XP Expert

Ibovespa encerra sequência de quedas em meio à alta do petróleo e aprovação da PEC Emergencial

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 2,2% | 115.202 Pontos

CÂMBIO 0,3% | 5,68/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou a sequência de quedas e teve a melhor semana desde janeiro (+4,7%), terminando sexta-feira aos 115.202 pontos. A Bolsa subiu em meio à alta do petróleo, com o Brent chegando a US$ 69 por barril, além da aprovação da PEC Emergencial no Senado brasileiro. Esta, por sua vez, foi aprovado sem o “fatiamento” e mantendo o Bolsa Família dentro da regra do teto de gastos, o que amenizou preocupações fiscais. A proposta agora passa para a Câmara dos Deputados onde dever ser aprovada rapidamente e sem alterações.

No cenário global, a alta nos preços internacionais do petróleo teriam sido afetados por um ataque de míssil a uma das mais protegidas estruturas de produção da Arábia Saudita. O ataque foi interceptado, e a produção  aparentemente não foi afetada, segundo a Bloomberg News. Vale lembrar que, semana passada, o preço do petróleo já tinha subido em função da reunião da OPEP, sendo que tal alta da commodity renova o risco de inflação global.

No Brasil, o noticiário econômico se manteve relativamente  leve no fim de semana. O tema central tem sido a desaceleração da economia, em meio à piora da pandemia a ao risco fiscal. Os destaques da semana são a tramitação da PEC Emergencial na Câmara (conforme discutimos abaixo) e o IPCA de fevereiro, que será divulgado na quinta-feira. Também são importantes a sondagem do setor de serviços (terça-feira) e as vendas no varejo (sexta-feira), ambos referentes à janeiro.  

Na política, o foco é a PEC Emergencial, que começa sua tramitação na Câmara depois da aprovação no Senado na semana passada. O presidente Arthur Lira apresentou calendário que prevê levar o texto diretamente ao plenário, com discussão e votação da admissibilidade (o equivalente à CCJ) na terça-feira para votação do mérito da proposta, em dois turnos, no dia seguinte. O relator Daniel Freitas (PSL-SC) disse que vai “tentar acelerar o mais rápido possível o andamento da PEC” e prometeu apresentar hoje aos colegas a minuta de seu parecer. Ele se reúne às 15h30 com o presidente Jair Bolsonaro.

Do lado internacional, o Senado dos EUA aprovou neste sábado (6) um pacote de estímulo à economia de USD 1.9 trilhão. O texto segue para a Câmara dos Representantes e, em seguida, deve ser enviado ao presidente Joe Biden para sanção – leia mais sobre o tema clicando aqui. A aprovação é considerada um vitória política para Biden; no entanto, o processo expôs claras divergências entre as diferentes alas de seu partido e entre democratas e republicanos. Nesse contexto, o debate sobre o filibuster – um recurso de obstrução parlamentar utilizado no Senado americano que apenas pode ser vencido por 60 votos (leia mais sobre o recurso clicando aqui) – foi reanimado. Apesar de democratas moderados manifestarem oposição à eliminação do recurso, ganha força a ideia de limitar seu uso.

Do lado das empresas, atualizamos nossa visão sobre o setor de siderurgia para incorporar os fortes resultados do quarto trimestre e preços mais altos de commodities. Com recomendações inalteradas, temos Compra para Gerdau (preço-alvo de R$32 por ação) e Metalúrgica Gerdau (preço-alvo de R$14,5) e Neutro para Usiminas (preço-alvo de R$16,5) – clique aqui para acessar o relatório completo.

Por fim, na semana passada tivemos a Expert ESG, com cada um dos três primeiros dias focados, respectivamente, nos pilares ambiental (E), social (S) e governança (G). Para fechar o evento, no quarto dia foram abordados os principais impactos do ESG no investimentos; destacamos três principais conclusões: (i) investimento sustentável será apenas investimento; (ii) do risco-retorno ao risco-retorno e impacto; e (iii) não existe uma receita de bolo quando o tema é metodologia para integração ESG no processo de decisão de investimento.

Tópicos do dia

Agenda de resultados

Magazine Luiza (MGLU3): após o fechamento
Marfrig (MRFG3): após o fechamento 
Temporada de Resultados do 4° Trimestre – O que esperar?
Calendário do 4T20
Resumo dos resultados do 4º tri de 2020: Superando nossas estimativas até o momento

Clique aqui para saber mais

Internacional

  1. Política internacional: Senado aprova pacote de estímulo à economia de USD 1.9 trilhão
  2. Petróleo: Preços continuam subindo, impulsionados nesta manhã por ataque a instalações sauditas
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Expert ESG: Feedback do 4º dia do evento; Investimentos ESG: Uma viagem só de ida
  2. Petrobras (PETR4): União Indica seis membros para Conselho de Administração
  3. Siderurgia (GGBR4, GOAU4, USIM5): Atualização do setor de Siderurgia. O que esperar para 2021?


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: Senado aprova pacote de estímulo à economia de USD 1.9 trilhão

  • O Senado dos EUA aprovou neste sábado (6) o Pacote de Resgate Americano, um pacote de estímulo à economia de USD 1.9 trilhão. O texto segue para a Câmara dos Representantes, que deve aprovar as modificações feitas pelos senadores na terça-feira, e, em seguida, deve ser enviado ao presidente Joe Biden para sanção. Leia mais sobre o tema aqui;
  • A aprovação é considerada um vitória política para Biden. No entanto, o processo expôs claras divergências entre as diferentes alas de seu partido e entre democratas e republicanos, o que deve dificultar o andamento de outras pautas no Legislativo. Nesse contexto, o debate sobre o filibuster – um recurso de obstrução parlamentar utilizado no Senado americano que apenas pode ser vencido por 60 votos (Leia mais sobre o recurso aqui) – foi reanimado. Apesar de democratas moderados manifestarem oposição à eliminação do recurso, ganha força a ideia de limitar seu uso;
  • No lado das tensões entre Beijing e Washington, um dos principais diplomatas da China disse que os EUA está “jogando com fogo” ao intensificar relações políticas e comerciais com Taiwan. O território vem ganhando destaque na disputa entre as maiores economias do mundo, um movimento intensificado pela busca dos EUA pela redução de dependência de suas cadeias de tecnologia sobre a China;
  • E na Europa o partido de Angela Merkel, a União Democrata Cristã (CDU), foi abalado por um escândalo de corrupção a seis meses da eleição presidencial na Alemanha. Dois parlamentares do partido apresentaram sua renúncia neste domingo (7) após um artigo indicar que haviam se beneficiado pessoalmente de contratos públicos por máscaras. O escândalo ocorre a apenas uma semana de duas eleições regionais que devem ser realizadas no dia 14 de março e deve testar a liderança de Armin Laschet, escolhido para sucessão de Merkel.

Petróleo: Preços continuam subindo, impulsionados nesta manhã por ataque a instalações sauditas

  • Os preços do petróleo bruto continuam em alta após a reunião da OPEP + na semana passada, com os preços do Brent ultrapassando o limite de US$ 70 / bbl no pregão desta manhã (08/03). Nesta manhã, o movimento de alta foi atribuído a um ataque ao maior terminal de petróleo do mundo na Arábia Saudita;
  • De acordo com autoridades sauditas, um tanque de armazenamento em Ras Tanura (localizado na costa do Golfo Pérsico) foi atacado por um drone atacado no domingo (7 de março), embora a instalação não tenha sido afetada após a interceptação dos mísseis. O terminal tem uma capacidade total de exportação de 6,5 milhões de barris por dia (mbpd), cerca de 6 a 7% da demanda global de petróleo bruto;
  • De acordo com a Bloomberg, o ataque recente segue uma escalada recente nas tensões no Oriente Médio depois que os rebeldes Houthi do Iêmen lançaram uma série de ataques contra a Arábia Saudita em setembro de 2019;
  • Da perspectiva da Petrobras, a contínua alta dos preços do petróleo coloca pressão adicional sobre a política de preços de combustíveis da empresa. Com base em nossos cálculos, a companhia precisaria realizar um reajuste nos preços de diesel de +13,0% para retornar à paridade de importação, enquanto os preços de gasolina precisariam de uma elevação de +11,0%. Continuamos vendo uma perspectiva incerta para a manutenção pela Petrobras de uma política de precificação de combustíveis alinhada com as referências internacionais, e mantemos nossa recomendação de venda nas ações, com preço-alvo de R$24/ação.

Empresas

Expert ESG: Feedback do 4º dia do evento; Investimentos ESG: Uma viagem só de ida

  • Na semana passada tivemos a Expert ESG, com cada um dos dias focados no pilar ambiental (E), social (S) e governança (G) e, para fechar o evento, o quarto e último dia focou em unir esses três pilares e aterrizá-los aos investimentos. Vários foram os tópicos abordados ao longo do dia, e destacamos três principais conclusões:
    1. Investimento sustentável será apenas investimento. No futuro, espera-se que o tema ESG não precise ser discutido de forma separada, mas que ele seja parte totalmente integrada ao processo de investir, afinal entender o ESG proporcionará uma visão mais abrangente sobre os investimentos. Nas palavras de Fiona Reynolds, “Investimento responsável já está no caminho certo para se tornar investimento padrão”;
    2. Do risco-retorno ao risco-retorno e impacto. As empresas que têm boa avaliação nos critérios ESG são aquelas que fazem parte da solução, e não parte do problema. Para aderir aos critérios ESG, as instituições não precisam abrir mão de nada, pelo contrário, estarão trilhando o caminho da alta performance, dado que existe uma forte relação entre a adoção de práticas ESG e performance financeira por parte das empresas. De fato, a forma atual de pensar os investimentos é otimizar o risco e o retorno, e a maioria dos investidores faz isso. No entanto, é necessário alocar capital também para otimizar os impactos;
    3. Não existe uma receita de bolo. Assim como é o caso no processo de decisão de investimento tradicional, a aplicação do critério ESG também possui fator subjetivo importante e varia significativamente de acordo com o estilo dos gestores. Não existir uma abordagem única no tratamento de investimentos responsáveis, mas diversas abordagens. Para Hilde Jenssen, da Nordea, dois fatores são importantes no processo: (1) a parte quantitativa, que se baseia em tecnologia para analisar e tratar dados durante a fase inicial de geração de ideias de investimento; e (2) a parte qualitativa, que é ainda mais importante e responsável pela maior geração de valor.
  • Clique aqui para ler o relatório com o feedback completo do quarto e último dia da Expert ESG. Para acessar os feedbacks dos demais dias, clique aqui: Ambiental, Social e Governança.

Petrobras (PETR4): União Indica seis membros para Conselho de Administração

  • Na manhã desta segunda-feira (08/03), a Petrobras divulgou comunicado ao mercado informando a respeito do recebimento de ofício pelo Ministério de Minas e Energia e do Ministério da Economia de seis indicações para a função de Conselheiros de Administração, para deliberação na próxima Assembleia Geral Extraordinária;
  • As seis indicações são: (i) Eduardo Bacellar Leal Ferreira – Presidente do Conselho; (ii) Joaquim Silva e Luna; (iii) Ruy Flaks Schneider; (iv) Márcio Andrade Weber; (v) Murilo Marroquim de Souza e (vi) Sonia Julia Sulzbeck Villalobos Villalobos (sendo esta indicada pelo Ministério da Economia);
  • Acreditamos que o mercado deverá monitorar com atenção as indicações da União para o Conselho da Petrobras, em particular no caso de membros que não faziam parte do Conselho anteriormente e excetuando o General Joaquim de Silva e Luna, cuja indicação já era de conhecimento amplo para a posição de Conselheiro e Presidente da Petrobras. Por hora, ainda não há data agendada para a realização de Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para deliberar sobre a indicação dos Novos Conselheiros e do novo Presidente da Petrobras em substituição ao Sr. Roberto Castello Branco;
  • Mantemos recomendação de Venda nas ações da Petrobras, com preços-alvo de R$24/ação para PETR4 e PETR3.

Siderurgia (GGBR4, GOAU4, USIM5): Atualização do setor de Siderurgia. O que esperar para 2021?

  • Neste relatório, atualizamos as nossas estimativas para as ações da Gerdau, Met. Gerdau e Usiminas. Todas as recomendações ficaram inalteradas. Confira abaixo as novas premissas utilizadas para cada empresa:
  • Elevamos o preço-alvo da Gerdau (GGBR4) para R$32/ação (de R$25/ação) com a alta nos preços do aço e melhores vendas de aços longos. Temos um aumento de 6% A/A nas vendas de aço no Brasil em 2021E (vs. + 5% A/A anteriormente). O setor de aço no Brasil tem espaço para aumentos de preços devido ao dólar mais alto e aos preços internacionais saudáveis. Vemos a Gerdau sendo negociada a 6,0x EV/EBITDA 2021E, abaixo da média histórica;
  • Para Metalúrgica Gerdau (GOAU4), mantivemos nosso desconto justo de 20%, em linha com a média histórica, e atualizamos nosso preço-alvo para R$14,5/ação (de R$11,7/ação);
  • Estamos aumentando nosso preço-alvo de Usiminas (USIM5) para R$16,5/ação (de R$12/ação) com os novos preços de commodities e uma recuperação mais rápida do que o esperado no setor automotivo. Em nossa opinião, os preços mais altos do minério de ferro e os aumentos nos preços do aço devem melhorar os resultados da empresa em 2021. Nosso novo EBITDA 2021E de R$5,0 bilhões implica uma margem de 23% (vs. 20% anteriormente). Temos uma recuperação gradual dos volumes em 2021E (+6% A/A) com expectativa de melhor demanda e um movimento de reabastecimento no setor automotivo. Esperamos alta de 40% nos preços do aço para montadoras em abril. Mantemos a recomendação Neutra.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.