XP Expert

Inflação no Reino Unido retorna ao maior patamar dos últimos 40 anos

Inflação recorde no Reino unido é o tema de maior destaque nesta quarta-feira, 19/10/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,9% | 115.743 Pontos

CÂMBIO -0,9% | 5,25/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Mais uma vez, a atenção se volta ao Reino Unido, mas desta vez em relação à inflação de setembro, que atingiu 10,1%, maior patamar dos últimos 40 anos. Na Zona do Euro, a leitura final da inflação ao consumidor de setembro também confirmou inflação próxima a dois dígitos. No Brasil, as atenções seguem voltadas para a política. Em entrevista à Folha, o senador eleito Wellington Dias (PT) disse que um eventual governo Lula colocará como prioridade o reajuste do salário-mínimo com ganhos reais de 2%, a correção da tabela do IR e a viabilização do Auxílio Brasil, mas não deu detalhes sobre a nova regra fiscal e o novo Ministro da Economia.

Brasil

O Ibovespa fechou em alta de 1,9% nesta terça-feira (18), aos 115.743 pontos, acompanhando o movimento dos índices nos EUA. As taxas futuras de juros fecharam em níveis próximos aos ajustes, em movimento bastante alinhado ao comportamento dos rendimentos dos títulos públicos no exterior. Em dia de poucos motivos que pudessem justificar um ajuste maior de posições, o volume negociado no mercado de juros futuros foi baixo, com investidores aguardando mais definições relacionadas ao processo eleitoral e ao cenário externo. DI jan/23 fechou em 13,678%; DI jan/24 foi para 12,82%; DI jan/25 encerrou em 11,585%; DI jan/27 fechou em 11,415%; e DI jan/29 foi para 11,55%.

Mundo

Bolsas internacionais amanhecem positivas (EUA +0,4% e Europa +0,1%) frente ao forte início da temporada de resultados americana. Até o momento, das 45 empresas do S&P 500 que já reportaram seus resultados, 69% superaram as estimativas de lucro, segundo a Refinitiv. Ontem, a Netflix divulgou que adicionou 2,4 milhões de novos assinantes, superando as expectativas do mercado e, como resultado, a ação chegou a subir 15% no pós-mercado. A temporada seguirá hoje com Tesla, IBM e ASML. Na Europa, a inflação do Reino Unido registrou 10,1% no acumulado dos últimos 12 meses, retornando para o seu patamar mais alto dos últimos 40 anos e colocando mais pressão sobre a primeira-ministra Liz Truss. Na China, o índice de Hang Seng (-2,4%) encerra em baixa, após o governo de Hong Kong anunciar estímulos econômicos mais cautelosos que o esperado.

Índice de Preços ao Consumidor no Reino Unido

No Reino Unido, o índice de preços ao consumidor subiu 0,5% em relação a agosto, enquanto o núcleo dos preços ao consumidor subiu 0,6%, ambos números um pouco acima do esperado. Isso elevou a taxa básica de 9,9% para 10,1%, enquanto o núcleo subiu de 6,3% para 6,5%. A inflação no país parece estar a caminho de atingir o pico em outubro, quando os preços regulados da energia doméstica aumentarão acentuadamente. Depois disso, os efeitos básicos do ano passado se combinarão com o enfraquecimento da demanda e a redução dos gargalos da cadeia de suprimentos para reduzir a taxa de inflação durante o inverno. Mas o risco energético segue elevado.

Inflação da Zona do Euro

Na Zona do Euro, a leitura final da inflação de setembro ficou em 9,9% ao ano, contra expectativa do mercado de 10,0%, e com núcleo em 4,8%, em linha com as expectativas.

Produção fabril nos EUA

Nos EUA, a produção nas fábricas aumentou em setembro, liderada por ganhos de produção em bens duráveis e não duráveis, indicando que o setor manufatureiro permanece em condições razoáveis, apesar dos esforços do Federal Reserve para conter a demanda – e reduzir a inflação – por meio de taxas de juros mais altas. Já o setor imobiliário levou outro golpe, com o sentimento do mercado entre os construtores de casas dos EUA caindo pelo 10º mês consecutivo em outubro, com o aumento das taxas de hipoteca e os gargalos para materiais de construção colocando novas compras de casas fora do alcance de muitos consumidores americanos, compradores potenciais de primeira viagem em particular.

Veja todos os detalhes

Economia

Reino Unido volta ao radar, desta vez com inflação alta

  • No Reino Unido, o índice de preços ao consumidor subiu 0,5% em relação a agosto, enquanto o núcleo dos preços ao consumidor subiu 0,6%, ambos números um pouco acima do esperado. Isso elevou a taxa básica de 9,9% para 10,1%, enquanto o núcleos subiu de 6,3% para 6,5%. A inflação no país parece estar a caminho de atingir o pico em outubro, quando os preços regulados da energia doméstica aumentarão acentuadamente. Depois disso, os efeitos básicos do ano passado se combinarão com o enfraquecimento da demanda e a redução dos gargalos da cadeia de suprimentos para reduzir a taxa de inflação durante o inverno. Mas risco energético segue elevado;
  • Na Zona do Euro, a leitura final da inflação de setembro ficou em 9,9% (exp. 10,0%) e com núcleo em 4,8% (exp. 4,8% a/a);
  • Nos EUA, a produção nas fábricas aumentou em setembro, liderada por ganhos de produção em bens duráveis ​​e não duráveis, indicando que o setor manufatureiro permanece em condições razoáveis, apesar dos esforços do Federal Reserve para conter a demanda – e reduzir a inflação – por meio de taxas de juros mais altas. Já o setor imobiliário levou outro golpe, com o sentimento do mercado entre os construtores de casas dos EUA caindo pelo 10º mês consecutivo em outubro, com o aumento das taxas de hipoteca e os gargalos para materiais de construção colocando novas compras de casas fora do alcance de muitos consumidores americanos, compradores potenciais de primeira viagem em particular.

Empresas

Tech Brasil: Prévia de resultados do 3T22

  • Neste relatório trazemos nossas estimativas para os resultados do 3T22 na cobertura de Tech Brasil: POSI3, TOTS3, LWSA3, BMOB3, INTB3, ALLD3 e ZENV;
  • Esperamos que a maioria das empresas apresente resultados sólidos em meio a um terceiro trimestre desafiador;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Locaweb (LWSA3): Nova marca a caminho; Destaques do Investor Day 2022

  • A Locaweb realizou hoje seu Investor Day, com a presença de Fernando Cirne (CEO) e Rafael Chamas (CFO), além de importantes diretores da empresa, proporcionando uma visão do seu ecossistema e das oportunidades à frente;
  • Embora não tenham sido divulgadas grandes notícias e números sobre a estratégia da empresa, vemos este evento com bons olhos, com a empresa detalhando sobre seus (i) desafios e perspectivas de integração dos M&As e (ii) iniciativas em andamento nas principais áreas, como uma nova marca a ser lançada no início de 2023 para clientes Enterprise. Portanto, reiteramos nossa recomendação de Compra de R$12,0/ação para as ações LWSA3;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Análise: Tereos Açúcar e Energia Brasil S.A.

  • A Tereos Açúcar & Energia Brasil possui ampla presença na indústria de alimentos, com o fornecimento de açúcares. Além desse segmento, também produz etanol e energia elétrica, proveniente da cogeração do bagaço de cana-de-açúcar. As unidades industriais da Tereos são geograficamente concentradas, estando todas situadas no noroeste do estado de São Paulo. A localização é privilegiada devido à alta qualidade do solo, mas há riscos na falta de diversificação;
  • Além das melhores condições climáticas, a safra 2022/23 apresenta perspectivas positivas acerca da dinâmica de preços do setor sucroalcooleiro. O primeiro trimestre do atual ciclo foi marcado pela maximização da produção de etanol. Entretanto, a nova dinâmica de precificação de combustíveis, com menores preços na bomba após o corte de impostos em junho/22, e menores cotações do preço do petróleo no mercado (efeito paridade) resultaram em menor demanda por etanol. Assim, a conjuntura é mais favorável à produção açucareira frente aos biocombustíveis;
  • Durante a safra 2021/2022, a Tereos realizou alongamentos de seu passivo bancário na ordem de R$ 1,2 bilhão. As principais emissões foram a debênture de R$ 480 milhões, bem como empréstimos junto ao BNDES no total de R$ 370 milhões;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Pix é o meio mais usado por pequenos negócios (Valor);
    • Nova temporada do rouba-monte: com R$ 2,5 bi, Voga troca XP por BTG (Pipeline);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Tech XP: Notícias diárias do setor de Telecom e Tecnologia
    • Receita da Claro Brasil sobe no terceiro trimestre com Oi Móvel (Teletime);
    • Anatel não desistiu de migração das concessões, mas quer alternativas (Teletime);
    • Após 14 aquisições, Locaweb abre o leque para crédito e logística (Valor);
    • Exclusividade torna oferta de roaming menos competitiva, afirma Brisanet (Teletime);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Ação da Natura dispara com possível cisão ou IPO da Aesop e é a maior alta do Ibovespa. (Valor);
    • Assaí afunda na B3 com disparada em risco de calote do Casino. (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Biden pode liberar 100 milhões de barris de petróleo da reserva do Estado para conter alta preços (Valor Econômico);
    • Volume de petróleo da União nos contratos de partilha do pré-sal bate recorde em agosto (Valor Econômico);
    • Tarifas da Neoenergia Brasilia são prorrogadas até novembro. (Canal Energia);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Netflix adiciona mais de 2,4 milhões de assinantes e revela detalhes sobre compartilhamento de senhas

  • Johnson & Johnson bate expectativas com as vendas de vacina, mas revisa projeção de lucro;
  • Goldman Sachs divulga resultados acima das expectativas do mercado;
  • Netflix adiciona mais de 2,4 milhões de assinantes e revela detalhes sobre compartilhamento de senhas;
  • Tempo de entrega de chips diminui em sinal de que a escassez de suprimentos está diminuindo;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Criptoativos

Principais notícias

  • Hoje em Criptos: Notícias diárias do universo de criptoativos | Subnets da Avalanche poderão oferecer staking a validadores
    • UE alerta que mineração cripto poderá ser suspensa em emergência energética (Money Times);
    • Interpol cria unidade dedicada para combater crimes de criptomoedas (Cointelegraph);
    • Subnets da Avalanche poderão oferecer staking a validadores (The Block);
    • Decentraland terá festival de música com mais de 100 artistas globais (Money Times);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Renda fixa

De Olho na Renda Fixa: principais notícias de crédito privado, mercados e renda fixa

  • Mercados
    • Alta da Selic começa a pesar no resultado financeiro de empresas (Valor Econômico);
    • MP-TCU vê finalidade eleitoral e pede suspensão imediata pela Caixa do crédito consignado no Auxílio Brasil (Valor Econômico).
  • Noticiário Corporativo
    • Petrobras assina confissão de dívida de R$ 1,1 bi e formaliza contribuições extraordinárias aos planos da Petros  (Valor Econômico);
    • CM Hospitalar aprova emissão de debêntures de R$ 400 milhões (Valor Econômico).
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • BCFF11: com resultados acumulados, FII pode pagar dividendos mais altos (Suno);
    • Fundo multimercado que compra apenas fundo imobiliário? Entenda que bicho é esse (Valor);
    • Deflação afeta fundos imobiliários, mas é hora de se preocupar? (MoneyTimes);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Agronegócio coloca a operacionalização do mercado de carbono como prioridade na COP27 | Café com ESG, 19/10

  • O mercado fechou o pregão de quinta-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +2,0% e +1,5%, respectivamente;
  • O mercado fechou o pregão de terça-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,9% e +2,0%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) um relatório recente divulgado pela McKinsey & Company mostrou que o país tem potencial de liderar o processo de descarbonização na indústria de aço verde, setor que, de acordo com dados da World Steel Association, representa entre 7-9% das emissões globais de gases de efeito estufa – a consultoria traçou 3 potenciais caminhos: a otimização da operação existente, ajustes nos investimentos (Capex) das empresas e o desenvolvimento de novas tecnologias; e (ii) a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil entregou ao governo federal ontem o posicionamento do setor agropecuário que será levado à COP27 – na lista de prioridades, o agro nacional pretende cobrar medidas que permitam a efetiva operacionalização do mercado de carbono, com potencial bilionário e que promete movimentar a economia verde no mundo nos próximos anos;
  • No internacional, a União Europeia anunciou que desenvolverá um selo de eficiência energética para criptomoedas como o bitcoin em uma tentativa de conter o crescente consumo de eletricidade do setor – a Comissão Europeia trabalhará com parceiros internacionais para apresentar uma medida de classificação que incentive sistemas cripto mais ecológicos, como “prova de participação”;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.