XP Expert

Ibovespa fecha o pregão de quinta em queda, descolada novamente do exterior, e encerra semana no negativo

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,3% | 104.891 Pontos

CÂMBIO +0,3% | 5,68/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou o pregão da quinta-feira (23) com uma queda -0,3% aos 104.891 pontos, descolada novamente dos mercados no exterior. Como hoje é véspera de feriado e não haverá negociação na B3, o índice brasileiro encerrou em uma segunda semana consecutiva em território negativo. Enquanto isso, o dólar subiu +0,3%, aos R$ 5,68. E no mercado de juros, o DI jan/23 fechou em 11,64%; DI jan/25 encerrou em 10,64%; e o DI jan/27 foi para 10,56%.

Hoje, os mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,6% e Europa 0%) em dia de menor liquidez devido ao feriado. O mercado do Reino Unido encerrará ao meio dia e o dos EUA permanecerá fechado hoje. Em relação à pandemia, o FDA (anvisa americana) autorizou o uso emergencial da pílula antiviral da Merck (MERCK34), ampliando as frentes de combate à nova variante e contribuindo para um tom mais positivo nos mercados globais. Na China, o índice de Hang Seng (+0,1%) encerrou em leve alta, mesmo com horários de negociação reduzidos, continuando sua sequência de 4 dias consecutivos com ganhos. Por fim, o Bitcoin (+0,4%) amanhece em campo positivo, após romper a barreira dos US$ 50mil nesta quinta-feira, acompanhando o rali natalino das bolsas internacionais.

No Brasil, a agenda econômica estará esvaziada hoje mas foram divulgados dados econômicos importantes na quinta. O IPCA-15 de dezembro veio um pouco abaixo das expectativas, no acumulado em 12 meses, o indicador recuou de 10,73% em novembro para 10,42%. Com isso, vemos boas chances de que a inflação encerre 2021 ligeiramente abaixo de 10%, e para o final de 2022, projetamos uma alta de 5,2%. No campo da atividade econômica, o Ministério da Economia publicou ontem o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que mostrou criação líquida de 324 mil ocupações formais em novembro, resultado muito superior à nossa projeção (210 mil) e ao consenso de mercado (220 mil). Descontadas as influências sazonais, o saldo de vagas avançou de aproximadamente 200 mil em outubro para 300 mil no mês passado. Em nossa opinião, o mercado de trabalho com carteira assinada continuará em expansão nos próximos meses, embora a criação líquida de ocupações deva perder velocidade na esteira do enfraquecimento da demanda doméstica.

No cenário internacional, o deflator das despesas de consumo pessoal nos Estados Unidos (PCE, sigla em inglês) subiu 0,6% entre outubro e novembro e 5,7% em 12 meses, resultados em linha com as expectativas do mercado. Por sua vez, o núcleo do PCE (medida de inflação preferida do Federal Reserve, banco central americano, que exclui os itens voláteis de energia e alimentos) subiu 0,5% na comparação mensal, um pouco acima da mediana de projeções dos analistas (0,4%). Com isso, o indicador apresentou alta de 4,7% em 12 meses, a maior taxa inflacionária desde 1989. Além disso, destaque para a publicação dos pedidos iniciais de seguro-desemprego, que confirmaram as expectativas do mercado de 205 mil, sugerindo que a disseminação da variante Ômicron não tem causado (ao menos por enquanto) impactos relevantes sobre o mercado de trabalho americano. A nosso ver, a combinação entre recuperação consistente das condições de emprego e renda e inflação persistentemente alta indica que o Federal Reserve seguirá com sua agenda de aperto da política monetária em 2022.

Tópicos do dia

Economia

  1. Inflação nos EUA segue pressionada. No Brasil, (ligeira) surpresa baixista com o IPCA-15 de dezembro e (significativa) surpresa positiva com a geração de empregos formais

Empresas

  1. Oncoclínicas (ONCO3): Protegendo a Presença em Salvador
  2. Unifique (FIQE3): Aquisição de ISP no Estado do Rio Grande do Sul
  3. CSN Mineração (CMIN3): Anúncio de JCP de R$0,08 por ação
  4. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | TikTok bate recorde

ESG

  1. Ambev e Natura dão mais um passo na agenda sustentável | Café com ESG, 24/12

Veja todos os detalhes

Economia

Inflação nos EUA segue pressionada. No Brasil, (ligeira) surpresa baixista com o IPCA-15 de dezembro e (significativa) surpresa positiva com a geração de empregos formais

  • No Brasil, o índice de preços ao consumidor IPCA-15 subiu 0,78% entre novembro e dezembro, abaixo da nossa estimativa e da mediana das expectativas de mercado (0,83% e 0,81%, respectivamente), devido sobretudo à expressiva deflação em itens de cuidado e higiene pessoal e elevação mais suave nos preços das passagens aéreas. No acumulado em 12 meses, o IPCA-15 recuou de 10,73% em novembro para 10,42%. Apesar da ligeira surpresa baixista no índice geral, ressaltamos que a inflação de serviços veio acima das projeções. Por exemplo, o grupo de serviços subjacentes – medida acompanhado de perto pelo Banco Central – exibiu aceleração de 0,50% em novembro para 0,66% em dezembro. Os itens que repetem a variação da prévia para o IPCA final do mês trouxeram surpresas significativas (para baixo). Com isso, vemos boas chances de que a inflação mensurada pelo IPCA encerre 2021 ligeiramente abaixo de 10% (nossa estimativa de alta frequência aponta para 9,96%). Por fim, a inflação abaixo do esperado também tem implicações para a política fiscal. O teto de gastos de 2022 foi calculado com base em elevação de 10,18% para o IPCA. Se o índice encerrar este ano em 9,96%, o teto aprovado para 2022 no orçamento ficaria R$ 3,4 bilhões acima do calculado pela nova regra. Essa diferença seria incorporada ao limite de 2023;
  • O Ministério da Economia publicou ontem o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que mostrou criação líquida de 324 mil ocupações formais em novembro, resultado muito superior à nossa projeção (210 mil) e ao consenso de mercado (220 mil). Descontadas as influências sazonais, o saldo de vagas avançou de aproximadamente 200 mil em outubro para 300 mil em novembro. No acumulado do ano (janeiro a novembro), o mercado de trabalho brasileiro apresentou adição líquida de 2,993 milhões de vagas. Embora a série de dados do “Novo CAGED” não seja diretamente comparável à série histórica anterior (metodologias e fontes de informação distintas), os resultados vistos em 2021 corroboram nossa avaliação de resiliência do mercado de trabalho formal brasileiro em meio à pandemia, como reflexo dos estímulos monetários e fiscais massivos adotados no último ano. Em nossa opinião, o mercado de trabalho com carteira assinada continuará em expansão nos próximos meses, embora a criação líquida de ocupações deva perder velocidade na esteira do enfraquecimento da demanda doméstica. Projetamos criação líquida de 2,83 milhões de empregos formais em 2021 (vale ressaltar a sazonalidade negativa dos dados do CAGED em dezembro). Para 2022, por sua vez, esperamos adição de 950 mil ocupações;
  • No cenário internacional, o deflator das despesas de consumo pessoal nos Estados Unidos (PCE, sigla em inglês) subiu 0,6% entre outubro e novembro e 5,7% em 12 meses, resultados em linha com as expectativas do mercado. Por sua vez, o núcleo do PCE (medida de inflação preferida do Federal Reserve, banco central americano, que exclui os itens voláteis de energia e alimentos) registrou elevação mensal de 0,5% no período, um pouco acima da mediana de projeções dos analistas (0,4%). Com isso, o indicador apresentou alta de 4,7% em 12 meses (consenso: 4,5%; anterior: 4,2%), a maior taxa inflacionária desde 1989. Esses resultados sinalizam que a inflação americana segue bastante pressionada. Com relação à atividade econômica, destaque para a publicação dos pedidos iniciais de seguro-desemprego referentes à última semana, que confirmaram as expectativas do mercado de 205 mil (com ajuste sazonal). Tais números sugerem que a disseminação da variante Ômicron não tem causado (ao menos por enquanto) impactos relevantes sobre o mercado de trabalho local. Ademais, o consumo pessoal nos Estados Unidos cresceu 0,6% em novembro, após ter avançado 1,4% em outubro, resultado que também veio em linha com as previsões dos analistas e corrobora o quadro de demanda sólida na maior economia do mundo no final de 2021. A nosso ver, a combinação entre recuperação consistente do mercado de trabalho e inflação persistentemente alta indica que o Federal Reserve seguirá com sua agenda de aperto da política monetária em 2022.

Empresas

Oncoclínicas (ONCO3): Protegendo a Presença em Salvador

  • A Oncoclínicas anunciou a aquisição de 60% da Memorial Itaigara, em Salvador, por R$101M:
    • O ativo é um day clinic com 1.4 mil cirurgiões associados e 71 leitos, com previsão de totalizar totalizar 16 mil procedimentos e 27 mil exames em 2021;
    • O preço de aquisição traduz em um múltiplo EV/EBITDA pós-sinergias de 9x, contra 10.5x da Oncoclínicas para 2022E, sendo o valuation aditivo;
    • Salvador é uma praça de forte competição, e com a aquisição a Oncoclínicas assegura que não irá perder pacientes que necessitem de procedimentos de baixa e média complexidade;
  • De forma geral, consideramos a aquisição cara mas positiva;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Unifique (FIQE3): Aquisição de ISP no Estado do Rio Grande do Sul

  • Na noite dessa quinta-feira (23) a Unifique divulgou Fato Relevante sobre a aquisição da ISP Guaíba Tecnologia. O provedor de internet atende Porto Alegre e mais cinco cidades no Estado Rio Grande do Sul;
  • A companhia adquirida possui aproximadamente 20 mil acessos, sendo 82% via fibra ótica e o restante via rádio. A companhia foi avaliada em R$ 60,9 milhões (EV) sendo R$ R$13,4 milhões em dívida líquida a ser assumida pela Unifique. O valor pago por acesso foi de aproximadamente R$ 3 mil, superando a média das transações recentes (R$2.000-R$2.500). Se considerarmos apenas o valor pago por cliente de fibra o valor foi ainda mais alto (~R$ 3.700);
  • Apesar do valor pago ter sido superior as transações recentes, a companhia destacou a complementariedade de rede dado que a região de atuação da Guaíba Tecnologia é adjacente às atuais operações da Unifique no RS permitindo capturas de sinergias relevantes;
  • A aquisição representa 40% da base de clientes atuais da Companhia no Estado do Rio Grande do Sul e faz parte de sua estratégia de crescimento e consolidação na região. A companhia adquirida viabilizará a entrada da Unifique na Região Metropolitana de Porto Alegre.

CSN Mineração (CMIN3): Anúncio de JCP de R$0,08 por ação

  • Em Fato Relevante publicado ontem (23), a CSN Mineração anunciou a aprovação do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) aos acionistas. O valor total a ser distribuído será de aproximadamente R$473 milhões, referente aos lucros apurados em balanço levantado em 30 de novembro de 2021. O valor corresponde à R$0,0863089 por ação (1,3% de dividend yield);
  • Os detentores das ações deverão receber o pagamento dos juros JCP no dia 20 de janeiro de 2022 (data ex em 30 de dezembro);
  • Temos recomendação de Compra para a CMIN, com preço alvo de R$7,8 por ação.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Consumo de energia no país cai 0,2% na 1º quinzena de dezembro, na comparação anual. (Valor Econômico);
    • Petróleo fecha em alta e avança na faixa de US$ 70 por barril. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | TikTok bate recorde

  • Governo chinês suspende parceria com o Alibaba após falha de segurança;
  • TikTok supera o Google e se torna o site mais acessado de 2021;
  • Tencent irá reduzir sua participação na JD.com;
  • Volatilidade do Bitcoin permanece semelhante aos últimos 4 anos, mesmo com o aumento no volume de investimentos;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Ambev e Natura dão mais um passo na agenda sustentável | Café com ESG, 24/12

  • O mercado fechou o pregão desta quarta-feira de lado, com o Ibov e o ISE em leve queda de -0,33% e -0,01%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) a Ambev anunciou ontem que vai construir uma fábrica de vidros sustentáveis no Paraná, com previsão de começar a operar em 2025 e com um investimento de R$ 870 milhões; e (ii) após seis anos de pesquisas e desenvolvimento de tecnologia, a fabricante de cosméticos Natura lançou essa semana a Natura Biōme, uma marca de produtos de beleza e cuidados pessoais em barra, e zero plástico;
  • No internacional, Bruxelas quer uma fatia anual de € 12 bilhões do esquema de comércio de emissões (ETS) da UE e usá-la para pagar dívidas de fundos de recuperação e apoiar famílias vulneráveis, enquanto a Comissão Europeia defende novas fontes de receita dos Estados membros;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.