Título de Capitalização: Saiba por que você não deveria aplicar neste produto

Se alguém um dia oferecer um título de capitalização como um bom investimento, desconfie; saiba por que neste conteúdo


Compartilhar:


Um dos ativos mais recomendados por gerentes de bancos no Brasil não pode ser confundido com investimento. Se você já foi abordado para aceitar este tipo de produto, neste texto você vai entender porque sempre deve dizer não.

O que é um Título de Capitalização?

Regulamentados pela Superintendência de Seguros Privados, a SUSEP, títulos de capitalização são comumente vendidos como um produto de premiação. Ao aceitar esta aplicação você passa a concorrer com outras pessoas por determinados prêmios até uma data limite, em um modelo de sorteio.  Caso você seja contemplado, você leva um prêmio, mas independentemente disso, o seu saldo alocado não tem nenhum tipo de remuneração até o vencimento. Inclusive, quem arca com os custos do sorteio e com as despesas administrativas da sociedade de capitalização é você.

Visualizando a estrutura do produto fica mais claro o entendimento de que ele não é um investimento. Entenda como o produto é dividido:

  • Cota de Carregamento: Representa em média 10% do valor aportado, e ele é utilizado para cobrir os cursos do administrador.
  • Cota de Sorteio: Sendo 15% em média do valor aportado, este montante é direcionado para custear os prêmios que serão distribuídos em cada série. Estas séries ficam especificada nas Condições Gerais do Título de Capitalização, um documento com todas as informações essenciais do ativo.
  • Cota de Capitalização: Esta parcela deve representar no mínimo 70% do valor aportado e é a única parcela do saldo que fica sendo corrigida para o investidor dentro do prazo estabelecido, informação também disponibilizada nas Condições Gerais.

Como funciona na prática?

Um mesmo título de capitalização que busca um determinado prêmio é vendido para diversas pessoas. Vamos supor que em um deles, você esteja concorrendo a um prêmio com outras 9.999 pessoas, ou seja, esse título tem uma série de 10.000 pessoas. Além disso, é um título de 12 meses e todos os aderentes estão suscetíveis às mesmas Condições Gerais podendo escolher entre:

  • Fazer um único aporte
  • Fazer aportes periodicamente
  • Fazer aportes mensalmente

Não importa a forma de participar do sorteio, o seu saldo alocado é dividido na estrutura explicada anteriormente, o que já deixa claro que o objetivo do ativo não é buscar por rentabilidade. Título de capitalização não é investimento, é apenas uma forma de você concorrer a prêmios com outras pessoas que você não conhece.

Além de uma média de 30% do seu saldo alocado ser direcionado para as Cotas de Carregamento e Sorteio, os outros 70% não são nem remunerados. Dissemos aqui que eles eram corrigidos, mas você sabe o que isso significa?

O rendimento do Título de Capitalização é o principal ponto negativo da modalidade. Ele é rentabilizado pela Taxa Referencial, que segue em 0% desde o final de 2017. Ou seja, essa suposta correção do saldo alocado na Cota de Capitalização é nula.

Vale a pena ressaltar que, atualmente, os Títulos e Capitalização rendem menos que a poupança, aplicação que perdeu sua força por causa das reduções recorrentes na taxa Selic.

Se eu já tenho um título de capitalização, o que fazer?

Um Título de Capitalização se parece mais com um jogo de azar legalizado do que com aplicações financeiras. Se você tiver um Título de Capitalização em vigência, fique atento às Condições Gerais para saber exatamente quando ele finaliza, para que, assim, você possa direcionar esse saldo para investimentos de verdade. A não ser que você seja uma pessoa que adore sorteios e prefira participar de rodadas de prêmios com inúmeras outras pessoas, não aceite este ativo se ofertarem para você.

Como resgatar meu Título de Capitalização?

No ato da compra do Título de Capitalização as regras de resgate já estão definidas nas Condições Gerais. Ao todo, existem três possibilidades. A primeira é que você pode resgatar o título antecipadamente e antes do vencimento sem receber o saldo aportado por completo. Essa estratégia acontece como uma forma de penalização exatamente para desincentivar a saída da aplicação antes do prazo. Outra forma de resgate é exatamente no vencimento, mesmo quando você não é contemplado no sorteio. A terceira, claramente, é a sua contemplação.

Caso você não seja sorteado e não queira esperar até o vencimento, você possui duas opções: ou você resgata parcialmente o saldo, ou ele por inteiro. Estas possibilidades também estarão descritas nas Condições Gerais, bem como uma planilha que deixa claro o quanto é possível receber de saldo total caso seja solicitado um resgate antes do ativo ser finalizado automaticamente. Ao solicitar o resgate parcial, você pode manter uma quantia que ainda te deixa como um participante do sorteio, mas caso o resgate seja completo, a sua saída é definitiva.

Conclusão

A não ser que você goste de participar de sorteios com pessoas desconhecidas buscando por prêmios aleatórios, o título de capitalização não é para você. A informação mais importante deste texto, e que você deve levar para a sua vida, é que ele não é um tipo de investimento, mas uma alternativa para deixar o seu dinheiro custeando prêmios.

Quando falamos de investimentos, falamos de papeis que estão vinculados ao setor econômico e que podem trazer rentabilidades positivas para o seu patrimônio ao longo do tempo. Se você tem interesse em investir mas não sabe por onde começar, veja aqui alguns textos sobre investimentos de renda fixa:

Guia do Tesouro direto

Entenda o que é CDB e como investir nele

Como investir em LCI ou Letras de Crédito Imobiliário

Como investir em LCA ou Letras de crédito do agronegócio

O que são debêntures e como investir nelas

Guia da Previdência Privada para pensar em sua aposentadoria

E não se esqueça de que para investir é importante ter sua Reserva de Emergência



Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.