O que título de capitalização: vale a pena investir?

Se alguém um dia oferecer um título de capitalização como um bom investimento, desconfie; saiba por que neste conteúdo


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O que título de capitalização: vale a pena investir?

Se alguém um dia oferecer um título de capitalização como um bom investimento, desconfie! Saiba por que neste conteúdo.

O título de capitalização é regulamentado pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) e geralmente é oferecido por bancos, mas não pode ser confundido com investimento.

Continue a leitura e entenda o que é título de capitalização e as principais informações para conhecer antes de investir. Confira!

O que é um Título de Capitalização?

Título de capitalização são títulos de crédito regulamentados pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), com prazos e entregas regulamentados em contrato. Esses títulos são comumente vendidos como um produto de premiação.

Ao aceitar esta aplicação, você passa a concorrer com outras pessoas por determinados prêmios até uma data limite, em um modelo de sorteio.  Caso você seja contemplado, você leva um prêmio, mas, independentemente disso, o seu saldo alocado não tem nenhum tipo de remuneração até o vencimento.

Inclusive, quem arca com os custos do sorteio e com as despesas administrativas da sociedade de capitalização é você.

Visualizando a estrutura do título de capitalização fica mais claro o entendimento de que ele não é um investimento. Entenda como o produto é dividido:

  • Cota de Carregamento: Representa em média 10% do valor aportado e é utilizado para cobrir os cursos do administrador.
  • Cota de Sorteio: Sendo 15% em média do valor aportado, este montante é direcionado para custear os prêmios que serão distribuídos em cada série. Estas séries ficam especificadas nas Condições Gerais do Título de Capitalização, um documento com todas as informações essenciais do ativo.
  • Cota de Capitalização: Esta parcela deve representar no mínimo 70% do valor aportado e é a única parcela do saldo que fica sendo corrigida para o investidor dentro do prazo estabelecido, informação também disponibilizada nas Condições Gerais.

Tipos de títulos de capitalização

Você já entendeu o que é título de capitalização, conheça agora os seus tipos. São eles:

  • Compra programada: ao contratar o título de capitalização, você escolherá o valor pago no término da vigência. Também há sorteios, no qual o ganhador recebe o saldo aplicado mais o pagamento;
  • Filantropia premiável: o consumidor participa de sorteios e tem a opção de contribuir com entidades beneficentes de assistência social;
  • Tradicional: ao final da vigência, o titular recebe todo o valor dos pagamentos realizados em dia;
  • Popular: durante a vigência do contrato, o dono do ativo participa dos sorteios e premiações e, ao final, recebe parte do valor pago, tendo em vista as quotas e repartições de participação;
  • Incentivo: título vinculado aos sorteios das agências financeiras (bancárias e de crédito);
  • Instrumento de Garantia: o saldo de capitalização do título pode ser usado para assegurar o cumprimento de obrigação do titular.

Como o título de capitalização funciona na prática?

Aplicar em títulos de capitalização pode ser não uma boa ideia para quem busca rentabilidade. Entenda se é ideal para o seu perfil financeiro
Aplicar em títulos de capitalização pode ser não uma boa ideia para quem busca rentabilidade

Um mesmo título de capitalização que busca um determinado prêmio é vendido para diversas pessoas. Vamos supor que em um deles, você esteja concorrendo a um prêmio com outras 9.999 pessoas, ou seja, esse título tem uma série de 10.000 pessoas.

Além disso, é um título de 12 meses e todos os aderentes estão suscetíveis às mesmas Condições Gerais podendo escolher entre:

  • Fazer um único aporte
  • Fazer aportes periodicamente
  • Fazer aportes mensalmente

Não importa a forma de participar do sorteio, o seu saldo alocado é dividido na estrutura explicada anteriormente, o que já deixa claro que o objetivo do ativo não é buscar por rentabilidade. Por isso, entendemos que o título de capitalização não é investimento, mas sim uma forma de você concorrer a prêmios.

Além de uma média de 30% do seu saldo alocado ser direcionado para as Cotas de Carregamento e Sorteio, os outros 70% não são remunerados. Dissemos aqui que eles eram corrigidos, mas você sabe o que isso significa?

O rendimento do título de capitalização é o principal ponto negativo da modalidade. Ele é rentabilizado pela Taxa Referencial, que segue em 0% desde o final de 2018. Ou seja, essa suposta correção do saldo alocado na Cota de Capitalização é nula.

Entenda mais sobre a taxa referencial:

Vale a pena ressaltar ainda que, atualmente, os títulos de capitalização rendem menos que a poupança, aplicação que perdeu sua força por causa das reduções recorrentes na taxa Selic.

Além da rentabilidade há outros pontos que você deve entender e analisar antes de tomar uma decisão, como:

Forma de pagamento

Os títulos de capitalização disponíveis no mercado são estruturados segundo as formas de pagamento PU, PP e PM:

  • Pagamento único PU, em que, todo o depósito do valor é feito em uma única vez, no qual sua vigência é estipulada na proposta;
  • Pagamento mensal PM, desta forma, o título prevê pagamento a cada mês de vigência;
  • Pagamento periódico PP, neste caso, não há correspondência entre número de pagamento e de meses de vigência, é você quem escolhe o período do pagamento.

Premiações e sorteio

As premiações e sorteios do título de capitalização são facultadas à Sociedade de Capitalização. Geralmente são utilizadas loterias oficiais para gerar os números a serem sorteados.

Segundo a SUSEP, as Condições Gerais do título deverão prever a forma de atribuição e apuração dos números em razão dos sorteios, além de definir os múltiplos dos prêmios dos sorteios. Esses múltiplos referem-se ao valor do pagamento.

Vejamos um exemplo, ainda da SUSEP:

Suponhamos que o prêmio do sorteio for de 40 x o pagamento (R$ 100,00), ao título sorteado caberá R$ 4.000,00. Porém, deverá ser informado se este valor é bruto ou líquido de imposto.

O título de capitalização sorteado poderá ou não permanecer em vigor. No entanto, independentemente da decisão, o capital de resgate não será alterado.

Em geral, funciona assim: quanto maior o prêmio, menores as cotas de capitalização.

Problemas do título de capitalização

Separamos quatro problemas do título de capitalização. São eles:

1. Somente determinado valor pode ser resgatado

O dinheiro aplicado no título de capitalização irá para três principais caminhos, sendo eles:

  • Capital de resgate;
  • Custo do administrador;
  • Custo do prêmio do sorteio.

Desta forma, você terá uma divisão do seu valor, ao invés de rentabilizá-lo. E, a depender do plano e da correção, devido às quotas de serviço, você pode receber menos do que aplicou.

2. Rendimento mínimo, de 0,1%

Como já falamos, no título de capitalização há uma rentabilidade considerada nula, devido à taxa referencial. O título de capitalização rende menos que a poupança, por exemplo.

Contar com a sorte é a única opção para esse título.

Faça investimentos rentáveis e de acordo com o seu perfil pela XP

3. Dinheiro travado por datas determinadas e carências

Aplicar dinheiro em algo que você não terá total, ou ainda, mínimo controle é muito complicado para quem quer poupar pouco ou quando é possível.

Esse é um dos problemas do título de capitalização: nele você terá que realizar o pagamento na data determinada previamente e com prazo de carência, ou seja, retirar no momento permitido apenas.

Existem diversas ações de liquidez imediata, em que há rentabilidade e você retira o valor quando desejar. Conheça mais sobre:

4. Há poucas chances reais de premiação

A proposta de premiação é muito atrativa, mas quanto maior a série, menor a probabilidade de ganhos. Confira sempre a Ordenação e Identificação de Títulos no contrato para obter esse tipo de informação e entender as possibilidades de ganho.

Entenda mais sobre as problemáticas do título de capitalização nesse vídeo:

Se eu já tenho um título de capitalização, o que fazer?

O título de capitalização não é um investimento pois não é interessante para a carteira no titular, além de não oferecer rentabilidade e benefícios aparentes
Se você tiver um título de capitalização em vigência, fique atento às condições gerais

Se você tiver um título de capitalização em vigência, fique atento às Condições Gerais para saber exatamente quando ele finaliza, para que você possa direcionar esse saldo para investimentos de verdade.

Comece a investir, identifique o seu perfil e comece hoje mesmo a rentabilizar esse valor que vem perdendo há muito tempo com o título de capitalização.

Como resgatar meu título de capitalização?

No ato da compra do título de capitalização, as regras de resgate já estão definidas nas Condições Gerais. Ao todo, existem três possibilidades:

  1. A primeira é que você pode resgatar o título antecipadamente e antes do vencimento sem receber o saldo aportado por completo. Essa estratégia acontece como uma forma de penalização exatamente para desestimular a saída da aplicação antes do prazo.
  2. Outra forma de resgatar título de capitalização é exatamente no vencimento, mesmo quando você não é contemplado no sorteio.
  3. A terceira é a sua contemplação.

Caso você não seja sorteado e não queira esperar até o vencimento, você possui duas opções:

  1. Resgatar parcialmente o saldo;
  2. Resgatar o saldo por inteiro.

Estas possibilidades também estarão descritas nas Condições Gerais.

Trouxemos a tabela da SUSEP a respeito dos valores de resgate de título de capitalização. Nela, você verá o quanto é possível receber de saldo total caso seja solicitado um resgate antes do ativo ser finalizado automaticamente.

planilha de valores de resgate de título de capitalização
Tabela elaborada considerando as seguintes cotas de capitalização: mês 1: 10%,; mês 2: 50%; meses 3 a 9: 80%. Além disso, considerou-se a taxa de juros igual a 0,5% ao mês e um fator de redução (penalidade) igual a 10% até o sexto mês

Ao solicitar o resgate parcial, você pode manter uma quantia que ainda o deixa como participante do sorteio, mas caso o resgate seja completo, a sua saída é definitiva.

Vale a pena aplicar em títulos de capitalização?

Título de capitalização não vale a pena se você busca rentabilidade e liquidez imediata.  Para isso, existem outras opções.

Além disso, é essencial se atentar ao perfil de investidor, a partir dele você compreenderá qual o melhor investimento para a sua carteira.

Conclusão

A informação mais importante deste texto é que o título de capitalização não é um tipo de investimento, mas uma alternativa para deixar o seu dinheiro custeando prêmios.

Quando falamos de investimentos, falamos de papéis que estão vinculados ao setor econômico e que podem trazer rentabilidade para o seu patrimônio ao longo do tempo. Se você tem interesse em investir mas não sabe por onde começar, veja aqui alguns textos sobre investimentos de renda fixa, por exemplo:

Guia do Tesouro direto

Entenda o que é CDB e como investir nele

Como investir em LCI ou Letras de Crédito Imobiliário

Como investir em LCA ou Letras de crédito do agronegócio

O que são debêntures e como investir nelas

Guia da Previdência Privada para pensar em sua aposentadoria

E não se esqueça de que para investir é importante ter sua Reserva de Emergência

Gostou de saber o que é título de capitalização e informações que poderão enriquecer seu conhecimento? Então não deixe de compartilhar com os seus amigos.

Aproveite e comece a fazer o seu dinheiro trabalhar para você.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.