XP Expert

Fundos imobiliários: Aprenda como viver de renda com os FII estáveis que pagam dividendos acima do esperado: Radar Imobiliário #82

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Cotações

Gráfico de Cotação IFIX


Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em alta de 0,74%, impulsionado pelos segmentos de Ativos Logísticos, Recebíveis e Shoppings. Quanto aos índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de 0,99%, o XPFT de 1,45% e o XPFP de 0,49%, enquanto o IBOV apresentou uma performance de 4,29%.

Nos mercados globais, a semana teve como destaque a decisão de política monetária do Federal Reserve, nos EUA, que decidiu por uma elevação de 0,75 pontos percentuais de sua taxa de juros de referência, para o intervalo entre 2,25% e 2,50%. Após o anúncio, foi divulgado o PIB do segundo trimestre dos EUA, que contraiu -0,9%, em linha com a expectativa da XP e configurando uma recessão técnica, já que é o segundo trimestre consecutivo de contração. Os economistas da XP acreditam que a recessão será moderada, e esperam crescimento da economia norte-americana de 1,6% em 2022 e 1,5% em 2023, além de preverem novas altas de 0,50 p.p. e 0,25 p.p. nas próximas reuniões de política monetária, em setembro e novembro deste ano, respectivamente. A semana também teve a divulgação do PIB da Zona do Euro, que cresceu 0,7% na comparação trimestral, acima do consenso de mercado, de 0,2%. Já o Fundo Monetário Internacional cortou mais uma vez sua previsão de crescimento global em 2022, de 3,6% para 3,2%, e a previsão para 2023, de 3,6% para 2,9%, citando os riscos negativos da alta inflação e da guerra na Ucrânia, além dos efeitos da política monetária mais apertada nos países desenvolvidos.

No noticiário econômico brasileiro, tivemos a divulgação do IPCA-15 de julho, que subiu 0,13%, levemente abaixo da projeção do mercado e da XP, de 0,16%. A leitura é a primeira a observar o impacto das medidas recentes de redução de impostos, e chegou a observar deflação nos preços de eletricidade. O componente dos preços dos serviços, entretanto, teve forte alta de 0,84%. Já o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), também divulgado nesta semana, registrou inflação de 0,21% em julho, ante 0,59% em junho, acumulando alta de 8,39% no ano e de 10,08% em 12 meses. Por sua vez, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 1,16% em julho, ante 2,81% em junho, afetado principalmente pelos preços de mão de obra. O índice acumula alta de 8,44% no ano e 11,66% nos últimos 12 meses. Nesta sexta-feira, foram divulgados pelo IBGE dados da PNAD, que informaram um declínio de 0,5 pontos percentuais da taxa de desemprego, que fechou o mês de junho em 9,3%, em linha com a expectativa da XP e do mercado, e com crescimento da população empregada de 790 mil.

A semana da política nacional foi de relativa calmaria devido à segunda e última semana de recesso parlamentar. O período teve também avanço no calendário das convenções partidárias, com a oficialização dos candidatos presidenciais do PL e MDB para as eleições deste ano. Na imprensa brasileira, teve destaque a carta em defesa das urnas eletrônicas e da democracia, manifesto criado na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) que ganhou assinaturas de representantes das áreas jurídica, empresarial e financeira nacionais, superou o patamar de 165 mil assinaturas e já sofreu mais de 2 mil tentativas de ataques hackers.

No âmbito dos fundos imobiliários, publicamos hoje a nossa carteira recomendada de FIIs para agosto de 2022, na qual mantemos uma maior alocação em FIIs de caráter mais defensivo, como fundos de recebíveis, porém com pequenas alterações no rebalanceamento dos fundos visando um melhor rendimento nesse mês, dado que esperamos uma desaceleração nos níveis de inflação, e aproveitando os níveis de taxas de juros se aproximando do final do ciclo de aumentos de política monetária. Clique aqui para acessar a página.


Sexta-Feira | Dia 29/07

Mercados

Potencial de valorização de quase 70%: Confira os fundos imobiliários de escritório recomendados pelo BTG Pactual para agosto

O BTG Pactual divulgou seu relatório de cobertura de fundos imobiliários (FIIs) de tijolo para agosto de 2022. No documento, o banco recomenda a compra de sete fundos de lajes corporativas, com potencial de valorização entre 6,5% e 69,6%.


Em quanto tempo seu dinheiro dobra investindo em fundos imobiliários?

Se você aplicar R$ 10 mil em fundos de investimento imobiliário (FIIs), em quanto tempo você estará com R$ 20 mil? Para responder essa pergunta, fiz um levantamento da rentabilidade atual dos 70 FIIs mais negociados do país.


MXRF11 atribui o resultado menor em junho às permutas financeiras

O fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) teve resultado menor em junho. A gestora divulgou nesta quarta-feira (27) seus investimentos e rendimentos mensais, explicando que a menor arrecadação do book de permutas financeiras justifica o resultado inferior em junho.


O que é cap rate e qual a sua relação com os FIIs

Entenda o que é cap rate e como o cálculo é feito para mensurar o retorno do capital em relação ao montante investido


CVM diz que decisão sobre fundo imobiliário ‘é inicial e passível de recurso’

Sobre o argumento de quebra de sigilo bancário, utilizado como comparação pela Suno


Economia

Redução do preço da gasolina pode levar a IPCA negativo em agosto, dizem economistas

A Petrobras informou que reduzirá o preço médio do litro da gasolina vendida nas refinarias às distribuidoras


Agenda do dia: PIB dos EUA no 2º trimestre; FGV divulga IGP-M; Ministério da Economia anuncia Caged

Confira o que você precisa saber e acompanhar nesta quinta-feira


Quinta-Feira | Dia 28/07

Mercados

Rumo a R$ 1 milhão em FIIs: conheça a estratégia de Gabriel Porto, que começou a construir patrimônio com R$ 1 mil

No Liga de FIIs, o influenciador detalhou a estratégia e deu dicas para os investidores iniciantes


Conheça os 35 fundos imobiliários com rentabilidade acima da Selic

Levantamento realizado pela Monett mostra que os FIIs de papel entregam a maior rentabilidade ao investidor


Gestores questionam regras em fundos imobiliários

Um embate entre Banestes e Suno expõe desafios regulatórios em relação ao sigilo de convocação de assembleia, direito político do aluguel e atuação de influencers


LOG cresce com novos projetos e locações

Companhia também registrou recorde de entrega de área bruta locável no trimestre


Economia

FMI corta projeção de crescimento global; no Brasil, IPCA-15 vem abaixo do esperado pelo mercado

IPCA-15 e corte na previsão de crescimento do FMI são alguns dos temas de maior destaque nesta quarta-feira, 27/07/2022


J.P. Morgan eleva projeção de Selic para 2022; veja avaliação

De acordo com os economistas do banco, o BC deve entregar uma alta menor, de 0,25 ponto percentual na reunião de setembro, já que sinais mais concretos de desaceleração da economia devem ficar mais cada vez mais claros


Quarta-Feira | Dia 27/07

Mercados

Segmento residencial: há espaço na indústria de fundos imobiliários?

Acreditamos que o segmento entrará em ‘velocidade de cruzeiro’ quando os FIIs tiverem um patrimônio robusto


Especialista fala sobre investimento em imóveis durante pandemia

Mesmo com alguns imprevistos, o mercado da construção civil segue aquecido na Baixada Santista. Pensando nisso, muitas dúvidas pairam sobre o investimento em imóveis neste momento pós-pandemia.


PIPELINE: Gestores questionam regras em fundos imobiliários

Regulamentação não é clara sobre a identificação de um cotista que pede assembleia, causando avaliações divergentes no mercado


L’Oréal anuncia novo desenho logístico para operações no Brasil; troca de galpão deve impactar FII

A L’Oréal anunciou, em entrevista ao Valor Econômico, um novo desenho logístico para suas operações no Brasil. A fabricante francesa de cosméticos mudou seu centro de distribuição da região metropolitana do Rio de Janeiro para Jarinu, município a 75 km da cidade de São Paulo.


Economia

Queda no ICMS de combustível e energia impulsionou desaceleração do IPCA-15, diz economista

Economista-chefe do Inter, Rafaela Vitória, avalia que o grupo alimentação também deve apresentar queda nos próximos meses


Banco Central deve subir Selic mesmo com desaceleração na prévia da inflação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu 0,13% em julho. A prévia da inflação agradou o mercado, já que a taxa ficou abaixo da registrada no mês passado, de 0,69%, e é a menor variação mensal do indicador desde junho de 2020.


FATOS RELEVANTES 

HGLG11: Positivo – O fundo vem divulgar aos cotistas e ao mercado em geral que firmou com a LOG COMMERCIAL PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A., 2 instrumentos, CCV e SPA adiante definidos, que compreendem negócios interligados, por meio dos quais formalizou a aquisição de ativos logísticos localizados na cidade de Betim, estado de Minas Gerais, pelo preço conjunto atual de R$ 453.436.254,00. 
Neste sentido, o Fundo firmou o Instrumento Particular de Compromisso de Compra e Venda de Imóvel por meio do qual se comprometeu, atendidas determinadas condições precedentes, a adquirir pelo valor total de R$244.327.860,00, equivalente a aproximadamente R$ 2.552,26/m², a totalidade do imóvel logístico descrito abaixo. O Preço BTS será corrigido pelo INCC a partir de julho de 2022, correção esta que está limitada ao dia 15 de outubro de 2022 ou à data de entrega do Imóvel BTS, o que ocorrer primeiro. O CCV também determina um ajuste de preço, o qual será apurado no momento da outorga da escritura definitiva, sendo que tal ajuste será acrescido ao Preço BTS e nesta data foi calculado em R$ 5.138.469,00. 
O imóvel objeto do CCV é um ativo logístico monousuário, atualmente em construção na modalidade Built To Suit, com área bruta locável de 95.730 m², integralmente locado para empresa de grande porte, com previsão de conclusão de construção no 3º trimestre de 2022(“Imóvel BTS”).
Concomitante à assinatura do CCV, o Fundo firmou, nesta data, o Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças (“SPA”) por meio do qual se comprometeu, atendidas determinadas condições precedentes, a adquirir pelo valor total de R$ 209.108.394,00, equivalente a aproximadamente R$ 3.166,37/m² (“Preço Condomínio”), 47,88% das ações de companhia que detém o empreendimento detalhado abaixo (“SPE”). 
A SPE detém o seguinte empreendimento: (I) Condomínio logístico multiusuário com 8 galpões logísticos construídos e alugados, com área bruta locável de 137.929 m², que estão locados para empresas de grande e médio porte (“Condomínio Logístico”).

Terça-Feira | Dia 26/07

Mercados

Dividendos de FIIs: confira os maiores pagadores de julho; HGLG11 rende 2% e lidera

No acumulado dos últimos 12 meses, o Valora Hedge Fund (VGHF11) segue com a maior taxa de retorno


Cotistas do BTRA11 receberão R$ 0,7000 em rendimentos

O fundo imobiliário FDO INV IMOB BTG PACTUAL TERRAS AGRÍCOLAS (BTRA11) anunciou nesta sexta-feira (22) o pagamento de R$ 0,7000 por cota em rendimentos em julho.


Caixa é notificada pela B3 a explicar aumento de negociações em fundo imobiliário

O Índice de fundos imobiliários da B3 (Ifix) encerrou a sessão desta segunda-feira (25) praticamente estável, com leve queda de 0,01%, aos 2.792 pontos. O fundo de lajes corporativas Vinci Offices (VINO11) apresentou o melhor desempenho do dia, com alta de 3%. O destaque negativo ficou para RBR Properties (RBRP11), com queda de 4,66%.


Aliansce Sonae levará sinergias comerciais a Shopping Eldorado, diz Bradesco BBI

O banco destaca que o Eldorado é um dos shoppings familiares mais importantes da cidade de São Paulo


Economia

Destaques da semana incluem Fed, PIB dos EUA, IPCA-15 do Brasil e temporada de resultados

Destaques da semana incluem Fed, PIB dos EUA, IPCA-15 do Brasil e temporada de resultados


Brasil vs EUA: a alta de juros, o risco de inflação e o mercado imobiliário

Com olhar atento às decisões de políticas monetárias globais, muitos investidores já entendem o que todos esses movimentos significam: volatilidade e incerteza. Para o mercado imobiliário, se direcionarmos o olhar para o real estate americano, a leitura macroeconômica pode ser diferente – e positiva


FATOS RELEVANTES 

HGRU11: Positivo -  O fundo vem divulgar aos cotistas e ao mercado em geral que, em complemento ao Fato Relevante publicado em 30 de junho de 2022, firmou a Escritura Pública de Compra e Venda, por meio da qual concluiu a venda da loja detida pelo Fundo, localizada na cidade de Garça, estado de São Paulo, locada para a Casas Pernambucanas. A escritura foi lavrada concomitantemente ao recebimento integral do preço de alienação do Imóvel, conforme descrito abaixo:
(i) Parcela CVC: R$ 1.625.000,00, já recebidos em 30 de junho de 2022; 
(ii) Parcela Final: R$ 1.625.000,00, recebidos nesta data. 
O Imóvel foi adquirido em 6 de novembro de 2020, e, até a presente data, o investimento total do Fundo no Imóvel, considerando os custos de aquisição, custos de transação e benfeitorias, foi de R$ 2.393.879,77, equivalente a R$ 6.405,03/m². Com isso a transação gerou um lucro em regime de caixa de R$ 856.120,23, equivalente a aproximadamente R$ 0,05 por cota. 
O Preço de venda do Imóvel é 36% superior ao valor investido, 97% superior ao valor de laudo do Imóvel em 2021 e 86% superior ao valor do laudo de aquisição datado de 2020. A taxa interna de retorno anualizada da transação é de aproximadamente 26,1%.

PATC11: Positivo - O fundo vem divulgar aos cotistas e ao mercado em geral que, nos termos do Fato Relevante divulgado em 26 de maio de 2022, o Fundo celebrou, após cumprimento das condições precedentes acordadas no Contrato de Venda e Compra (CVC), Escritura de Compra e Venda de Imóveis referente a alienação do conjunto nº 12 do edifício denominado “Icon Faria Lima”, localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3.311, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, de propriedade do Fundo, tendo o Fundo recebido o valor total da venda correspondente a R$ 12.500.000,00, pagos integralmente na presente data.
Esta transação gerou ao Fundo retorno líquido (TIR) de 16,9% e lucro com ganho de capital equivalente a R$ 0,70/cota, valor que será distribuído ao longo do segundo semestre de 2022, de forma a manter os rendimentos lineares.

Segunda-Feira | Dia 25/07

Mercados

10+ | Panorama e recomendações para FIIs são destaque da semana

Em mais uma semana, fica claro que informação de qualidade é o mais importante na tomada de decisão, independentemente do momento e do conhecimento do leitor


FII de renda residencial RBRS11 prevê retorno de até 10% ao ano com novos apartamentos

Juros elevados preocupam especialistas, que ainda se dizem pessimistas com o segmento


FIIs: Novas Regras para Ofertas Públicas Podem Trazer mais Liquidez

A autarquia editou 4 de suas resoluções com o objetivo de dar mais flexibilidade e agilidade nas operações do mercado de capitais.


Cotistas do BCRI11 desistem novamente de assembleia para trocar gestão do FII; fundo quer nome dos autores da proposta

É a segunda vez que o grupo de investidores pede a convocação do encontro e, dias depois, desiste


Economia

Por que as projeções de inflação do BC e do mercado estão mais descoladas?

Enquanto o BC ainda vê espaço para levar o IPCA para o nível ao “redor da meta” em 2023, o caso já é dado como perdido por bancos e consultorias


Recessão, inflação, ou um pouco de cada?

No curto prazo, o mercado é movido por narrativas. E 2022, em especial, tem sido muito dominado pelo ambiente Macroeconômico e geopolítico global. A narrativa atual parece estar migrando de inflação alta e persistente para uma recessão global. O que esperar dos mercados nesses cenários, e quais impactos para o Brasil?


FATOS RELEVANTES 

HGRU11: Positivo - O fundo vem divulgar aos cotistas e ao mercado em geral que firmou um Contrato de Compromisso de Venda e Compra e Outros Pactos por meio do qual formalizou o compromisso irrevogável e irretratável de venda de uma loja detida pelo Fundo, localizada na cidade de São José dos Campos, estado de São Paulo, locada para a Casas Pernambucanas. 
A alienação do Imóvel se dará pelo preço total de R$ 13.000.000,00, integralmente recebido pelo Fundo nesta data. O Preço recebido pelo Fundo é equivalente a R$ 7.880,79/m². O Imóvel foi adquirido em 6 de novembro de 2020, e, até a presente data, o investimento total do Fundo no Imóvel, considerando custos de aquisição, custos de transação e benfeitorias, foi de R$ 9.275.616,31, equivalente a R$ 5.623,02/m². Com isso, a transação gerou um lucro em regime de caixa de R$ 3.724.383,69, equivalente a aproximadamente R$ 0,20/cota. 
O Preço de venda do Imóvel é 40% superior ao valor investido, 35% superior ao valor de laudo do Imóvel em 2021 e 29% superior ao valor do laudo de aquisição datado de 2020. A taxa interna de retorno anualizada da transação é de aproximadamente 27,5%. A partir dessa data, o comprador fará jus ao aluguel mensal de R$ 65.029,70, equivalente a aproximadamente R$ 0,004 por cota.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.