se aproximaria da Coreia do Norte e Coreia do Sul;
  • Vale notar ainda que as tensões entre os EUA e a Rússia continuam em alta. Em discurso na Polônia, Biden gerou polêmica ao dizer  “pelo amor de Deus, esse homem não pode continuar no poder”. O comentário foi criticado por aliados europeus e a Casa Branca minimizou a fala posteriormente, afirmando que o presidente não busca troca de governo na Rússia.  

Empresas

Ânima (ANIM3): Resultados do 4T21 – Resultados neutros em linha com nossas estimativas

  • A Ânima reportou resultado neutro no 4T21, com prejuízo líquido ajustado de R$92M (vs. nossa estimativa de R$99);
    • A receita aumentou 125% A/A principalmente devido às aquisições feitas nos últimos 12 meses, mantendo-se estável em base orgânica;
    • A margem bruta caixa aumentou 0,9 p.p. A/A, para 58,5%, principalmente devido à maturação do modelo acadêmico E2A;
    • A margem EBITDA ajustada foi de 18,8% (+1,3 p.p. A/A; em linha com nossa estimativa), com alguma pressão das despesas de PDD devido (i) à padronização dos critérios contábeis entre as unidades adquiridas e (ii) ao endurecimento dos critérios de renegociação de mensalidades atrasadas;
    • Despesas financeiras líquidas totalizaram R$ 160M (vs. R$46M no 4T20) devido a (i) aumento das taxas de juros e (ii) endividamento líquido incluindo arrendamentos de R$4,8B (vs. R$ 327M no 4T20) gerado pela aquisição da Laureate.
  • Independentemente da pressão sobre os lucros de curto prazo, mantemos nossa visão positiva em relação às ações;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Embraer (EMBR3): Feedback do “Investor Day” da Eve, Subsidiária de eVTOL da Companhia

  • A Eve – subsidiária de eVTOL da Embraer – realizou hoje seu “Investor Day”, contando com a presença da alta administração da empresa;
  • Destacamos:
    • (i) o processo de certificação está em andamento, com a formalização da certificação do tipo “eVTOL” junto à ANAC como primeira etapa alcançada em fev’22, abrindo caminho para um maior compromisso na comprovação do cumprimento das normas técnicas internacionais (entrada em serviço prevista para ocorrer entre 2025-26);
    • (ii) fusão com a SPAC Zanite e listagem de ações com previsão de fechamento no 2T22E; e
    • (iii) produto e modelo de negócios diferenciados, com foco não apenas na venda de aeronaves, mas também em serviços e suporte (operações rentáveis) e fontes de receita complementares.
  • Reiteramos nossa visão positiva sobre a Embraer, suportada no potencial da Eve, que não vemos totalmente precificado;
  • Clique aqui para o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Faturamento do C6 Bank com cartões cresce 900% no ano, maior alta dentre todos os emissores (O Globo);
    • Itaú indica Cesar Gon para conselho de administração e reforça foco em tecnologia (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Receita Federal mira sites de compras estrangeiros. (Folha);
    • Atacarejo cresce e já domina 40% das vendas de alimentos no Brasil. (Estado);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Alta dos combustíveis ainda inquieta o governo (Valor Econômico);
    • Consumo nacional de energia deve crescer 3,7% em abril, na comparação anual. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | NIO, rival chinesa da Tesla, surpreende em receita mas decepciona expectativa de produção

  • Nio, rival chinesa da Tesla, surpreende em receitas, mas decepciona em volume de produção;
  • Faturamento da Meituan supera o consenso, mas indica desaceleração;
  • Novos cortes de produção da GM;
  • Vendas de veículos elétricos saltam 115% ano contra ano em 2021;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • Faltam casas e sobram vagas nas cidades dos galpões (Folha);
    • Ruas mais caras de São Paulo são ilhas de imóveis residenciais (Folha);
    • Como viver de renda de imóveis (casavogue);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Anglo American, gigante global de mineração, anuncia saída do negócio de carvão sul-africano | Café com ESG, 28/03

  • Na sexta-feira, o Ibovespa e o ISE fecharam em campo levemente positivo, subindo +0,02% e +0,5%, respectivamente;
  • No internacional, do lado das empresas, sob pressão de investidores para sair dos negócios de carvão em todo o mundo, a gigante global de mineração Anglo American Plc anunciou a venda de sua participação restante na Thungela Resources, completando sua saída do negócio de carvão sul-africano;
  • Na política, (i) a União Europeia afirmou que não vai afrouxar as metas de sustentabilidade para o setor de aviação apesar do conflito na Ucrânia e do aumento nos preços dos combustíveis, segundo a principal autoridade de transporte do bloco; e (ii) o Reino Unido lançou uma consulta sobre possíveis mudanças em seu sistema de comércio de emissões, incluindo a adição do setor marítimo e o aperto dos limites estabelecidos no esquema para ajudá-lo a atingir sua meta de emissões líquidas zero. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.