Radar Imobiliário XP #47

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em queda de -2,03%, impulsionado negativamente principalmente pelos fundos no segmento recebíveis e ativos logísticos. Sobre os demais índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de -2,05%, o XPFT de -2,91% e XPFP de -1,09%.

No Brasil, em política fiscal, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou na 5ª feira que a PEC dos Precatórios, emenda constitucional que altera o teto de gastos para permitir o aumento dos gastos sociais no próximo ano, é uma prioridade, mas não necessariamente será votada semana que vem.

No campo dos indicadores econômicos, foi divulgado a prévia da inflação em novembro, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor 15 (IPCA-15) e divulgado pelo IBGE, subiu 1,17%, impulsionada pelas fortes altas nos preços dos combustíveis. O acumulado no ano foi de 9,57% e, em 12 meses, de 10,73%, acima dos 10,34% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Com isso, o mercado discute se o Banco Central irá acelerar o ritmo de aperto monetário. Os economistas da XP, no entanto, acreditam que o a autoridade monetária vai manter o ritmo de 1,5p.p. em sua reunião de dezembro.

Em relação aos fundos imobiliários, nessa semana observamos pressões nas cotas dos fundos imobiliários no mercado secundário.  Em geral, não identificamos nenhum motivo específico no âmbito dos fundos que possa justificar esse movimento, entretanto, como já mencionado, uma inflação maior do que o esperado, pode reforçar a percepção de maior vigor no ritmo de aumento de juros por parte do Banco Central, podendo causar uma percepção negativa para o investidor e um maior fluxo financeiro para ativos de renda fixa.

Sexta-feira | Dia 26/11

Banco Central vê sinais de excessos no mercado imobiliário de diversos países (Valor)

Juros curtos recuam após IPCA-15; juros intermediários e longos avançam (Valor)

Central de FIIs: fundos imobiliários destoam do mercado e fecham sessão em leve queda (Infomoney)

Queridinhos de quem busca renda passiva, fundos imobiliários estão “amassados” (Folha)

Investorcast XP | Perspectiva para os fundos imobiliários: Desafios e oportunidades (ExpertXP)

Quinta-feira | Dia 25/11

Como é o trabalho no modelo híbrido (Valor)

Central de FIIs: perdas do Ifix já superam 11% em 2021 (Infomoney)

A estratégia do Credit Suisse nos residenciais para renda (BrazilJournal)

Relatório de Análise – Mogno Fundo de Fundos (MGFF11) (ExpertXP)

Entenda como o FIAGRO pode compor uma carteira de investimentos (ExpertXP)

BRCO11 – Positivo: o fundo comunicou que, em decorrência da solicitação de novas benfeitorias no Imóvel WHIRLPOOL SÃO PAULO, celebrou o Sexto Aditamento do Contrato de Locação com a WHIRLPOOL S.A.
As benfeitorias demandarão um investimento de até R$17 milhões, que será suportado com os recursos disponíveis do caixa do Fundo. Caso haja necessidade, o Fundo poderá realizar uma cessão de recebíveis, nos termos do Regulamento vigente, que poderá ser lastro para uma emissão de Certificado de Recebíveis Imobiliários. A duração estimada das obras é de 6 meses, com previsão de entrega para maio de 2022.
Como contrapartida, o valor do aluguel vigente será ajustado por um Cap Rate de 11,0% em relação ao valor do investimento indicado e representará um acréscimo de, aproximadamente, R$ 0,01 por cota do Fundo ao mês. Além do aumento do valor do aluguel, o contrato de locação teve seu prazo de vigência estendido de 18/01/2030 para 31/10/2034.

Quarta-feira | Dia 24/11

Crédito imobiliário perde ímpeto, mas mercado descarta nova crise (Valor)

5 indicadores para escolher os melhores fundos imobiliários (Infomoney)

Imóveis terão recorde de lançamentos e de vendas em 2021, diz Cbic (Suno)

Financiamento imobiliário com recursos da poupança cresce 23,7% em outubro, diz Abecip (BRinvesting)

Relatório de pré-emissão | FG/Agro Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (FGAA11) (ExpertXP)

RCRB11- comunicado:  o fundo realizou o pagamento de R$ 24.057.500, referente ao sinal da operação de aquisição de 4.863,7 m² de área BOMA do Edifício JK Financial Center, correspondente aos andares 8º, 9º, 10º, 11º e 12º e respectivas vagas de garagem. O Fundo já era proprietário de 6 andares do Edifício, com participação de 39%, e com esta aquisição passa a ser proprietário de 10.411,5 m², ou aproximadamente 73% do Edifício, tornando-se investidor majoritário do Edifício. Os recursos para a realização do pagamento do Sinal são provenientes de caixa e recursos de reciclagem do portfólio atualmente em curso, com a alienação de dois andares do Edifício Cetenco Plaza concluída no início deste mês de novembro. O pagamento restante, no montante de cerca de 80% do valor da transação, será realizado por meio de securitização de recebíveis imobiliários, quando assinada a Escritura de Compra e Venda e concluída a operação.

RBRP11 – positivo: o fundo celebrou um contrato de locação com a “1, 2, 3 Marketing de Eventos”, uma área equivalente a 1.461m², referente ao 19º andar do Edifício River One, localizado na Rua Gerivatiba, nº 207, Pinheiros, São Paulo – SP.

Terça-feira | Dia 23/11

Deterioração das expectativas de inflação faz juro curto disparar (Valor)

Este fundo imobiliário pode pagar 12% em dividendos por ano, calcula XP (Moneytimes)

Central de FIIs: Ifix inicia semana em queda e já acumula perdas acima de 10% no ano (InfoMoney)

Relatório de Análise – FII Mauá Capital Recebíveis Imobiliários (MCCI11) (ExpertXP)

HFOF11  – Comunicado: o fundou comunicou o encerramento da oferta restrita. Dessa forma, foram distribuídas, na 11ª Emissão, um total de 12.007 cotas, equivalente a um montante de R$ 1.059.377 (um milhão, cinquenta e nove mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e um centavos), e encerrada a oferta pública.

Segunda-feira | Dia 22/11

Economistas do ‘top 5’ veem Selic próxima a 12% (Valor)

Problema da China não é no setor imobiliário, mas armadilha da renda média, diz Âmago Capital (Valor)

Central de FIIs: Ifix sobe 0,12%, mas não evita a quinta semana consecutiva de queda (InfoMoney)

Agências bancárias, universidades, desenvolvimento: conheça os “lobos solitários” dos fundos imobiliários (InfoMoney)

RECT11 – Positivo: o fundo celebrou um contrato de locação para a locação dos conjuntos 81 e 82 no Condomínio Edifício Parque Ana Costa, situado em Santos/SP, na Avenida Dona Ana Costa, nº 433, CEP 11060-003, pelo prazo de 3 (três) anos. A área alugada corresponde a 291,54 m².

GGRC11 – Neutro: O fundo comunicou a suspensão, por prazo indeterminado, o atual cronograma da Oferta Restrita, divulgado no Fato Relevante datado de 25 de outubro de 2021, em virtude das atuais condições adversas do mercado.

VILG11 – Positivo: fundo adquiriu 100% do empreendimento denominado Alianza Park (“Ativo”). O ativo, que constava na destinação de recursos da 6ª emissão de cotas do Fundo, possui 48.860 m² de Área Bruta Locável (“ABL Total”) e é um condomínio logístico composto por 5 galpões modulares. O imóvel possui, ainda, uma área de expansão com ABL Potencial de aproximadamente 45.500 m². O valor total da transação foi de R$ 135 milhões. Nessa transação, a gestora estima um cap rate de 9,0% para os próximos 12 meses.
Desenvolvido em 2015, o condomínio fica localizado em Benevides, na região metropolitana da capital paraense, a menos de 20 quilômetros de Belém-PA. O ativo encontra-se locado a 11 locatários, com operações de empresas relevantes como Mercado Livre e B2W, reforçando um importante pilar do fundo, que é a exposição a locatários do segmento de e-commerce. Além disso, o empreendimento possui outros locatários de primeira linha como DHL, Panpharma e as farmacêuticas Extrafarma e Prati-Donaduzzi. Os contratos de locação do Ativo são típicos e apresentam um WAULT de 3,7 anos.
A transação contou com uma estrutura de securitização para pagamento a prazo de 100% do preço, corrigido a uma taxa de IPCA + 6,5% ao longo de 15 anos

Últimos Relatórios

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.