Entenda como o FIAGRO pode compor uma carteira de investimentos

Artigo escrito pela Paola Torresan da FG/A


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Oportunidade de participar do setor do Agronegócio

O agronegócio é responsável por mais de ¼ do PIB brasileiro e posiciona o país como uma das maiores potências mundiais do setor, além de ser grande produtor e exportador de diferentes mercadorias. Com o Fiagro — os Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais —, todos os investidores podem acessar o agronegócio e fazer parte do crescimento desse importante setor.

De acordo com dados da OMC, em 2020, o Brasil foi o terceiro maior exportador de produtos agrícolas e atingiu um volume de mais de US$ 81 bilhões. Esse valor representa uma fatia de 5% do comércio mundial no setor agro. Além disso, o Brasil se destaca na liderança mundial de exportações nos mercados de açúcar, etanol biocombustível, café, suco de laranja, soja, carne de frango, carne bovina e milho, segundo dados do USDA (United States Department of Agriculture).

O destaque do Brasil no agronegócio mundial se deve a uma série de vantagens competitivas em relação aos principais produtores do mundo, relacionadas ao clima, tipo de solo, nível de mecanização, disponibilidade de áreas e eficiência industrial. O grande volume de exportações favorece o agro brasileiro em ciclos econômicos de desvalorização da moeda, potencializando os resultados dos participantes do agronegócio. Por outro lado, os diferenciais oferecem resiliência ao setor em momentos de margens menores.

Devido às características e relevância da agropecuária brasileira ao longo do tempo, esse setor tem sido estratégico. Em vários momentos da história, o agro demonstrou seu papel anticíclico no Brasil e foi o principal elemento que estimulou a economia. Ou seja, a alocação no setor pode ser uma boa estratégia para proteção em momentos de instabilidade econômica.

Investimento estratégico: defesa e diversificação

O Fiagro foi enquadrado e dividido em três categorias já existentes: o Fiagro-FIDC, Fiagro-FIP e Fiagro-FII. Os dois primeiros tipos são destinados ao investidor qualificado e/ou profissional, enquanto o Fiagro-FII pode ser acessado pelo investidor de varejo. Para quem busca a diversificação da carteira com ativos do setor agro — o mais representativo do país —, o Fiagro pode gerar resultados satisfatórios. É possível participar do setor com pouco capital, colhendo os frutos dos investimentos no setor produtivo rural e em propriedades rurais.

Quanto à remuneração, a possibilidade de escolher papéis indexados a taxas como o CDI e IPCA, acrescidos do spread de risco e da isenção de Imposto de Renda, permite que as gestoras entreguem remuneração maior ao investidor se comparada a outros investimentos. Com o aumento expressivo da taxa básica de juros nos últimos meses, os fundos atrelados ao CDI podem apresentar retornos atrativos e gerar um estímulo ao investidor que quer usufruir desse período de alta da Selic, que atingiu 7,75% a.a. na última reunião do Copom e segue com perspectiva de novos aumentos.

Além da possibilidade de diversificação alocando no setor, o uso do CDI no patamar atual também pode se mostrar uma vantagem no cenário econômico vigente como um mecanismo de defesa da carteira de investimentos. Com a instabilidade do mercado e queda do Ibovespa, o Fiagro pode ser utilizado como um ativo para equilíbrio e proteção da carteira.

Abaixo um gráfico ilustrativo do histórico comparativo dos dados do CDI e Ibovespa, em base 100, desde 2010. Ao final do período, em novembro de 2021, é possível observar uma rentabilidade 75,7% superior quando comparado o índice CDI frente ao Ibovespa e 59,1% quando consideramos CDI líquido de imposto de renda, também em relação ao Ibovespa. A diferença é ainda mais significativa quando, na rentabilidade, é acrescido um spread de crédito (comumente encontrado em papéis de crédito privado), gerando valor aos investidores no longo prazo.

Fonte: Economatica

Hoje já existem 11 Fiagros registrados na Bolsa de Valores. Alguns nomes como a gestora Riza, XP Asset, Valora, Galápagos, FG/A, Canvas, Santa Fé Investimentos, dentre outras, já estão com ofertas em andamento para viabilizar o acesso do investidor ao agronegócio. Adicionalmente, é possível observar uma maior aderência dos fundos ao indexador CDI, devido sua capacidade de distribuir ao investidor os juros obtidos mensalmente, diferente do IPCA, que incorpora uma parcela relativa à inflação no capital e não é distribuído.

Manutenção da isenção de Imposto de Renda

Uma polêmica que cercou o Fiagro durante a fase de trâmites da legislação foi o veto à isenção do Imposto de Renda para pessoa física na distribuição dos dividendos, um dos maiores atrativos desse tipo de fundo. No entanto, no início de junho, os vetos foram derrubados pelo Congresso Nacional e hoje o Fiagro segue sendo isento de IR.

A regulamentação do Fiagro foi inspirada nos conhecidos Fundos Imobiliários, com diversas adaptações ao setor do agronegócio que tornassem os Fundos do Agronegócio ainda mais interessantes. Assim como os FIIs, os dividendos do Fiagro não serão taxados no Imposto de Renda, sendo uma oportunidade de geração de renda periodicamente.

Sob a ótica do investidor, o Fiagro veio de encontro às necessidades da sociedade interessada no agro, que terá agora mais uma opção de investimento com a possibilidade de participar desse relevante setor. Agora, o investidor pode fazer parte do crescimento do agronegócio, responsável por grande parcela da economia brasileira e imprescindível para sua soberania nacional, além de ser altamente rentável. 

Por fim, como em qualquer outro fundo, é preciso se empenhar em conhecer tanto a gestora como o que está na carteira para a tomada de decisão assertiva.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.