XP Expert

Discurso do presidente do Fed e divulgação do PCE nos EUA são destaque

Discurso do presidente do Fed e divulgação do PCE nos EUA são alguns dos temas de maior destaque nesta sexta-feira, 26/08/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

IBOVESPA +0,6% | 113.532 Pontos

CÂMBIO +0,0% | 5,11/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Mercados amanhecem em baixa, em uma semana marcada por cautela à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, em Jackson Hole. Investidores buscam mais informações sobre a trajetória de aperto monetário do banco central americano, à medida que tenta conter a pior inflação em 40 anos, e se os formuladores de políticas podem cortar as taxas quando o atual ciclo de alta terminar. Na agenda internacional de hoje, temos a divulgação do PCE, o indicador de inflação favorito do Fed. No Brasil, divulgação do índice de preços ao produtor de julho.

Brasil

O Ibovespa fechou em alta de +0,56%, aos 113.532 pontos. O principal índice da Bolsa brasileira acompanhou , em parte, o que foi visto no exterior. Frente ao real, o dólar fechou praticamente estável, com leve alta de 0,02%, a R$ 5,11. As taxas do Tesouro Direto subiram, principalmente devido ao grande leilão realizado pelo Tesouro Nacional, que foi absorvido de maneira integral pelo mercado (o que indica alta demanda pelos títulos nas taxas atuais). O movimento foi contrário ao observado no exterior, em dia marcado por redução nas taxas de títulos soberanos às vésperas da fala de Powell em Jackson Hole, e queda em preços de commodities. DI jan/23 fechou em 13,725%; DI jan/24 foi para 13,185%; DI jan/25 encerrou em 12,1%; DI jan/27 fechou em 11,84%; e DI jan/29 fechou em 11,96%.

Mundo

Mercados globais amanhecem negativos (EUA -0,4% e Europa -0,3%) com foco total no discurso do Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, no Simpósio de Jackson Hole. Caso a autoridade monetária americana se posicione de maneira mais contracionista e vá em linha com o pronunciamento de outros membros do Fed durante a semana, o sentimento do mercado pode se tornar negativo mais uma vez. Segundo dados do CME Group, o consenso já aponta novamente para uma probabilidade em torno de 63% de uma alta de 75bps na próxima reunião do FOMC. Na Europa, dados negativos no sentimento dos exportadores e consumidores da Alemanha, em virtude do aumento dos preços de energia, corrobora com pressão baixista para as bolsas locais. Na China, o índice de Hang Seng (+1,0%) encerra em alta, com notícias de que a Comissão de Valores Mobiliários da China poderá conceder acesso aos documentos de auditoria requisitados pelos reguladores americanos. O otimismo é catalisado à medida que, caso a resolução ocorra, os riscos de deslistagem das empresas chinesas nas bolsas americanas serão mitigados.

Discurso de Jerome Powell em Jackson Hole

O presidente do Fed, Jerome Powell, faz hoje seu esperado discurso no seminários de política monetária de Jackson Hole. Os mercados esperam que o presidente apresente o plano do banco central americano para reduzir a inflação, principalmente se um novo aumento de 0,75 p.p. deve vir na reunião de setembro do comitê de política monetária (FOMC). Em declarações recentes, membros do Fed têm alertado sobre a necessidade de mais esforço monetário do que os mercados estão apreçando atualmente.

PCE dos EUA

Os números do deflator dos gastos com consumo de julho (PCE) – o indicador de inflação favorito do Fed – é outro ingrediente importante para a decisão do banco central americano sobre as taxas de juros. O consenso de mercado espera uma inflação mensal de 0,0% no índice cheio e 0,2% no núcleo (que exclui itens mais voláteis). Em 12 meses, a inflação global medida pelo deflator do consumo deve cair modestamente para 6,4%, de 6,8% em junho.

Índice de confiança do consumidor da Alemanha

O índice de confiança do consumidor da Alemanha caiu de -30,6 pontos em agosto para -36,5 em setembro. O resultado veio abaixo dos -31,8 esperados pelo mercado. Desde o começo da coleta de dados, em 1991, o valor atual é o mais baixo para o índice.

Veja todos os detalhes

Economia

Atenções se voltam para o discurso de Powell. A inflação medida pelo deflator do consumo também é destaque nos EUA

  • O presidente do Fed (banco central dos EUA), Jerome Powell, faz hoje seu esperado discurso no seminários de política monetária de Jackson Hole. Os mercados esperam que o presidente apresente o plano do Fed para reduzir a inflação, principalmente se um novo aumento de 0,75 pp deve vir na reunião de setembro do comitê de política monetária (FOMC). Em declarações recentes, membros do Fed têm alertado sobre a necessidade de mais esforço monetário do que os mercados estão apreçando atualmente. James Bullard, presidente do St Louis Fed e membro votante do FOMC, disse ontem que o Fed pode ter que manter taxas de juros mais altas por mais tempo do que o inicialmente esperado, dadas as pressões inflacionárias persistentes;
  • Também divulgados hoje, os números do deflator dos gastos com consumo de julho – o indicador de inflação favorito do Fed – são outro ingrediente importante para a decisão do Fed sobre as taxas de juros. O consenso de mercado espera uma inflação mensal de 0,0% no índice cheio e 0,2% no núcleo (que exclui itens mais voláteis). Em 12 meses, a inflação global medida pelo deflator do consumo deve cair modestamente para 6,4%, de 6,8% em junho;
  • Os preços das commodities estão em alta esta manhã, refletindo o estímulo econômico do governo chinês anunciado ontem e a expectativa de que o Fed possa não apertar a política monetária de forma muito intensa adiante. O Petróleo do tipo brent voltou a superar 100 dólares por barril;
  • Os indicadores de confiança do consumidor na Europa foram mistos esta manhã. A confiança ficou abaixo das expectativas na Alemanha, mas melhor do que o esperado na França e na Itália. Ainda é incerto o quanto o aumento dos preços do gás natural afetará a atividade econômica europeia;
  • Nenhuma notícia relevante no cenário econômico do Brasil hoje.

Empresas

AgroGalaxy (AGXY3) anuncia nova CEO

  • A Agrogalaxy anunciou hoje (25 de agosto) que o conselho aprovou a nomeação da Sra. Sheilla Albuquerque como a nova Diretora Executiva (CEO) da empresa, a partir de 1º de setembro. O atual CEO, o Sr. Welles Pascoal foi nomeado para o cargo de Diretor do Conselho;
  • Vemos o anúncio como positivo pois
    • O processo sucessório é sem fricções, pois a Sra. Albuquerque ingressou na AGXY em dez/20 e trabalhou junto com o Sr. Pascoal na Dow AgroSciences;
    • A Sra. Albuquerque possui uma visão holística de toda a operação da AGXY, em nossa opinião;
    • Vemos a mudança como positiva na perspectiva ESG; e
    • A Sra. Albuquerque já teve uma série de interações com investidores e é bem conhecida pelo mercado.
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Data Expert | Carrinho XP: Black Friday e Copa do Mundo – Quem vai ganhar esse jogo?

  • Na edição deste mês do Carrinho XP, trazemos um resumo das nossas expectativas e das expectativas das varejistas em relação à dinâmica de vendas do 2S22, especialmente frente à sobreposição da Black Friday e da Copa do Mundo este ano;
  • Durante alguns eventos e palestras recentes do setor de comércio eletrônico, observamos um sentimento cauteloso entre as varejistas, dado que a sobreposição representa um desafio i) em termos de participação no orçamento dos consumidores; ii) Navegação online e tráfego de clientes em lojas, especialmente em dias de jogos do Brasil; e iii) Potenciais interrupções na cadeia logística frente à redução da jornada de trabalho;
  • De forma geral, acreditamos que as perspectivas serão diferentes entre as categorias, com uma visão mais construtiva para artigos esportivos, TVs e varejo alimentar, enquanto as empresas dependentes de circulação de pessoas devem ter um cenário mais desafiador;
  • No entanto, ainda vemos as festas de fim de ano acontecendo, enquanto as compras de Black Friday devem acontecer de forma mais espalhada. Vemos o Grupo Mateus e Assaí como os mais bem posicionados nesse cenário, enquanto Magalu, Via, Multilaser e Alpargatas podem ter riscos de alta em nossa visão;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Bradesco (BBDC4) adquire Ictineo Plataforma para ingressar no mercado de contas digitais no México (InfoMoney);
    • PagSeguro tem lucro recorde e ações sobem (Valor);
    • IRB anuncia oferta pública restrita de ações que pode alçançar R$ 1,2 bilhão (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Grandes varejistas projetam perda de R$ 7,8 bi com calotes.. (Valor);
    • A visão de Luiza Trajano sobre a importância de lojas físicas para o Magalu. (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • ONS obtém certificado por evitar emissões (Valor Econômico);
    • ANP aprova inclusão de 218 blocos da Margem Equatorial na Oferta Permanente de Concessão (Valor Econômico);
    • Em sessão de alta volatilidade, petróleo recua com receios sobre a oferta e a demanda (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Resumo do 2º tri de 2022: Uma temporada menos negativa do que esperada; 76% dos resultados acima das expectativas

  • Apesar do cenário incerto, a temporada de resultados americana do segundo trimestre, que atualmente caminha para o seu fim, segue em tom positivo;
  • Com 76% das empresas do S&P 500 superando as expectativas, a surpresa agregada nos lucros ficou na casa de 4,1%;
  • O crescimento dos lucros vs. períodos anteriores também continua em um patamar saudável, com a média de 7,7% para o 2º trimestre de 2022;
  • Entretanto, importante avaliarmos que a leitura positiva reforça a ideia de que os números parecem transmitir uma mensagem de que o impacto da desaceleração global ainda não afetou materialmente as empresas;
  • Dessa forma, entendemos que ainda há espaço para possíveis compressões de margens das empresas frente ao aumento da probabilidade de recessão;
  • Para se aprofundar, leia o relatório completo.

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | T-Mobile faz parceria com SpaceX visando aumentar a conectividade

  • Ação da Dell cai após executivos sinalizarem tempos mais difíceis pela frente;
  • T-Mobile usará satélites de Musk para novo serviço de telefone remoto;
  • Sony aumenta o preço do PlayStation 5 devido a inflação crescente;
  • Baterias que utilizam cobalto estão perdendo espaço no mercado;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Alocação & Fundos

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias
    • O Crescimento dos Fiagros (Suno);
    • Kinea Real Estate (KNRI11): boa diversificação de inquilinos, setores e segmentos (Expert XP);
    • Como chegar a R$ 1 milhão com fundos imobiliários em 10 anos? E em 30? (Uol);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Raio-X das metas de emissões das companhias brasileiras; Empresas precisam acelerar o ritmo para atingir seus objetivos

  • Embora os eventos globais recentes possam ter mudado as prioridades de curto prazo em relação à segurança energética, a descarbonização permanece nos holofotes para formuladores de políticas, empresas, investidores e demais stakeholders. Para o mercado, a disponibilidade de dados climáticos continua sendo um desafio, com uma clara demanda dos investidores por informações ESG de maior qualidade;
  • Com o objetivo de diminuir essa lacuna de dados, neste relatório nós compilamos números relevantes de emissões de carbono divulgados pelas empresas brasileiras, destacando aquelas que possuem metas de redução de emissões. Analisamos o universo de companhias do Ibovespa, usando como base dados da MSCI, e vimos que 45 de 90 empresas (50%) possuem metas para reduzir as emissões, ao mesmo tempo em que 64% está atrás em mais da metade, evidenciando um longo caminho pela frente para alcançar seus objetivos;
  • Clique aqui para acessar o conteúdo completo.

Renner anuncia primeira coleção de jeans rastreada por blockchain do mercado | Café com ESG, 26/08

  • O mercado fechou o pregão de quinta-feira em território neutro, com o Ibov e ISE em alta de +0,6% e +0,3%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) a Orizon anunciou que está se preparando para uma nova fase, em que pretende transformar toda sua base recém-adquirida em “ecoparques” capazes de fabricar produtos variados, como energia a partir de biogás, resinas de plástico reciclado para atender a indústria de bens de consumo, e fertilizantes produzidos a partir de matéria orgânica; e (ii) a Renner colocou no mercado a primeira coleção de jeans rastreada por blockchain, uma tecnologia que permite acompanhar todo o ciclo produtivo, do cultivo do algodão à fabricação das peças – para Fabio Faccio, CEO da companhia, a consciência dos consumidores e dos investidores em relação ao foco sustentável da Renner está evoluindo aos poucos, mas nessa nova fase a empresa quer tomar a frente desse processo;
  • No internacional, a Califórnia, o estado mais populoso do país e o centro da cultura automobilística dos EUA, está proibindo a venda de novos veículos movidos a gasolina a partir de 2035, marcando um passo histórico na batalha do estado contra as mudanças climáticas – a regra, emitida ontem pelo Conselho de Recursos Aéreos da Califórnia, forçará as montadoras a acelerar a produção de veículos mais limpos a partir de 2026, até que as vendas de apenas carros, picapes e SUVs com emissão zero sejam permitidas no estado. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.